Abrir menu principal

Ptolemeu X Alexandre I

Ptolemeu X Alexandre I
Faraó do Egito
1º Reinado 110 a.C.
Predecessores Ptolemeu IX Látiro
Cleópatra III
Sucessores Ptolemeu IX Látiro
Cleópatra III
Co-monarca Cleópatra III
2º Reinado 107 a.C. a 88 a.C.
Predecessores Ptolemeu IX Látiro
Cleópatra III
Sucessor Ptolemeu IX Látiro
Co-monarcas Cleópatra III
Berenice III
 
Esposas Cleópatra Selene I
Berenice III
Descendência Ptolemeu XI Alexandre II
Cleópatra V Trifena
Dinastia Ptolemaica
Morte 88 a.C.
Pai Ptolemeu VIII Fiscão
Mãe Cleópatra III

Ptolomeu X Alexandre I (em grego clássico: Πτολεμαίος Αλέξανδρος; (m. 88 a.C.), foi rei do Reino Ptolemaico de 110 a 109 a.C. e de 107 até 88 a.C.. Ele era filho de Ptolemeu VIII Evérgeta II e de Cleópatra III.[1] Tendo profanado o túmulo de Alexandre, foi deposto. Alguns historiadores usam uma numeração diferente para os Ptolemeus após Ptolemeu VI, por exemplo E. R. Bevan chama este rei de Ptolemeu IX Alexandre I.[2]

FamíliaEditar

Ptolemeu VIII Evérgeta II foi casado com a própria irmã Cleópatra II, e com a filha desta, Cleópatra III.[3] Ptolemeu VIII Evérgeta II e Cleópatra III tinham dois filhos e duas filhas.[4][Nota 1] Antes de morrer Ptolemeu VIII concedeu o poder a Cleópatra III e aos dois filhos que teve com ela, para que ela escolhesse qual seria o rei.[4] Os dois filhos eram Ptolemeu IX Látiro e Ptolemeu X Alexandre I.[1]

Governador de ChipreEditar

Ptolemeu X Alexandre I era o preferido de sua mãe para se tornar rei,[5][4] no lugar do filho mais velho de Ptolemeu Evérgeta e Cleópatra III, Ptolemeu IX Látiro,[1][4] porque sua mãe o achava mais subserviente,[5] mas a população de Alexandria obrigou Cleópatra a nomear o seu filho mais velho, Ptolemeu IX Látiro, como co-regente.[5][4] Ptolemeu X Alexandre I seria enviado para Chipre.[5]

Cleópatra III fez Ptolemeu IX Látiro se separar de sua esposa e irmã Cleópatra IV, e se casar com sua irmã mais nova Cleópatra Selene I.[4]

ReinadoEditar

No décimo ano do reinado de Ptolemeu Látiro (outono de 108 a outono de 107 a.C.),[2] Cleópatra III consegue que o povo se revolte contra Ptolemeu IX Látiro, mas, antes de ser morto, ele consegue fugir para Chipre.[6] Cleópatra III mandou chamar o seu filho preferido de Chipre, que se torna o novo monarca.[6]

Logo depois foi a vez de Ptolemeu IX Látiro derrubá-lo, mas Ptolemeu Alexandre I voltou a ser rei, novamente com a sua mãe como co-regente.

Entre 16 de setembro e 31 de outubro de 101 a.C.,[2] Ptolemeu X Alexandre I assassinou a própria mãe Cleópatra III.[7] E. R. Bevan duvida do assassinato de Cleópatra III, porque a indignação dos alexandrinos e expulsão de Ptolemeu Alexandre I ocorreu 12 anos após a morte de Cleópatra III.[2]

Ele se casou com Cleópatra, filha do seu irmão Ptolemeu IX Látiro,[8][Nota 2] Depois da morte de sua mãe, governou alguns períodos sozinho e, outros, acompanhado da sua sobrinha e esposa. Ptolemeu X teve que fugir do Egito, e Ptolemeu IX voltou a reinar.[7] Ptolemeu X, sua esposa e uma filha fugiram de Alexandria, se exilando em Mira, uma cidade da Lícia.[1]

SucessãoEditar

Quando Ptolomeu IX morreu, Cleópatra Berenice voltou a ocupar o trono por seis meses.

