Abrir menu principal

Creusa Gramacho Carosella, conhecida por Zora Yonara (nascida em Vitória[1]) é uma radialista, radioatriz e astróloga brasileira.[2][3]

Iniciou a carreira ainda jovem em rádios do Espirito Santo, produzindo programas e participando de radionovelas, como Minha Vida é Assim[4]. Após cursar astrologia, começou a apresentar-se, na rádio, como astróloga e o sucesso chegou, quando começou a trabalhar na Rede Globo, no programa TV Mulher, em 1982[5].

O nome artístico Zora Yonara foi sugerido pelo radialista Mário Luiz, ex-diretor da Rádio Globo, que morreu aos 89 anos, em 2009. Zora, em grego, quer dizer força e coragem. Yonara era em homenagem à atriz Yoná Magalhães.[1] A astrologia surgiu por acaso, quando ela teve de substituir um astrólogo que faltou ao trabalho na Rádio Globo e o radialista Mário Luiz pediu para ela ler no ar o horóscopo que o astrólogo tinha feito. Posteriormente Zora foi até a Itália, Egito e outros países atrás de conhecimento, livros e formação nos astros.[1]

Posteriormente, passou a ter um quadro no Show do Antônio Carlos, onde passava aos ouvintes informações sobre Astrologia, e auto-ajuda. Em 2012, foi citada na letra do samba-enredo da escola de samba Acadêmicos de Santa Cruz, que homenageava esse programa de rádio.[6]

Popularizou-se no Brasil nos anos 2000 por protagonizar a propaganda do produto Castanha da Índia Atalaia.

Até maio de 2017, tinha um programa diário na Rádio Globo.[7] Em 2018 completou sessenta anos de carreira, mas não revela a sua data de nascimento.[1]

Zora Yonara é viúva do italiano Bruno Carosella, falecido em 1998[1].

Referências