Abrir menu principal


Antonio Villeroy
Imagem do Músico
Informação geral
Nome completo José Antônio Franco Villeroy
Também conhecido(a) como Totonho Villeroy
Nascimento 19 de julho de 1961 (58 anos)
Origem São Gabriel, Rio Grande do Sul
País  Brasil
Gênero(s) MPB
Afiliação(ões) Ana Carolina

José Antônio Franco Villeroy, também conhecido como Antonio Villeroy (São Gabriel, 19 de julho de 1961), é um cantor e compositor brasileiro.

Índice

InfânciaEditar

Filho de um casal de de advogados, Gil Villeroy e Heloiza Franco Villeroy, Totonho, como era chamado carinhosamente pelos familiares, é o filho mais moço, tendo como irmãos o advogado Carlos Eduardo Villeroy, especialista em direitos autorais, contratos e direito de família, e o músico, cantor, compositor e produtor Gastão Villeroy, que lançou em 2016 o seu 1º disco, Amazônia Amazônia e que, além de seu próprio trabalho, também atua com Milton Nascimento, Maria Gadu, Lenine, e Antonio Villeroy, entre outros artistas de MPB.

CarreiraEditar

Ganhou aos 13 anos seu primeiro violão e começou imediatamente a interessar-se pela composição. Tirava músicas de ouvido como aprendizado, mas seu maior interesse era fazer suas próprias criações. Participou de alguns festivais secundaristas e montou com os irmãos e amigos uma banda de rock chamada A Mursa, que tinha como referências Deep Purple, Jimmi Hendrix, Mutantes, O Terço, e bandas gaúchas como Bixo da Seda.

Em 1980, passou no vestibular para Agronomia na UFRGS e Economia, na PUC/RS.[1]

Em 1981, paralelo aos estudos acadêmicos, prestou exame na OMB (Ordem dos Músicos do Brasil), tirando sua carteira profissional. Logo em seguida, fez seu primeiro trabalho musical, compondo com Fernando Corona as músicas da Peça Encontro no Bar de Bráulio Pedroso em montagem do grupo Teatro Novo, com direção de Ronald Rade. Ainda em 1981, junto com Gastão Villeroy, Fernando Corona, Ivo Eduardo, King Jim, Luiz Roberto Silveira e Augusto Maurer, formou o Grupo Escolar, que estreou em novembro daquele ano com uma temporada de três semanas no teatro do Círculo Social Israelita de Porto Alegre.

Em 1982, tirou o 1º Lugar no Festival Musipuc, com a canção Êta Moleque! E passou a se apresentar em faculdades e bares de Porto Alegre.

Em 1984, fez seu primeiro show em teatro, Do Outro Lado da Rua, e passou a se apresentar em palcos de Porto Alegre e cidades do interior do estado. Montou com seu irmão, o contrabaixista Gastão Villeroy, com o pianista Rafael Vernet e o baterista Queço Fernandes a Banda CEP 90.000, que, sempre somada a um naipe de sopros, desenvolvia um trabalho híbrido com composições instrumentais e cantadas de autoria de Totonho, desfiando um repertório que ia do samba-funk a baladas com cores jazzísticas.

A partir de 1985 resolveu dedicar-se exclusivamente à música. Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde estudou harmonia funcional com Jan Guest e contraponto com Koellreuter e fez pesquisas nas áreas de história da música e musicoterapia. Ganhava a vida lecionando violão e harmonia e compondo trilhas para espetáculos de teatro e dança.

De volta a Porto Alegre, gravou seu primeiro disco, 'Totonho Villeroy', com participações especiais de Toninho Horta e Renato Borghetti. Recebeu por esse disco o Prêmio Sharp de Revelação da Música Popular Brasileira e o Prêmio Açorianos na categoria Melhor Disco do Ano, prêmio que ganharia novamente em 1995 ao gravar o disco Trânsito.

