Adelaide Ivánova

fotógrafa, poeta, escritora e tradutora brasileira
Adelaide Ivánova
Ivánova na abertura da Bienal de Poesia de Moscou 2019
Nascimento 1982 (38 anos)
Recife
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade Católica de Pernambuco
Ocupação fotógrafa, poetisa, escritora, tradutora
Prêmios Prêmio Rio de Literatura

Adelaide Ivánova (Recife, 1982) é uma fotógrafa, poeta, escritora e tradutora brasileira.[1]

Expôs suas fotos no Brasil, Argentina, Estados Unidos, França, Alemanha e Espanha.[2] Estudou jornalismo, na Universidade Católica de Pernambuco, e fotografia, na Ostkreuzschule (Berlim).[3] Editou o zine anarcofeminista MAIS PORNÔ PVFR.[4] Ganhou o Prêmio Rio de Literatura de 2017 pelo seu livro O Martelo.[5]

ObrasEditar

  • 2014 - autotomy (...) - Pingado-Prés
  • 2014 - Polaróides - Cesárea
  • 2014 - erste Lektionen in Hydrologie - und andere Bemerkungen) - autopublicação
  • 2016 - O Martelo - Douda Correria
  • 2019 - 13 nudes - Macondo

Referências

  1. Anne Sexton por Adelaide Ivánova & Rafael Mantovani Arquivado em 30 de dezembro de 2018, no Wayback Machine.. Parênteses #11, junho 2016. P. 73
  2. Beyond the Ring #2e | Adelaide Ivánova – »Erste Lektionen in Hydrologie (und andere Bemerkungen)«. Photography in Berlin (em inglês)
  3. Annemarie Bostroem em tradução ocupação de Adelaide Ivánova Arquivado em 25 de setembro de 2018, no Wayback Machine.. Parênteses edição especial #7. P. 21
  4. Adelaide Ivánova. Programação FLIP 2018
  5. Prêmio Rio de Literatura anuncia vencedores. O Globo, 24 de setembro de 2018

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.