Zunzum e Pronto

Zunzum e Pronto
Álbum de estúdio de SNZ
Lançamento 2 de março de 2007 (2007-03-02)[1]
Gravação 2006
Gênero(s)
Duração 53:10
Formato(s) CD
Gravadora(s) Universal Music
Produção
Cronologia de SNZ
Remix Hits
(2002)
Singles de Zunzum e Pronto
  1. "Busca"
    Lançamento: 30 de janeiro de 2007 (2007-01-30)
  2. "Maravilha"
    Lançamento: 2007

Zunzum e Pronto é o nome do terceiro e último álbum de estúdio do girl group brasileiro SNZ, lançado em 2 de março de 2007 pela editora discográfica Universal Music, sendo o primeiro e único álbum do grupo, a ser lançado pela gravadora. É o primeiro e único álbum delas sem a integrante Sarah Sheeva que se desligou do grupo em 2003, consequentemente o grupo virou uma dupla e as iniciais presentes no nome grupo ganhou o significado de “Só Nãna e Zabelê!”. Nesse trabalho, o SNZ aposta em uma identidade visual mais madura, musicalmente apresenta um afastamento sonoro dos dois primeiros registros de estúdio do grupo, SNZ (2000) e Sarahnãnazabelê (2001), que apostavam em uma sonoridade a favor da música pop, com letras voltadas ao público adolescente. Em Zunzum e Pronto, o grupo inclina de vez para os gêneros anteriormente nunca explorados, como pop rock e indie pop e possui menos influências puras de música pop. Os trabalhos de produção e gravação do projeto ocorreram entre 2005 e 2006 em estúdios no Brasil.

Durante todo o processo de criação do projeto, o grupo colaborou com uma gama de novos produtores, tendo a produção assinada pela primeira vez pelas próprias integrantes do grupo, Nãna Shara e Zabelê, que trabalharam no desenvolvimento da obra ao lado de Paulo Jeveaux e André Moraes. Sendo dirigidas artisticamente por Connie Lopes (do selo independente Natasha Records).[1] O repertório também traz composições originais de Shara, Zabelê e de uma gama de novos compositores que inclui, Celso Malheiros, Ricky Magia, Pedro Baby (irmão do duo), Gerson Jorge e André Moraes. O álbum conta com regravações de duas canções previamente lançadas por outros artistas, "Educação sentimental II", originalmente gravada pelo grupo Kid Abelha e "Acabou Chorare" dos Novos Baianos, cujo parte da letra dessa canção da título ao álbum.

Para a divulgação do álbum, dois singles foram extraídos de Zunzum e Pronto. O primeiro, "Busca", foi lançada no fim de janeiro de 2007 e considerada a mais forte canção do álbum por sua letra de conteúdo motivacional. Mais tarde, "Maravilha" foi lançada em agosto de 2007 e conta com a participação do rapper, De Leve. Além disso, a dupla iniciou apresentação em bares e pequenas casas de concerto par promover o trabalho. Após o fim dos trabalhos com álbum a dupla decidiu separar-se definitivamente.

AntecedentesEditar

"Nunca pensamos em acabar com o grupo. Eu e Nãna achamos que ainda tem muita coisa pra acontecer, Amamos SNZ, foi a gente que criou. Vários integrantes já saíram dos Titãs e nem por isso mudaram de nome"

—diz Zabelê, sobre a continuação do grupo.[2]

Após o fim da agenda de divulgação do álbum Sarahnãnazabelê (2001), em março de 2003, Sarah Sheeva anunciou sua saída do SNZ. Porém, ela negou que o motivo de sua saída partiu de desavenças com as irmãs, justificando a sua ligação com a religião como motivo de sua saída: "Desde 2002 eu estava tentando sair porque eu não estava satisfeita, não tinha mais a ver com o meu ideal de vida, não era mais aquilo que fazia meu coração bater e motivar pra trabalhar. Meus sonhos mudaram, meus ideais mudaram e de repente, eu já não queria mais cantar para o entretenimento das pessoas, mas eu queria poder cantar música que trouxesse algum benefício espiritual".[3] Após a saída de Sarah, as irmãs decidiram continuar com o grupo explicando que a decisão de Sarah foi plenamente respeitada e que elas continuariam a trabalhar com o o nome do grupo; "A gente sabia que ela queria sair. Somos irmãs, sentimos isso, mas não rolou problema porque conversamos".[2] Nesse período, o único trabalho realizado foi a gravação como uma dupla, durante o programa Estação Globo, onde performaram a canção "Lindo Balão Azul".[4] Em 2006, trio que agora virou dupla. Decidiu mudar o significado nas iniciais presentes no nome grupo, que agora ao invés de representar a inicial das três integrantes, simplesmente significa “Só Nãna e Zabelê!”.[2]

