Abrir menu principal

Amanda Nunes

Lutadora brasileira de artes marciais mistas
Amanda Nunes
Amanda Nunes.jpg
Informações
Nascimento 30 de maio de 1988 (31 anos)
Pojuca, Bahia
Nacionalidade brasileira
Outros nomes The Lioness (A Leoa), Lioness of the Ring (Leoa dos Ringues)
Residência Miami, Florida
Cônjuge Nina Ansaroff
Altura 1,72 m
Peso 61 kg
Divisão Peso-galo
Envergadura 175 cm
Modalidade Boxe, Jiu Jitsu Brasileiro
Luta por Salvador, Bahia, Brasil
Equipe AMA Fight Club
MMA Masters
American Top Team
Graduação      Faixa Preta em BJJ

     Faixa Marrom em Judô

Período em
atividade
2008–presente
Cartel nas artes marciais mistas
Total 22
Vitórias 18
Por nocaute 13
Por finalização 3
Por decisão 2
Derrotas 4
Por nocaute 2
Por finalização 1
Por decisão 1
Ligações externas
Página oficial:
Cartel no MMA pelo Sherdog

Amanda Nunes (Pojuca, 01988-05-30 30 de maio de 1988) é uma lutadora brasileira de artes marciais mistas, atualmente é a campeã da categoria de peso-galo feminino e peso pena do Ultimate Fighting Championship, sendo a primeira atleta brasileira a conquistar um cinturão da categoria. Amanda é ainda uma das poucas lutadoras homossexuais assumidas no esporte,[1] e a primeira atleta lésbica campeã do UFC.[2]

BiografiaEditar

Amanda nasceu em uma pequena cidade da Bahia chamada Pojuca, que fica a cerca de 70 km de Salvador. Ela começou a treinar Boxe aos 16 anos de idade e começou a treinar jiu-jitsu brasileiro após ser convidada para o dojo pela sua irmã, que também era praticante do esporte.[3]

Carreira no MMAEditar

Nunes fez sua estreia nas artes marciais mistas em 8 de março de 2008 no Prime MMA Championship 2. Ela enfrentou Ana Maria e foi derrotada por por uma chave de braço no primeiro round.[4]

Amanda venceu cinco lutas seguidas, todas por nocaute, e fez sua estreia no Strikeforce em 7 de janeiro de 2011 no Strikeforce Challengers: Woodley vs. Saffiedine em Nashville, Tennessee. Ela derrotou a canadense Julia Budd por nocaute em apenas 14 segundos.[5]

Nunes morou em Nova Jersey em 2011 e treinou na AMA Fight Club. Posteriormente se mudou para Miami e passou a representar a academia MMA Masters. Após derrota para Cat Zingano optou por integrar a American Top Team, equipe em que permanece até os dias atuais.

Ela competiu nas divisões de 135 e 145 libras e afirmou que pretendia lutar na divisão de 135 libras no futuro.

Nunes era esperada para enfrentar Julie Kedzie no Strikeforce: Overeem vs. Werdum em 18 de junho de 2011 em Dallas, Texas.[6] A luta, porém, foi cancelada após Nunes sofrer uma lesão no pé.[7]

Amanda enfrentou Alexis Davis em 10 de setembro de 2011 no Strikeforce: Barnett vs. Kharitonov. Ela perdeu a luta por nocaute técnico no segundo round. No primeiro round, Nunes começou forte com golpes duros, mas rapidamente cansou. No segundo round, Amanda estava exausta no começo do round. Enquanto tentava uma queda ela foi revertida, onde Alexis foi capaz de conseguir a posição de montada para finalizar Amanda com golpes.[8]

Era esperado que Nunes enfrentasse Milana Dudieva no Invicta FC 2: Baszler vs. McMann em 28 de julho de 2012.[9] Porém, Milana Dudieva teve que se retirar da luta devido à uma doença em 9 de julho e Nunes foi colocada para enfrentar Leslie Smith.[10] Leslie Smith também teve que se retirar da luta com uma lesão e Amanda enfrentou Raquel Pa'aluhi.[11] Nunes venceu a luta por finalização técnica no primeiro round.[12]