A partir de 1994 e até 2009, passou a fazer turnês regulares pela Europa, onde realizou cerca de duzentas apresentações em festivais, casas de jazz e bares de cidades da Alemanha, Suíça, Áustria, Inglaterra, Itália, Portugal, Espanha e França, Essa última tornou-se sua segunda casa, não só pela ascendência familiar, mas também pela afinidade com a língua e o povo francês. Foi lá que conheceu o produtor cultural François Mas, com quem idealizou e passou a produzir, a partir de 1996, o maior festival de música brasileira que acontece regularmente na Europa. É o Brasil Festival, evento com entrada franca que acontece ao ar livre em pleno verão europeu na cidade de Sanary Sur Mer, à beira do Mediterrâneo, onde já cantaram artistas como Gilberto Gil, Milton Nascimento, Jorge Benjor, Lenine, Margareth Menezes, Paralamas do Sucesso, Marcelo D2, Ana Carolina, Chico César, Daniela Mercury, Olodum, Elba Ramalho, Carlinhos Brown, Papas da Língua, Fernanda Abreu, Pagode Jazz Sardinha's Club, Bárbara Mendes, Paula Santoro, O Rappa, Skank, Henri Salvador (convidado especial em 2004), Renato Borghetti, Trio Mocotó, Funk'n Lata, Dudu Nobre, Bebeto Alves e Gelson Oliveira , entre outros.

Em 1997, formou com os colegas Bebeto Alves, Gelson Oliveira e Nelson Coelho de Castro o projeto Juntos, que estreou no Auditorio Araujo Vianna em Porto Alegre para uma platéia de 3.000 pessoas. Em 1998 gravaram o primeiro disco ao vivo e, em 2001, o CD Povoado das Águas, ambos vencedores de diversos prêmios. Com essa formação fizeram turnês pelo Brasil, Uruguai, Argentina e diversos países da Europa.

Tendo Ana Carolina como sua principal intérprete, Antonio Villeroy mudou-se novamente para o Rio de Janeiro, no ano 2.000, onde residiu até 2013, passando a ser um dos mais requisitados da MPB.[1] Depois de Lupicínio Rodrigues é o compositor gaúcho mais gravado mundialmente. Inúmeros artistas passaram a solicitar suas canções, que hoje podem ser ouvidas nas vozes e instrumentos de nomes como Ana Carolina, Maria Bethânia, Ivan Lins, Gal Costa, Zizi Possi, Seu Jorge, Jorge Vercillo, João Donato, Mart' nália, John Legend, Chiara Civello, Mario Biondi, Don Grusin, Moska, Paula Lima, Eliana Printes, Sandy e Júnior, Vanessa Camargo, Bárbara Mendes, Luciana Melo, Preta Gil, Luíza Possi, Daniela Procópio, Ednardo e Belchior, entre outros artistas nacionais e internacionais.[1] Ele assinou sete canções do álbum mais vendido no Brasil em 2005, Perfil, da cantora Ana Carolina (um milhão de cópias).

Lançou em 2004, pelo seu selo Pic Music, seu primeiro álbum gravado ao vivo e foi indicado ao Grammy Latino 2005 de melhor canção da Língua Portuguesa com a bossa São Sebastião, dedicada à cidade do Rio de Janeiro. Em 2006 lançou pela Warner Music seu primeiro DVD ao vivo com a Orquestra de Câmara Theatro São Pedro, com participações de Ana Carolina, João Donato e Daniela Procópio.

Em agosto de 2008, recebeu o título honorífico de CIDADÃO DE PORTO ALEGRE, por relevantes serviços prestados à comunidade.

Em 2009, fez sua 16º trunê pela Europa, com shows na Espanha, Alemanha, França e Luxemburgo.

Em 2010, lançou pela gravadora Biscoito Fino, o CD José as participações de Teresa Cristina, Maria Gadú e Gabriel Grossi. [2]

Em 2011, começou, com o diretor Renato Falcão, o documentário A Beleza Inventada (The Invented Beauty), mostrando o processo de composição com autores dos EUA , França, Senegal, Camarões e República Democrática do Congo.