Produção e composiçãoEditar

Após um longo período em hiato, as irmãs decidiram que queriam fazer algo até então nunca feito em seus trabalhos anteriores, tanto musicalmente quanto visualmente.[5] "Foi uma passagem de tempo sincera. A gente pôde pensar no que queríamos, ter inspiração até perceber qual era a hora certa de fazer as coisas" —diz Zabelê, sobre o hiato do grupo. A composição e produção do álbum ficou por conta das duas irmãs, que pela primeira vez tiveram total autonomia sobre as canções, as irmãs também decidiram reunir-se com uma série de amigos pessoais para a criação das faixas do projeto, o grupo colaborou com uma gama de novos compositores, entre eles Davi Moraes, amigo pessoal das duas, filho de Moraes Moreira, que também integrou os Novos Baianos, ao lado dos pais das cantoras, Moraes atuou como como produtor e compositor de várias faixas da obra.[5] Gil Oliveira, Betão Aguiar ambos filhos de Paulinho Boca de Cantor, também ex membro dos Novos Baianos e o irmão das duas cantoras Pedro Baby, atuaram como instrumentistas e compositores das faixas.[5] O trabalho de composição do disco durou um ano, sendo escritas mais de 50 músicas, de onde saíram as 11 inéditas que compõem a obra.[5] O pai do duo, Pepeu Gomes colaborou com arranjos, enquanto a mãe das garotas, Baby do Brasil, participa com arranjos vocais.[6] Nãna e Zabelê assinam a autoria de quase todas as faixas da obra, "Sananá" composta por ambas, ao lado de Davi Moraes e Ricky Magia, "Bicicletas do Arpoador" ao lado de Eddy Wesley e Gerson Jorge, "Você Virou Poema" ao lado Wesley e Celso Malheiros.[1] A quarta faixa "Não Pare" foi escrita pelas irmãs ao lado de Magia e Moraes.[1] Shara atua como única compositora creditada nas duas baladas motivacionais do álbum, "Busca" e "Algo Melhor" além das faixas de andamento acelerado, "O Tempo Mudou" e "Calor da Rua", a última em parceria com Pedro Baby na composição. Já Zabelê assina duas ao lado de Eddy Wesley, e a uptempo "Maravilha" e a balada "Digo adeus".[1] "Esse disco é mais do que queríamos. É o maior da nossa carreira. Trabalhamos juntas, produzimos, compusemos", diz, Nãna.[2] O álbum conta com regravações de três canções previamente lançadas por outros artistas, "Educação sentimental II", originalmente gravada pelo grupo Kid Abelha e "Acabou Chorare" dos Novos Baianos, cujo parte da letra dessa canção da título ao álbum, "Quisemos mostrar nossa herança familiar. Apesar de termos som pop, temos raiz musical forte", conta Zabelê.[2]

Nesse trabalho, o SNZ aposta em uma identidade visual mais madura, musicalmente apresenta um afastamento sonoro dos dois primeiros registros de estúdio do grupo, SNZ (2000) e Sarahnãnazabelê (2001), que apostavam em uma sonoridade a favor da música pop e do dance-pop, com letras voltadas ao público adolescente. Em Zunzum e Pronto, o grupo inclina de vez para os gêneros anteriormente nunca explorados, como pop rock e indie pop e possui menos influências puras de música pop. "Em Zumzum e Pronto, misturamos nossas influências R&B, rock, pop e black music. É um disco bom pra dançar, ouvir, deixar no ambiente", resumi Nãna.[2] Dos discos anteriores do grupo, a dupla manteve Paulo Jeveaux, que atuou ao lado de Shara, Zabelê e Moraes, na produção da obra. A direção artística ficou a cargo de Connie Lopes (do selo independente Natasha Records).[1] Os trabalhos de produção e gravação do projeto ocorreram ao longo de todo o ano de 2006 em estúdios no Brasil.

