Abrir menu principal

Biografia selecionada

SatyajitRay.jpg

Satyajit Ray (em bengali: সত্যজিত রায় ou সত্যজিৎ রায় ; 2 de maio de 192123 de abril de 1992) foi um cineasta indiano que é lembrado por muitos como um dos grandes diretores do cinema do século XX. Nasceu na cidade de Calcutá, numa família bengali proeminente no mundo das artes e letras. Começando sua carreira como artista comercial, Ray foi levado ao mundo do cinema após se encontrar com o cineasta francês Jean Renoir e assistir ao filme neorealista italiano Ladri di biciclette, durante uma visita a Londres.

Um cineasta prolífico e versátil, Ray dirigiu 37 filmes, incluindo filmes, documentários e curtas. O primeiro filme de Ray, Pather Panchali, ganhou 11 prêmios internacionais, incluindo "Melhor documentário humano" no Festival de Cannes. Junto de Aparajito e Apur Sansar, o filme forma a "trilogia Apu", vista por muitos como o magnum opus de Ray. Ele trabalhou extensivamente em diversas funções, incluindo roteiro, elenco, trilha sonora, fotografia, direção de arte, edição e confecção de seu próprio material publicitário. Além de fazer filmes, ele foi um autor de ficções, editor, ilustrador, designer gráfico e crítico de cinema. Ray recebeu muitos prêmios importantes em sua carreira, incluindo 32 prêmios nacionais de filmes da Índia, uma série de prêmios no Festival Internacional de Cinema e um Óscar em reconhecimento ao seu trabalho em 1992.




Portrait Gandhi.jpg

Mohandas Karamchand Gandhi (em hindi: मोहनदास करमचन्‍द गान्‍धी ; em guzerate: મોહનદાસ કરમચંદ ગાંધી; Porbandar, 2 de outubro de 1869Nova Déli, 30 de janeiro de 1948), mais conhecido como Mahatma Gandhi (do sânscrito "Mahatma", "A Grande Alma") foi o idealizador e fundador do moderno Estado indiano e o maior defensor do Satyagraha (princípio da não agressão, forma não violenta de protesto) como um meio de revolução.

O princípio do satyagraha, frequentemente traduzido como "o caminho da verdade" ou "a busca da verdade", também inspirou gerações de ativistas democráticos e antirracistas, incluindo Martin Luther King Jr. e Nelson Mandela. Frequentemente, Gandhi afirmava a simplicidade de seus valores, derivados da crença tradicional hindu: verdade (satya) e não violência (ahimsa).

Gandhi liderou os indianos ao desafiar o imposto sobre o sal criado pelos britânicos com a Marcha do Sal em 1930, e mais tarde, ao exigir que os britânicos deixassem a Índia em 1942. Nathuram Godse, um nacionalista hindu, assassinou Gandhi em 30 de janeiro de 1948.




Rabindranath Tagore in 1909.jpg

Rabindranath Tagore (em bengali: রবীন্দ্রনাথ ঠাকুর , 7 de maio de 1861 - 7 de agosto de 1941), também conhecido pelo epíteto de Gurudev, foi um poeta bengali, filósofo Brahmo (hindu monoteísta sincrético), artista plástico, dramaturgo, compositor e escritor cujas obras vanguardistas reformularam literatura e música bengali no final do século XIX e início do século XX. Um ícone cultural célebre de Bengala, se tornou o primeiro laureado com o Prêmio Nobel da Ásia, quando ganhou o Nobel de Literatura em 1913.

Um brâmane pirali de Calcutá, Tagore já escrevia poemas aos oito anos. Com a idade de dezesseis anos, publicou sua primeira poesia substancial sob o pseudônimo Bhanushingho ("Sun Lion") e escreveu seus primeiros contos e dramas em 1877. Tagore condenava a Índia britânica e apoiou sua independência.Seus esforços resistiram em seu vasto conjunto de regras e na instituição que ele fundou, Universidade Visva-Bharati. Tagore modernizou a arte bengali desprezando as rígidas formas clássicas. Seus romances, histórias, canções, danças dramáticas e ensaios falavam sobre temas políticos e pessoais.