Amanda assinou para enfrentar Cat Zingano no Strikeforce: Melendez vs. Healy em 29 de setembro de 2012,[13] mas a o evento foi cancelado quando Gilbert Melendez, que defenderia seu título contra Pat Healy, lesionou seu joelho nos treinos e foi obrigado a se retirar do card.[14]

Em 5 de janeiro de 2013, Nunes retornou para o Invicta Fighting Championships para enfrentar Sarah D'Alelio no Invicta FC 4: Esparza vs. Hyatt.[15] Amanda perdeu a luta por decisão unânime.[16][17]

Nunes iria enfrentar Kaitlin Young no Invicta FC 5 em 5 de abril de 2013,[18] porém ela lesionou seu braço e foi forçada a se retirar da luta.[19]

Ultimate Fighting ChampionshipEditar

Amanda fez sua estreia no octógono do UFC contra Sheila Gaff no UFC 163 em 3 de agosto de 2013 no Brasil[20] e venceu de forma convincente por nocaute técnico no primeiro round, sendo também a primeira brasileira a vencer no UFC.[21]

Nunes fez sua segunda aparição no UFC ao vencer Germaine de Randamie em 6 de Novembro de 2013 no UFC: Fight for the Troops 3 por nocaute técnico no primeiro round.

Estava programado que Amanda enfrentasse Alexis Dufresne, em 19 de abril de 2014, no UFC on Fox: Werdum vs. Browne. Porém, com a lesão de Shayna Baszler, Nunes foi movida para a luta contra a veterana Sarah Kaufman em 16 de abril de 2014 no UFC Fight Night: Bisping vs. Kennedy. No entanto, Nunes se lesionou e foi retirada da luta.

Amanda enfrentou Cat Zingano em 27 de setembro de 2014 no UFC 178. Zingano derrotou a Amanda por nocaute técnico no terceiro round.

Ela enfrentou a veterana Shayna Baszler em 21 de março de 2015 no UFC Fight Night: Maia vs. LaFlare e venceu por nocaute técnico no primeiro round após acertar um chute que machucou o joelho da adversária, ela deu sequência com socos até o árbitro interromper a luta.

Nunes enfrentou a ex-desafiante Sara McMann em 8 de agosto de 2015 no UFC Fight Night: Teixeira vs. St. Preux. Ela venceu a luta por finalização no primeiro round com um mata-leão após conseguir atordoar McMann com socos. Nunes ainda faturou o prêmio de Performance da Noite.

Cinturão do Peso-Galo no UFC 200Editar

Amanda Nunes foi a primeira brasileira a se tornar campeã do UFC. A "Leoa" surpreendeu ao finalizar Miesha Tate com um mata-leão ainda no primeiro round da luta principal do histórico UFC 200, em Las Vegas, no dia 9 de julho de 2016.

UFC 207Editar

No dia 30 de dezembro de 2016, em Las Vegas, Amanda Nunes nocauteou a estrela norte-americana Ronda Rousey, aos 48 segundos do primeiro round, com uma sequência de quatro golpes certeiros, mantendo assim o cinturão de peso galo feminino da organização.[22]

UFC 213Editar

No dia 8 de julho de 2017, Amanda enfrentaria a russa Valentina Shevchenko, valendo o Cinturão Peso-Galo Feminino do UFC na T-Mobile Arena, em Las Vegas, sendo a principal luta da noite, porém, por causa de uma enfermidade ocorrida com Nunes, a luta fora cancelada.[23]

UFC 232Editar

Em 29 de dezembro de 2018, no The Forum, em Inglewood, Amanda Nunes nocauteou a campeã peso-galo Cris Cyborg - ex-dona do cinturão peso-pena e que não perdia há 13 anos e um mês - aos 51 segundos do primeiro round e se tornou a primeira mulher campeã de duas categorias.[24] 


UFC 239

Em 06 de julho de 2019, na T-Mobile Arena, em Las Vegas, a leoa Amanda Nunes nocauteou a ex-campeã peso galo Holly Holm, aos 4 minutos e 10 segundos do primeiro round com um chute alto espetacular seguido de socos e manteve seu cinturão na categoria peso galo, mantendo então o título em duas categorias do UFC, peso galo e peso pena.


