I girasoli

Filme de 1970 dirigido por Vittorio De Sica
(Redirecionado de Os Girassóis da Rússia)

I girasoli (prt: O Último Adeus[1]; bra: Os Girassóis da Rússia[2][3][4]) é um filme soviético-franco-italiano de 1970, dirigido por Vittorio De Sica e produzido por Carlo Ponti.[4][1][2] O drama é estrelado por Sophia Loren e Marcello Mastroianni, com Ludmila Savelyeva fazendo o triângulo amoroso.

I girasoli
I girasoli
No Brasil Os Girassóis da Rússia
Em Portugal O Último Adeus

1970 •  cor •  98 min 
Gênero drama romântico
Direção Vittorio De Sica
Produção Carlo Ponti
Roteiro
Elenco
Música Henry Mancini
Idioma

Foi o primeiro filme ocidental gravado no antigo bloco comunista.[2] Il girasoli conta o drama de Giovana (Sophia Loren), que, após a Segunda Guerra Mundial, vai em busca de seu marido, desaparecido nos campos de batalha da União Soviética.[3] A protagonista viaja por cidades e campos de girassóis soviéticos, com cenas filmadas nas cercanias de Moscou e de Poltava, na Ucrânia soviética.[5]

Sinopse

editar

Giovanna, uma mulher italiana obstinada, está em uma busca desesperada para encontrar seu marido Antonio, que desapareceu nos campos de batalha da Segunda Guerra Mundial na Rússia. Fazendo a cansativa viagem por terra anos após o fim da guerra, ela rastreia Antonio e descobre que ele é um homem mudado.[6][7]

Elenco

editar
Ator Papel Detalhes
Sophia Loren Giovanna Esposa italiana de Antonio
Marcello Mastroianni Antonio Soldado italiano desaparecido
Ludmila Savelyeva Masha (Maria) Esposa russa de Antonio
Galina Andreyeva Valentina Ivanovna Funcionária soviética
Anna Carena Mãe de Antonio
Germano Longo Ettore Segundo marido de Giovanna
Nadya Serednichenko A camponesa russa Mulher no campo de girassóis
Glauco Onorato O veterano Soldado que retorna da URSS
Silvano Tranquilli Operário italiano Operário italiano na URSS
Marisa Traversi Prostituta A mulher na estação
Gunars Cilinskis Funcionário russo Ministério soviético
Carlo Ponti, Jr. Bebê de Giovanna Não-creditado
Pippo Starnazza Funcionário italiano Gabinete de Consulta

Produção

editar
 
Giovanna (Sophia Loren) com uma foto do marido Antonio (Marcello Mastroiani).

I girasoli foi filmado na Itália e na União Soviética. Os locais de filmagem incluíram Bereguardo, Milão e Moscou; as cenas no cemitério foram filmadas na vila de Chernechiy Yar, região de Poltava, na SSR da Ucrânia.[5] Com roteiro de Tonino Guerra e Cesare Zavattini,[8] as filmagens foram concluídas em setembro de 1969. As filmagens na União Soviética foram realizadas em colaboração com a Mosfilm.[9] Os Girassóis da Rússia é o primeiro filme da Europa Ocidental coproduzido pela União Soviética desde o início da Guerra Fria.[10] Este foi o terceiro filme dirigido por Vitorio De Sica que traz como protagonistas o casal formado por Sophia Loren e Marcello Mastroianni.[11] No total, Loren e Mastroianni trabalhariam juntos em mais 11 filmes.[11]

 
O veterano italiano (Glauco Onorato) que retornou da Rússia.

Na filmagem em Moscou, é visível a estação de metrô Leninskie Gory, a Galeria de Escadas Rolantes, a loja GUM e a Igreja do Arcanjo Miguel em Troparyovo. A cena na aldeia russa foi filmada em Kolomenskoye, e a cena em que a protagonista Sophia Loren pergunta sobre seu noivo em uma vila russa foi filmada em Zakharkovo.[12] A cena da retirada dos italianos em Stalingrado foi filmada no gelo do rio Volga, perto da vila de Gorodnya, distrito de Konakovsky, na região de Kalinin.[13] A cena em que Giovanna sai de casa e vai para a estação de trem é Kanatchikovsky Proezd, enquanto a cena da estação onde Giovanna embarca no trem é a estação Kanatchikovo. A cena em que Giovanna vê a casa do italiano foi filmada no museu-reserva Kolomenskoye, quando as casas dos agricultores coletivos “Gigante do Jardim” (em russo: Огородный гигант, transl. Ogorodnyy gigant) ainda estavam preservadas. Giovanna atravessa o Portão Spassky até a casa onde Antonio deverá retornar em breve.[14]

O clímax do filme foi filmado na Ucrânia, na região de Poltava, mostrando o cemitério de soldados italianos do ARMIR. A natureza de Poltava levou o diretor Vittorio De Sica a mudar o título provisório do filme para “Girassóis”.[5][13] As filmagens duraram uma semana em julho de 1969 na vila de Chernechiy Yar, perto do famoso Dikanka de Gogol.[13] Os italianos convidaram o diretor de cinema Andrei Konchalovsky a ser o segundo diretor.[13] Durante as filmagens na Ucrânia, Sophia Loren passou pela capital Kiev, onde fez uma visita a Viktor Nekrasov, um veterano da Batalha de Stalingrado, em seu apartamento em Passage.[13] O filme cita o poema “O Italiano” (em russo: Итальянец, transl. Ital'yanets, 1943) de Mikhail Svetlov.[15]

Lançamento

editar
 
Foto real duma coluna italiana avançando para novas posições na União Soviética, no inverno de 1942.

