Abrir menu principal

Wikipédia:Votações/Regra para títulos

ObjetoEditar

O objeto desta votação é a adoção de normas para o uso de maiúsculas nos títulos em português (nomes de filmes, livros, discos, canções, telenovelas, minisséries, etc). Existem duas questões em votação:

  1. Que regra deve ser adotada para o uso de maiúsculas;
  2. Se deve constar no menu de busca um aviso de que a busca é sensível a acentos e maiúsculas, e explicar qual a regra em vigor.

As propostas aqui apresentadas foram o resultado de um longo debate que se desenrolou ao longo de vários meses. Não vote sem antes ler atentamente as discussões (ver página de discussão).

Nota: em cada pergunta, o eleitor deve votar em apenas uma opção.

Que regra deve ser adotada para os títulos em português?Editar

Proposta 1: Norma da ABNT/Regra do acordo ortográfico de 1990Editar

Nos títulos em português, apenas a primeira letra deve ser escrita com maiúscula, à exceção de nomes próprios que se encontrem no interior do título.

Exemplos: A cor do meu destino, Tudo sobre minha mãe, A cidade e as serras, O dia depois de amanhã, A liberdade é vermelha, O desespero de Veronika Voss.

Nota: Esta regra tem como fundamento o Acordo Ortográfico de 1990, que embora já tenha sido ratificado por vários países lusófonos, não se encontra ainda em vigor. Embora o texto do Acordo se refira apenas aos bibliónimos/bibliônimos (nomes de livros) [1], optou-se neste caso por alargar a aplicação a todo o tipo de títulos.

A favor
  1. Mschlindwein msg 12:01, 20 Outubro 2006 (UTC)
  2. Eduardo Pinheiro 14:31, 20 Outubro 2006 (UTC)
  3. Paulo Juntas 15:03, 20 Outubro 2006 (UTC)
  4. Nice msg 16:53, 20 Outubro 2006 (UTC)
  5. Yanguas 20:58, 20 Outubro 2006 (UTC)
  6. Glumresponder 00:01, 21 Outubro 2006 (UTC)
  7. Conhecer Digaê 15:10, 21 Outubro 2006 (UTC) (É preciso modernizarmo-nos...)
  8. ...malluco... Fala aí 16:02, 21 Outubro 2006 (UTC) É mais fácil
  9. --g a f msg 16:44, 21 Outubro 2006 (UTC) Além da consistência legal, ela apresenta maior rigor estético.
  10. F. NETO, Fco. de Salles B.   msg 20:01, 21 Outubro 2006 (UTC)
  11. João Carvalho 22:30, 21 Outubro 2006 (UTC)
  12. Bonás 00:33, 22 Outubro 2006 (UTC) Se podemos facilitar, por que complicar?
    Hã... Porque é o Português correcto? Chosenone 09:57, 24 Outubro 2006 (UTC)
  13. LijeØAlso msg 00:34, 22 Outubro 2006 (UTC)
  14. Cralizemsg 02:04, 22 Outubro 2006 (UTC)
  15. Dantaddσυζήτηση 03:08, 22 Outubro 2006 (UTC) - este é o padrão de todas as línguas latinas
  16. Gil 12:09, 22 Outubro 2006 (UTC)
  17. Severino666 14:36, 22 Outubro 2006 (UTC)
  18. Andrevruas 18:32, 22 Outubro 2006 (UTC)
    Sil√є ﮐ tгoηi   diga! 14:11, 23 Outubro 2006 (UTC)contribuições (ver Wikipédia:Direito a voto)Paulo Juntas 14:41, 23 Outubro 2006 (UTC)
  19. ( - P1LH4 + ) pois não?! 23:42, 23 Outubro 2006 (UTC)
  20. Vitor Madeira 09:05, 24 Outubro 2006 (UTC) --> Espero que esta opção ganhe, pois além de os títulos já estarem bastante mais destacados através do tamanho das letras e do negrito, é a opção moderna e universal!
    Moderna e universal? Onde? Em Portugal não é de certeza... Chosenone 09:56, 24 Outubro 2006 (UTC)
    No Brasil também não... Lipe FML_ 14:46, 24 Outubro 2006 (UTC)
  21.   Concordo Bigs msg 21:28, 24 Outubro 2006 (UTC) É a opção que, mais tarde ou mais cedo terá que vigorar, embora esse dia ainda possa estar longe.
  22. Luís Felipe Braga Msg 03:42, 26 Outubro 2006 (UTC)
    Gjpab 00:26, 28 Outubro 2006 (UTC) Voto inválido: atingiu o direito ao voto após o início da votação (em 30 de outubro). Cachorrinho está latindo lá no fundo do quntal҉҉ 20:11, 5 Novembro 2006 (UTC)
  23. alexandre abmac 00:52, 29 Outubro 2006 (UTC)
  24. Rangel Tilgon 04:28, 29 Outubro 2006 (UTC)
  25. Loge | fogo! 13:25, 30 Outubro 2006 (UTC)
  26. -- Jo Lorib d 05:04, 1 Novembro 2006 (UTC).
  27. Leonardo Ferreira Fontenelle 16:17, 2 Novembro 2006 (UTC)
  28. -- Clara C. 05:26, 4 Novembro 2006 (UTC)
  29. Leandro Martinez Fala Tchê!   17:12, 4 Novembro 2006 (UTC)
    -Sluciane 21:07, 4 Novembro 2006 (UTC)Sluciane Voto inválido número de edições insuficientes (ver Wikipédia:Direito a voto)--JLCA 23:13, 4 Novembro 2006 (UTC)

Proposta 2: Regra do Acordo Ortográfico de 1943 (geral)Editar

Nos títulos em português escrevem-se com maiúscula inicial todas as palavras, com excepção de artigos, preposições, conjunções e advérbios, que se escrevem com minúscula. As partículas monossilábicas no interior de vocábulos compostos (como por exemplo do em pôr-do-sol) escrevem-se também em minúscula.

Exemplos: A Cor do Meu Destino, Tudo sobre Minha Mãe, A Cidade e as Serras, O Dia depois de amanhã, A Liberdade É Vermelha, O Desespero de Veronika Voss, Antes do Pôr-do-Sol.

Nota: Esta norma tem como base as normas do Acordo Ortográfico de 1943 com as alterações de 1971 [2], acordo vigente no Brasil. Portugal rege-se pelo Acordo Ortográfico de 1945, cujo texto também afirma a obrigatoriedade dos títulos serem escritos com maiúsculas iniciais, embora com pequenas nuances que se decidiu ignorar em virtude da simplificação desta votação (se deseja conhecer o texto, consulte a Base XLIV do Acordo Ortográfico [3]).

A favor
  1. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 11:36, 20 Outubro 2006 (UTC)
  2. GAD discussão ð contribuições 14:12, 20 Outubro 2006 (UTC)
  3. Neko nyaa? 14:29, 20 Outubro 2006 (UTC)
  4. Chosenone 16:56, 20 Outubro 2006 (UTC) Por ser o Português correcto e porque um título não é uma simples frase.
  5. J.P. Watrin 17:22, 20 Outubro 2006 (UTC)
  6. Ratazana 17:28, 20 Outubro 2006 (UTC)
  7. Diogo Almeidamsg 18:20, 20 Outubro 2006 (UTC)
  8. Nícolas discussão -contribs 21:24, 20 Outubro 2006 (UTC)
  9. Giro720 21:34, 20 Outubro 2006 (UTC)
      ConcordoFlávio, o Maddox (msg!contrib) 02:07, 21 Outubro 2006 (UTC) ver comentários Decidi refletir um pouco sobre a minha opinião... Flávio, o Maddox (msg!contrib) 18:16, 21 Outubro 2006 (UTC)
  10. Brian Boru 16:01, 21 Outubro 2006 (UTC)
  11. Lampiao 19:01, 21 Outubro 2006 (UTC)
  12. Lipe FML_ 20:05, 21 Outubro 2006 (UTC) É largamente mais usado, é mais clássico, mais bonito e diferencia bem um título de uma outra frase qualquer. Título para mim é como se fosse um nome próprio com diversas palavras, por isso prefiro assim.
    Mais bonito? A mim é bastante bizarro esse zigue-zague entre caixa alta e baixa.--g a f msg 21:33, 21 Outubro 2006 (UTC)
    Talvez seja só questão de costume. Estou acostumado assim, e tudo que leio (revistas, jornais etc.) costumam utilizar assim também. Lipe FML_ 02:47, 22 Outubro 2006 (UTC)
  13. PatríciaR discussão 22:49, 21 Outubro 2006 (UTC)
  14. JLCA 09:02, 22 Outubro 2006 (UTC)
  15. D.P. Campos 20:21, 22 Outubro 2006 (UTC)
  16. Slade 21:52, 22 de Outubro 2006 (Domingo)
  17. Cachorrinho está latindo lá no fundo do quntalmsg 22:42, 22 Outubro 2006 (UTC)
  18. Lusitana 09:06, 24 Outubro 2006 (UTC)
  19. SOAD_KoRn (msgcontrib) 16:47, 24 Outubro 2006 (UTC)
    Black Bolt 14:07, 25 Outubro 2006 (UTC) Recém registado (ver Wikipédia:Direito a voto) Eduardo Pinheiro 14:09, 25 Outubro 2006 (UTC)
  20. Sturm 21:56, 25 Outubro 2006 (UTC) Conservador, eu?!?!?!
  21.   Concordo Guilherme Augusto 01:32, 27 Outubro 2006 (UTC) Eu sempre faço dessa maneira -por distração-, creio que é bem mais estético.
  22. Fernando | (0) 17:52, 27 Outubro 2006 (UTC)
  23. Belard 00:09, 28 Outubro 2006 (UTC) É uma questão de estilo, muito muito subjectiva. Ainda assim, "Auto da barca do inferno" com minúscula dói-me.
    O uso correcto do Português deve ser tudo menos subjectivo. Chosenone 03:18, 28 Outubro 2006 (UTC)
  24. -- Nuno Tavares 19:06, 30 Outubro 2006 (UTC)
  25. Marcelo Lapenda 14:21, 31 Outubro 2006 (UTC) Vocês estão confundindo base de dados bibliográficos (a bibliografia) com a língua escrita. No primeiro caso, a ABNT produziu normas de apresentação de títulos em uma bibliografia (e derivações), mas no caso do título dos trabalhos (o próprio trabalho e não sua apresentação em um catálogo ou bibliografia) é de se adotar a Norma Ortográfica (da ABL)
  26. Garrincha 17:52, 31 Outubro 2006 (UTC) Muito mais "apresentável".
  27. Roberto Cruz Contato 14:50, 1 Novembro 2006 (UTC) Considero mais estético desta forma.
  28. Machocarioca 00:00, 2 Novembro 2006 (UTC)Machocarioca O Desespero de Veronica Voss é o titulo de um filme. O desespero de Veronica Voss eu não sei o que é. Nem a imprensa, nem os cartazes de cinema. É só.
  29. Leslie Msg 06:23, 2 Novembro 2006 (UTC)
  30. JoãoFelipe hein? 16:50, 2 Novembro 2006 (UTC)
  31. --Pedro 17:57, 2 Novembro 2006 (UTC)
  32. Get_It 20:35, 2 Novembro 2006 (UTC)
  33. João Sousa 22:27, 2 Novembro 2006 (UTC)
  34. Angrense 17:36, 4 Novembro 2006 (UTC)

Deve constar no menu de busca uma explicação sobre o seu funcionamento?Editar

Qualquer que seja a regra escolhida, deve constar no menu busca (à esquerda, entre navegação e ferramentas, após os botões Ir e Pesquisa) um aviso explicativo de que a busca é sensível a acentos e maiúsculas, e explicar qual a regra em vigor?

