Thiago Picchi

ator brasileiro

Thiago Picchi, autor e diretor.

Thiago Picchi
Nascimento 5 de maio de 1976 (45 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Artista

Além de livros, escreveu e dirigiu peças teatrais. Nascido em uma família de artistas, estreou como ator ainda jovem. Atualmente trabalha como preparador de elenco.

Preparador de elencoEditar

  • 2021 - Quanto mais vida melhor - Globo
  • 2020 – Filhas de Eva - Globo
  • 2019 – Eu, a Vó e a Boi - Globo
  • 2018 – Ministrou Oficinas de atuação para câmera.

AutorEditar

LiteraturaEditar

TeatroEditar

  • 2019 – Cinelândia Noir (texto e direção).
  • 2018 – Que tiro foi esse? (texto e direção).
  • 2017 –  O papagaio (texto e direção).
  • 2015 – Tá certo ou não tá? (texto e direção).
  • 2014 – A maritaca em parceria com Naum Alves de Souza (texto).
  • 2009 – O leilão (texto e direção).
  • 2006 –  Suely apaixonada – com a atriz Suely Franco (direção).

AtorEditar

TelevisãoEditar

TeatroEditar

  • 2016 – “Fish and Ships”, direção Ari Coslov.
  • 2014 – “O bairro dos estranhos”, direção Warley Goulart
  • 2014 – “São 100 Vinícius”, direção Sérgio Fonta.
  • 2012 – “A chegada de lampião no inferno”, direção Miguel Vellinho.
  • 2008 – “Morte sobre a lama”, direção de Ricardo Torres.
  • 2003 – “Em nome do filho”, direção de Reginaldo Farias.
  • 2001 –  “O abre alas”, dir. de Charles Moeller e Cláudio Botelho.
  • 1999 –  “As meninas”, direção de Francis Mayer.

_________________________________________________________________________________________________________


Thiago Picchi também trabalhou como músico profissional durante anos tocando saxofone e flauta no Brasil e exterior. Escreveu letras de música do disco Presente de Delia Ficher, com participação de Ana Carolina e Hermeto Pascoal.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.