Lançamento promoçãoEditar

Zunzum e Pronto foi lançado em 2 de março de 2007 pela editora discográfica Universal Music, sendo o primeiro e único álbum do grupo, a ser lançado pela gravadora.[7] Após o lançamento do disco, Nãna e Zabelê tentaram continuar a dupla, fazendo muitos shows afim de promover Zunzum e Pronto, em pequenas casas de shows com a turnê SNZ Convida que durou até 2009, tendo a participação de artistas como Ivo Meirelles, Leoni, Pepeu Gomes, Baby do Brasil, entre outros.[8]

Já convertida desde a saída de Sarah, Nãna casou-se com Claudio Brinco e tentou continuar na música secular. Mas a gravadora cobrava a participação de Nãna e a mesma estava se à igreja. Optou por sair e viver a vida em ministério com seu marido, dando fim. Deixando o último trabalho como um presente de despedida para os fãs.

SinglesEditar

Para a divulgação do álbum, duas singles foram extraídos de Zunzum e Pronto. O primeiro, "Busca", foi a única lançada de forma oficial, lançada em 30 de janeiro de 2007 e considerada a mais forte canção do álbum por sua letra de conteúdo motivacional, a música passou completamente despercebida pelo público por não ter obtido promoção nas rádios e na televisão. Mais tarde, "Maravilha" foi lançada em agosto de 2007, como single promocional e conta com a participação do rapper, De Leve.

FaixasEditar

Zunzum e Pronto
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Sananá"  
3:21
2. "Bicicletas do Arpoador"  
  • Zabelê
  • Eddy Wesley
  • Gerson Jorge
3:32
3. "Você Virou Poema"  
  • Zabelê
  • Wesley
  • Celso Malheiros
4:07
4. "Não Pare"  
  • Zabelê
  • Shara
  • Magia
  • Moraes
3:16
5. "Busca"  
  • Shara
3:42
6. "Algo Melhor"  
  • Shara
  • André Gomes
3:20
7. "Surgiu do Nada"  
  • Zabelê
  • Wesley
3:47
8. "O Tempo Mudou"  
  • Shara
3:45
9. "Educação sentimental II" (cover de Kid Abelha) 3:49
10. "Maravilha" (com participação de De Leve)
3:38
11. "Calor da Rua"  
  • Shara
  • Pedro Baby
3:33
12. "Digo adeus"  
  • Zabelê
  • Wesley
2:59
13. "Acabou Chorare" (cover de Novos Baianos) 3:41
14. "Busca (Versão Acústica)"  
  • Shara
4:12
Duração total:
53:10

Referências

  1. a b c d e f g «SNZ ‎– Zunzum e Pronto». Discogs. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  2. a b c d e f «Grupo SNZ vira dupla e lança CD pop». Terra. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  3. «Sarah Sheeva é ungida pastora no Rio de Janeiro». Rede de Jovens. Consultado em 28 de setembro de 2013. Arquivado do original em 4 de novembro de 2014 
  4. «SNZ NA ESTAÇÃO GLOBO - "LINDO BALÃO AZUL"». Palco Principal. Consultado em 28 de setembro de 2013. Arquivado do original em 4 de novembro de 2014 
  5. a b c d «Nana Shara e Zabele voltam ao disco junto com outros filhos dos Novos Baianos». Globo. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  6. «As irmãs do SNZ voltam aos palcos sem Sarah Sheeva». Cifra Club. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  7. «"Nana Shara e Zabele voltam ao disco junto com outros filhos dos Novos Baianos"». Gazeta do Povo. Consultado em 28 de setembro de 2013 
  8. «Irmãs Nãna Shara e Zabelê recebem Ivo Meirelles e Leoni no Lapa 40º.». Guia da Semana. Consultado em 10 de julho de 2019