Em 2013, mudou-se com a sua mulher Pamela Bitencourt Chaves para Porto Alegre, onde nasceu a primeira filha do casal, Luisa Chaves Villeroy.[1]

Em 2014, lançou pela Sony Music o premiado Samboleria, com composições em português e espanhol, inaugurando parcerias com o colombiano Jorge Villamizar, o cubano Descemer Bueno e dando sequência às parcerias com João Donato e o pianista americano Don Grusin, que participaram das gravações, assim como Mart'nália que cantou em duo com Antonio o samba canção Germinal do Samba e, a cantora argentina Dolores Solá, que faz dueto na canção título do disco.[3][4]

Durante esse período teve mais de 20 canções em novelas, sendo oito delas tendo ele mesmo como intérprete e as restantes nas vozes de Ana Carolina, Gal Costa e Jussara Silveira. Também teve uma dezena de canções em filmes nacionais, entre eles, Amores Possíveis, Casamento de Romeu e Julieta, Sexo Amor e Traição, Sonhos Roubados e Enquanto a Noite não Chega, além da música tema do filme Neptunes Rocking Horse do novaiorquino Robert Tate.

De 2015 a 2017 ficou em turnê com o show Samboleria, principalmente com a formação Samboleria de Bolso, em duo com o baterista Marquinhos Fê, fazendo mais 200 apresentações. Também nesse período retomou o projeto Juntos, que está em vias de gravar o primeiro DVD.

Em 2017, nasceu Antonella Chaves Villeroy, sua segunda filha com sua esposa Pâmela.

Entre março de 2016 e maio de 2019, vem produzindo o projeto Noites Especiais, no pub Sgt Peppers, com shows acústicos de artistas como Chiara Civello, Toninho Horta, João Bosco, Ed Motta, Jards Macalé, João Donato, Mafalda Minozzi, Ivan Lins, Ângela RôRô, Banda Bixo da Seda, Leila Pinheiro, Kleiton & Kledir, entre outros artistas.

No verão de 2019, realizou no Bali Hai, na praia de Atlântida o projeto Sons de Verão, com shows de Ed Motta, João Bosco, Toquinho e Kleiton & Kledir.

Em 2019 publicou todos os seus discos, além de singles e um EP de músicas que compôs e cantou trilhas de novelas. Gravou a música e o video clipe de Pé Na Areia, que compôs em homenagem ao esporte Beach Tennis, lançado no Youtube e tocado por DJs em diversas partes do mundo. Em abril de 2019, estreou o novo show Luz Acesa, em que faz um balanço de 38 anos de carreira, com shows em diversas cidades brasileiras. Entre agosto e outubro de 2019 Antonio realizará sua 17ª turnê europeia.

Também previsto para 2019 o lançamento do DVD de 35 anos de carreira, gravado em agosto de 2016, além de um songbook e uma biografia musical.

DiscografiaEditar

CDS
Ano Título Selo Gravadora
1991 Totonho Villeroy Independente
1995 Trânsito Independente
1997 Juntos ao Vivo, com Bebeto Alves,

Gelson Oliveira e Nelson Coelho de Castro

RGE/RBS DISCOS
2000 Totonho Villeroy Independente
2002 Juntos 2 : Povoado das Águas Continental Chantecler
2004 Totonho Villeroy & Orquestra de Câmara Theatro São Pedro Pic Music
2006 Sinal dos Tempos (Ao Vivo)

com Orquestra de Câmara Theatro São Pedro

Warner Music
2010 José Biscoito Fino
2014 Samboleria
DVDs
Ano Título Selo Gravadora Observações
2006 Sinal dos Tempos (Ao Vivo)

com Orquestra de Câmara Theatro São Pedro

Warner Music Esgotado
2018 35 Anos de Carreira (Ao Vivo no Sgt Peppers) Em negociação Em pós produção
2018 Juntos 20 Anos (Gravado ao Vivo no Theatro

São Pedro)

Em negociação Em pós produção
  • 2006 - Sinal dos Tempos (Ao Vivo)[5]

