Renan Ribeiro

futebolista brasileiro

Renan Ribeiro (Ribeirão Preto, 23 de março de 1990) é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente joga no Sporting.

Renan Ribeiro
Renan Ribeiro
Renan Ribeiro em 2011.
Informações pessoais
Nome completo Renan Ribeiro
Data de nasc. 23 de março de 1990 (30 anos)
Local de nasc. Ribeirão Preto (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,93 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Sporting
Número 1
Posição Goleiro
Clubes de juventude
2004
2005–2009
Botafogo-SP
Atlético Mineiro
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2009–2013
2013–2017
2018–2019
2018–2019
2019–
Atlético Mineiro
São Paulo
Estoril Praia
Sporting (emp.)
Sporting
0080 0000(0)
0044 0000(0)
0017 0000(0)
0037 0000(0)
0056 0000(0)
Seleção nacional3
2008–2009 Brasil Sub-20 0009 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 12 de dezembro de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 13 de maio de 2013.

CarreiraEditar

Atlético MineiroEditar

Taça BH 2009Editar

Goleiro titular do Galo na Taça BH, Renan foi decisivo em várias partidas. Nas quartas-de-final e na semifinal, defendeu quatro cobranças de pênaltis contra Botafogo e Grêmio, respectivamente. Contra o Internacional, na decisão, fez boas defesas e jogou de cabeça enfaixada após incidente com um jogador colorado. O 4° título alvinegro também rendeu ao jogador o troféu de melhor goleiro do torneio.

No início do mês de setembro, Renan foi convocado para a disputa da Copa do Mundo Sub-20 pela Seleção Brasileira. O torneio aconteceu no Egito e foi vencido pela Seleção Ganesa. A equipe africana derrotou os brasileiros nas penalidades, após 0 a 0 no tempo normal.

Elenco profissionalEditar

No dia 17 de junho de 2009, passou a integrar o elenco profissional do Atlético Mineiro e fez sua estreia no profissional contra o Grêmio, em 2010.

Com a chegada de Dorival Júnior, tornou-se titular, mas em 2011 passou a alternar a titularidade com Giovanni. Porém, logo depois da chegada do técnico Cuca, assumiu a posição novamente.

No dia 27 de setembro de 2011, Renan Ribeiro perdeu sua irmã, vítima de câncer, mas conseguiu se superar fazendo ótimas partidas e belas defesas.[1]

Em 2012, começou o ano como titular, perdeu a vaga para Giovanni, e o mesmo acabou também perdendo espaço com a chegada do goleiro Victor, da Seleção Brasileira.[2]

Em 2013, sem espaço no clube, transferiu-se para o São Paulo.

São PauloEditar

Renan Ribeiro assinou um pré-contrato com o São Paulo ainda no início de 2013[3], no entanto, o goleiro se apresentou ao novo clube apenas em junho, pois Atlético e São Paulo não chegaram a um acordo para que o jogador fosse liberado antes.[4] Durante esse período, Renan ficou treinando separado do elenco atleticano.

Chegou ao novo clube no início do segundo semestre de 2013 falando em aprender com Rogério Ceni. Mesmo sabendo que quando o ídolo são paulino se aposentasse brigaria com Denis pela posição de titular, aceitou o desafio. Passou o restante de 2013 e todo o ano de 2014 apenas treinando, já que Rogério jogava praticamente todas as partidas, não tinha chance de sequer ser relacionado para as partidas, já que Denis era o reserva imediato. Em 2015, teve sua primeira sequência de jogos no tricolor. Sob o comando de Juan Carlos Osorio foi titular em algumas partidas do Campeonato Brasileiro daquele ano já que Rogério e Denis se machucaram. Teve bom desempenho e foi elogiado pela crítica esportiva, se credenciando a buscar uma vaga no time titular, já que no fim daquele ano Rogério se aposentaria. 2016 chegou e com ele veio a chance de brigar pela titularidade na meta tricolor. Porém, no início do ano, Renan precisou fazer uma operação no Apêndice e com isso perdeu vários treinos e também a chance de brigar pela posição de titular. As comissões técnicas que treinaram o clube no ano deram preferência a Denis, que foi titular durante todo o ano, tendo Renan jogado apenas três jogos na temporada, um pela libertadores e dois pelo brasileiro, coincidentemente pela primeira e pela última rodada do torneio.

