Anderson Moraes

político brasileiro (1980-)

Anderson Luis de Moraes (Rio de Janeiro, 12 de fevereiro de 1980) é um empresário e político brasileiro. Atualmente, é deputado estadual pelo Partido Liberal (PL).[1] Nas eleições de 2018, foi candidato a deputado pelo PSL e foi eleito com 40.540 votos.[2]

Anderson Moraes
Deputado estadual do Rio de Janeiro
Período 1.º de fevereiro de 2019 até a atualidade
Dados pessoais
Nome completo Anderson Luis de Moraes
Nascimento 12 de fevereiro de 1980 (42 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
Partido PCdoB (2016-2018)
PSL (2018-2022)
PL (2022-presente)
Profissão Político
linkWP:PPO#Brasil

Em 8 de julho de 2020 teve contas na rede social Facebook bloqueadas, todas relacionadas ao seu gabinete na ALERJ, e acusadas de criação de perfis falsos e disseminação de fake news.[3]

O deputado Anderson Luis é próximo ao Presidente da República Jair Bolsonaro, e foi apontado que ele empregava a ex-esposa de Bolsonaro em seu gabinete na ALERJ. Em 2018, ela recebia mais do que R$7.000,00 por mês do gabinete.[3]

No auge da pandemia de COVID-19, entrou com uma ação na Justiça do Estado do Rio de Janeiro solicitando a revogação de medidas restritivas que impediam o aumento do contágio na cidade do Rio de Janeiro, ação que foi concedida pela Juíza Regina Lucia Chuquer, da 6ª Vara da Fazenda Pública, no dia 20 de abril de 2021.[4] No dia anterior, o Rio de Janeiro batera seu recorde de mortos pela pandemia até então, com 446 mortes, sendo a média móvel de óbitos de 282.[5]

Negacionista sobre o que é dito pela ciência a respeito do isolamento social na maior crise de saúde da história da humanidade moderna, o deputado comemorou a decisão do magistrado em uma de suas redes sociais: "VITÓRIA DO POVO! Foi deferida a nossa ação que pedia a derrubada do decreto do DitaPaes. Liberação das praias, comércio, toque de recolher, fim da força coercitiva da guarda municipal contra o cidadão e o fim da proibição da permanência em áreas públicas! Liberdade é essencial!"[6]

Referências

  1. «Deputado Anderson Moraes». ALERJ. Consultado em 25 de abril de 2022. Cópia arquivada em 25 de abril de 2022 
  2. «Anderson Moraes - 17017». Gazeta do Povo. 2018. Consultado em 27 de dezembro de 2018 
  3. a b «Deputado do PSL-RJ que teve perfis ligados a seu gabinete bloqueados, Anderson Moraes emprega ex-mulher de Bolsonaro». G1. 2020. Consultado em 20 de abril de 2020 
  4. «Justiça suspende decretos da Prefeitura do Rio com medidas restritivas contra a Covid-19». G1. 2021. Consultado em 20 de abril de 2021 
  5. «Mortes e casos de coronavírus nos estados». G1. 2021. Consultado em 20 de abril de 2021 
  6. «Twitter pessoal». Twitter. 2021. Consultado em 20 de abril de 2021 
  Este artigo sobre um(a) político(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.