Músicas em Filmes, Novelas, etcEditar

CinemaEditar

ANO

PAÍS

FILME Diretor Músicas, Autores e Intérpretes
1985

BRASIL

A TV Que Virou

Estrela de Cinema

Yanko del Pino Canções e trilha completa instrumental especialmente composta

por Antonio Villeroy

1996

EUA

Neptun'es Rocking Horse Robert Tate 1. From Ruins of a Town (Antonio Villeroy/Fernando Paiva)

Intérprete: Antonio Villeroy

2. Sem Fim de Palavras (Antonio Villeroy)

Intérprete: Antonio Villeroy

2001

BRASIL

Amores Possíveis Sandra Werneck Amores Possíveis (João Nabuco/Antonio Villeroy)

Intérprete: Paulinho Moska

A Margem da Pele (Jonao Nabuco/Antonio Villeroy/Ana Carolina)

Intérprete: Paula Lima

Cinema Pra Dois (João Nabuco/Antonio Villeroy)

Intérprete: João Nabuco

2004

BRASIL

Sexo Amor e Traição Jorge Fernando Sexo Amor e Traição (Eugênio Dale/Antonio Villeroy)

Intérprete: Luciana Mello (versão 1)

Intérprete: Eugênio Dale (versão 2)

2005

BRASIL

O Casamento

de Romeu e Julieta

Bruno Barreto Que Me Importa do Mundo

(versão de Antonio Villeroy para canção de Rita Pavone)

Intérprete: Wanessa Camargo

2005

EUA/BRASIL

Série Documental com

Anthony Bourdain no Brasil

Robert Tate

Renato Falcão

Diversas canções extraídas do álbum Totonho Villeroy de 1991.
2009

BRASIL

Sonhos Roubados Sandra Werneck Sonhos Roubados (João Nabuco/Eugenio Dale/Antonio Villeroy)

Intérprete: Maria Gadú

2009

BRASIL

Divã José Alvarenga Jr Pra Rua Me levar (Antonio Villeroy/Ana Carolina)

Intérprete: Ana Carolina

2010 Enquanto a Noite Não Chega Beto souza e

Renato Falcão

Trilha completa instrumental especialmente composta

por Antonio Villeroy

TelevisãoEditar

Ano Programa[6] Personagem Nota
1999 Novela Andando nas Nuvens, Rede Globo Julia Montana

(Débora Bloch)

Garganta, tema de personagem, intérprete Ana Carolina
1999/2000 Novela Vila Madalena, Rede Globo Abertura To Saindo, tema de abertura, intérprete Ana Carolina
2002 Novela As Filhas da Mãe, Rede Globo Rosalva

(Regina Casé)

Ela é Bamba, tema de personagem, intérprete Ana Carolina
2002 Novela Coração de Estudante, Rede Globo Amelinha (Adriana Esteves) Confesso, tema de personagem, intérprete Ana Carolina
2004 Novela Senhora do Destino, Rede Globo Maria Isabel

(Carolina Dieckmann)

Uma Louca Tempestade, tema de personagem, intérprete Ana Carolina
2005 Novela América, Rede Globo Marisol

(Deborah Secco)

Pra Rua Me Levar, tema de personagem, intérprete Ana Carolina
2007 Novela Paraíso Tropical, Rede Globo Ana Luísa

Renée de Vielmont

Ruas de Outono, tema de personagem, intérprete Gal Costa
2007 Sinal dos tempos DVD

Canal Brasil

Ele mesmo DVD Gravado ao Vivo com Orquestra de Câmara Theatro São Pedro
2007 Novela Desejo Proibido, Rede Globo Laura

(Fernanda Vasconcellos)

AQUI, tema de personagem, intérprete Ana Carolina
2007 Novela Amigas e Rivais, SBT Laura Lisboa

(Lisandra Parede)

Amores Possíveis, tema de personagem, intérprete Antonio Villeroy
2007 Novela Amor e Intrigas, Record Valkíria

(Renata Dominguez)

