Abrir menu principal
Annik Salmon
Annik Salmon EBC.jpg
Nome completo Annik Salmon Carneiro
Nascimento 18 de maio de 1981 (38 anos)[1]
Rio de Janeiro (RJ)
Nacionalidade brasileira
Ocupação Carnavalesca
Designer

Annik Salmon Carneiro, mais conhecida como Annik Salmon (Rio de Janeiro, 18 de Maio de 1981), é uma carnavalesca, designer, figurinista, cenógrafa brasileira e professora. Atualmente é carnavalesca da Unidos do Porto da Pedra, desenvolvendo toda a parte da criação artística, desenvolvimento e execução do Carnaval.

CarreiraEditar

Graduada em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no curso de Belas Artes e Pós-Graduada em Educação Artística com Formação Pedagógica de Docentes pela Universidade Cândido Mendes (UCAM).

Iniciou sua carreira em 2003 como Assistente e figurinista de Alexandre Louzada, na Porto da Pedra e com ele esteve na Vila Isabel, Beija-Flor até o ano de 2008. No ano de 2007 assinou seu primeiro desfile,integrando a Comissão de Carnaval da Cubango[2].

Em 2009, já na Vila Isabel, trabalhou com os carnavalescos Alex de Souza e Paulo Barros que a levou para Unidos da Tijuca onde sua carreira começou a decolar[3] no ano de 2010.

Atuando como braço direito do carnavalesco Paulo Barros, no período em que o consagrado carnavalesco esteve nessa agremiação, participou diretamente da conquista de 3 campeonatos para escola Tijucana.

Depois do carnaval de 2014, onde o então carnavalesco deixou a agremiação e indo pra Mocidade. mas Annik preferiu continuar na Unidos da Tijuca, onde fez parte da Comissão de Carnaval montada pelo presidente Fernando Horta formada ainda por Marcus Paulo, Hélcio Paim, Carlos Carvalho somada ao experiente carnavalesco Mauro Quintaes em que contou o enredo "Um conto marcado no tempo - O olhar suíço de Clóvis Bornay" que desenvolveu a Suíça tendo como plano de fundo o ex-carnavalesco Clóvis Bornay. Um belo desfile levou a agremiação ao 4° lugar.

Em 2016, com o enredo "Semeando Sorriso a Tijuca semeia o solo sagrado" a escola homenageou o agronegócio. Outro belo enredo contado e a escola conquistou o vice-campeonato, ficando a um décimo da campeã Mangueira. no ano de 2017, desenvolveu ainda na comissão o enredo “Música na alma, inspiração de uma nação” que homenageava a música americana. Com a plástica e carros alegóricos impecáveis assim como as fantasias a Tijuca foi considerada uma das fortes candidatas a conquista do campeonato. Entretanto, com sete minutos de desfile, o segundo carro alegórico da escola apresentou um problema hidráulico e a estrutura superior cedeu comprometendo todo o desfile da escola tijucana. Mesmo com um carro de New Orleans altamente prejudicado a escola recebeu excelentes notas pelos outros carros e apesar de todos os " contratempos" ficou em 11º lugar.

Permanecendo na Comissão de Carnaval da Unidos da Tijuca em 2018 desenvolvendo uma homenagem a Miguel Falabella e no ano de 2019[4], num enredo sobre a história do Pão, denominado "Cada Macaco no seu galho. Ó, meu Pai, me dê o Pão que eu não morro de fome!" tendo nesses anos, ficado na 7º colocação. com a dissolvição da Comissão de Carnaval, feita pela direção da escola do Borel a fim de trazer novamente o carnavalesco Paulo Barros, Annik Salmon aceitou a proposta e retorna a Porto da Pedra, escola onde iniciou no carnaval e agora e iniciando carreira solo[5].

Desfiles assinados por Annik SalmonEditar

Referências

  1. Sambarazzo (18 de maio de 2015). «Annik Salmon ganha festa de aniversário "surpresa" no barracão da Tijuca». Consultado em 6 de outubro de 2015 
  2. «Cubango 2007». Consultado em 11 de abril de 2015 
  3. Swissando. «Annik Salmon, a responsável pela criação artística da Tijuca». Consultado em 11 de abril de 2015. Arquivado do original em 15 de abril de 2015 
  4. Jornal Extra (28 de março de 2018). «Laíla acerta com Unidos da Tijuca, que apresenta novas contratações para 2». Consultado em 8 de julho de 2019 
  5. a b Guilherme Ayupp, para o Carnavalesco. «Annik Salmon é a nova carnavalesca da Porto da Pedra». Consultado em 8 de julho de 2019 
  6. «Cubango 2007». Consultado em 6 de outubro de 2015 
  7. «2007». GRES Acadêmicos do Cubango. Consultado em 6 de outubro de 2015. Arquivado do original em 28 de agosto de 2008 
  8. Acadêmia do Samba. «Unidos da Tijuca 2005». Consultado em 6 de outubro de 2015 
  9. Acadêmia do Samba. «Unidos da Tijuca 2016». Consultado em 6 de outubro de 2015