Denis César de Matos

futebolista brasileiro

Denis César de Matos, mais conhecido como Denis (Jaú, 14 de abril de 1987) é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente defende o Gil Vicente.

Denis
Denis
Denis em 2016 pelo São Paulo.
Informações pessoais
Nome completo Denis César de Matos
Data de nasc. 14 de abril de 1987 (33 anos)
Local de nasc. Jaú (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,88 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Gil Vicente
Número 33
Posição goleiro
Clubes de juventude
2002–2006 Ponte Preta
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2006–2009
2009–2017
2018–2019
2019–
Ponte Preta
São Paulo
Figueirense
Gil Vicente
0033 0000(0)
0173 0000(0)
0089 0000(0)
0018 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 3 de agosto de 2019.

CarreiraEditar

Ponte PretaEditar

Nascido em Jaú e na Ponte Preta desde 2002, Denis subiu ao time principal em 2006. Ele estreou em 24 de fevereiro de 2007, iniciando como titular em uma derrota fora de casa por 1 a 2 contra o Grêmio Barueri, pelo Campeonato Paulista. Denis apareceu regularmente durante a Série B daquele ano, principalmente com a lesão do titular Aranha. No total, pela Ponte Preta, atuou em 33 partidas.

São PauloEditar

Denis transferiu-se para o São Paulo em 22 de janeiro de 2009 e fez sua estreia pelo clube contra a Portuguesa de Desportos, pelo Campeonato Paulista, três dias depois, em 25 de janeiro, substituindo Rogério Ceni, que se contundira no segundo tempo.[1] A estreia como titular foi na partida contra o Palmeiras, em 24 de maio, pela terceira rodada do Brasileirão de 2009. Em 30 de outubro de 2011, depois de mais dois anos sem ser titular, em uma partida pelo Campeonato Brasileiro, Denis fez aquele que ele mesmo elegeria como melhor jogo de sua carreira, no empate por 0 a 0 contra o Vasco da Gama. Devido a uma contusão do titular Rogério Ceni, Denis atuou durante todo o Campeonato Paulista de 2012.

No final de 2013, na iminência da aposentadoria de Ceni, que cogitava largar o futebol ao final da temporada, Denis falou sobre a possibilidade de assumir em definitivo a titularidade no gol são-paulino. As notícias que apontavam a vinda de Diego Cavalieri para o Morumbi foram rechaçadas pelo camisa 12, que afirmou o seguinte: "Especulação vai existir em todo lugar e a qualquer momento. Espero que a torcida compreenda um pouco a aposentadoria de Ceni. Dentro de campo estará outro goleiro ou o Denis, que vestirão a camisa do São Paulo."[2] Porém, Rogério acabaria por renovar seu contrato tanto para 2014 como para 2015.

Em 2016, Denis assumiu a camisa 1 do São Paulo, passando a ser o goleiro titular. No quinto jogo do ano, contra o César Vallejo, em 10 de fevereiro, ele atingiu a marca de 100 jogos pelo clube.

Em 11 de março de 2017, na derrota para o Palmeiras por 3 a 0, Denis assumiu a responsabilidade pelo placar adverso. Nas palavras do arqueiro: "Eu já estou acostumado. Já estou calejado. Estou tranquilo. A equipe, ao todo, não fez um grande jogo. Eu assumo a responsabilidade, não tenho vergonha".[3]

Em 4 de dezembro de 2017, se despediu do São Paulo, já que seu contrato iria até o fim da temporada e não foi renovado.[4]

FigueirenseEditar

Em 2 de janeiro de 2018, assinou com o Figueirense por duas temporadas.[5]

Em 8 de abril, foi campeão do Campeonato Catarinense com o Figueirense, tendo sido premiado com a bola de prata como melhor goleiro da competição.

Em 1 de setembro, Denis defendeu um pênalti no clássico contra o Avaí, que completava 95 anos no dia, e o jogo terminou com a vitória alvinegra por 1–0.

Gil VicenteEditar

No dia 5 de agosto de 2019, uma semana após acionar o Figueirense Futebol Clube na Justiça do Trabalho e conseguir sua rescisão de contrato,[6] Denis assinou por dois anos com o Gil Vicente, de Portugal.

PolêmicaEditar

Em 5 de abril de 2013, um dia depois de Rogério Ceni ter falhado na derrota são-paulina, por 2 a 1, diante do The Strongest, pela Libertadores, a esposa de Denis, Carol Paes Matos, criticou a postura do goleiro titular, de "sempre querer jogar", mesmo em más condições técnicas e físicas. Para ela, isso acabaria afetando seu marido, que não teria uma maior sequência de jogos. Sua reclamação, postada em rede social, foi: "Rogério Ceni falha no primeiro gol! Ele não dá chance nem pra mãe dele…"[7]

Chateado com a atitude da mulher, Denis se desculpou com Rogério: "Estou muito chateado com ela, por causa disso. O Rogério é um ídolo que tenho, espelho-me nele. Como torcedora, ela deu um depoimento infeliz."[8]

EstatísticasEditar

Até 30 de julho de 2019.

ClubesEditar

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais¹
Campeonato Estadual Outros
torneios²
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
São Paulo 2009 17 0 2 0 1 0 0 0 20 0
2010 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2011 3 0 0 0 1 0 0 0 0 0 4 0
2012 14 0 9 0 0 0 21 0 0 0 44 0
2013 3 0 0 0 8 0 3 0 14 0
2014 3 0 0 0 2 0 5 0
2015 6 0 1 0 0 0 1 0 0 0 8 0
2016 37 0 2 0 13 0 17 0 1 0 70 0
2017 0 0 3 0 1 0 3 0 1 0 8 0
Total 83 0 15 0 17 0 53 0 5 0 173 0
Figueirense 2018 33 0 4 0 17 0 54 0
2019 13 0 2 0 0 0 19 0 1 0 35 0
Total 46 0 6 0 0 0 36 0 1 0 89 0
Gil Vicente 2019–20 2 0 0 0 2 0
Total 2 0 0 0 0 0 0 0
Total na Carreira 131 0 21 0 17 0 89 0 6 0 264 0

¹Estão incluídos jogos e gols da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana.
²Estão incluídos jogos e gols em amistosos, Copa Audi, Florida Cup e Recopa Catarinense.

TítulosEditar

São Paulo
Figueirense

Títulos individuaisEditar

Figueirense
  • Campeonato Catarinense: Bola de Prata de Melhor Goleiro (2018)
  • Campeonato Catarinense: Bola de Ouro de Melhor Goleiro (2019)
Gil Vicente
  • Melhor Goleiro da Liga NOS de 2020 segundo o jornal português Record.

Referências

Ligações externasEditar