Garganta, tema de personagem, intérprete Antonio Villeroy
2008 Novela Chamas da Vida, Record Carolina

(Juliana Silveira)

Sinais de Fogo, tema de personagem, intérprete Antonio Villeroy
2009 Novela Bela, a Feia, Record Verônica

(Simone Spoladore)

Heroína e Vilã, tema de personagem, intérprete Antonio Villeroy
2009 Novela Caras e Bocas, Rede Globo Judith

(Deborah Evelyn)

Além do Paraíso, tema de personagem, intérprete Jussara Silveira
2010 Novela Araguaia, Rede Globo Pierina

(Eva Vilma)

Felicidade, tema de personagem, intérprete Antonio Villeroy
2012/2013 Novela Balacobaco, Rede Record Tema Geral Um Dia Pra Vadiar, tema geral, intérprete Antonio Villeroy
2013 Novela Flor do Caribe, rede Globo Tema Geral Nostalgia Pasjera, tema geral, intérprete Antonio villeroy
2013 Novela Flor do Caribe, rede Globo Lindaura

(Angela Vieira)

Luz Acesa, tema de personagem, intérprete Ana Carolina
2013 Compositores Unidos, Canal Brasil Principal Convidado 1ª temporada - Episódio 1 e 2
2014 Em Família Felipe

(Thiago Mendonça)

Recomeço, tema de personagem, intérprete Antonio Villeroy
2018 Novela Espelho da Vida

Estreia em Setembro 2018

Pontos de Partida (Antonio Villeroy/Dudu falcão/Max Vianna)

Intérprete: Max Vianna

Trilhas de TeatroEditar

Ano Espetáculo Autor Diretor Músicas
1981 Encontro no Bar Braulio Pedroso Ronald Rade Diversas músicas, com letras de Braulio Pedroso.

Trilha dividida com Fernando Corona.

1989 Histórias e Pré Histórias Cacá Sena Cacá Sena Trilha completa instrumental, composta, arranjada

e executada por Antonio Villeroy

1990 Lovemember Marcos Barreto Marcos Barreto Trilha completa instrumental, composta, arranjada

e executada por Antonio Villeroy

1991 Fulano Marcos Barreto Marcos Barreto Trilha completa instrumental, composta, arranjada

e executada por Antonio Villeroy

1992 Circo da Solidão Marcio Viana sobre

textos de Goethe e Roland Barthes

Marcio Viana Trilha original instrumental, composta, arranjada

e executada por Antonio Villeroy

1993 Sonho de Uma Noite de Verão Shakespeare Camilo de Lélis Trilha completa instrumental, composta, arranjada

e executada por Antonio Villeroy

2000 Hilário Jonas Bloch Paulo Pederneiras

e Jonas Bloch

Canções e trilha original instrumental, compostas, arranjadas

e executadas por Antonio Villeroy em parceria com Gastão Villeroy

2006 Cassino Coração Frank D. Gilroy Marcos Barreto Canções e trilha original instrumental, compostas, arranjadas

e executadas por Antonio Villeroy em parceria com Gastão Villeroy

2015 As quatro direções do Céu Roland Schimmelpfennig Camilo de Lélis Canções e trilha original instrumental, compostas, arranjadas

e executadas por Antonio Villeroy

TRILHAS PARA ESPETÁCULOS DE DANÇA
Ano Espetáculo Autor Coreógrafo Diretor Músicas
1993 Lautrec Carlota Albuquerque

para Grupo Terpsi

Carlota albuquerque Parte de trilha com úsicas originais, instrumentais compostas, arranjadas

e executadas por Antonio Villeroy.

1993 O Balcão Adaptação por Eva Schull

de peça teatral de

Jean Genet para grupo Ânima de Dança

Eva Schull Trilha com úsicas originais, instrumentais compostas, arranjadas

e executadas por Antonio Villeroy e Ricardo Severo.

