Abrir menu principal
Valdemar Caracas
Nome completo Valdemar Cabral Caracas
Nascimento 9 de novembro de 1907
Pacoti,  Ceará
Morte 14 de janeiro de 2013 (105 anos)
Fortaleza, Ceará
Nacionalidade  Brasileira
Cônjuge Anete Brasil Caracas (1934-2006)
Ocupação ferroviário
dirigente esportivo
jornalista esportivo

Valdemar Cabral Caracas (Pacoti, 9 de novembro de 1907- Fortaleza, 14 de janeiro de 2013) foi um dirigente esportivo brasileiro.

Nasceu em Pacoti, município localizado no Maciço de Baturité, Ceará, filho de Francisca Cabral Caracas e de Francisco Caracas Sobrinho. Em 1912, mudou-se com a família para Fortaleza. Na juventude, estudou no Instituto São Luís, de propriedade de Francisco de Meneses Pimentel. Ali foi aluno, entre outros, de Austregésilo de Ataíde.[1]

Foi o primeiro cronista esportivo do estado do Ceará, trabalhando na Ceará Rádio Clube, pioneira da radiofusão cearense. Foi repórter, comentarista e noticiarista da primeira equipe de esportes da referida emissora de rádio, no fim da década de 1930. Foi também correspondente do Jornal do Brasil e do Jornal dos Sports, ambos do Rio de Janeiro.

Como chefe do escritório de manutenção da RVC (Rede de Viação Cearense), ajudou a fundar o Ferroviário Atlético Clube em 9 de maio de 1933. Caracas foi também o técnico do time em 1945, ano em que o Ferroviário conquistou o seu primeiro título estadual.

Valdemar também se envolveu com a política e, devido sua influência junto aos trabalhadores da RVC, foi eleito vereador de Fortaleza em 1936. No ano seguinte, ocorre o golpe de Getúlio Vargas que instala o Estado Novo e, no dia 10 de novembro de 1937, Valdemar Caracas teve seu mandato cassado pela então recém-instaurada ditadura varguista. Posteriormente, em 1947, ajudou a fundar o Partido Socialista Brasileiro (PSB) no estado do Ceará.

Faleceu ao sucumbir a um quadro de pneumonia generalizada, no Hospital São Mateus, em Fortaleza, após 26 dias de internação. Seu corpo foi sepultado no Cemitério Parque da Paz.[2]

Foi casado durante 72 anos com a professora Anete Brasil Caracas, falecida em 26 de julho de 2006, aos 93 anos.[3][4] Tiveram filhos.

Referências

  1. Patrício, Edgar (março de 2006). «A Voz do Ceará: Comunicação e Educação na Trajetória da Ceará Rádio Clube» (PDF). repositorio.ufc.br. Universidade Federal do Ceará. p. 19. Consultado em 28 de março 2018 
  2. «Morre Valdemar Caracas, fundador do Ferroviário, aos 105 anos». Diário do Nordeste. 14 de janeiro de 2013. Consultado em 28 de março de 2013 
  3. «Perfil». O Povo. 28 de outubro de 2007. Consultado em 28 de março de 2018 
  4. «RESOLUÇÃO Nº 1130/2008». InfoNomes. Diário Oficial do Estado do Ceará. 1 de agosto de 2008. p. 79. Consultado em 28 de março de 2018 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.