SimEditar

  1. Nice msg 21:10, 20 Outubro 2006 (UTC)
  2. Lipe FML_ 20:07, 21 Outubro 2006 (UTC) talvez um pequeno link com um "?" ao lado da busca redirecionando para aquela página Wikipedia:Busca seria legal!
  3. Andrevruas 18:32, 22 Outubro 2006 (UTC)
  4. ( - P1LH4 + ) pois não?! 23:44, 23 Outubro 2006 (UTC) deve-se ter um alerta mas não muito "cheguei".
  5. Vitor Madeira 09:08, 24 Outubro 2006 (UTC) Espero que aqui ganhe o sim, pois a ajuda é sempre bem-vinda, seja sobre que forma for! Claro está que, tenho a certeza de que quando chegar a hora da implementação dessa ajuda, os editores terão o sentido estético devido para a elegância e a funcionalidade mais adequadas!
  6. Yanguas 02:38, 25 Outubro 2006 (UTC) O sistema de busca da Wiki é limitado, eu mesmo já criei artigo clone porque o sistema não detectou um título por causa de uma maiúscula. Quem vem de fora, pensa que isto é o Google, é preciso explicar.
  7. Guilherme Augusto 01:33, 27 Outubro 2006 (UTC)   Concordo com o FML
  8. Roberto Cruz Contato 14:55, 1 Novembro 2006 (UTC) Acredito que, quanto mais explicação e clareza ao usuário iniciante, melhor é.
  9. --Pedro 17:58, 2 Novembro 2006 (UTC)
  10. Leandro Martinez Fala Tchê!   17:12, 4 Novembro 2006 (UTC)

NãoEditar

  1. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 11:36, 20 Outubro 2006 (UTC)
  2. Mschlindwein msg 12:02, 20 Outubro 2006 (UTC)
  3. GAD discussão ð contribuições 14:12, 20 Outubro 2006 (UTC).
  4. Neko nyaa? 14:30, 20 Outubro 2006 (UTC)
  5. Paulo Juntas 15:04, 20 Outubro 2006 (UTC)
  6. Lusitana 15:46, 20 Outubro 2006 (UTC)
  7. Eduardo Pinheiro 16:57, 20 Outubro 2006 (UTC)
  8. J.P. Watrin 17:22, 20 Outubro 2006 (UTC)
  9. Diogo Almeidamsg 18:20, 20 Outubro 2006 (UTC)
  10. Giro720 21:34, 20 Outubro 2006 (UTC)
  11. ...malluco... Fala aí 16:03, 21 Outubro 2006 (UTC)
  12. g a f msg 16:46, 21 Outubro 2006 (UTC)
  13. Brian Boru 17:05, 21 Outubro 2006 (UTC)
  14. Redirects Lampiao 19:04, 21 Outubro 2006 (UTC)
  15. F. NETO, Fco. de Salles B.   msg 21:03, 21 Outubro 2006 (UTC)
  16. João Carvalho 22:36, 21 Outubro 2006 (UTC)
  17. PatríciaR discussão 22:51, 21 Outubro 2006 (UTC)
  18. Bonás 00:36, 22 Outubro 2006 (UTC)
  19. Cralizemsg 02:07, 22 Outubro 2006 (UTC)
  20. Dantaddσυζήτηση 03:08, 22 Outubro 2006 (UTC) - redirecionamentos
  21. Gil 12:10, 22 Outubro 2006 (UTC)
  22. Severino666 14:36, 22 Outubro 2006 (UTC)
  23. D.P. Campos 20:21, 22 Outubro 2006 (UTC)
  24.   Concordo Bigs msg 21:35, 24 Outubro 2006 (UTC) Apesar disso, um aviso nos resultados da procura a indicar que a pesquisa é sensível a maiúsculas e acentos iria ajudar quem não soubesse.
  25. Luís Felipe Braga Msg 03:43, 26 Outubro 2006 (UTC)
  26. Gjpab 00:26, 28 Outubro 2006 (UTC)
  27. Rangel Tilgon 12:19, 30 Outubro 2006 (UTC)
  28. Leslie Msg 06:23, 2 Novembro 2006 (UTC)
  29. Leonardo Ferreira Fontenelle 16:19, 2 Novembro 2006 (UTC)
  30. Talvez apenas uma explicação na própria página de pesquisa. -- Get_It 20:35, 2 Novembro 2006 (UTC)
  31. João Sousa 22:28, 2 Novembro 2006 (UTC)
  32. Angrense 17:37, 4 Novembro 2006 (UTC)

ComentáriosEditar

No menu à esquerda irá poluir visualmente todas as páginas da Wikipedia. É melhor que, se possível, seja posto na página de busca que aparece quando ela não retorna um artigo válido. GAD discussão ð contribuições 14:12, 20 Outubro 2006 (UTC)

  1. Concordo. Neko nyaa? 14:30, 20 Outubro 2006 (UTC)
  2. Idem Paulo Juntas 15:04, 20 Outubro 2006 (UTC)
  3. Idem Lusitana 15:46, 20 Outubro 2006 (UTC)
  4. Concordo. J.P. Watrin 17:23, 20 Outubro 2006 (UTC)
  5.   Concordo Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 17:49, 20 Outubro 2006 (UTC)
  6. Subscrevo totalmente. Diogo Almeidamsg 18:20, 20 Outubro 2006 (UTC)
  7. Nícolas discussão -contribs 21:24, 20 Outubro 2006 (UTC)
  8. --João Carvalho 22:36, 21 Outubro 2006 (UTC)
  9. Concordo. Mschlindwein msg 09:45, 21 Outubro 2006 (UTC)
  10.   Concordo PatríciaR discussão 22:51, 21 Outubro 2006 (UTC)
  11.   Concordo Bonás 00:40, 22 Outubro 2006 (UTC)
  12.   Concordo Cralizemsg 02:07, 22 Outubro 2006 (UTC)
  13.   Concordo Andrevruas 18:34, 22 Outubro 2006 (UTC)
  14.   Concordo --Nice msg 19:26, 22 Outubro 2006 (UTC)
  15.   Concordo --D.P. Campos 20:23, 22 Outubro 2006 (UTC)
  16.   Concordo --Bigs msg 21:36, 24 Outubro 2006 (UTC)
  17.   Concordo Rangel Tilgon 12:20, 30 Outubro 2006 (UTC)
  18.   Concordo mL 396 Fala aí 19:12, 1 Novembro 2006 (UTC) Certeza...
  19. Leslie Msg 06:23, 2 Novembro 2006 (UTC)
  20.   Concordo JoãoFelipe hein? 16:51, 2 Novembro 2006 (UTC)
  21. Concordo. -- Get_It 20:35, 2 Novembro 2006 (UTC)

Votei pelo sim pq acho que em algum local a informação deve existir, não importa aonde, e a sugerida parece muito interessante. --Nice msg 00:16, 21 Outubro 2006 (UTC)

Pessoal, e sobre a minha proposta? Colocar um link "?" ao lado do campo de busca? Ao se clicar nele, vai para Wikipedia:Busca? Lipe FML_ 02:49, 22 Outubro 2006 (UTC)

Caros Vitor Madeira e Yanguas o que está a ser votado é isto: "deve constar no menu busca (à esquerda, entre navegação e ferramentas, após os botões Ir e Pesquisa) um aviso explicativo de que a busca é sensível a acentos e maiúsculas, e explicar qual a regra em vigor" e não: "deve constar um aviso seja lá onde for". Conforme o vosso voto, já fica definido o que será feito na forma proposta.-GAD discussão ð contribuições 20:16, 25 Outubro 2006 (UTC)

Considerações finaisEditar

Independentemente da opção adoptada, os editores da Wikipédia são aconselhados a criar páginas de redirecionamento em todas as variantes possíveis, de modo a permitir o acesso dos leitores à página que procuram e a evitar a criação de páginas duplicadas que ficariam sujeitas a posterior fusão. Exemplos:

Exemplo em caso de adopção da proposta 1:

  • Livro da vaca do céu - deverá criar como página de redirecionamento Livro da Vaca do Céu;

Exemplo em caso de adopção da proposta 2:

  • Livro dos Dois Caminhos - deverá criar como página de redirecionamento Livro dos dois caminhos.

Recorda-se que títulos em língua estrangeira estão sujeitos às convenções da respectiva língua (consulte para o francês fr:Usage des majuscules en français).

ComentáriosEditar

Comentários movidos da proposta 2 por motivos de clareza

Assim, inicialmente pensei em votar na primeira opção, até porque é a que tem sido seguida nos últimos tempos, e simplifica na hora das buscas...

...mas aí me liguei que o Acordo Ortográfico de 1943 é, digamos, mais "neutro" entre as diferentes versões do Português - e é, afinal do contas, aquele que realmente está em uso por aí.