1993 Ser Animal Eva Schull e Eduardo Severino

para grupo Ânima de Dança

Eva Schull Trilha original instrumental composta, arranjada e executada por Antonio Villeroy
1993 O Convidado Eva Schull

para grupo Ânima de Dança

Eva Schull Trilha original instrumental composta, arranjada e executada por Antonio Villeroy
1996 Nill Andrea Druck Andrea Druck
MÚSICAS PARA FILMES EM VÍDEO
Ano Autor Diretor Músicas
1991 Cacá Sena Cacá Sena Trilha original instrumental composta, arranjada e executada por Antonio Villeroy
1992 Cacá Sena Cacá Sena Trilha original instrumental composta, arranjada e executada por Antonio Villeroy
1993 Carlota Albuquerque

para grupo Terpsi de Dança

Carlota Albuquerque Parte da Trilha original instrumental composta, arranjada e executada por Antonio Villeroy

Prêmios e indicaçõesEditar

Grammy LatinoEditar

Ano Categoria Indicação Resultado
2005 Melhor Canção Brasileira São Sebastião

(interpretada por Antonio Villeroy)

Indicado
Ano Categoria Indicação Resultado
2007 Melhor Canção Brasileira Rosas (interpretada por Ana Carolina) Indicado

Prêmio da Música BrasileiraEditar

Ano Categoria Indicação Resultado
1991 Revelação Masculina de MPB Totonho Villeroy[7] Venceu

Prêmio AçorianosEditar

Ano Categoria Indicação Resultado
1991[8] Disco Totonho Villeroy Venceu
Compositor[9] Totonho Villeroy Indicado
1995[10] Disco Trânsito Venceu
Espetáculo[11] Totonho Villeroy Indicado
Compositor Totonho Villeroy Indicado
1998[12] Disco de MPB ou Samba Juntos (com Bebeto Alves, Gelson Oliveira e Nelson Coelho de Castro) Venceu
1999[13] Compositor de MPB Totonho Villeroy Venceu
2004[14] Intérprete de MPB Totonho Villeroy Indicado
Disco do Ano Totonho Villeroy & Orquestra de Câmara Theatro São Pedro Indicado
2006[15] Melhor DVD Sinal dos Tempos (Ao Vivo) Venceu
Compositor de MPB[16] Antonio Villeroy Indicado
Disco de MPB Sinal dos Tempos (Ao Vivo) Indicado
2014[17] Disco do Ano Samboleria Venceu
Espetáculo do Ano Samboleria Venceu
Compositor de MPB Antonio Villeroy Venceu
Álbum de MPB Samboleria Venceu
Intérprete de MPB[18] Antonio Villeroy Indicado
Produtor Musical Antonio Villeroy e Berna Ceppas (por Samboleria) Indicado

Artistas Com Quem Compõe em ParceriaEditar

País Parceiros
BRASIL Adriano Trindade, ana Carolina, Bebeto Alves, Daniela Procopio, Dudu Falcão, Elisa Lucinda, Eugenio Dale,

Gastão Villeroy, Gelson Oliveira, Ivan Lins, João Donato, João Nabuco, João Suplicy, Jorge Mautner, Jorge

Thadeu, Jorge Vercillo, Magary Lord, Maycon Ananias, Nelson Coelho de Castro, Seu Jorge, Thiago Gentil.

CAMARÕES Blick Bassy
COLOMBIA Jorge Villamizar
CUBA Descemer Bueno, Donato Poveda.
EUA Chalie Midnight, Claudia Brant,don Grusin, Eve Nelson, Jeffe Frenze, Jesse Harris, John Legend, Marc Swersky, Marshall Altman, Richard Julian, Rick Neigher.
ITALIA Antonio Galbiatti, Chiara Civello.
REPUBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO Lokua Kanza
SENEGAL Allune Wade
VENZUELA Juan Carlos Perez Sotto

Selo Pic MusicEditar

Antonio lançou discos de 4 artistas pelo seu selo, sendo 3 deles dentro da série Cantautor, criada para divulgar os trabalhos de compositores cujas letras tem um papel relevante dentro da canção