Cartel no MMAEditar

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Vitória 18-4   Holly Holm Nocaute Técnico (chute na cabeça e socos) UFC 239: Jones vs. Santos 06/07/2019 1 4:10   Las Vegas, Nevada Defendeu o Cinturão Peso Galo Feminino do UFC. Perfomance da Noite.
Vitoria 17-4   Cris Cyborg Nocaute (soco) UFC 232: Jones vs. Gustafsson II 29/12/2018 1 0:51   Inglewood, California Retornou ao Peso Pena; Ganhou o Cinturão Peso Pena Feminino do UFC. Performance da Noite. Tornou-se a primeira mulher campeã de duas categorias no UFC. Nocaute do Ano (2018). Zebra do Ano (2018).
Vitória 16-4   Raquel Pennington Nocaute Técnico (socos) UFC 224: Nunes vs. Pennington 12/05/2018 5 2:36   Rio de Janeiro Defendeu o Cinturão Peso Galo Feminino do UFC.
Vitória 15-4   Valentina Shevchenko Decisão (dividida) UFC 215: Nunes vs. Shevchenko II 09/09/2017 5 5:00   Edmonton, Alberta Defendeu o Cinturão Peso Galo Feminino do UFC.
Vitória 14-4   Ronda Rousey Nocaute Técnico (socos) UFC 207: Nunes vs. Rousey 30/12/2016 1 0:48   Las Vegas, Nevada Defendeu o Cinturão Peso Galo Feminino do UFC; Performance da Noite.
Vitória 13-4   Miesha Tate Finalização (mata leão) UFC 200: Tate vs. Nunes 09/07/2016 1 3:16   Las Vegas, Nevada Ganhou o Cinturão Peso-Galo Feminino do UFC; Performance da Noite.
Vitória 12-4   Valentina Shevchenko Decisão (unânime) UFC 196: McGregor vs. Diaz 05/03/2016 3 5:00   Las Vegas, Nevada
Vitória 11-4   Sara McMann Finalização (mata leão) UFC Fight Night: Teixeira vs. St. Preux 08/08/2015 1 2:53   Nashville, Tennessee Performance da Noite.
Vitória 10-4   Shayna Baszler Nocaute Técnico (chute na perna e socos) UFC Fight Night: Maia vs. LaFlare 21/03/2015 1 1:56   Rio de Janeiro
Derrota 9-4   Cat Zingano Nocaute Técnico (cotoveladas) UFC 178: Johnson vs. Cariaso 27/09/2014 3 1:21   Las Vegas, Nevada
Vitória 9-3   Germaine de Randamie Nocaute Técnico (socos e cotoveladas) UFC: Fight for the Troops 3 06/11/2013 1 3:56   Fort Campbell, Kentucky
Vitória 8-3   Sheila Gaff Nocaute Técnico (cotoveladas) UFC 163: Aldo vs. Korean Zombie 03/08/2013 1 2:08   Rio de Janeiro Estreia no UFC.
Derrota 7-3   Sarah D'Alelio Decisão (unânime) Invicta FC 4: Esparza vs. Hyatt 05/01/2013 3 5:00   Kansas City, Kansas
Vitória 7–2   Raquel Pa'aluhi Finalização (mata leão) Invicta FC 2: Baszler vs. McMann 28/07/2012 1 2:24   Kansas City, Kansas Estreia no Invicta FC.
Derrota 6-2   Alexis Davis Nocaute Técnico (socos) Strikeforce: Barnett vs. Kharitonov 10/09/2011 2 4:53   Cincinnati, Ohio Estreia nos Galos.
Vitória 6-1   Julia Budd Nocaute (socos) Strikeforce Challengers: Woodley vs. Saffiedine 07/01/2011 1 0:14   Nashville, Tennessee Estreia no Strikeforce.
Vitória 5-1   Ediane Gomes Nocaute Técnico (socos) Bitetti Combat 6 25/02/2010 2 3:00   Brasília
Vitória 4-1   Vanessa Porto Nocaute Técnico (interrupção do córner) Samurai FC 2: Warrior's Return 12/12/2009 2 5:00   Curitiba
Vitória 3-1   Daysee Lee Nocaute Técnico (socos) Samurai Fight Combat 12/09/2009 1 1:08   Curitiba
Vitória 2-1   Nadja Nadja Nocaute Técnico (socos) Prime: MMA Championship 3 01/07/2009 1 N/A   Salvador
Vitória 1-1   Paty Barbosa Nocaute Técnico (interrupção do córner) Demo Fight 3 24/05/2008 1 0:11   Salvador
Derrota 0-1   Ana Maria Índia Finalização (chave de braço) Prime: MMA Championship 2 08/03/2008 1 0:35   Salvador