Flávio, o Maddox (msg!contrib) 02:07, 21 Outubro 2006 (UTC)

  • Nem pestanejei em votar pela primeira opção... A "regra" de 43 é estapafúrdia, cheia de meandros, exceções, que requerem muitas vezes conhecimento preciso de ambigüidades nas classes gramaticais. Acredito que não é hora para sermos conservadores - antes pelo contrário: seguindo a nova proposição de Acordo, e aquilo preconizado pela ABNT, estaremos a consagrar uma simplificação edificante... Precisamos manter a inovação como uma conquista. Conhecer Digaê 15:10, 21 Outubro 2006 (UTC)

Minha opinião: A proposta 1 além de muito mais simples (por isso muito mais fácil de ser compreendida pela maioria), além de mais moderna, além da consistência legal, além de muito mais atraente esteticamente (tudo o que já foi dito até aqui), não colide com as regras nem de Portugal nem do Brasil, sendo a opção mais neutra. Além disso, as wikis espanhola, italiana e francesa também a utilizam. --Nice msg 21:51, 21 Outubro 2006 (UTC)

Os usuários já tiveram oportunidade de expressarem a sua opinião nos locais adequados, mas continuam a usar a própria página de votação para fazer campanha. --JLCA 21:54, 21 Outubro 2006 (UTC)

JLCA, muitos não tiveram a oportunidade de participar das discussões anteriores, e por isso se manifestam agora. E essa questão creio que seja 90% gosto pessoal mesmo, até por isso a disputa é acirrada. E, qual é a sua opinião sobre o assunto em si? Lipe FML_ 02:57, 22 Outubro 2006 (UTC)

A opção pela "proposta 1" não tem nada de moderno ou ousado como pode parecer. O uso de iniciais minúsculas nos substantivos comuns empregados em títulos é o padrão usado em todas as línguas latinas há muitíssimo tempo. Dantaddσυζήτηση 03:12, 22 Outubro 2006 (UTC)

Por que será que eu tinha certeza que iria preferia a opção 1?   Acho que o Dantas precisa avisar o Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Revista Veja e por aí vai... Lipe FML_ 03:15, 22 Outubro 2006 (UTC)

Quanto à "modernidade" (ou não) da proposta 1, não vejo onde ela estará, pois ninguém utiliza. Não a vejo a ser utilizada em locais que vão desde a imprensa às publicações académicas. Se o francês, espanhol e outras línguas latinas utilizam dessa forma, a questão é dessas línguas... nós temos uma língua independente. Penso que não cabe à Wikipédia fazer pesquisa inédita, pois como referem as várias fontes, inclusive a Academia Brasileira de Letras, o uso actual é a proposta 2 [4]. --JLCA 09:02, 22 Outubro 2006 (UTC)

Ao meu ver o que diz a "proposta 1" não tem nada de inédito. Dantaddσυζήτηση 11:51, 22 Outubro 2006 (UTC)
Essa questão da Academia Brasileira de Letras não é tão simples assim, pois nem eles seguem a determinação do Formulário Ortográfico no que diz respeito a essa questão. Basta consultar as publicações editadas pela própria academia nesta página para ver que muitas delas utilizam a forma da proposta 1. Cralizemsg 14:14, 22 Outubro 2006 (UTC)
Só para ficar claro Cralize, neste link que mandou, eles utilizam o padrão da proposta 2: "Biblioteca de Cultura Nacional", "Revista Brasileira" etc. Se eu estiver equivocado por favor me corrija. Lipe FML_ 20:21, 22 Outubro 2006 (UTC)

FML, o Cralize faz referência a títulos de livros e monografias. Título de instituições e periódicos são outra história. Entre as publicações da ABL podemos citar:

  • Cem anos de cultura brasileira
  • Esboços e perfis / Horas do bom tempo
  • Memórias de guerra - O Vaticano e a Itália nas duas guerras mundiais
  • Escolas literárias no Brasil
  • Nova correspondência
  • Três retratos de Manuel Bandeira
  • A raposa sem as uvas de Lêdo Ivo
  • A educação da mudança
  • etc...

Portanto, essa história de que é inédito ou novidade não tem o menor fundamento. É verdade que a própria ABL intercala os dois padrões, usando às vezes um, às vezes outro. De qualquer forma, eu sempre aprecio as comparações com outras línguas latinas, de nossa mesma natureza:

  • E o vento levou
  • Autant en emporte le vent
  • Lo que el viento se llevó
  • Pe aripile vântului
  • Via col vento
  • Allò que el vent s'endugué

Exemplos eloqüentes. Dantaddσυζήτηση 21:40, 22 Outubro 2006 (UTC)

Sugiro então que escreva para a Academia Brasileira de Letras e peça para que retirem a página referida. De qualquer forma é o que referem os acordos em vigor, como pode ser comprovado. --JLCA 21:44, 22 Outubro 2006 (UTC)

JLCA, mesmo que retirassem a página do ar, isso não mudaria o fato de que os títulos das obras são escritos dessa forma. Os títulos aparecem nas capas dos livros, como você poderá ver nas imagens. O que faremos então? Escreveremos à ABL e solicitaremos que recolham os livros? Cralizemsg 23:40, 22 Outubro 2006 (UTC)
Bom que no Brasil as regras existem para serem desobedecidas ninguém duvida, mas se alguém precisa ser avisado disso são os examinadores que corrigem as provas do famigerado vestibular. Ninguém lhes avisou que a regra não vale, avisou? Pobres vestibulandos... Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 12:34, 23 Outubro 2006 (UTC)
Dantas, se isso não se aplica a "título de instituições e periódicos", qual é a atual regra da Wikipédia utilizada para esse tipo de título? Eu achava que esta votação era pra decidir todo tipo de título "próprio" de qualquer coisa. Lipe FML_ 22:18, 23 Outubro 2006 (UTC)
Eu acho que o voto obrigatório é uma forma antiquada de exercer a democracia, concordo com os países que facultam a decisão de votar ou não aos eleitores. Porém, como brasileiro, posso fazer campanha a favor do voto facultativo, posso até me recusar a votar e pagar a multa referente a meu ato, porém nãp posso mudar a norma a meu bel prazer simplesmente porque acho que é uma lei antiga e que complica a vida das pessoas. E se opto por desobedecer e não voto, quando tenho de prestar contas disso não posso alegar que em outros países o voto é facultativo, nem que no Brasil há muita gente que também não votou, nem mesmo alegar que as eleições sejam fraudulentas (mesmo que tudo isso seja verdade), pois nada disso me tira o dever de cumprir a lei. Democracia é também exercer a cidadania com ética e lutar pelas reformas que julgo necessárias pelos caminhos da ética e não do jeitinho brasileiro. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 12:27, 24 Outubro 2006 (UTC)
Martiniano Hilário, me desculpe, mas se entendi bem seu último comentário, o que você quer dizer é que deveríamos simplesmente adotar a regra em vigor (o acordo de 43) porque é "lei". Mas se esse assunto é tão inequívoco, porque estamos votando? Na verdade, acredito que em língua, o uso precede a regra. Sempre foi assim e nesse caso não é diferente. O acordo de 1990 foi elaborado por linguistas de todos os países lusófonos. Ao modificarem a regra de maiúsculas para bibliônimos o que fizeram foi ratificar um uso que já era corrente em 1990, não simplesmente porque tinham vontade de mudar a regra e complicar a vida de todos. Se o acordo não entrou em vigor, foi por razões alheias a essa discussão, mas argumentar contra centenas de casos em que essa forma já é utilizada não vai mudar o fato de que ela existe e está muito viva, tanto em editoras, como no meio acadêmico. Minha intenção ao escrever sobre os livros da ABL não foi fazer campanha, mas simplesmente demonstrar que existe uso acadêmico. É claro que, como sempre, podemos optar pelo "complexo de vira-lata" que o Nelson Rodrigues cunhou, e afirmar que o Brasil é o berço de tudo que há de incorreto nesse mundo. Eu prefiro acreditar que a ABL utilizou uma forma que julga tão correta quanto a outra Cralizemsg 13:52, 24 Outubro 2006 (UTC)
tentando responder:
Mas se esse assunto é tão inequívoco, porque estamos votando?: Porque embora exista a regra há muitos que a desconheçam e a desobedeçam por equívoco individual e não da norma.
em língua, o uso precede a regra: isso é verdade, porém, uma enciclopédia em geral segue a regra ao invés de apostar no uso, principalmente se a regra existe, pois o uso jamais deixa de evoluir e se modificar, e as regras não ratificam todo e qualquer uso.
Se o acordo não entrou em vigor, foi por razões alheias a essa discussão: não conheço as razões porque essa regra não entrou em vigor, mas de 1990 a 2006 é tempo bastante significativo para algo desses fatores externos ter mudado e o uso inequívoco ter vencido e se transformado em regra.
Minha intenção ao escrever sobre os livros da ABL não foi fazer campanha: qdo mencionei o fato de fazer campanha, eu não me referia a esta votação. eu falava que acho legítimo que se faça campanha a favor do que se acredita, em oposição a infringir as normas que discordo.
demonstrar que existe uso acadêmico: ok, mas você reconhece que existe o uso escolar (digamos assim) da regra vigente? Falo de estudantes que nesse exato momento estão nos bancos das escolas aprendendo essa regra? E que alguns desses mesmo alunos usam a wiki como referência? (Talvez precisem mais dela que os acadêmicos que usam os livros da ABL)
argumentar contra centenas de casos em que essa forma já é utilizada não vai mudar o fato de que ela existe e está muito viva: nunca neguei que a forma exista, discuto é que seja correta. Continuo achando que não é a maioria que sempre tem razão.
podemos optar pelo "complexo de vira-lata" que o Nelson Rodrigues cunhou, e afirmar que o Brasil é o berço de tudo que há de incorreto nesse mundo: Não sei se tenho complexo de vira-lata e nem sei se Nelson Rodrigues é uma referência em definição de conceitos para mim, mas que o Brasil paga um alto preço pela mania de da irreverência irresponsável e pela mania do jeitinho brasileiro, nem precisa ler Nelson Rodrigues pra saber e ver. Exemplos não faltam em todos os setores da sociedade.
O que acho curioso é que em outros tópicos discutidos aqui na wiki, algumas pessoas defendem com unhas e dentes a obediência a certas regras, e outras consideram a obediência a uma norma algo menor, e nisto não estou me referindo ao Cralize, mas sim pensando em voz alta sem tr em mente esta ou aquela pessoa, mas apenas uma sensação de ver isso acontecer com certa freqüência. Certas regras que foram criadas dentro da comunidade são vistas como imutáveis, nascidas de uma legitimação por votação democrática etc etc e etc, enfim, já estou divagando e isso não leva a nada. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 14:38, 24 Outubro 2006 (UTC)

Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 14:38, 24 Outubro 2006 (UTC)

E só para ilustrar aquele ponto sobre deveríamos simplesmente adotar a regra em vigor (o acordo de 43) porque é "lei" deixo uma pergunta: Por que não escrevemos faz-se unhas se em praticamente 80% das placas nas casas das manicures brasileiras está escrito assim? Se o uso faz a regra, então ninguém melhor que as profissionais daquela arte para saber o uso correto. As manicures estão para suas tabuletas como os escritores para seus livros. Pode parecer ironia, mas eu só queria chamar a atenção para o fato de que em se tratando de escrita, acho que uma enciclopédia precisa ser regida antes pelos padrões vigentes da língua do que pelo uso, afinal há muitos usos. Enquanto há diversos exemplos de uso das letras iniciais minúsculas, encontraremos um outro tanto grafando segundo o acordo de 43, portanto, não penso que seja o uso seja suficiente como critério para definir a regra neste caso. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 15:03, 24 Outubro 2006 (UTC)
Ok. Concordo com seus argumentos. A regra é importante e deve ser respeitada. Acredito que o uso acadêmico abone o uso escolar, mas vamos admitir que não. Não resta a menor dúvida quanto ao faz-se unhas e nem quanto a uma enorme quantidade de absurdos que são vistos em placas e textos por esse país afora. Só não entendo, se somos obrigados a seguir integralmente a norma vigente, por que estamos votando? O que vai acontecer se ganhar a opção 1? Cralizemsg 16:49, 24 Outubro 2006 (UTC)

Uso em periódicosEditar

  • Tenho cá comigo um último porém, depois do qual deixo de comentar sobre isto: As principais revistas do Brasil (Veja, Época, etc.) utilizam apenas a primeira em maiúscula. O mesmo se dá com jornais, e algumas enciclopédias... A "regra de 43" não é lei: é letra morta, enterrada, ultrapassada, conservadora e anacrônica. Não presta! E, voltar atrás aqui na wiki, adoptando-a, estaremos não apenas remando contra a corrente, mas ressuscitando um defunto já putrefacto... Que possamos ter a vitória daquilo que já é, é minha esperança... Conhecer Digaê 16:56, 24 Outubro 2006 (UTC)
André, acho que está equivocado quanto às revistas. Acabo de abrir uma aqui, numa página aleatória sobre filmes e encontro: "Coração Selvagem - Edição de Colecionador", "The Blues - Uma Jornada Musical", "Curtindo a Vida Adoidado", "Como... Fazer Amor Como uma Porn Star - Um Alerta", "Três Reis" etc. A revista é a VIP da editora Abril, mesma editora da revista Veja, edição 253 ano 25 nº 5, maio de 2006, páginas 154 e 155. abraço, Lipe FML_ 17:51, 24 Outubro 2006 (UTC)
Quando vc cita essas revistas e jornais vc fala que elas fazem isso em seus títulos, digo, nas suas manchetes? Ou qdo ela se referem a obras como livros, filmes etc? E pergunta do Cralize também cabe no sentido inverso. Se a regra de 43 é letra morta, por que estamos votando? Interessante que essa discussão se arrasta desee o começo deste ano e alguma conclusões inusitadas apareceram apenas no momento da votação. Eu pessoalmente já cansei desse debate há muito, mas como acho que é algo importante para certos artigos que edito e para um certo tipo de usuário que recorre à wiki como fonte mais acessível de informação, continuo aqui. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 17:19, 24 Outubro 2006 (UTC)

A Veja não uso minúsculas só na inicial não. E eu sei porque eu faço questão de usá-la constantemente como fonte pros meus artigos, vide Superman Returns#Polêmicas.