Ano Artista Título do Disco Série
2008 Marisa Rotenberg Boa Hora Única
2010 Gelson Oliveira Tridimensional Série Cantautor
2010 Jesse Harris Watching the Sky Série Cantautor
2010 Marcio Faraco Um Rio Série Cantautor

Festival de Música Brasileira na FrançaEditar

Em tourné pela Europa em 1994, Antonio Villeroy conheceu na França o produtor cultural François Mas que se tornou seu grande amigo e organizador dos shows de Antonio na França.  Em 1995 em nova tourné, já organizada por François, ambos têm a idéia de criar um festival de cultura brasileira na cidade de Sanary sur mer, na Côte D'Azur, local de residência do produtor francês. Para tanto, criam a Associação Cultural Sud a Sul.

Em 1996 produzem o primeiro festival em parceria com a Prefeitura das duas cidades Porto Alegre e Sanary. esse festival contou com artistas gaúchos das áreas de música, teatro dança, cinema, artes plásticas, quadrinhos, etc.

A partir de 1998, o festival passa a ter âmbito nacional e dedicado somente a música. O local das apresentações é ampliado e as apresentações realizadas ao ar livre e com entrada franca passam a ter um público médio de 8 mil pessoas por noite.

Artistas que já participaram do  Brasil Festival, produzido por Antonio Villeroy em Sanary Sur Mer entre 1996 e 2006Editar

Alberto Oliveira 1996

Alegre Correa Sexteto 1998

Ana Carolina :  2.000

Antenor Bogèa: 2004

Antonio Villeroy: 1996, 1998 e 2004

Banda do Dorinho: 1996

Banda Eva (com Ivete Sangalo) : 1998

Bebeto Alves: 1998

Carlinhos Brown : 1999

Chico César: 2.000

Da Guedes: 2004

Daniela Mercury : 1999 e 2004

É O Tchan! : 1998

Elba Ramalho: 1999

Fernanda Abreu: 1998

Gelson Oliveira: 1996, 1998, 2004

Gilberto Gil : 1998 e 2002

Henri Salvador (convidado especial em 2004)