Jnehru.jpg

Jawaharlal Nehru (em hindi: जवाहरलाल नेहरू , Javāharlāl Nehrū) (Allahabad, 14 de novembro de 1889Nova Délhi, 27 de maio de 1964), também conhecido como Pandit (professor) Nehru ou Pandita Nehru, foi um estadista indiano, que foi o primeiro (e até hoje o de mandato mais longo) primeiro-ministro da Índia, desde 1947 até 1964. Líder da ala socialista no Congresso Nacional Indiano durante e após o esforço da Índia para a independência do Império Britânico, tornou-se no primeiro-ministro da Índia na independência, de 15 de agosto de 1947 até sua morte.

Figura líder do movimento de independência indiano, Nehru foi eleito pelo Partido do Congresso para assumir o posto inaugural de primeiro-ministro da Índia independente, e reeleito quando Partido do Congresso ganhou a primeira eleição geral da Índia em 1952. Como um dos fundadores do Movimento Não-Alinhado, foi também uma figura importante na política internacional do pós-guerra. Ao longo de sua vida, Nehru foi também um defensor do socialismo fabiano e do setor público como o meio pelo qual os desafios de longa data do desenvolvimento econômico poderiam ser abordados pelas nações mais pobres.




Chanakya artistic depiction.jpg

Cautília, Kautília ou Kautilya (c. 370 a.C.283 a.C.), também chamado de Chanakya ou Vichnugupta, foi um estadista e filósofo indiano dos séculos IV e III a.C. que serviu como primeiro-ministro de Chandragupta Máuria (r. 322/321–298/297 a.C.), o fundador do Império Máuria. Ele foi fundamental para ajudar Chandragupta a derrubar a dinastia Nanda em Pataliputra, na região de Mágada. Segundo os historiadores, foi graças a seu trabalho que o Império Máuria sob Chandragupta e Asoca (r. 272/268–238 a.C.) tornou-se um modelo de governo eficiente.

Cautília nasceu no seio da casta brâmane (a mais alta classe da sociedade hindu), e recebeu sua educação em Taxasila (atual Taxila, Afeganistão). É conhecido por dominar conhecimentos de medicina e astrologia, e acredita-se que fosse familiar com elementos da aprendizagem persa e grega introduzida na Índia pelos zoroastristas. A ele é atribuída a autoria de um tratado clássico de político, o Artaxastra ("a ciência do ganho material"), uma compilação de quase tudo que havia sido escrito até o momento na Índia a respeito do artha (propriedade, economia ou sucesso material).




Afonso de Albuquerque (Sloane).jpg

Afonso de Albuquerque (Alhandra, 1453Goa, 16 de dezembro de 1515) foi um fidalgo, militar e o 2.º Vice-Rei e Governador da Índia Portuguesa, cujas ações militares e políticas foram determinantes para o estabelecimento do Império Português no oceano Índico. Afonso é reconhecido como um génio militar pelo sucesso da sua estratégia de expansão: procurou fechar todas as passagens navais para o Índico – no Atlântico, Mar Vermelho, Golfo Pérsico e oceano Pacífico – construindo uma cadeia de fortalezas em pontos-chave para transformar este oceano num mare clausum português, sobrepondo-se ao poder dos otomanos, árabes e seus aliados hindus.

Destacou-se tanto pela ferocidade em batalha como pelos muitos contactos diplomáticos que estabeleceu. Nomeado governador após uma longa carreira militar no Norte de África, em apenas seis anos – os últimos da sua vida – com uma força nunca superior a quatro mil homens sucedeu a estabelecer a capital do Estado Português da Índia em Goa; conquistar Malaca, ponto mais oriental do comércio Índico; chegar às ambicionadas "Ilhas das especiarias", as ilhas Molucas; dominar Ormuz, entrada do Golfo Pérsico; e estabelecer contactos diplomáticos com numerosos reinos da Índia, Etiópia, Reino do Sião, Pérsia e até a China. Adém seria o único ponto estratégico cujo domínio falhou, embora tenha liderado a primeira frota europeia a navegar no Mar Vermelho, a montante do estreito Babelmândebe. Pouco antes da sua morte foi agraciado com o título de vice-rei e "Duque de Goa" pelo Rei D. Manuel I, que nunca usufruiu, no que foi o primeiro português a receber um título de além-mar e o primeiro duque nascido fora da família real.