Não só a Veja não a usa, como tampouco o Jornal do Brasil e O Globo, ambos jornais onde trabalhei. A exceção fica para alguns jornais paulistanos, como a Folha e O Estado de S.Paulo. A regra do acordo de 1943 não é letra morta, como quer o assassino-de-regras André. É mais viva e popular do que a vontade de revisionistas lingüísticos.--Pedro 18:01, 2 Novembro 2006 (UTC)

Flávio, o Maddox (msg!contrib) 18:05, 24 Outubro 2006 (UTC)

Universidade de São PauloEditar

Não sei se isso já foi dito, mas a "proposta 1" é a adotada pela Universidade de São Paulo em toda sua base de dados bibliográfica. Dantaddσυζήτηση 18:46, 24 Outubro 2006 (UTC)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) também. Mas olha que ironia: a própria capa do livro em http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/agosto2006/ju335pag10c.html está assim: "Falo no Jardim", apesar de no texto do site da Unicamp estar "Falo no jardim". Acho que é por isso que esta votação está tão dividida. Até mesmo os meios de comunicação divergem sobre o assunto, embora eu ainda ache que a maioria é como na "proposta 2". Lipe FML_ 00:04, 25 Outubro 2006 (UTC)

Lipe, entenda uma coisa: a NORMA se refere a textos que necessitam seguir algum rigor e padronização. A razão de existir dela é este. Porém, quando você faz o PROJETO GRÁFICO de um livro, adota-se o formato que for mais adequado. Isto NÃO cabe para os textos da Wikipédia: aqui nós SEGUIMOS a norma. Entendeu ou será preciso desenhar? Design gráfico é uma coisa, texto normatizado é outra: e. e. cummings costuma ser editado com todas as suas iniciais em minúsculas, mas isto ocorre por uma questão de integração estética com o conteúdo de sua poesia (obviamente que não é por norma!). Aqui, nós escrevemos segundo a norma.--g a f msg 01:45, 25 Outubro 2006 (UTC)

É claro que compreendo isso. Mas engraçado o "design gráfico" sempre preferir o modo da "proposta 2"... Deve ser porque no mínimo é mais bonito então. Lipe FML_ 12:15, 25 Outubro 2006 (UTC)
Alô gente! Não confundam base de dados bibliográficos com títulos. A base de dados (e uma bibliografia) não segue norma ortográfica, mas uma padronização (daí seguir a ABNT - existe norma própria, inclusive). Os títulos (e o falar escrito) seguem a Norma Ortográfica. Marcelo Lapenda 14:23, 31 Outubro 2006 (UTC) 14:16, 31 Outubro 2006 (UTC)

Que vai ser ridículo ler Revista veja e Partido dos trabalhadores (ver é verbo e trabalhadores é substantivo coletivo), isso vai ser. Lol! Partido da Social Democracia brasileira. Não vejo o enunciado da votação delimitar uma área a influir, pelo contrário, vejo até um etc. Cachorrinho está latindo lá no fundo do quntalmsg 17:08, 31 Outubro 2006 (UTC)

O enunciado é bastante claro, a regra é para títulos de obras (filmes, livros, peças teatrais, telenovelas, canções...) e não para nomes próprios como Veja, Partido dos Trabalhadores (ou outro qualquer), períodos históricos (Idade Média), nomes de instituições (Museu de Arte Moderna) e outros. --Nice msg 17:19, 31 Outubro 2006 (UTC)
Não, não é. Eu sei sobre o que a votação se trata apenas por ter lido coisas dela anteriormente. O enunciado diz O objeto desta votação é a adoção de normas para o uso de maiúsculas nos títulos em português e abre parênteses especificando algumas categorias, seguido de um etc. De qualquer jeito, Revista Veja é nome de uma obra. Cachorrinho está latindo lá no fundo do quntalmsg 18:56, 1 Novembro 2006 (UTC)

NotíciasEditar

Fiz uma busca no Google News sobre "alice no país das maravilhas" e veja o resultado:

  • 16 notícias utilizam como na "proposta 2".
  • 2 notícias utilizam como na "proposta 1". Lipe FML_ 00:07, 25 Outubro 2006 (UTC)

Eu prefiro pensar assim:

  • Alicia en el país de las maravillas
  • Alícia al país de les meravelles
  • Le avventure di Alice nel paese delle meraviglie
  • Alice au pays des merveilles
  • Alice în ţara minunilor

Dantaddσυζήτηση 02:43, 25 Outubro 2006 (UTC)

E eu prefiro pensar na língua portuguesa. Lipe FML_ 12:13, 25 Outubro 2006 (UTC)
Aplausos! --Pedro 18:02, 2 Novembro 2006 (UTC)

Eu prefiro pensar que (quase) toda unanimidade é burra. Ninguém é obrigado a seguir normas em seus blogs, fóruns, etc. A Wikipédia é.--g a f msg 02:49, 25 Outubro 2006 (UTC)

Gaf, só para constar: essa busca que eu fiz foi no Google News, ou seja, somente em jornais. Não entram aí blogs aleatórios, fóruns etc. Creio que os jornais e meios de notícias são mais responsáveis. Lipe FML_ 12:13, 25 Outubro 2006 (UTC)
Gaf, a questão é que, pelos vistos, a norma não é igual em todo lado. O que para ti é estranho para mim não é, e vice-versa. Para mim ver Auto da barca do inferno vai contra tudo aquilo que aprendi na escola. No entanto respeito as outras opiniões e compreendo que haja quem tenha aprendido diferente. Agora não se pode é dizer que a hipótese 2 é descabida só porque não é a que gostamos mais. Lusitana 06:44, 25 Outubro 2006 (UTC)
Que a opção 1 é a mais simples, sem dúvida. Que a opção 2 pode levar a uma ou outra dúvida mais tarde, não nego (nada que não se resolva, afinal estamos aqui para trabalhar e não para fazer tudo com uma perna às costas). Para mim votar na proposta 1 seria votar em "ha" sem acento só porque é mais fácil, mesmo sabendo que está errado. Ou seja, cada um vota de acordo com a sua consciência. Só acho é que não vale a pena estar a adjectivar uma proposta como enterrada, ultrapassada, conservadora, anacrónica, que não presta, que é inestética, etc, só porque se tem uma opinião diferente da dos outros e se acha que a maioria usa a versão em que se está a votar. Lusitana 07:07, 25 Outubro 2006 (UTC)
Acho que a Lusitana disse em pouca palavras o que eu, por muito que tente, não consigo dizer com clareza. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 12:13, 25 Outubro 2006 (UTC)

O Dantadd esqueceu-se também de pensar em latim:

Desculpem-me voltar a insitir nisso, vou fazer uma pergunta simples: quando qualquer um de nós tem dúvida se uma palavra se escreve deste ou daquele jeito, qual a fonte mais fiável que dispomos para tirar a dúvida? No dicionário de Língua Portuguesa ou na Veja?
Alguém aqui tem em casa uma gramática que diz que a regra para títulos é esta do acordo de 90 ou que ela é facultativa pois está em vias de ser mudada? Alguém aqui consultou uma boa gramática para ver essa questão? (Infelizmente não tenho nenhuma aqui) Qual das regras as escolas brasileiras e portuguesas ensinam na disciplina Língua Portuguesa? As escolas ensinam o que lhes der na cabeça ou existe uma definição a qual elas devem obedecer? Quem delibera o currículo das escolas?
Por favor, entendam minhas perguntas como um apelo à uma reflexão sob outro ponto de vista e não como um desafio que exige uma boa resposta. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 13:12, 25 Outubro 2006 (UTC)

Martiniano Hilário, respondendo à sua pergunta, o JLCA escreveu isto na página de discussão desta votação. O que está descrito naquelas linhas foi o que eu aprendi na escola (Portugal), sem pôr nem tirar. Eu lembro-me de ouvir falar do Acordo Ortográfico em 1990; e eu ainda andava na escola nessa altura. Os professores mudaram o ensino da língua portuguesa por causa deste acordo? Não, porque não foi ratificado por todas as partes. Sinceramente, não sei o que ensinam hoje em dia.

Quando o acordo for ratificado por todas as partes, eu serei a primeira a mudar a minha opinião. Se fosse totalmente ratificado hoje, eu mudaria imediatamente o meu voto da opção 2 para a opção 1. E a maioria dos media em Portugal usa de facto títulos em maiúsculas. Vejam as páginas das principais estações televisivas (RTP, SIC, TVI) ou os títulos de diversos espectáculos no guia de lazer do jornal Público. Vejam os títulos no portal do governo português - uma mistura, de facto, mas com predominância para a segunda opção.

