Força Aérea dos Estados Unidos

(Redirecionado de USAF)
Força Aérea dos Estados Unidos
Mark of the United States Air Force.svg
Selo oficial da Força Aérea.
País  Estados Unidos
Subordinação Departamento de Defesa
Missão Defesa aérea
Efectivo 313 242 militares ativos[1]
69 200 da reserva[2]
+ 5 000 aeronaves[3]
406 ICBMs[4]
63 satélites[5]
Sigla USAF
Criação 18 de setembro de 1947 (73 anos)
Período de actividade 18 de setembro de 1947 – presente
(73 anos)
Marcha The U.S Air Force
Lema Aim High ... Fly-Fight-Win
Cores      Azul marinho
     dourado
História
Guerras/batalhas Guerra da Coreia
Guerra do Vietnã
Segunda Guerra de Shaba
Operação Eagle Claw
Invasão de Granada
Operação El Dorado Canyon
Invasão do Panamá
Guerra do Golfo
Guerra contra o Estado Islâmico
Bases Aéreas
Aeronaves
Aviões de Caça F-35, F-15, F-15E, F-16, F-22
Aviões de Ataque A-10, AC-130
Bombardeiros B-52, B-1, B-2
Helicópteros UH-1N, HH-60
Aviões de Reconhecimento U-2, RC-135, MC-12 Liberty, RQ-1/MQ-1, RQ-4, MQ-9, RQ-170, U-28
Aviões de Patrulha E-3, E-8, EC-130
Aviões de Instrução T-6, T-38, T-1, TG-16, T-53, T-41, T-51
Aviões de Transporte C-130, C-5, C-17, VC-25, C-32, C-37, C-21, C-12, C-40, CV-22
Insígnias
Bandeira Flag of the United States Air Force.svg
Cocar Roundel of the USAF.svg
Símbolo USAF logo.png
Comando
Presidente da República Donald Trump
Secretária da Força Aérea Barbara Barrett
Sede
Internet http://www.af.mil

A Força Aérea dos Estados Unidos (USAF, do inglês United States Air Force) é o ramo da aviação das Forças Armadas dos Estados Unidos, cuja missão é defender os Estados Unidos e proteger os seus interesses pelo ar e espaço. Foi instituída como órgão independente a partir do Exército dos Estados Unidos a 18 de setembro de 1947.[6]

A USAF é a maior e mais poderosa força aérea do planeta, tem cerca de 5 137 aeronaves, 406 mísseis ICBM e 63 satélites militares. Tem um orçamento de US$ 161 bilhões de dólares e possui 313 242 militares ativos, 141 197 empregados civis, 69 200 militares da reserva e 105 500 na Guarda nacional.[1][2][5]

OrganizaçãoEditar

O Departamento da Força Aérea é chefiado pelo Secretário da Força Aérea que dirige os assuntos administrativos. O Departamento da Força Aérea é uma divisão do Departamento de Defesa dos Estados Unidos que é chefiado pelo Secretário de Estado dos Estados Unidos. A graduação mais alta de um oficial militar do departamento é o de Chefe de Estado Maior da Força Aérea.

MissãoEditar

Segundo o Governo dos Estados Unidos os principais objetivos da Força Aérea são:

  • Preservar a Paz e a Segurança, prover a Defesa dos Estados Unidos e suas possessões bem como todas as áreas controladas pelos Estados Unidos;
  • Apoiar inteiramente a política nacional;
  • Implementar as metas do Estado;
  • Reprimir qualquer outra nação responsável por atos agressivos que possam colocar em perigo a Paz e a Segurança do Povo Americano;
  • Voar, Lutar e Vencer no Ar, no Espaço ou no Ciberespaço.

EfetivoEditar

A Grande maioria dos membros da Força Aérea permanecem em terra, com o objetivo de dar total apoio as equipes que operam no ar e garantir o sucesso de uma Missão.

A classificação das operações de combate variam desde um combate aéreo até uma missão secreta de repressão a países inimigos. Existem também muitos cargos que trabalham a favor da USAF, como por exemplo, Mecânico, Programadores de Computadores, Médicos e os Pilotos.

PatentesEditar

PraçasEditar

US DoD Pay grade E-1 E-2 E-3 E-4 E-5 E-6 E-7 E-8 E-9
Insignia Sem Insignia                          
Título Aviador
Basico
Aviador Aviador de primeira
classe
Aviador
Sénior
Sargento
de Serviço
Sargento
Técnico
Sargento
Mestre
Sargento Mestre
Sénior
Chefe Sargento
Mestre
Comandante-chefe
Sargento Mestre
Chefe Mestre Sargento
da Força Aérea
Abreviação AB Amn A1C SrA SSgt TSgt MSgt SMSgt CMSgt CCM CMSAF
Código da OTAN OR-1 OR-2 OR-3 OR-4 OR-5 OR-6 OR-7 OR-8 OR-9 OR-9 OR-9