No início de 2017, devido a insegurança de Denis, Sidão foi contratado, credenciado pelo vice campeonato paulista com o Audax na temporada anterior e por boa passagem pelo Botafogo no Brasileirão do último ano, além de ser um pedido do agora técnico Rogério Ceni, vindo para ser titular. Com isso, Renan pensou em procurar outro clube devido as poucas oportunidades, mas foi convencido por Rogério a ficar, pois teria sua oportunidade. Devido a uma fratura do dedo mínimo que sofreu na última rodada do Brasileirão 2016, Renan demorou a estar à disposição do treinador, mas quando recebeu a chance, foi bem e conquistou a confiança de toda a comissão técnica e da torcida tricolor, que se acostumou a torcer por grandes goleiros e pedia a entrada de Renan no time. Desta forma, ele barrou seus concorrentes que falharam e foram inseguros nas suas apresentações. Renan agradeceu ao treinador pelas chances recebidas e prometeu empenho para honrar a camisa e preencher a lacuna deixada pelo ídolo tricolor.

No dia 27 de dezembro de 2017, rescindiu seu contrato com o São Paulo.[5]

EstorilEditar

Após rescindir com o São Paulo, assinou com o Estoril Praia.[6]

SportingEditar

No dia 2 de agosto de 2018, assinou por empréstimo de uma temporada com o Sporting.[7] Em 2019, após ser contratado em definitivo, foi fundamental para conquista do título da Taça de Portugal depois de defender dois pênaltis na final.

Seleção BrasileiraEditar

Campeonato Sul-Americano Sub-20Editar

Foi campeão do Campeonato Sul-Americano Sub-20 de 2009, pela Seleção Brasileira. Atuou na conquista da Taça BH de Futebol Júnior, também em 2009.

Copa do Mundo Sub-20Editar

Em setembro de 2009, Renan sofreu uma lesão, mas foi convocado para o Copa do Mundo Sub-20. Devido a lesão ficou toda a competição no banco para o goleiro Rafael que foi um dos destaques do time no mundial.

Seleção Brasileira Sub-23Editar

Em 14 de março de 2012, foi pré-convocado para a Seleção Brasileira Sub-23, que disputou os Jogos Olímpicos de Londres 2012.[8] No dia 24 de julho daquele ano, Mano Menezes convocou o goleiro para a Seleção Olímpica, já que o titular da equipe, Rafael Cabral, havia sido cortado por conta de uma lesão.[9]

EstatísticasEditar

Atualizadas até 25 de maio de 2019.

ClubesEditar

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Atlético Mineiro 2010 14 0 0 0 4 0 2 0 20 0
2011 28 0 4 0 1 0 16 0 49 0
2012 0 0 1 0 0 0 10 0 11 0
Total 42 0 5 0 5 0 28 0 80 0
São Paulo 2013 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2014 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2015 9 0 1 0 0 0 1 0 11 0
2016 2 0 0 0 1 0 0 0 3 0
2017 20 0 2 0 1 0 7 0 30 0
Total 31 0 3 0 2 0 8 0 44 0
Estoril Praia 2017–18 17 0 17 0
Total 17 0 0 0 0 0 0 0 17 0
Sporting 2018–19 27 0 7 0 3 0 37 0
Total 27 0 7 0 3 0 0 0 37 0
Total na carreira 117 0 15 0 10 0 35 0 178 0

TítulosEditar

Atlético Mineiro
São Paulo
Sporting
Seleção Brasileira

Referências

  1. «Goleiro do Atlético-MG perde irmã vítima de câncer». Terra. 27 de setembro de 2011. Consultado em 28 de março de 2020 
  2. Lucas Rizzatti e Lucas Catta Prêta (29 de junho de 2012). «Grêmio anuncia venda de Victor para o Atlético-MG». GloboEsporte.com. Consultado em 28 de março de 2020 
  3. Bernardo Lacerda (9 de janeiro de 2013). «Renan Ribeiro confirma pré-contrato com São Paulo». UOL Esporte. Consultado em 28 de março de 2020 
  4. «"Há seis meses eu vivia essa expectativa de chegar aqui"» 
  5. «Na mira do Estoril, Renan Ribeiro rescinde contrato e dá adeus ao São Paulo». UOL. 27 de dezembro de 2017 
  6. «"Precisava deste desafio na minha vida" – Renan Ribeiro». estorilpraia.pt. 30 de dezembro de 2017 
  7. «"Preparado para dar alegrias e títulos aos Sportinguistas"». sporting.pt. 2 de agosto de 2018 
  8. «Pré-lista de Mano para Londres tem 52 nomes: R10 dentro, e Kaká fora». GloboEsporte.com. 14 de março de 2012 
  9. Valeska Silva (24 de julho de 2012). «Atleticano Renan Ribeiro é chamado às pressas para viagem a Londres». GloboEsporte.com. Consultado em 28 de março de 2020 

Ligações externasEditar