Embora eu ache a primeira opção estranha e a segunda mais natural, isto vai acabar por ser um problema incontornável de pt-pt e pt-br. Ou seja, a discussão não vai ter fim e a solução mais votada nunca será pacífica. PatríciaR discussão 16:22, 25 Outubro 2006 (UTC)

Por que diz isso, Patrícia? Se tanto no Brasil quanto em Portugal a proposta 2 é mais utilizada? Lipe FML_ 20:31, 25 Outubro 2006 (UTC)
  • Estão discutindo qual regra é a normativamente correta para que a wiki possa segui-la. Espero que alguém consiga explicar o funcionamento da regra 2 para que os usuários não fiquem frustrados por não achar um artigo. Para mim, internet é praticidade, facilidade de uso, encontrar o artigo que eu quero rapidamente. Já pensou se eu tiver que pensar se tal palavra é advérbio para saber se é minuscula ou maiuscula. Sem falar que 90% da população do Brasil nem sabe o que é advérbio (veja as mensagens em Contato:Linha direta para ter uma idéia do nível cultural dos usuários). E se mudar, ficará um bom tempo com os dois padrões, pois não dá para fazer redirect em 180.000 artigos em uma semana, o que dificultará também a vida dos usuários. E tanto redirect também ocupará espaço no servidor. Por tudo isso, votaria na primeira opção se pudesse. Quando o mecanismo de busca for atualizado, aí sim poderíamos pensar em adotar como padrão a "norma" da lingua, pois a tecnologia estará do nosso lado. -- danilo_br msg -- 21:00, 25 Outubro 2006 (UTC)

Perante o comentário do Danilodn é importante fazer o seguinte esclarecimento. Não estão em causa 180 mil artigos como afirmou, pois os artigos que existem hoje não são todos sobre obras artísticas (filmes, livros, etc....). A pessoa não tem que pensar se é advérbio para chegar a um artigo, já que como referido em "considerações finais" os usuários devem criar as páginas de redireccionamento... Eu se chegasse à Wikipédia hoje pela primeira vez e fosse procurar a página sobre o Auto da barca do inferno procuraria sem dúvida por Auto da Barca do Inferno... da mesma forma procuraria Senhor dos Anéis e não Senhor dos anéis... --JLCA 11:02, 26 Outubro 2006 (UTC)

Chega de discussõesEditar

Andei analisando as discussões e cada um foi citando fontes e livros onde mostram cada um dos tipos: qual o mais usado pela mídia, pelas outras wikis, pela... Entretanto, o que mais se utiliza é sempre o correto? E se houvesse um correto, qual seria o motivo dessa votação? Eu estou estritamente convencido que, tanto os dois jeitos são corretos e que cada veículo de informação utiliza-os da maneira que achar melhor.

Como há fontes fiáveis que aprovam os dois, vamos parar de tantas discussões tentando provar qual o correto e votemos de acordo com a Estética. O jornal tal tem esse jeito, mas a wikipédia lusófona tem o seu próprio jeito. E é este o objetivo dessa votação, tentar achar a maneira da wikipédia. Por mim, utilizava-se as duas formas, contudo é preciso haver um padrão. Eu optei pela maneira mais prática para mim: Eu sempre escrevo os títulos com letra maíuscula por distração mesmo. Eu considero mais estético. Agora, como vivemos uma democracia, vencerá o mais apreciado.

Guilherme Augusto 01:50, 27 Outubro 2006 (UTC)

Uma resposta longaEditar

Peço desde já as minhas desculpas em relação à que vai ser um longo e possivelmente polémico comentário.

Ontem à noite fui espreitar o "Prontuário Ortográfico" que tenho em casa. Para quem não sabe, o "Prontuário Ortográfico" é escrito por académicos que entendem do assunto. Esta edição é de 2002, embora a actualização seja mais antiga, de 1997. É uma contribuição de dois autores mais quatro "actualizadores linguísticos". Este prontuário declara que segue a norma do português de Portugal (note-se a ausência de "português padrão" ou "português norma" usado pelos neo-racistas línguísticos que de vez em quando terrorizam a Wikipédia e usuários brasileiros) oficialmente em uso. Além dos pontos já mencionados pelo JLCA, que eu não vou repetir, encontra-se uma menção ao Acordo Ortográfico de 1990. Eis o que se encontra escrito (mas não palavra por palavra, porque senão ainda recebo um aviso de {{cópia}}  :

  • Para os que não sabem, houve uma tentativa de Acordo Ortográfico em 1986, mais radical que o de 1990, e que fracassou por ter sido considerado muito radical. O acordo de 1990 foi uma tentativa de suavizar o conteúdo.
  • A principal diferença que se sentirá em Portugal quando o acordo fôr aprovado é o desaparecimento de consoantes mudas (como o p em baptismo) e a alteração no sistema de hifenização e acentuação.
  • Citando: "Este texto [do acordo ortográfico de 1990] (...) até esta data não entrou em vigor".

O texto segue mencionando algumas das diferenças entre o português de Portugal e o português do Brasil:

  • o uso do trema no u (ü)
  • ausência de hífen nas formas do verbo "haver" com a preposição "de" (hei de, hás de...)
  • alguma da acentuação ("cênico" - "cénico", "tênis" - "ténis", "idéia" - "ideia", etc)
  • ausência de consoantes mudas (as tais que deverão também desaparecer do português de Portugal com o novo acordo ortográfico).

Não existe referência à diferença no uso de maiúsculas entre os dois países, embora possa ser uma omissão, já que os autores não apresentam uma listagem exaustiva das diferenças entre os dois países.

Foi isto que me levou a concluir que esta questão das maiúsculas nos títulos é uma diferença pt-pt e pt-br, como existe por exemplo na utilização ou não de maiúsculas nos meses do ano. No Brasil este ponto do acordo de 1945 não é respeitado. Lipe, você diz que neste ponto a norma é a mesma nos dois países mas existe de facto uma diferença entre a norma e o que é realmente feito. Não faz mal, porque como língua viva, o português é uma língua dinâmica que naturalmente sofre alterações diferentes em locais diferentes do globo. O prontuário é muito claro no que toca ao uso de maiúsculas nos títulos: devem ser usadas em todo o tipo de produções artísticas. São usadas também nas áreas do conhecimento humano, mas pode-se usar minúsculas nestas quando se faz uma referência geral.

A solução mais óbvia para o problema é fazer exactamente como fazemos nos demais artigos: quem começa o artigo ou contribui mais significativamente para o dito determina a norma. Isto significa que, por muito bizarro que pareça, a solução politicamente mais pacífica seria a de usarmos as duas formas.

Esteticamente isto não é nada bonito. Por isso não defendo esta solução. Vamos adoptar uma delas, declarar que usamos essa opção porque foi votada por maioria e assumir sem polémicas e de forma adulta que, por uma questão de estética, estamos a quebrar uma das nossas convenções ao ter apenas uma das normas nos títulos. Seja ela qual fôr. Não nos vamos esconder atrás de regulamentos, regras antigas ou novas, implementadas ou não. Estamos simplesmente a tomar uma opção. PatríciaR discussão 08:04, 26 Outubro 2006 (UTC)

O problema é que essa maioria, não se vislumbra (diga-se que entendo que uma votação ganha por dois ou três votos, num assunto que envolve milhares de artigos, nunca irá ser pacífica). Paulo Juntas 13:33, 26 Outubro 2006 (UTC)

Pelas minhas pesquisas não cheguei a essa conclusão. O uso de maiúscula inicial em títulos vigora nos dois países, pois até o próprio site da Academia Brasileira de Letras diz isso. E o "Manual de Elaboração de Textos" do Senado do Brasil também segue essa forma como se pode ver na sua página 18 (documento pdf disponível em:[5]) Eu também estou a ver usuários brasileiros a votar na 2 e usuários portugueses na 1. --JLCA 10:54, 26 Outubro 2006 (UTC)

Não me referia a guerras pt-br mas sim, ao empate que a votação regista, até ver. Paulo Juntas 13:33, 26 Outubro 2006 (UTC)

Eu expressei minha posição, mas não será nenhum problema se a outra proposta obtiver mais apoios. Creio que haja outros editores que como eu não se importarão a ponto de haver "brigas". Dantaddσυζήτηση 15:02, 26 Outubro 2006 (UTC)

(movido para este ponto para colocar no tópico correto) Como dei pareceres um pouco atravessados anteriormente, vou tentar também resumir algumas questões nas quais tenho refletido. Não vou apresentá-las nem em respaldo, nem contra a proposta do Martiniano Hilário, mas apenas para colocar alguns pontos que já foram escritos aqui mas não me lembro de ter visto resumidos dessa forma em nenhuma outra parte.

Acredito que não haja uma diferença entre as formas usadas no Brasil e em Portugal, nem oficialmente, nem praticamente. Pelas seguintes razões:

  1. Em ambos os países a norma vigente é a do acordo de 43 e é essa forma a que é ensinada nas escolas.
  2. Em ambos os países, a mídia utiliza preferencialmente a forma da proposta 2 em textos de divulgação de obras.
  3. Ambos os países possuem normas para referência bibliográfica que adotam a forma da proposta 1. O Brasil possui a norma da ABNT, já citada e a norma portuguesa é publicada pelo Instituto Português de Qualidade: NP 405-1. Ambas as normas nacionais se respaldam no acordo de 1990.
  4. Os sistemas de bibliotecas de diversas universidades brasileiras e portuguesas utilizam a forma da proposta 1 para referência bibliográfica.

Estou ciente de que as normas de referência bibliográfica forma consideradas fora do contexto, mas de qualquer forma me baseio nelas quando digo que não considero a forma 1 incorreta. Ela apenas não está vigente. Também me baseio nessas semelhanças para dizer que não considero tampouco que essa seja uma questão pt-pt / pt-br. Não sei se essas informações ajudam na discussão e peço, por favor, que não as tomem como provocação. O que tento fazer aqui é resumir o resultado de algumas pesquisas que tenho realizado nos últimos dias. Não sei se elas ajudam a chegar a uma conclusão. Pelo menos a mim não fizeram mudar meu voto, mas também não me deram convicção de que tomei a decisão correta. Por fim, como disse o Juntas, não considero que o resultado atual configure maioria e, mesmo que ganhe a proposta na qual votei, não sei se me sentiria completamente confortável em utilizar uma opção que foi definida com margem tão estreita. Cralizemsg 15:33, 26 Outubro 2006 (UTC)

Dúvida: Porque foi adicionado a exceção de que se deva escrever em letras minúsculas "artigos, preposições, conjunções e advérbios" na opção do acordo ortográfico de 1943? Giro720 22:32, 26 Outubro 2006 (UTC)

Portugal não se rege pelo Acordo de 1943, mas pelo Acordo de 1945. O Brasil assinou este último, mas por pressão de intelectuais e professores voltaram atrás e ficaram no de 1943 (Por iniciativa da Academia Brasileira de Letras, em consonância com a Academia das Ciências de Lisboa, com o objetivo de se minimizarem os inconvenientes desta situação, foi aprovado em 1931 o primeiro acordo ortográfico entre Portugal e o Brasil. Todavia, por motivos que não importa agora mencionar, o acordo não produziu, afinal, a tão desejada unificação dos dois sistemas ortográficos, fato que levou, mais tarde, à convenção ortográfica de 1943. Diante das divergências persistentes nos Vocabulários publicados pelas duas Academias, que evidenciavam os parcos resultados práticos do acordo de 1943, realizou-se em Lisboa, em 1945, novo encontro entre os representantes daquelas duas agremiações, o que levou à chamada Convenção Ortográfica Luso-Brasileira de 1945. Mais uma vez, entretanto, o acordo não produziu os efeitos desejados, adotado em Portugal, mas não no Brasil. [6]). Quanto à dúvida, foi acrescentado isso para se tornar mais clara a questão. --JLCA 22:54, 26 Outubro 2006 (UTC)

