Abrir menu principal

O Homem Que Virou Suco

filme de 1980 dirigido por João Batista de Andrade
(Redirecionado de O Homem que Virou Suco)
O homem que virou suco
 Brasil
1981 •  cor •  90 min 
Direção João Batista de Andrade
Roteiro João Batista de Andrade
Elenco José Dumont
Aldo Bueno
Rafael de Carvalho
Ruthinéa de Moraes
Denoy de Oliveira
Género drama, comédia
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

O homem que virou suco é um filme brasileiro de 1981 dirigido por João Batista de Andrade. Em novembro de 2015 o filme entrou na lista feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.[1]

SinopseEditar

Deraldo, poeta popular recém-chegado do Nordeste a São Paulo, sobrevivendo de suas poesias e folhetos é confundido com o operário de uma multinacional que mata o patrão na festa que recebe o título de operário símbolo. O filme aborda a resistência do poeta diante de uma sociedade opressora, esmagando o homem dia-a-dia, eliminando suas raízes.

ElencoEditar

PremiaçõesEditar

Festival Internacional de Moscou (1981)

  • Recebeu a Medalha de Ouro (Melhor Filme)

Festival de Gramado (1981)

  • Venceu nas categorias de Melhor Roteiro, Melhor Ator, Melhor Ator Codjuvante.

Festival de Brasília (1980)

  • Venceu na categoria de Melhor Ator.

Festival Internacional de Huelva (1981) (Espanha)

  • Venceu na categoria de Melhor Ator.

Juventude Soviética - Moscou (1981)

  • Recebeu o Prêmio Mérito Humanitário.

Festival de Nevers (1983)

  • Venceu nas categorias de Melhor Filme e Prêmio da Crítica.

Outros prêmiosEditar

  • Prêmio Qualidade Concine (1983) (Brasil)
  • Prêmio São Saruê, concedido pela Federação dos Cineclubes do Rio de Janeiro (1983)[carece de fontes?]

Referências

  1. André Dib (27 de novembro de 2015). «Abraccine organiza ranking dos 100 melhores filmes brasileiros». Abraccine. abraccine.org. Consultado em 26 de outubro de 2016 
  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.