Scaled Composites Proteus

O Scaled Composites Model 281 Proteus é uma aeronave com um conjunto de asas de alta resistência projetado pelo engenheiro Burt Rutan para investigar o possível uso de aeronaves em grande altitude como dispositivos para telecomunicações. O Proteus é realmente um veículo multimissão, capaz de transportar várias cargas acopladas em baixo da carenagem. Um design extremamente eficiente, o Proteus pode orbitar um ponto a mais de 65.000 pés (19.800 m) por mais de 18 horas. Ele é atualmente de propriedade da Northrop Grumman.

Scaled Composites Model 281 Proteus
Descrição
Tipo / Missão Aeronave experimental
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Scaled Composites
Período de produção 1997-1998
Quantidade produzida 1
Primeiro voo em 26 de julho de 1998 (24 anos)
Tripulação 2, piloto e co-piloto
Especificações
Dimensões
Comprimento 17,17 m (56,3 ft)
Envergadura 23,65 m (77,6 ft)
Altura 5,38 m (17,7 ft)
Área das asas 27,92  (301 ft²)
Alongamento 20
Peso(s)
Peso vazio 2 658 kg (5 860 lb)
Peso máx. de decolagem 5 670 kg (12 500 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 x turbofans Williams FJ44-2
Força de empuxo (por motor) 1 040 kgf (10 200 N)
Performance
Velocidade máxima 504 km/h (272 kn)
Velocidade de cruzeiro 352 km/h (190 kn)
Alcance (MTOW) 1 850 km (1 150 mi)
Autonomia 14 h(s)
Teto máximo 18 593 m (61 000 ft)
Razão de subida 17 m/s
Notas
Dados de: Jane's All the World's Aircraft 2003–2004[nota 1]

CaracterísticasEditar

O Proteus é um avião bimotor de asas duplas construído pela Scaled Composites para fins de pesquisa em 1998.

 
O Proteus voa sobre as montanhas de Tehachapi com o radar MP-RTIP

A concepção do Proteus é para a aeronave ser uma plataforma de pesquisa de alta altitude, que pode transportar diversificados tipos de cargas, é usado para transportando o Multi-Platform Radar Technology Insertion Program (MP-RTIP), um projeto liderado pela USAF que contratou a Northrop Grumman para desenvolver a próxima geração de sistemas de radar aéreo.[1]

O Proteus também é projetado para ser usado como transmissor de telecomunicações. A aeronave, enquanto sobrevoa uma determinada região, fornece comunicação de banda larga para clientes abaixo, que ao longo de milhares de quilômetros quadrados podem receber serviços, tais como filmes, videoconferência, internet, telefonia, a transmissão não é prejudicada por clima, edifícios, árvores ou pelas características do terreno.

Histórico operacionalEditar

Devido à natureza da aeronave multimissão, foi envolvido em uma série de projetos de pesquisa significativos e missões. A Scaled Composites, uma subsidiária da Northrop Grumman, comercializa ativamente a aeronave como plataforma de pesquisa, e publicou um guia do usuário para planejamento de missões propostas.[2]

Notas

  1. Jackson 2003, p. 711.

BibliografiaEditar

  • Jackson, Mark. Jane's All The World's Aircraft 2003–2004. Coulsdon, UK:Jane's Information Group, 2003. ISBN 0-7106-2537-5.

Referências

  1. «Proteus em vôo (Em Teste)». Flogão. Consultado em 6 de novembro de 2014 
  2. «Northrop-Grumman Proteus Payload Users' Guide» (PDF) (em inglês). Consultado em 6 de novembro de 2014. Arquivado do original (PDF) em 13 de novembro de 2006 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Scaled Composites Proteus