Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Panela (desambiguação).

Panelas é um município brasileiro do estado de Pernambuco, Região Nordeste do país. Sua população estimada em 2017 era de 26 417 habitantes.[4] Administrativamente, Panelas é formado pelos distritos Cruzes, São José e São Lázaro e sede.

Município de Panelas
Formação rochosa em Panelas

Formação rochosa em Panelas
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 18 de maio de 1870 (149 anos)
Gentílico panelense[1]
Prefeito(a) Joelma Duarte de Campos (PSB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Panelas
Localização de Panelas em Pernambuco
Panelas está localizado em: Brasil
Panelas
Localização de Panelas no Brasil
08° 39' 50" S 36° 00' 21" O08° 39' 50" S 36° 00' 21" O
Unidade federativa Pernambuco
Região intermediária

Caruaru IBGE/2017[2]

Região imediata

Caruaru IBGE/2017[2]

Municípios limítrofes Altinho, Quipapá, Jurema, Lagoa dos Gatos, Cupira, São Benedito do Sul e Ibirajuba
Distância até a capital 182 km
Características geográficas
Área 380,428 km² [1]
Distritos Cruzes, Panelas (sede), São José e São Lázaro[3]
População 26 417 hab. estatísticas IBGE/2017[4]
Densidade 69,44 hab./km²
Altitude 532 m
Clima semiárido BSh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,569 baixo PNUD/2010[5]
PIB R$ 159 396,98 mil IBGE/2015[6]
PIB per capita R$ 6 023,16 IBGE/2015[6]

HistóriaEditar

Panelas obteve sua autonomia municipal em 18 de maio de 1870 pela Lei Provincial nº 919, tendo sido desmembrado do município de Caruaru e parte do território do município de São Bento do Una.

GeografiaEditar

Localiza-se a uma latitude 08º39'49" sul e a uma longitude 36º00'21" oeste, estando a uma altitude de 532 metros. De acordo com a divisão regional vigente desde 2017, instituída pelo IBGE,[7] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária e Imediata de Caruaru.[2] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, fazia parte da microrregião do Brejo Pernambucano, que por sua vez estava incluída na mesorregião do Agreste Pernambucano.[8]

O município de Panelas encontra-se no Planalto da Borborema, apresentando relevo ondulado, característico desta unidade. A vegetação nativa é a floresta caducifólia ou subcaducifólia.

O município de está nos domínios da Bacia Hidrográfica do Rio Una e os principais tributários são os rios da Chata, Panelas e do Feijão, além dos riachos: Gaiola, da Areia e Duas Barras, alguns de regime intermitente.

DistritosEditar

CruzesEditar

Cruzes é o maior distrito do município de Panelas, a vila está localizada a 13 km de distância da sede. segundo Distrito do município, é o braço direito em termos sociais e populacionais, segundo pesquisas demográficas recentes, teria aproximadamente 8 mil habitantes. Existe até uma ideia compartilhada por muitos, a de emancipação futura desta vila.

A vila de Cruzes têm como festas religiosas tradicionais: as comemorações juninas, Festa de Nossa Senhora da Conceição (realizada pelos católicos) e outros eventos religiosos do seguimento evangélico realizado por igrejas situadas na vila.

Segundo moradores mais velhos e professores, o nome Cruzes têm versões parecidas, cuja todas apontam para ruas ou caminhos cruzados e a presença de cruzes originadas pelo enterro de crianças pagãs. Apesar desse nome estranho, Cruzes era um local tranquilo para se morar, até que recentemente, relatos de assaltos e envolmimentos em drogas, colocaram a Vila como um lugar um pouco violento.

Maratona de

Em 1983 com o objetivo de homenagear o aniversário do time Cruzeiro Esporte Clube da Vila de Cruzes, 2º Distrito da cidade de Panelas, João Pedro (Zazá) reuniu-se com um grupo de amigos e a partir de então, deram início a uma das mais tradicionais festas esportivas do interior do estado de Pernambuco, a Maratona de Cruzes, que desde 1983 traz para a cidade e região uma autêntica disputa de velocidade e resistência.

A festividade traz também várias apresentações culturais como bacamarteiros, bumba-meu-boi, capoeira, mamulengo, banda de pífanos e Antônio da Boneca, além de três dias de muito forró com bandas reconhecidas nacionalmente. A Maratona de Cruzes recebe cerca 60 mil pessoas ao longo de sua programação.

São José do BolaEditar

Vila São José do Bola, Distrito de Panelas, Agreste Meridional. Localizado a 10 km da sede, foi criada na década de 1940, nas terras de José Filipe Barbosa conhecido por "Zezinho da Areia" renomado agropecuarista da Região.

Teve primeiro o nome de Bola, pois ali havia uma intensa vegetação com inúmeros tatus-bola. Ao passar à categoria de vila, teve São José como orago padroeiro.

São José do Bola, tem como suas principais atrações a festa do Padroeiro São José e as festas juninas, com destaque para o Tradicional "Casamento do Matuto" e concurso de fantasia de carros-de-bois. Lugar atraente, pacato e gostoso de viver.

São LázaroEditar

A vila de São Lázaro é o quarto distrito de Panelas. Localizada a cerca de 10 km da sede na BR-104 no sentido de Quipapá.

PrefeitosEditar

 Ver artigo principal: Lista de prefeitos de Panelas

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Panelas». Consultado em 6 de julho de 2018. Cópia arquivada em 6 de julho de 2018 
  2. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 6 de julho de 2018 
  3. Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). «Panelas - Histórico» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 6 de julho de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 6 de julho de 2018 
  4. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (30 de agosto de 2017). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2017» (PDF). Consultado em 18 de abril de 2018 
  5. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 1 de outubro de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 8 de julho de 2014 
  6. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2015). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2015». Consultado em 6 de julho de 2018. Cópia arquivada em 6 de julho de 2018 
  7. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 6 de julho de 2018. Cópia arquivada em 6 de julho de 2018 
  8. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Divisão Territorial Brasileira 2016». Consultado em 6 de julho de 2018 

Ligações externasEditar