Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre um município brasileiro. Para outras acepções, veja Tromba (desambiguação).
Trombas
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Trombas
[[1]]
Brasão de armas de Trombas
[de armas]
Hino
Gentílico trombense
Localização
Localização de Trombas em Goiás
Localização de Trombas em Goiás
Mapa de Trombas
Coordenadas 13° 30' 32" S 48° 44' 24" O
País Brasil
Unidade federativa Goiás
Municípios limítrofes Montividiu do Norte, Formoso, Porangatu, Santa Tereza de Goiás e Minaçu
Distância até a capital 422 km
História
Fundação 1988 (32 anos)
Aniversário 22 de maio
Administração
Prefeito(a) Augustinho da Nóbrega ([PSDB])
Características geográficas
Área total [1] 799,123 km²
População total (Censo IBGE/2012[2]) 3 455 hab.
Densidade 4,3 hab./km²
Clima tropical
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [3]) 0,743 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 20 755,870 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 5 666,36
Website trombas.go.gov.br (Prefeitura)

Trombas é um município brasileiro do estado de Goiás.

Trombas é uma pequena cidade localizada ao norte goiano. A princípio era distrito de Formoso, mas em 1988 foi emancipada, e passou a se chamar Trombas por causa de um rio que nascia entre duas serras, e tinha o formato de uma tromba de elefante.

A cidade é marcada todos os anos pela tradicional Festa do Peão, famosa em todo estado.

HistóriaEditar

O município de Trombas teve início em meados da década de 50. Afetadas pelas secas dos sertões da Bahia e do Ceará, algumas famílias vieram para o interior de Goiás em busca de terras férteis, como Cândido Castro de Souza e seu irmão. Essas famílias se instalaram às margens de um córrego e, na mesma época, se mudaram para as margens de um córrego próximo, o qual denominaram Córrego das Trombas de Elefante, logo formando um povoado chamado Trombas. A origem do nome se deve à nascente do rio, que fica entre os dois morros semelhantes a uma tromba de elefante. O povoado recebeu outra denominação, a qual não era oficial, segundo alguns moradores, de Vila Dourado, e mais tarde voltou a possuir o primeiro nome. Entre 1950 e 1954 houve um grande conflito pelas terras férteis, tomando características de uma guerra entre a polícia e os posseiros. José Porfírio de Souza, posseiro da região, assumiu a liderança do movimento feito pelo povo a fim de legalizar as terras. Em 1962, os camponeses elegeram José Porfírio de Souza deputado estadual, e este se tornou um homem conhecido politicamente. Em 1967, devido ao golpe de 1964 contra o governo do presidente João Goulart e seus aliados, o militarismo enviou espiões em busca de José Porfírio, e o mesmo foi preso e algemado no povoado de Riachão, Maranhão. José Porfírio foi levado para Goiânia, preso e, mais tarde solto. Almoçou com sua advogada e saiu dali dizendo que ia ao banco retirar dinheiro. Desde então ninguém mais o viu.

Formação AdministrativaEditar

Distrito criado com a denominação de Trombas, pela lei estadual nº 7266, de 21-11­-1968, subordinado ao município de Formoso. Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o distrito figura no município de Formoso. Elevado à categoria de município com a denominação de Trombas com área do extinto distrito de Vila Dourado, pela lei estadual nº 10436, de 9 de janeiro de 1988, desmembrado de Formoso. Sede no atual distrito de Trombas. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1989. Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

GeografiaEditar

O clima predominante é tropical seco. A temperatura anual média é de 27 graus centígrados. A estação chuvosa prolonga-se de outubro a abril. A vegetação natural predominante é o cerrado e consiste de árvores esparsas, de tronco retorcido, bem como de plantas rasteiras. Do ponto de vista hidrográfico, Trombas situa-se na Bacia do Rio das Almas, especificamente na bacia hidrográfica formada pelo Rio das Almas, Rio Tocantins e Rio Paranã. Os principais Rios que cortam o município são: Rio Santa Teresa. Córrego da Onça, Ribeirão Corrente, Pedra de Amolar, Córrego Esmeril, córrego do Sapato. Fonte Mapa Hidrográfico do Município de Trombas.

ReligiãoEditar

Em Trombas há a predominância de cristãos, sendo divididos entre católicos e protestantes. A maior igreja da cidade é a Igreja Santo Antônio, localizada na região noroeste da cidade[carece de fontes?].

EconomiaEditar

Trombas destaca-se no investimento agropecuário.

AdministraçãoEditar

PrefeitosEditar

1 - EPAMINONDAS JOSÉ ROMEIRO 1989 - 1992 - PMDB

2 - DERCÍLIO BATISTA DE SOUZA 1993 - 1996 - PMDB

3 - OSVALDO ELIAS VIEIRA 1997 - 2000 - PMDB

4 - DERCÍLIO BATISTA DE SOUZA 2001 - 2004 - PMDB

5 - ÉLSON CARLOS DA SILVA 2005 - A 09/12/2008 - PR

6 - ROSALVO JOSE ROMEIRO 10/12/2008 A 31/12/2008 PSB

7 - CATARINO JOSÉ DA SILVA - PT 2009 - 2012

8 - CATARINO JOSE DA SILVA - PT 2013 - 2016

9 - AGOSTINHO DA NÓBREGA RODRIGUES - PSDB 2017 - 2020

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.