Abrir menu principal

Tristezas Não Pagam Dívidas

filme de 1943 dirigido por José Carlos Burle
Tristezas Não Pagam Dívidas
 Brasil
1943 •  p&b •  
Direção José Carlos Burle
Ruy Costa
Roteiro Ruy Costa
Elenco Jaime Costa
Ítala Ferreira
Oscarito
Grande Otelo
Género comédia musical
Música Lírio Panicalli
Companhia(s) produtora(s) Atlântida Cinematográfica
Distribuição União Cinematográfica Brasileira
Idioma português brasileiro
Página no IMDb (em inglês)

Tristezas não Pagam Dívidas é um filme brasileiro de 1943, do gênero chanchada, dirigido por Ruy Costa e José Carlos Burle.[1]

É o primeiro filme de Oscarito na Atlântida Cinematográfica e o primeiro dos treze filmes em que contracenaria com Grande Otelo, embora ainda não formassem a dupla que os consagraria[2] — isso só aconteceria no filme seguinte, Não Adianta Chorar, de Watson Macedo.[3]

O filme estreou em São Paulo em 26 de janeiro de 1944, e no Rio de Janeiro duas semanas depois.[4]

ElencoEditar

SinopseEditar

Ao morrer, marido determina em testamento à mulher que esta deverá brincar intensamente o carnaval, mesmo que esta não seja a vontade da viúva. Sem experiência nessa área, conhece um malandro que resolve ajudá-la, interessado no seu dinheiro. Mas este, também viúvo, acaba realmente se apaixonando pela bela viúva.

Números musicaisEditar

Referências

  1. a b c d e f AUGUSTO, p. 224
  2. AUGUSTO, p. 107
  3. AUGUSTO, p. 192
  4. AUGUSTO, p. 108

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.