OficiaisEditar

Pay grade O-1 O-2 O-3 O-4 O-5 O-6 O-7 O-8 O-9 O-10 Especial
Insignia                      
Título Segundo
Tenente
Primeiro
Tenente
Capitão Major Tenente
Coronel
Coronel Brigadeiro-
General
Major-
General
Tenente-
General
General General
da Força Aérea
Abreviações 2d Lt 1st Lt Cap Maj Lt Col Col Brig Gen Maj Gen Lt Gen Gen GAF
Código da OTAN OF-1 OF-2 OF-3 OF-4 OF-5 OF-6 OF-7 OF-8 OF-9 OF-10

1 Premiado como um patente de honra ou durante períodos de guerra declarada.

ArsenalEditar

 
Dois militares do Centro de Controle de Combate da força aérea supervisionando a entrega de suprimentos feitos por um C-130 Hercules durante a Operação Liberdade Duradoura.
 
Uma parelha de F-22A Raptor.
 
Caças americanos F-15 e F-16 sendo reabastecidos em pleno ar por avião de carga.

A força aérea americana, sendo a mais moderna e poderosa força aérea do planeta, conta com 5 573 aeronaves de combate. Até 1972, o Exército e a USAF mantiveram um mesmo sistema de classificações das aeronaves.

A USAF também operou aeronaves de outras nacionalidades, incluindo caças de países hostis.[7] Em 1966, o Mossad realizou a Operação Diamante, resultando no roubo de um MiG-21 da força aérea iraquiana pelo piloto desertor Munir Redfa.[8] A Força Aérea Israelense partilhou detalhes técnicos com a USAF que posteriormente fez a engenharia reversa do caça na Área 51.[9] Com a deserção de Viktor Belenko, em 6 de setembro de 1976, os EUA tiveram acesso aos segredos do MiG-25, usado por Belenko para fugir da URSS, desertando para o Japão.[10]

O 4477 TES (4477th Test and Evaluation Squadron, ativo no período 1980-1990) operou caças soviéticos MiG-17, MiG-21 e MiG-23 [7] Tal unidade foi criada com o intuito de compreender as táticas e características de voo dos caças usados ​​pela União Soviética.[11]

Classe A (Ataque)Editar

São projetados para atacar o solo e geralmente são usados como apoio as equipes de combate terrestre. São conhecidos pelo papel tático em vez de estratégico. O código, A faz referência à Palavra Attack (em português Ataque). Os principais modelos são:

Classe B (Bombardeiros)Editar

Classe C (Cargo ou Cargueiros)Editar

Classe F (Fighters ou Aviões de Guerra)Editar

Classe V (Vip staff transport ou Transporte VIP)Editar

É destinada ao transporte de pessoas VIP (Very Important People), geralmente oficiais do governo como o Presidente dos Estados Unidos e o Vice-presidente.

Classe U (UAV ou unmanned air vehicle ou veículo aéreo não tripulado)Editar

Galeria de imagensEditar

Evolução da Força Aérea dos Estados UnidosEditar

Ver tambémEditar

Notas e referênciasEditar

  1. a b «Air Force Personnel Center – Air Force Personnel Demographics». af.mil 
  2. a b «Department of Defense (DoD) Releases Fiscal Year 2017 President's Budget Proposal». U.S. Department of Defense. 9 de fevereiro de 2016. Consultado em 13 de julho de 2017 
  3. World Air Forces 2015 (PDF), Flightglobal.com
  4. «AIR FORCE ARSENAL OF LAND-BASED NUKES SHRINKING AS PLANNED». Associated Press. 20 de março de 201. Consultado em 13 de julho de 2017. Arquivado do original em 19 de março de 2017  Verifique data em: |data= (ajuda)
  5. a b «Air Force Magazine» (PDF). Air Force Magazine. Consultado em 14 de outubro de 2015 
  6. 80 P.L. 235, 61 Stat. 495 (1947); Air Force Link, (2006)Factsheets: The U.S. Air Force. Retrieved April 7, 2006.
  7. a b «CONSTANT PEG: Secret MiGs in the Desert». Museu Nacional da Força Aérea dos Estados Unidos (em inglês). 6 de novembro de 2018. Consultado em 5 de setembro de 2020 
  8. Bar-Zohar & Michael Misha (2004). «Mossad: As Grandes Missões do Serviço Secreto Israelense». Digitaliza Conteudo (Google Livros). Consultado em 6 de setembro de 2020 
  9. Jacobsen, Annie (2011). «Area 51: An Uncensored History of America's Top Secret Military Base». Hachette UK (Google Livros) (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2020 
  10. Dowling, Stephen. «The pilot who stole a secret Soviet fighter jet». BBC (em inglês). Consultado em 5 de setembro de 2020 
  11. Davies, Steve (2008), Red Eagles, Oxford, United Kingdom: Osprey, pág. 352, ISBN 9781846033780
  Este artigo sobre aeronáutica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.