Abrir menu principal

Robert Hugh Benson

Robert Hugh Benson
Foto de Benson por G. Jerrard, 1912
Nascimento 18 de novembro de 1871
Wellington College
Morte 19 de outubro de 1914 (42 anos)
Salford
Cidadania Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Etnia ingleses
Progenitores Pai:Edward Benson
Alma mater Trinity College
Ocupação dramaturgo, romancista, padre católico, escritor de ficção científica, escritor de literatura infantil
Prêmios Cavaleiro Comandante da Ordem de São Gregório Magno, Cavaleiro Grã-Cruz da Ordem do Santo Sepulcro
Religião Igreja Católica, Anglicanismo

Robert Hugh Benson AFSC, KC*SG, KGCHS (Berkshire, 18 de novembro de 1871Salford, 19 de outubro de 1914) foi um sacerdote anglicano inglês, que, em 1903, foi recebido na Igreja Católica, na qual foi ordenado sacerdote em 1904. Ele foi um prolífico escritor de ficção e escreveu o romance distópico Lord of the World (O Senhor do Mundo).[1] Sua produção abrangeu ficção histórica, de terror e científica, ficção contemporânea, histórias infantis, peças de teatro, apologética, obras devocionais e artigos. Ele continuou sua carreira de escritor ao mesmo tempo em que progredia através da hierarquia para se tornar um Capelão, em 1911, e, posteriormente, intitulado Monsenhor.

Início da vidaEditar

Benson era o filho mais novo de Edward White Benson (Arcebispo da Cantuária) e sua esposa, Mary Sidgwick Benson, além de irmão mais novo de Edward Frederic Benson e A. C. Benson.[2]

Benson estudou no Eton College e, em seguida, os clássicos e teologia no Trinity College, de 1890 a 1893.

Enquanto jovem, Benson percebeu que não se sentia propenso para o casamento. Ele rejeitou a ideia como "bastante inconcebível" para ele e sentiu sua vocação o levar para o sacerdócio anglicano. Em 1895, Benson foi ordenado sacerdote na Igreja Anglicana por seu pai, que era o então Arcebispo de Canterbury.

CarreiraEditar

Depois que seu pai morreu subitamente em 1896, Benson foi enviado em uma viagem para o Oriente Médio para recuperar sua própria saúde. Lá, começou a questionar o status da Igreja da Inglaterra e a considerar as declarações da Igreja Católica. Sua piedade começou a tender em direção à tradição da Alta Igreja, e ele começou a explorar a vida religiosa em várias comunidades anglicanas, obtendo eventualmente permissão para ingressar na Comunidade da Ressurreição.

Benson fez sua profissão como um membro da comunidade em 1901, no momento em que ele não pensava em deixar a Igreja Anglicana. Conforme continuava seus estudos e começava a escrever, no entanto, ele tornou-se mais e mais desconfortável com sua própria posição doutrinária, e, em 11 de setembro de 1903, foi recebido na Igreja Católica. Ele foi premiado com o Líder de Honra da Ordem do Santo Sepulcro.

Benson foi ordenado padre católico em 1904 e enviado para Cambridge. Ele continuou sua carreira de escritor, juntamente com o seu ministério sacerdotal.

RomancistaEditar

Como seus irmãos, Edward Frederic Benson ("Fred") e Christopher Arthur Benson, Robert escreveu muitas histórias de terror, bem como histórias infantis e ficção histórica. Sua ficção de terror estão colecionadas em The Light Invisible (A Luz Invisível) e A Mirror of Shallott (Um Espelho de Shallot).[2] Seu romance, Lord of the World (O Senhor do Mundo), é geralmente considerado como um dos primeiros romances modernos distópicos.

Capelania do VaticanoEditar

Benson foi nomeado Camareiro Papal para o Papa Pio X em 1911 e, consequentemente, denominado como Monsenhor.

Morte e legadoEditar

Benson morreu em 1914, em Salford, onde estava pregando em uma missão. Ele tinha 42 anos. A seu pedido, foi sepultado no pomar de Hare Street House, sua casa na aldeia de Hertfordshire de Hare Street.[3]

Uma capela, dedicada a São Hugo, foi construída sobre o local. Benson deixou a casa para a Igreja Católica como retiro rural para o Arcebispo de Westminter. A igreja na cidade vizinha de Buntingford, que ele ajudou a financiar, é dedicada a São Ricardo de Chichester, mas também conhecido como a Igreja Memorial de Benson.[4]

GaleriaEditar

Veja tambémEditar

Referências

  1. «Robert Hugh Benson - CatholicAuthors.com». www.catholicauthors.com. Consultado em 27 de abril de 2018 
  2. a b Ashley, Mike. «The Essential Writers: Blood Brothers (Profile of E.F., A.C. and R. H. Benson)». Rod Serling's The Twilight Zone Magazine. pp. 63–70 
  3. Benson, A.C. Hugh: Memoirs of a Brother. [S.l.]: Dodo Press. p. 210. ISBN 1406548197 
  4. Systems, eZ. «Buntingford - St Richard of Chichester / Archdiocese of Westminster / Dioceses / Home / Taking Stock - Taking Stock». taking-stock.org.uk (em inglês). Consultado em 29 de abril de 2018