Outro aspecto a referir no comentário do Cralize é que não se deve confundir como fazer uma referência bibliográfica com o que está aqui a ser votado. Aqui vota-se todos os títulos, não só de livros. Deve por exemplo o artigo sobre a telenovela ser Senhora do destino ou Senhora do Destino? --JLCA 14:18, 27 Outubro 2006 (UTC)

Radicalizando de propósitoEditar

Também tenho de pedir desculpas por antecipação, pois certamente não conseguirei fugir à minha incapacidade de sintetizar e além disto o que direi pode causar alguma polêmica, mas meu objetivo não é polemizar, mas propor uma opção radical como forma de nos forçar a sermos um pouco mais críticos conosco mesmos. (Já não sei se me faço entender, mas vou prosseguir)
Depois de ler o ponderado e maduro comentário da PatriciaR, lembrei-me ummpouco mais claramente do contexto do acordo de 1990. Lembro-me sim de certa celeuma criada entre alguns acadêmicos no Brasil (na altura eu não tinha contato direto com Portugal) especialmente por causa do trema e das conseqüências disso na pronúncia de certas palavras. Lembrar esse momento, de certo modo histórico, ajudou-me a lembrar que a grande tônica do acordo era exatamente diminuir (ou acabar) com as diferenças entre pt-pt e pt-br. Interessante que isso tem sido um assunto que também nos ocupa e preocupa. Este projeto tem sido, talvez, o mais extensivo ensaio da aproximação da Língua Portuguesa nas suas diversas formas, o que não tem sido fácil, nem sempre pacífico, porém enriquecedor, creio eu.
Agora vem minha proposta radical: caso esta votação demonstre que o desejo da maioria votante é adotar o acordo de 1990, proponho que na seqüência passemos a discutir os outros tópicos do mesmo acordo e decidir se iremos continuar usando formas distintas de escrita nos artigos ou se adotaremos a forma neutra proposta pelo acordo. Se podemos tomar um opção, como bem disse a PatríciaR, ao seguir uma ou outra norma, conscientes de estarmos ou seguindo uma norma vigente ou uma norma não vigente, mas com algum uso (ao menos no Brasil), podemos evoluir na decisão edar outro passo. E a opção seria pelo que estamos chamando de estética (no caso das maiúsculas) e talvez maior fluidez nos textos (no caso das diferenças entre pt-pt e pt-br).
Eu sinceramente não defendo que a Wikipédia tome para si a responsabilidade de levra acabo mudanças que têm sido parte de um processo lento na sociedade, nem criar aqui uma língua artificial, que beneficia a redação conjunta entre brasileiros e portugueses, mas não se reflete em benefício na mesma medida para quem precisa da Wikpédia como fonte de pesquisa.
Ah, e só para complementar o que a PatríciaR descreveu sobre o que leu, arrisco-me a afirmar que ela não encontrou referência ao uso de minúsculas nos títulos por não caracterizar uma diferença entre pt-pt e pt-br, pois oficialmente ela jamais existiu. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 12:03, 26 Outubro 2006 (UTC)

E «Os lusíadas» [sic]Editar

Para quem quer ver tudo em minúsculas, é bom que pense o que fazer com este título: Os Lusíadas. Irá virar Os lusíadas, se a dita regra for adoptada  ? Miserere nostri Domine, miserere nostri... Estou como disse a Lusitana uns parágrafos mais acima, escrever Auto da barca do inferno vai contra tudo o que aprendi na escola... Dixi --Brian Boru 23:12, 26 Outubro 2006 (UTC)

Eu não vejo absolutamente problema nenhum. Eu já li "I promessi sposi", "El ingenioso hidalgo Don Quixote de la Mancha" e quero ainda ler "Pe culmile disperării", "Llibre d'amic e amat" etc. O interessante é notar que italiano, castelhano, catalão e romeno usam sempre a "proposta 1", enquanto que o francês oscila entre uma e outra e não sei se há uma regra nessa língua para os títulos. Como já disse, para mim é uma característica forte das línguas latinas não usar iniciais maiúsculas em títulos e sinceramente não imagino em que se basearam os que fizeram a norma de 1943. Para mim parece inexplicável. Dantaddσυζήτηση 23:59, 26 Outubro 2006 (UTC)

Talvez pela estética. Guilherme Augusto 01:57, 27 Outubro 2006 (UTC)

Vai começar esta discussão de novo? A mim, a estética da caixa baixa é muito mais bonita...--g a f msg 02:35, 27 Outubro 2006 (UTC)
Gaf, ELES podem considerar mais estético, você não. Guilherme Augusto 16:18, 27 Outubro 2006 (UTC)
Não vamos outra vez entrar pela estética, por favor... Já sabemos todos que o que é estranho para uns não o é para outros e vice-versa, portanto não adianta nada estar a divagar sobre "como é possível que...?" Se a votação permanecer assim com poucos votos de diferença temos de pensar numa solução. Ou se mantém tudo como estava (ou seja, a regra das minúsculas) ou se faz como a Patrícia disse, aceitam-se as duas hipóteses e quem começa o artigo decide (o que já fazemos para os termos diferentes entre pt-pt e pt-br). Lusitana 07:12, 27 Outubro 2006 (UTC)
Su, creio que essa votação deve vencer a maioria simples, mesmo que for por poucos votos. Esse assunto nunca vai ser consenso, porque depende de gosto e costumes. E, continuar como está não dá, porque simplesmente não temos regras claras sobre isso, é uma lacuna. E também não dá pra deixar aleatório, pois creio que esse padrão do título é uma coisa importante, pois nossa Wikipédia já é uma grande salada, e creio que quanto menos salada melhor. — Eu sugiro que se acabar com pouca diferença, a votação seja adiada por mais um mês. Para uma discussão que durou vários meses, não custa nada a votação também durar um pouquinho mais que o normal. Aliás, já podemos adiar agora para que não cause polêmica depois. Lipe FML_ 15:51, 27 Outubro 2006 (UTC)

Também não adianta continuar a falar das "línguas latinas" (já será a terceira vez?) e a propor pesquisas inéditas (pois o que se sugere é uma suposto dever de seguir as "línguas latinas", como se estas fossem todas iguais), quando o próprio latim usa a maiúscula inicial. --JLCA 14:06, 27 Outubro 2006 (UTC)

Calma, calma, FML. Não vamos adiar nada por enquanto. Ainda temos uns dias de votação pela frente para então decidir como trateremos o resultado da mesma. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 16:13, 27 Outubro 2006 (UTC)
É que depois alguém pode alegar que a votação foi adiada só porque "o outro ganhou". Se adiarmos agora pode evitar futuros problemas. Já estamos vendo que a tendência a curto prazo é o empate. Precisamos dar chance a outros usuários votar. Lipe FML_ 18:00, 27 Outubro 2006 (UTC)
Concordo - se se adiar, que seja enquanto está empatado. Belard 00:05, 28 Outubro 2006 (UTC)

JLCA, vou falar das línguas latinas enquanto me der gana de fazê-lo, pois creio que é um argumento mais do que válido e não há nada de pesquisa inédita pois já se mostrou repetidamente que a "proposta 1" é usada por instituições que não podem ser desmerecidas. De qualquer forma, gostaria de dizer que para mim não será um problema adotar a forma mais "tradicional", ou seja, Usar Maiúsculas em Todas as Palavras Para Ficar Bonito e Bem ao Estilo de Anúncios Publicitários. Dantaddσυζήτηση 13:55, 28 Outubro 2006 (UTC)

Poderia pelos menos deixar de cansar as pessoas com argumentos falaciosos. E claro que é pesquisa inédita sua, pois está a tentar inventar uma regra baseada em ilações tiradas por si, que não possuem qualquer fundamento. --JLCA 13:59, 28 Outubro 2006 (UTC)

E claro que a pesquisa inédita não tem nada a ver com votar na primeira opção, mas sim inventar que se deve seguir as línguas latinas. Mas a que propósito? Acaso eu falo português ou uma dessas "línguas latinas"? O italiano, o francês, o espanhol usam a minúscula nos meses do ano, quer dizer que eu agora vou ter fazer como estas línguas, para seguir uma suposta regra de línguas latinas (que só existe na cabeça do Dantadd)? A meu ver estes argumentos de aldrabice de nada servem. --JLCA 14:10, 28 Outubro 2006 (UTC)

JLCA, você tem direito a ter sua opinião e eu a minha. Você recorre a falácias sistematicamente, como o recente e vergonhoso ataque à Nice em sua eleição. Portanto, não venha querer colar nos outros defeitos que você também tem. Quanto aos meses, fico realmente pensando que justificativa minimamente plausível existe para que se prescreva o uso de iniciais maiúsculas. Na verdade, tanto a norma brasileira como a européia têm "regras" um pouco estranhas, para dizer o mínimo. Escrever meses com letras maiúsculas é uma delas no caso do português europeu. No português brasileiro há ainda mais "esquisitices" (e não digam que é preconceito contra a norma pt-pt, porque não é). Dantaddσυζήτηση 22:00, 28 Outubro 2006 (UTC)

Expressar a opinião sobre a candidatura de usuários a administradores, sobretudo quando se justifica com base em comportamentos comprováveis e que considero condenáveis, não pode ser considerado ataque. Mas quanto a ataques pessoais, devo dizer que considero você especialista nesse aspecto, pois já fui por si acusado de ter problemas psiquiátricos, para além de ter sido alvo das suas insinuações de ligação ao fundamentalismo islâmico. --JLCA 22:06, 28 Outubro 2006 (UTC)

Sim JLCA, cosi è (se vi pare) [em minúsculas, claro]. O interessante é que você lança algumas acusações contra uma boa pessoa, diz que são "comprováveis" e fica por isso mesmo. Todos temos antipatias pois é algo natural, mas você leva o conceito "além", mas eu gosto de discutir com você. Hoje, passados alguns meses, arrependo-me de ter dito algumas coisas e peço desculpas se insinuei algo, mas se ocorreu, foi involuntário e no calor de uma discussão. Gostaria realmente de ter uma relação amigável, mesmo quando não se partilham as mesmas posições. Dantaddσυζήτηση 22:14, 28 Outubro 2006 (UTC)

Se é boa ou não, não era isso que se debatia ali. Mas lá que você é especialista em lançar condenações sobre os outros lá isso é verdade Citação: JLCA você é uma pessoa arrogante, prepotente e ruim, já disse isto diretamente a você e agora emito minha opinião sobre sua ruindade a todos. Fonte:[7] --JLCA 22:20, 28 Outubro 2006 (UTC)

JLCA, independentemente de discussões, boas contribuições ou capacidade intelectual, é evidente a qualquer pessoa que freqüente a pt.wiki que você é uma pessoa que parece ter um prazer mórbido em deixar a reputação dos outros em frangalhos, passando como um rolo compressor por cima das pessoas por quem alimenta antipatia. Não sei se você o faz involuntariamente ou se é "malvadeza" mesmo, ainda me indago. O que ocorreu recentemente com a Nice foi de uma torpeza e de uma vileza ímpar, uma "pixação" gratuita e impiedosa. Incompreensível. Dantaddσυζήτηση 23:36, 28 Outubro 2006 (UTC)