Inicialmente, a estreia do filme deveria acontecer em 8 de março de 1970 em Moscou, mas devido às exigências do lado soviético para fazer alterações no corte já montado, removendo imagens do cemitério de soldados italianos, a estreia aconteceu em 13 de março de 1970 em Roma. O filme foi lançado em 19 de março de 1970 em cinco cidades da Itália,[16] e mais 13 cidades por ocasião da Páscoa. Foi o primeiro filme italiano a ser dublado e exibido no Radio City Music Hall, em Nova York.[17]

Os Girassóis da Rússia estreou em Moscou em junho de 1970, na presença de Sophia Loren e Carlo Ponti.[18] A atriz italiana Sophia Loren e a atriz soviética Ludmila Savelyeva participam da cerimônia de boas-vindas no aeroporto em Moscou, em maio do mesmo ano.[19] Os censores soviéticos não gostaram da trama, onde um invasor italiano continuou vivendo na URSS, e o filme teve apenas uma curta exibição nos cinemas.[20] Sophia Loren era muito popular entre os russos,[21] e já havia recebido um prêmio no Festival de Cinema de Moscou por sua atuação anterior com Mastroianni em Matrimonio all'italiana,[20] e outros filmes italianos já haviam sido proibidos na URSS por serem "muito burgueses".[22]

Prêmios e indicações

editar
Prêmio Categoria Recipiente Resultado Ref.
David di Donatello Melhor atriz Sophia Loren Venceu [23]
Oscar 1971 Melhor trilha sonora Henry Mancini Indicado [24]

Ver também

editar

Referências

  1. a b «O Último Adeus». Portugal: CineCartaz. Consultado em 14 de novembro de 2019 
  2. a b c «Os Girassóis da Rússia». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 14 de novembro de 2019 
  3. a b STERNHEIM, Alfredo (ed.) (2002). Guia de vídeo e DVD 2002. São Paulo (Brasil): Nova Cultural. p. 284. 962 páginas. ISBN 8513011185 
  4. a b «Os Girassóis da Rússia». Brasil: CinePlayers. Consultado em 14 de novembro de 2019 
  5. a b c Kucherenko, Olesya (18 de setembro de 2008). ««Сестрица» знаменитой Софи Лорен живет под Диканькой ФОТО» [“Irmã” da famosa Sophia Loren mora perto de Dikanka (FOTO)]. KP.UA (em russo). Consultado em 9 de abril de 2024 
  6. «Os Girassóis da Rússia | I girasoli». MUBI (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2024 
  7. «Os girassóis da Rússia - I girasoli». Instituto Moreira Salles. Consultado em 9 de abril de 2024 
  8. Caruso, Octavio (3 de maio de 2020). «O belíssimo "Os Girassóis da Rússia", de Vittorio De Sica». Devo tudo ao Cinema. Consultado em 9 de abril de 2024 
  9. «ПОДСОЛНУХИ (1970)» [Girassóis (1970)]. Kino Teatr (em russo). Consultado em 9 de abril de 2024 
  10. Dewey, Donald (1993). Marcello Mastroianni: His Life and Art (em inglês). Secaucus, Nova York: Carol Publishing Group. p. 15. ISBN 978-1559721585. OCLC 26974666 
  11. a b DCine (21 de abril de 2020). «Cosecha de 1970». Dcine.org (em espanhol). Consultado em 9 de abril de 2024 
  12. «История парка: Последнее столетие» [História do Parque: O Século Passado]. Parkk.ru (em russo). Consultado em 9 de abril de 2024. Arquivado do original em 7 de fevereiro de 2009 
  13. a b c d e «Встреча Софи Лорен с Виктором Некрасовым в Киеве (1969)» [Encontro entre Sophia Loren e Viktor Nekrasov em Kiev (1969)]. Nekrassov Viktor (em russo). Consultado em 9 de abril de 2024 
  14. «1969 Коломенское. Спасские ворота» [1969 Kolomenskoye. Portão Spassky]. RetroMap (em russo). Consultado em 9 de abril de 2024. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2018 
  15. «Подсолнухи (1970) — смотреть фильм — Военная хроника» [Girassóis (1970) – assista ao filme – Crônica Militar]. Voenhronika.ru (em russo). Consultado em 9 de abril de 2024 
  16. "Avco Embassy's Graziosi Blueprints Plan To Perk Majors O'seas Distrib". Variety. 10 de junho de 1970. p. 32.
  17. "New York Sound Track". Variety. 23 de setembro de 1970. p. 4.
  18. «Sophia Loren in Moskau». Die Neue Zeit (em alemão): 4. 4 de junho de 1970 
  19. «Moscow, USSR. May, 1970. Italian actress Sophia Loren (L) and Soviet actress Lyudmila Savelyeva». IMAGO (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2024 
  20. a b Timofeychev, Alexey (5 de agosto de 2017). «Soviet women's search for style: Who helped determine their tastes?». Russia Beyond (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2024 
  21. Zubacheva, Ksenia (18 de agosto de 2017). «10 celebrities who were possible to bump into on Red Square». Russia Beyond (em inglês). Consultado em 9 de abril de 2024 
  22. Thome, Ludwig (25 de janeiro de 1969). «Ist die Loren den Russen gefhrlich?» [Seria Loren perigosa para os russos?]. Die Furche (em alemão). Consultado em 9 de abril de 2024 
  23. Fárber, Guillermo (23 de maio de 2022). «Los girasoles de Rusia». Noroeste (em espanhol). Consultado em 9 de abril de 2024 
  24. «43° Oscar - 1971». Cineplayers. 9 de dezembro de 2018. Consultado em 9 de abril de 2024 

Bibliografia

editar

Ligações externas

editar