Referências

  1. oglobo.globo.com/
  2. sportv.globo.com/ Primeira campeã gay do UFC, Amanda diz: “Incrível, sou feliz comigo mesma”
  3. «Fight Path: Strikeforce's Amanda Nunes, the queen of first impressions». MMAjunkie.com. 20 de janeiro de 2011. Consultado em 20 de janeiro de 2011 
  4. «Ana Maria Shines at Prime MMA 2». Sherdog.com. 10 de Março de 2008 
  5. «Woodley Outduels Saffiedine in Challengers». Sherdog.com. 7 de Janeiro de 2011 
  6. «Amanda Nunes Meets Julie Kedzie at Strikeforce on June 18». MMAWeekly.com. 20 de Maio de 2011 
  7. «Amanda Nunes out of "Strikeforce: Overeem vs. Werdum" due to injury». MMAjunkie.com. 1 de Junho de 2011 
  8. «Strikeforce: "Barnett vs Kharitonov" Play-By-Play & Results». MMARising.com. 10 de Setembro de 2011 
  9. «Amanda Nunes vs Milana Dudieva Announced For Invicta FC 2». MMARising.com. 20 de Maio de 2012 
  10. «Dudieva Out, Leslie Smith Faces Amanda Nunes At Invicta FC 2». MMARising.com. 9 de Julho de 2012 
  11. «Smith Out, Raquel Pa'aluhi Faces Amanda Nunes At Invicta FC 2». MMARising.com. 20 de Julho de 2012 
  12. «Invicta FC 2 Results: McMann, Davis & Carmouche Victorious». MMARising.com. 29 de Julho de 2012 
  13. «Amanda Nunes vs Cat Zingano Set For September 29 Strikeforce». MMARising.com. 29 de Agosto de 2012 
  14. «Gilbert Melendez Injured, Saturday's Strikeforce Event Cancelled». MMARising.com. 24 de Setembro de 2012 
  15. «D'Alelio vs Nunes, Gomes vs Yamanaka Official For Invicta FC 4». MMARising.com. 23 de Novembro de 2012 
  16. «Invicta FC 4 Results: Carla Esparza Wins Strawweight Title». MMARising.com. 5 de Janeiro de 2013 
  17. «Invicta FC 4 results: Esparza outlasts Hyatt for belt, Davis chokes out Baszler». MMAjunkie.com. 5 de Janeiro de 2013 
  18. «Kaitlin Young vs Amanda Nunes Added To Invicta FC 5 Main Card». MMARising.com. 8 de Fevereiro de 2013 
  19. «Nunes Injured, Lauren Taylor Faces Kaitlin Young At Invicta FC 5». MMARising.com. 18 de Março de 2013 
  20. «Amanda Nunes x Sheila Gaff vai ser primeira luta feminina do UFC no Brasil». Combate.com. 4 de Junho de 2013 
  21. «Baiana nocauteia alemã.». ATARDE.com.br. 4 de Agosto de 2013 
  22. Super Lutas - Vídeo: Assista ao massacre de Amanda Nunes sobre Ronda Rousey no UFC 207
  23. «Nunes x Shevchenko é cancelada; Romero x Whittaker lideram UFC 213». UFC (em inglês) 
  24. Amanda Nunes faz o impossível, nocauteia Cris Cyborg em 51s e é a primeira campeã dupla do UFC, acessado em 30 de dezembro de 2018

Ligações externasEditar

Precedido por:
  Miesha Tate
campeã do peso-galo feminino do UFC
9 de julho de 2016 – presente
Atual Detentor
Precedido por:
  Cristiane Justino
campeã do peso-pena feminino do UFC
29 de dezembro de 2018 – presente
Atual Detentor