Abrir menu principal

Wikipédia β

Zonas ocupadas pelos Aliados na Alemanha

(Redirecionado de Zona de Ocupação Americana)



Besetztes Deutschland
Zonas de ocupação pelos Aliados na Alemanha
Flag of the German Reich (1935–1945).svg
1945 – 1949 Flag of Germany (state).svg
 
Flag of East Germany.svg
 
Flag of Saar (1947–1956).svg

Bandeira de Alemanha Ocupada

Bandeira

Localização de Alemanha Ocupada
Território dividido da Alemanha Ocupada, em 1947. Os territórios a leste da Linha Oder-Neisse, sob administração soviética e polaco, são mostrados em branco para que se destaque o Protectorado do Sarre. Berlim é a área multinacional dentro da zona soviética.
Continente Europa
Capital Berlim (de jure)
52° 31' N 13° 23' E
Língua oficial Alemão
Governo Ocupação militar
Governante (1945)
 • Zona britânica Bernard Montgomery
 • Zona francesa Lattre de Tassigny
 • Zona americana Dwight D. Eisenhower
 • Zona soviética Georgy Zhukov
Período histórico Guerra Fria
 • 1945 Resgate
 • 5 de Julho de 1945 Conselho do Controlo Aliado
 • 15 de Dezembro de 1947 Protectorado de Saar
 • 23 de Maio de 1949 República Federal da Alemanha
 • 7 de Outubro de 1949 República Democrática Alemã
 • 1949 Dissolução
 • 12 de Setembro de 1990 Fim¹
Moeda Reichsmark e Rentenmark (1945–1948)
Deutsche Mark (Oeste)
(Trizona e setores ocidentais de Berlim, 1948–1949)
Deutsche Mark (Leste)
(Zona soviética e setor oriental de Berlim, 1948–1949)
Marco do Sarre
(Protectorado do Sarre, 1947–1948)
Franco do Sarre
(Protectorado do Sarre, 1948–1956)
¹ Reunificação da Alemanha em 3 de Outubro de 1990.

Após a derrota da Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial, os vitoriosos Aliados afirmaram a sua autoridade sobre todo o território do Terceiro Reich que ficava a oeste da linha Oder-Neisse, tendo formalmente abolido o governo de Adolf Hitler (ver Declaração de Berlim). As quatro potências dividiram a Alemanha em quatro zonas de ocupação para fins administrativos. Esta divisão foi ratificada na Conferência de Potsdam (17 de julho-2 de agosto 1945).

No outono de 1944, o Estados Unidos, o Reino Unido e a União Soviética tinham acordado as zonas pelo Protocolo de Londres. As potências aprovaram o eventual destacamento de grande parte dos territórios orientais alemães, situados a leste da linha Oder-Neisse; Final Tratado de Paz alemão contemplado iria determinar as linhas de fronteira polaco-alemã e USSR-poloneses para os antigos territórios alemães.

O Tratado de Paz Final alemão resultaria no "deslocamento para o oeste" das fronteiras da Polônia de volta a aproximadamente como eram antes de 1722. Nas semanas finais da luta na Europa, as forças dos Estados Unidos tinha ocuparam além dos limites acordados para as futuras zonas de ocupação, em alguns lugares até 320 km além do estabelecido nas negociações. A chamada "linha de contato" entre as forças soviéticas e estadunidense no fim das hostilidades (a maior parte a leste da fronteira interna alemã estabelecida em julho 1945) era temporária.

Depois de dois meses em que haviam ocupado áreas que tinham sido atribuídas à Zona Soviética, as forças estadunidenses se retiraram nos primeiros dias de julho de 1945.[1] Alguns concluíram que este foi um movimento crucial que convenceu a União Soviética a permitir que as forças britânicas, francesas e estadunidenses entrassem em seus setores designados em Berlim, o que ocorreu mais ou menos na mesma época (julho de 1945), embora a necessidade de coleta de informações (ver Operação Paperclip) também fosse um fator relevante.[2]

Índice

Territórios anexados pela AlemanhaEditar

Todos os territórios invadidos e anexados pela Alemanha Nazista que pertenciam a Áustria e a Checoslováquia foram devolvidos aos seus respectivos países. O Território de Memel que antes da guerra pertencia a Lituânia foi anexado pela União Soviética em 1945 e se tornou parte da República Socialista Soviética da Lituânia. Os territórios invadidos pela Alemanha na Bélgica, França, Luxemburgo, Polónia e Jugoslávia também foram devolvidos a seus países.

Zonas de ocupaçãoEditar

EstadunidenseEditar

A zona americana de ocupação na Alemanha consistia na Baviera e Hesse no Sul da Alemanha, e porções do norte do atual estado de Baden-Württemberg. O porto de Bremen (no baixo Rio Weser) e Bremerhaven (na foz do rio Weser no Mar do Norte) também estiveram sob comando americano devido a pedidos de apoio na Norte da Alemanha. A sede do governo americano era em um complexo de edifícios em Frankfurt am Main.[carece de fontes?]

Iniciando em maio de 1945, várias tropas de combate americanas e aeronautas foram mandadas de volta para os Estados Unidos com base em seu desempenho na guerra. Muitos oficiais experientes e suboficiais foram selecionados para serem mandados para Teatro de Operações do Pacífico para uma possível invasão invasão ao Japão, que acabou não acontecendo devido ao seu rendimento (Operação Downfall), porém, muitos dos soldados que prestaram o maior tempo de combate foram dispensados ao retornarem para casa. Depois da rendição japonesa, que aceitou a Declaração de Potsdam, grande parte dos soldados se aposentaram. A rendição japonesa encerrou oficialmente as hostilidades da guerra no pacífico, porém os combates dentro do palco do pacífico haviam terminados algumas semanas antes.[carece de fontes?]

BritânicaEditar

O Exército do Canadá estava preso nos Países Baixos, até que os alemães se renderam em 5 de maio de 1945, dois dias antes da rendição final das Wehrmacht na Europa ocidental ao geral Dwight D. Eisenhower. Após a libertação dos Países baixos e a conquista do norte da Alemanha pelo Exército Britânico, o Exército Canadense se retirou da Alemanha, deixando a área para a o Exército Britânico e (nas regiões de Bremen e Bremerhaven.[carece de fontes?]

Ver tambémEditar

Referências

  1. What Is to Be Done? Time, 9 de julho de 1945
  2. Knowles, Chris (29 de janeiro de 2014). «Germany 1945-1949: a case study in post-conflict reconstruction». History & Policy. Consultado em 19 de julho de 2016. 
 
As zonas aliadas na Alemanha pós-guerra. O vermelho representa a zona Soviética, o traço preto representa a fronteira entre a Alemanha Oriental e a Alemanha Ocidental. A zona violeta representa as regiões das quais o exército Americano retirou-se. As fronteiras representam em grande parte, as dos estados no pré-guerra.

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre Estado extinto, integrado ao Projeto Estados Extintos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.