Deixemos a cada um a tarefa de formar a sua própria opinião a respeito das outras pessoas em vez de fazermos generalizações ("é evidente a qualquer pessoa..."). O que me parece evidente é que você não gostou de ver a sua amiga ser criticada e se dedica agora a fazer acertos de contas. Continuarei a expressar a minha opinião sobre os assuntos, mesmo que isso desagrade a certos grupos formados. Quanto à suposta malvadeza não sei se está lembrado do usuário Eduardo Carvalho e das coisas que lhe fez. --JLCA 11:46, 29 Outubro 2006 (UTC)

É claro que não gostei, pois suas acusações foram infundadas e injustas. E não queira comparar a Nice ao Eduardo Carvalho, pois beira o absurdo. Dantaddσυζήτηση 04:03, 31 Outubro 2006 (UTC)

Injustas na sua opinião. Quanto a comparações, pelos vistos parece que uns merecem mais respeito que outros. --JLCA 11:43, 31 Outubro 2006 (UTC)

Metendo meu bedelhoEditar

Vou meter-me onde não fui chamao, mas preciso falar isso. Dantadd e JLCA, eu acho que vocês dois dão contribuições extremamente consistentes e ricas nesse projeto e em algum ponto, o qual desconheço totalmente, das interações algo saiu de mal jeito e foi virando uma bola de neve. Agora ambos guardam certos ressentimentos e algum sentimento de também ter pisado mais duro do que queriam em alguma situação, porém o caminho do desentendimento muitas vezes parece um caminho sem volta. E muitas vezes o é, mas não para pessoas inteligentes como vocês dois. Tenho uma grande admiração por ambos - embora muitas vezes pense bem diferente de ambos também - e me dá certo desespero de causa ao ver a tal bola de neve ganhar cmadas novas. Provavelmente esa minha intromissão de nada servirá a vocês ou ao relacionamento de vocês, mas confesso que eu precisava dizer isso. Eu tenho certeza que cada um de vocês, individualmente, é capaz de estabelecer um período de trégua por tempo indeterminado, até que as mágoas sejam suavizadas e algo novo possa surgir de um recomeçar do zero. Desculpem-me e espero que nãotome a mal minha intervenção. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 22:51, 28 Outubro 2006 (UTC)
Concordo plenamente. Sou cabeça-dura, mas já tentei - e muitos notaram - "suavizar" os contatos com o JLCA, mas não surtiu muito efeito. Enfim, faço o que posso e reconheço meus erros. Dantaddσυζήτηση 23:52, 28 Outubro 2006 (UTC)

Mas não precisa suavizar nada comigo: pode simplesmente deixe de me falar, é um favor que me faz. Obrigado.--JLCA 11:46, 29 Outubro 2006 (UTC)

Eu digo o mesmo, mas infelizmente é impossível ignorar certas coisas. Dantaddσυζήτηση 12:03, 30 Outubro 2006 (UTC)

Chega de tantas discussõesEditar

Andei analisando as discussões e cada um foi citando fontes e livros onde mostram cada um dos tipos: qual o mais usado pela mídia, pelas outras wikis, pela... Entretanto, o que mais se utiliza é sempre o correto? E se houvesse um correto, qual seria o motivo dessa votação? Eu estou estritamente convencido que, tanto os dois jeitos são corretos e que cada veículo de informação utiliza-os da maneira que achar melhor.

Como há fontes fiáveis que aprovam os dois, vamos parar de tantas discussões tentando provar qual o correto e votemos de acordo com a Estética. O jornal tal tem esse jeito, mas a wikipédia lusófona tem o seu próprio jeito. E é este o objetivo dessa votação, tentar achar a maneira da wikipédia. Por mim, utilizava-se as duas formas, contudo é preciso haver um padrão. Eu optei pela maneira mais prática para mim: Eu sempre escrevo os títulos com letra maíuscula por distração mesmo. Eu considero mais estético. Agora, como vivemos uma democracia, vencerá o mais apreciado.

Guilherme Augusto 01:50, 27 Outubro 2006 (UTC)

Li em algum lugar, divido com vocêsEditar

Nem de longe vamos defender aqui o pragmatismo de certos professores que, diante da angústia dos alunos (e diante da própria dificuldade que eles, professores, experimentam na hora de ensinar os meandros da gramática), recorrem ao “cortem as cabeças!” da Rainha de Copas, como aconteceu numa sala de aula de algum cursinho para pré-vestibulandos. Alguém levantou a mão e perguntou: “Mas, professor, quando é a que a gente usa o ponto-e-vírgula?” E o mestre, sem maiores cerimônias ou escrúpulos, atalhou o problema: “Não se usa mais o ponto-e-vírgula”.
— Gabriel Perissé

Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 22:38, 27 Outubro 2006 (UTC)

Proposta para adiar a votaçãoEditar

Estou fazendo essa proposta desde já, para que não acusem que "só foi feita porque X ou Y perdeu ou ganhou". Na situação atual, fica claro a tendência de empate, ou da pouca diferença de votos para um assunto que é um padrão que será amplamente utilizado na Wikipédia. E, para um assunto que foi discutido por vários meses, esta votação está parecendo até "relâmpago". Se dermos mais tempo, estaremos dando uma oportunidade a outros editores um pouco menos ligados nas políticas de participar também, e daremos também mais tempo para que possamos rever nossos votos de acordo com os argumentos apresentados. Eu mesmo ainda estou na dúvida, e gostaria de ter mais tempo para pensar. Eu sugiro que a votação tenha mais 30 dias de duração. abraço! Lipe FML_ 20:15, 29 Outubro 2006 (UTC)

  •   Concordo Lipe FML_ 20:15, 29 Outubro 2006 (UTC)
  •   Concordo Guilherme Ąugusto 23:47, 30 Outubro 2006 (UTC)
  •   Concordo Giro720 03:23, 31 Outubro 2006 (UTC)
  •   Discordo Dantaddσυζήτηση 04:06, 31 Outubro 2006 (UTC)
  •   Discordo Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 11:35, 31 Outubro 2006 (UTC)
  •   Concordo - o resultado está muito apertado, vale extender a votação, já que nota-se claramente que não há consenso. Um segundo turno seria o ideal. Glumresponder 16:33, 31 Outubro 2006 (UTC)
  •   Concordo Muito empatado... mL 396 Fala aí 19:13, 1 Novembro 2006 (UTC)
  •   Concordo Leonardo Ferreira Fontenelle 16:26, 2 Novembro 2006 (UTC) — para propiciar o desempate poderíamos divulgar melhor a votação.
  •   Discordo Empate? 28-32 actualmente. -- Get_It 20:38, 2 Novembro 2006 (UTC)
  •   Discordo João Sousa 22:43, 2 Novembro 2006 (UTC)
  •   Discordo Marcelo Lapenda 14:57, 3 Novembro 2006 (UTC)
  •   Concordo Estou aussente do debate por motivos de força maior. Vidente 16:59, 3 Novembro 2006 (UTC)
  •   Discordo Apesar de tudo o que falei acima, não acho necessário prorrogar. É uma pena que haja tão poucos votos, mas é pouco provável que o número aumente muito em mais 15 dias. Cralizemsg 20:22, 3 Novembro 2006 (UTC)
  •   Concordo -- Clara C. 06:22, 4 Novembro 2006 (UTC) E não é porque o resultado está apertado. A pergunta é: por que uma votação como esta, sabidamente polêmica, foi estabelecida com prazo mínimo? Eu mesma só tomei conhecimento dela hoje, restando um dia para se encerrada. Não é uma questão de "adiamento" mas sim de estabelecimento de um prazo razoável.
  •   Concordo Pouco significativo o número de votos. Leandro Martinez Fala Tchê!   21:36, 5 Novembro 2006 (UTC)
Comentários
  • Dantas, por favor, explique o motivo de discordar. Pois esse tópico é uma tentativa de consenso e, se não explicar o motivo, fica difícil tentarmos algum meio-termo. Lipe FML_ 04:09, 31 Outubro 2006 (UTC)

Em primeiro lugar essa votação é inválida. É revelador de uma tremenda falta de ética alguém vir fazer esse tipo de confusão aqui. Quando é alguém vai bloquear esse usuário FML ou vão permitir que ele continue a causar problemas na Wikipédia? --JLCA 10:22, 31 Outubro 2006 (UTC)

Hahah! Esse JLCA é uma piada em pessoa, eu me divirto. Lipe FML_ 16:17, 31 Outubro 2006 (UTC)
HaHaHaHa, mas qual era a piada afinal ???? Vidente 16:59, 3 Novembro 2006 (UTC)
Acho que independente do tamanho da margem de diferença, o resultado será legítimo, ainda que jamais possa agradar a todos. Considerando o tempo em que se dicute esse tema, não acho que ainda existam argumentos que não tenham sido apresentados e analisados por ambos os pontos de vista da questão. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 11:35, 31 Outubro 2006 (UTC)

A votação está sendo feita e eu respeitarei qualquer que seja o resultado, espero que outros também o façam. De qualquer forma, acredito que poderão ser analisados (por consenso ad hoc) casos particulares sem prejuízo da regra geral. Dantaddσυζήτηση 15:33, 31 Outubro 2006 (UTC)

Não entendo porque queres bloquear o FML, ele não busca causar problemas, ele quer solucionar, vocês que não gostam das soluções dele. Guilherme Ąugusto 16:11, 31 Outubro 2006 (UTC)

Adiar a votação, como eu disse, é para dar chance também aos que não costumam participar das políticas internas. É dar chance a um resultado mais claro e não tão embolado como esse. Levando em conta uma possível "margem de erro" sobre a real vontade da comunidade, a diferença de poucos votos não deixa isso claro. E isso é perfeitamente possível se não houver ninguém fortemente contra. Não há motivo para ser contra adiar a votação sobre uma discussão que durou vários e vários meses. É apenas deixar o resultado mais transparente e justo, e adiar está perfeitamente dentro dos nossos costumes e inclusive da regra formal sobre votações gerais. Não se pode levar em conta delírios do JLCA. Lipe FML_ 16:17, 31 Outubro 2006 (UTC)
Acho válida a idéia de prolongar a votação - foi assim com a votação para desabilitar upload de imagens, logo, não vejo porque essa não deveria durar também 30 dias.
Entrentanto, devo notar que, assim como na votação das imagens, a participou após os 15 dias iniciais foi mezzo baixa...
Abraços,
Flávio, o Maddox (msg!contrib) 23:35, 31 Outubro 2006 (UTC)

A propósito, não sei porque o sr. Dantadd escreveu tanto ao longo dessa discussão "Academia Brasileira de Letras", se pela maneira de pensar dele dever-se-ia grafar: "Academia brasileira de letras". Ok, isso não é um filme, nem um livro, mas a regra é a mesma! Garrincha 18:06, 31 Outubro 2006 (UTC)

