Otaviano Canuto

Otaviano Canuto dos Santos Filho (Aracaju, 5 de janeiro de 1956) é um economista brasileiro. Foi Diretor Executivo do Fundo Monetário Internacional - FMI para Brasil, Cabo Verde, República Dominicana, Equador, Guiana, Haiti, Nicarágua, Panamá, Suriname, Timor-Leste e Trindade e Tobago[1]. Atualmente, é Diretor Executivo do Banco Mundial para Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Filipinas, Suriname e Trindade e Tobago[2].

Otaviano Canuto
Nascimento 5 de janeiro de 1956
Aracaju
Residência Washington
Cidadania Brasil
Alma mater
Ocupação economista
Empregador Universidade de São Paulo
Página oficial
http://lattes.cnpq.br/1918486001122267

EducaçãoEditar

Canuto obteve sua graduação como bacharel em economia pela Universidade Federal de Sergipe, São Cristovão-Sergipe, Brasil, onde estudou no período de 1973-76. Foi ganhador do "Prêmio Mestre na Arte da Economia", da Universidade de Concordia, Montreal- Quebec, Canadá, de 1979-1981. Canuto recebeu o título de doutor em economia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-São Paulo, Brasil, onde estudou de 1986 até 1991.

Referências

  1. RODRIGUES, Luciana. Otaviano Canuto é o novo diretor pelo Brasil no FMI. Site O Globo. Disponível em: <http://m.oglobo.globo.com/economia/otaviano-canuto-o-novo-diretor-pelo-brasil-no-fmi-1-16576117>. Publicado em: 27 de Junho de 2015. Acesso em 8 de Junho de 2016.
  2. «EDS15 Home». www.worldbank.org (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2017 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.