Ilê Ayê : 2.000

Ivo Meirelles e Funk'n Lata: 2002

Jorge Benjor: 2.000

Lenine: 2004

Leonardo Ribeiro: 1999

Luciana Pestano: 1998

Mangueira in Lata: 2002

Marcelo D2: 2006

Marcos Sacramento: 2004

Margareth Menezes: 2.000 e 2006

Milton Nascimento: 2004

Nelson Coelho de Castro: 1996

Neto Fagundes: 1996

O Rappa : 1998

Olodum: 2004

Orquestra do Fubá 2006

Pagode Jazz Sardinha's Club: 2004

Papas da Língua: 1996, 1998 e 2006

Paralamas do Sucesso: 1998

Renato Borghetti: 2.000

Skank: 1998

Tribo de Jah: 1998

Trio Mocotó: 2002

Artistas Que Já Interpretaram Suas MúsicasEditar

1.    Adriano Trindade

2.    Alegre Correa

3.    Alex Alano

4.    Alune Wade (França/Senegal)

5.    Annadi

6.    Ana Carolina

7.    Anthonio

8.    Arthur de Faria

9.    Banda Clareou

10. Banda Velcro

11. Barbara Mendes

12. Bebeto Alves

13. Belchior

14. Belo

15. Benna Lobo

16. Beth Lamas

17. Bom Gosto (grupo)

18. Bruna Pinheiro

19. Carol Sabóia

20. Célia

21. Chiara Civello (Italia)

22. Coral Infantil Fundação Pão dos Pobres

23. Daniela Procopio

24. Dolores Solá (Argentina)

25. Don Grusin (EUA)

26. Dora Vergueiro

27. Dudu Sperb

28. Ednardo

29. Eliana Printes

30. Ernesto Fagundes

31. Fael Mondego

32. Fred Reis

33. Gal Costa

34. Gelson Oliveira

35. Glau Barros

36. Glaucia Nasser

37. Ivan Lins

38. Ive

39. Izabel Padovani

40. Jesse Harris (EUA)

41. João Donato

42. John Legend (EUA)

43. Jorge Vercillo

44. Jorge Thadeu

45. Juliano Barreto

46. Jussara Silveira

47. Leco Alves

48. Liah Soares

49. Lokua Kanza (França/Congo)

50. Luan Santana

51. Luciana Mello

52. Luciana Pestano

53. Luiza Possi

54. Luzia Dvorak

55. Magary Lord

56. Marcella Fogaça

57. Marcelo Onofre

58. Marfiza Calixto

59. Maria Bethânia

60. Maria Gadú

61. Marina Elali

62. Mario Biondi (Italia)

63. Marisa Rotenberg

64. Mart' nalia

65. Mateus Brunette

66. Matogrosso (grupo)

67. Max Vianna

68. Melissa Azevedo

69. Moska

70. Muni

71. Nalanda Cazzuni

72. Nanda Cavalcante

73. Nei Lisboa

74. Nelson Coelho de Castro

75. Nico Nicolaiewsky

76. Oigatchê (grupo)

77. Paula Lima

78. Paula Santoro

79. Paulinho Pinheiro

80. Pedro Lobo

81. Preta Gil

82. Raquel Saraceni

83. Renata Arruda

84. Replicantes

85. Roberth Gonçalves

86. Rubens Lisboa

87. Sandy e Junior

88. Selma Carvalho

89. Serginho Moah

90. Sergio Saraceni

91. Seu Jorge

92. Shana Muller

93. Tati Portella

94. Teresa Cristina

95. Tereza Areal

96. Thaeme

97. Vanessa Longoni

98. Venerável Lama

99. Wander Wildner

100. Wanessa Camargo

101. Zizi Possi

Referências

  1. a b c d «Entrevista Um papo com o cantor e compositor Antônio Villeroy». Culturissima. 31 de julho de 2016 
  2. «O novo álbum de Antonio Villeroy». CulturaBrasil. 8 de julho de 2010 
  3. «Autor de sucessos de grandes nomes da MPB, Antonio Villeroy lança CD solo». Odia. 4 de junho de 2014 
  4. «Antonio Villeroy apresenta canções do novo disco, "Samboleria", em Porto Alegre». ZeroHora. 12 de agosto de 2014 
  5. «Discografia». Fã Clube Cantautor. 2005. Consultado em 24 de junho de 2014 
  6. «Antonio Villeroy > Filmografia > Programas». IMDB. 2005. Consultado em 24 de junho de 2014 
  7. Cliquemusic. «Totonho Villeroy». Consultado em 16 de abril de 2018 
  8. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Vencedores do Prêmio Açorianos de Música - 1991». Consultado em 16 de abril de 2018 
  9. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Indicados ao Prêmio Açorianos de Música - 1991». Consultado em 16 de abril de 2018 
  10. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Vencedores do Prêmio Açorianos de Música - 1995». Consultado em 17 de abril de 2018 
  11. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Indicados ao Prêmio Açorianos de Música - 1995». Consultado em 17 de abril de 2018 
  12. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Vencedores do Prêmio Açorianos de Música -1998». Consultado em 17 de abril de 2018 
  13. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Vencedores do Prêmio Açorianos de Música - 1999». Consultado em 16 de abril de 2018 
  14. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Indicados ao Prêmio Açorianos de Música - 2004». Consultado em 2 de maio de 2018 
  15. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Vencedores do Prêmio Açorianos de Música - 2006». Consultado em 2 de maio de 2018 
  16. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Indicados ao Prêmio Açorianos de Música - 2006». Consultado em 2 de maio de 2018 
  17. Jornal Sul21 (2 de dezembro de 2015). «Festa do Prêmio Açorianos de Música 2014/2015 tem emoção e variedade musical». Consultado em 7 de maio de 2018 
  18. Prefeitura Municipal de Porto Alegre (1 de dezembro de 2015). «Prêmio Açorianos de Música ocorre nesta terça-feira». Consultado em 7 de maio de 2018 

Ligações externasEditar