Desculpe-me Garrincha, mas não é a mesma coisa... uma coisa é título de obra artística (de livro, de canção, de telenovela, de peça de teatro, de um conto, de uma pintura... o que está em votação aqui). O que você refere é um nome próprio (Carlos Gomes, Veja, Theatro São Pedro, Museu de Arte Moderna, Idade Média, Academia Brasileira de Letras... assunto onde creio não exista dúvida, portanto, sempre estará capitalizado. A votação se restringe aos títulos e não aos nomes próprios. Mas (mais uma vez, é minha opinião), até caberiam os redirects em minúscula, pois para quem lida com as mudanças recentes, é muito fácil verificar a quantidade de artigos criados com esta forma errada, e assim evitar-se-ia a criação de artigos repetidos.... --Nice msg 18:58, 31 Outubro 2006 (UTC)
Isso é uma baita confusão. Afinal, título de obra artística também não é um nome próprio? abraço, Lipe FML_ 19:20, 31 Outubro 2006 (UTC)

Na minha opinião não são a mesma coisa, tanto que o primeiro pode ser traduzido e muitas vezes totalmente modificado (vide filmes, livros...) e o outro é geralmente imutável. --Nice msg 20:41, 31 Outubro 2006 (UTC)

Ok, mas mesmo assim, depende de cada um, eu estou acostumado a escrever qualquer título assim: Copa do Mundo. E também fica, em minha opinião, mais estético. E na minha opinião, título é nome próprio, e nome próprios podem ser mutáveis. Guilherme Ąugusto 20:53, 31 Outubro 2006 (UTC)

O sr. Garrincha quis fazer ironias mas não sabe diferenciar coisas tão básicas como nomes de instituições e títulos de obras. E o vento levou.... Dantaddσυζήτηση 21:33, 31 Outubro 2006 (UTC)

Creio que ele soube sim, pois comentou sobre isso em seu depoimento. Citação: Ok, isso não é um filme, nem um livro, mas a regra é a mesma!" escreveu: «Garrincha». Eu também utilizo a mesma regra para filmes, como falaram, isso é opinião e estilo de cada um. Guilherme Ąugusto 22:04, 31 Outubro 2006 (UTC)

Ele não sabe, pois a regra não é a mesma. Dantaddσυζήτηση 00:52, 1 Novembro 2006 (UTC)
Dantas, explica-me por gentileza que regra é aplicada a, por exemplo, Museu de Arte Moderna? Obrigado! Lipe FML_ 05:12, 1 Novembro 2006 (UTC)

Por que é um nome próprio, e nomes próprios são capitalizados, e mesmo que não fossem, existe o consenso na Wikipédia de que este tipo de título é para ser capitalizado, ninguém diverge quanto a isso. A votação não é sobre o assunto que vc volta e meia trás à tona, é apenas para decidir como escrever (grafar) os títulos de livros, filmes, telenovelas, canções etc... ou vc tem alguma dúvida sobre o assunto desta votação? --Nice msg 05:51, 1 Novembro 2006 (UTC)

Nice, desculpa, mas acho que não entendeu minha questão. Quero saber que norma exatamente é aplicada a esses "nomes próprios longos"? A resposta seria: "ABNT", por exemplo. abraço, Lipe FML_ 06:14, 1 Novembro 2006 (UTC)


FML, o que são nomes próprios? Nomes de pessoas e lugares, certo? Basicamente é isso, só que lugares não necessariamente se está falando de cidades e países, mas de uma isntituição, ainda que ela possa não ter um espaço físico onde ela funciona. É mais ou menos isso. Não tem a ver com ser longo ou curto. E nomes de obras artísticas segue outra parte da regra das maiúsculas. Dá uma olhada de novo no texto de 43 e vc vai ver isso bem claro. Quanto a adiar a votação, neste caso, sou contra apenas por achar que isto não mudará o resultado, que será sempre apertado seja para que lado tenda a pequena diferença. E eu entendo que quando se parte para uma votação é exatamente por não haver consenso, ou nem necessitaria votar nada. Por isso, não acho que uma votação precise mostrar consenso. Mas é meu ponto de vista, e mesmo ganhando a proposta da qual discordo, irei obedecer, independentemente de quantos votos cada proposta recebeu. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 12:11, 1 Novembro 2006 (UTC)
  1. Quanto aos nomes: sim, isso eu entendi. Mas o que quero dizer é "como" é aplicado essa regra a esses nomes próprios? É o tal acordo de 1943? Por exemplo: "Museu Aquático do Tisunami".
  2. Quanto à votação: eu não disse que é necessário ter consenso no assunto. Disse que poderíamos adiar a votação por consenso. É claro que relativamente a votação sempre vai ficar apertada, mas se tiver mais votos, a distância em números absolutos aumentaria e ajudaria a visualizar melhor a vontade da comunidade, era isso que eu estava falando. Do jeito que está, é empate técnico pois poucos votos estão dentro de uma possível "margem de erro" de editores que não puderam participar. Mesmo que não seja mais 30 dias, quem sabe mais 15 pelo menos. Mas vocês que sabem... abraço, Lipe FML_ 14:51, 1 Novembro 2006 (UTC)


Acho que então seria válido você divulgar sua proposta de adiamento entre as pessoas que já votaram, para que elas expressem sua opinião. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 20:14, 1 Novembro 2006 (UTC)
Martiniano Hilário, já fiz a divulgação dessa proposta na Esplanada/anúncios, creio que não seja necessário avisar um por um. Só peço que você e o Dandas mudem o voto aí acima para que o consenso seja possível. Obrigado! abraço, Lipe FML_ 21:14, 1 Novembro 2006 (UTC)


Eu prefiro ver a opinião dos demais usuários que exaustivamente debateram esse tema ao longo dos meses, dependendo disto, posso mudar meu voto, para não ser o único do contra, mas por ora não vejo o adiamento como boa alternativa. Vou esperar que os demais se manifestem, pois não acho que com tantos votantes nas duas propostas, não acho que sete pessoas decidindo pelo adiamento possa ser chamado de consenso verdadeiro. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 11:42, 2 Novembro 2006 (UTC)

Eu acho interessante a proposta de aumentar (não adiar) o tempo de votação, mas inútil, pois a maioria das pessoas que participa de facto nas votações, já votou. Assim, não me parece que vá haver grande alteração. Não havendo consenso na prorrogação da data de votação, esta terminará a 5 de Novembro, de acordo com a política oficial sobre votações. A proposta que ganhar, ganha (verdade de La Palisse...). PatríciaR discussão 13:03, 2 Novembro 2006 (UTC)

Poxa, que pena, eu até queria ter mais tempo para estudar o assunto com mais calma. Mas, tudo bem, né? Fazer o quê? Lipe FML_ 13:25, 2 Novembro 2006 (UTC)

Pessoal, desse jeito não dá, existem votos recentes e para os dois lados! Ou seja, o resultado dia 5 de novembro será simplesmente na sorte, cara ou coroa!! ahahah! Acho melhor adiarmos mesmo. Parece que estamos próximos de um consenso, só falta os do-contra Martiniano Hilário e Dantas darem o braço a torcer... abraço, Lipe FML_ 17:24, 2 Novembro 2006 (UTC)


De minha parte já votei e já opinei. Aguardo o resultado, nada mais. Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 17:34, 2 Novembro 2006 (UTC)
Prefere roleta russa então? Não vai mesmo dar o braço a torcer? Lipe FML_ 17:58, 2 Novembro 2006 (UTC)

Olha Lipe, eu preferiria que aumentassem o tempo de votação, pois assim apareceriam muito mais usuários. Creio que todas as votações que não necessitam de resultado imediato precisem de um tempo maior, para dar oportunidade a maior quantidade possível de usuários expressar a sua opinião, fazendo com que a votação seja mais concreta, não precisando repetí-la tantas vezes. Mas, eu creio que, se eles preferem assim, deixem eles, cada um tem a sua opinião e seus motivos. E é nosso dever respeitá-los, mesmo que eles estejam fazendo isso só de "birra" - não estou dizendo que é o caso. Guilherme Augusto Προσταγμα 18:45, 2 Novembro 2006 (UTC)

Concordo contigo. Se não houver consenso eu respeito, e que seja cara ou coroa! Lipe FML_ 18:52, 2 Novembro 2006 (UTC)
Depois de tanta discussão, achar que o resultado vai ser cara ou coroa é no mínimo desrespeitar o voto de cada um. Mas, enfim, estou insistindo em que mesmo??? Saudações, Martiniano Hiláriocuma? 19:33, 2 Novembro 2006 (UTC)
E eu vou saber? Lipe FML_ 20:53, 2 Novembro 2006 (UTC)

O que o Lipe quer dizer é: se há um empate técnico, vai ser na sorte quem ganhar, pois será o que aparecer alguém primeiro. Se ampliar o tempo de votação, dará mais oportunidade para as pessoas votarem e dar um resultado mais concreto. Guilherme Augusto Προσταγμα 23:48, 2 Novembro 2006 (UTC)

Esta proposta é ilegal e lamento a não intervenção de administradores. Não sei se alguém reparou, mas foi dito pelo FML "sugiro que esta votação tenha mais 30 dias de duração". Ora, isto pode dar azo à criação de sock puppets que influenciem a votação. Não há nenhum motivo para a votação se prolongar, a não ser que se verifique um empate amanhã. Passaria pela cabeça de alguém adiar as eleições brasileiras do passado domingo? A votação foi anunciada na Esplanada e nas mudanças recentes, estranho a Clara C. ter votado para administradores, e afirmar que só tomou conhecimento da votação ontem. --JLCA 12:01, 4 Novembro 2006 (UTC)

Prorrogar por 30 dias é exagero, mas por mais 15 dias não é, está totalmente no prazo e nas regras. E quanto às eleições brasileiras? Bem, uma coisa não tem nada a ver com a outra. As votações da comunidade podem ter seu prazo prorrogado por uma tentativa de consenso, já as eleições não. Guilherme Augusto Γουλιέλμος 13:17, 4 Novembro 2006 (UTC)

Quanto aos "sock puppets", acho que ele se esqueceu de duas coisas: Wikipedia:Direito ao voto e Wikipedia:Assumir a boa-fé. Quanto ao resto, nem precisa comentar. Lipe FML_ 17:59, 4 Novembro 2006 (UTC)

VotarEditar

Outrora expressei minha preferência pela proposta do Acordo de 1943, porém tenho optado por manter-me fora das votações desde que quase cessei minha participação no projecto. Agradeço o convite, entretanto. AD ASTRA 18:03, 2 Novembro 2006 (UTC)

Wilson Simão 13:28, 4 Novembro 2006 (UTC) Eu estudei um pouco de latim e pelo que pude perceber existia uma regra "bem primitiva" recomendando que a primeira letra do sujeito ou do referido objeto fosse escrito em caixa alta, isso porque (meu ponto de vista) as palavras não respeitavam uma ordem direta nas sentença e o que mandava era declinação. Contudo quanto ao modelo de caixa alta adotado na primeira letra , tudo indica tratar-se da influencia gótica na bíblia de Gutenberg, porem seria interessante a opinião dos padres católicos a respeito, só eles podem ajudar nesse enigma.