TitulaturaEditar

Nome de Nesut-bity
Hieroglifo
 
 
   
 
  
   
  
 
  
 
 
 
   
   
   
 
Transliteração Jwˁ-nṯr-mnḫ-nṯr.t-mnḫ.t Sȝ.t-Rˁ Stp-n-Ptḥ Jr-mȝˁ.t-Rˁ Snn-ˁnḫ-n-Jmn
Transliteração (ASCII) Jwa-ntchr-mnkh-ntchr.t-mnkh sa.t-ra stpn-ptah jr-mAat-ra snn-ankhn-jmn
Transcrição Iwan-entcher menkh-entchertemenkhe sate-rá setepenptah irmaat-rá senenankh-amun
Tradução "O herdeiro do deus e da deusa Evérgeta. O eleito de Ptá. Aquele que realiza a justiça de . A imagem viva de Amon."
Nome de Sa-Rá
Hieroglifo
  
 
 
 
 
  
 
     
 
 
 
 
  
 
 
 
 
 
  
 
 
 
 
  
 
Transliteração Ptwlmys ḏd-tw nfr jksntrs ˁnḫ ḏt Mr(y)-Ptḥ
Transliteração (ASCII) Ptwlmys djdtw nfr jksntrs ankh djt mryptah
Transcrição Ptwlemys djedte nefer ikesenterse ankh djet mery-ptah
Tradução "Ptolomeu chamado Alexandre, que tenha vida eterna. O amado de Ptá."

Ver tambémEditar

Notas e referências

Notas

  1. Mas o próprio Justino menciona três possíveis filhas: (1) Trifena, casada com Antíoco VIII Gripo, (2) Cleópatra IV, primeira esposa de Ptolemeu IX Látiro e casada, depois, com Antíoco IX de Cízico e (3) Cleópatra Selene I.
  2. A filha de Ptolemeu IX Látiro é chamada de Cleópatra e de Berenice; historiadores modernos a chamam de Cleópatra Berenice.

Referências

  1. a b c d Eusébio de Cesareia, Crônica, 59, Sobre os que governaram o Egito e a cidade de Alexandria após Alexandre da Macedônia. Dos escritos de Porfírio
  2. a b c d E. R. Bevan, The House of Ptolemy (1927), Chapter XI: Ptolemy VIII Soter II and Ptolemy IX Alexander I (116-80 B.C.) [em linha]
  3. Justino, Epítome das Histórias de Pompeu Trogo, 38.8 [em linha]
  4. a b c d e f Justino, Epítome das Histórias de Pompeu Trogo, 39.3 [em linha]
  5. a b c d Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.9.1
  6. a b Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.9.2
  7. a b Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.9.3
  8. Eusébio de Cesareia, Crônica, 60, Sobre os que governaram o Egito e a cidade de Alexandria após Alexandre da Macedônia. Dos escritos de Porfírio


Árvore genealógica baseada nos artigos dos personagens, com algumas extrapolações (em pontilhado). Os netos de Cleopatra III são possivelmente filhos também de suas filhas:

Ptolemeu VIII Evérgeta II
Cleópatra II
Ptolemeu VI Filómetor
Ptolemeu "Menfita" Novo Filópator
Cleópatra III
Ptolemeu VII Novo Filópator
Ptolemeu IX Sóter II
Ptolemeu X Alexandre I
Cleópatra IV
Cleópatra Selene I
Trifena
Ptolemeu XII
Cleópatra Berenice
Ptolemeu XI Alexandre II
Cleópatra (?)



Precedido por
Ptolemeu IX Sóter II
(1º reinado)
Lista de faraós
Dinastia ptolemaica
Sucedido por
Ptolemeu IX Sóter II
(2º reinado)


  Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.