Resultados do Carnaval do Rio de Janeiro em 2017

Nesta página estão listados os resultados dos concursos de escolas de samba e de blocos de enredo do carnaval do Rio de Janeiro do ano de 2017. Os desfiles foram realizados entre os dias 24 de fevereiro e 4 de março de 2017. Foi o primeiro carnaval de Marcelo Crivella na Prefeitura do Rio. O Prefeito, que teve apoio das escolas de samba em sua campanha, causou polêmica ao não comparecer aos desfiles, nem participar do ato simbólico de entrega da chave da cidade ao Rei Momo.[1][2]

Carro abre-alas trazido pela Portela para contar sobre os Rios e suas lendas.
Reprodução de uma caravana do Marrocos no carro abre-alas da Mocidade.

Portela e Mocidade Independente de Padre Miguel foram as campeãs do Grupo Especial. A Portela conquistou seu 22.º título de campeã, quebrando o longo jejum de 33 anos sem títulos. A escola realizou um desfile sobre os rios. O enredo "Quem Nunca Sentiu o Corpo Arrepiar ao Ver Esse Rio Passar..." foi desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Barros, que conquistou seu quarto título de campeão.[3] A Mocidade terminou a apuração das notas em segundo lugar, com um décimo a menos que a campeã. Cerca de um mês após os desfiles, a LIESA divulgou as justificativas dos julgadores para as notas dadas. Valmir Aleixo, do quesito Enredo, descontou um décimo da Mocidade pela falta de um destaque de chão. A escola rebateu a avaliação alegando que o julgador se baseou na versão antiga do livro abre-alas (roteiro do desfile) e não na versão retificada, que excluia a presença da destaque de chão. A LIESA, por sua vez, não teria repassado a nova versão ao julgador.[4] A Mocidade entrou com recurso na LIESA, que acatou o pedido, decidindo dividir o título de campeã entre Portela e Mocidade. A Mocidade conquistou seu sexto título de campeã, quebrando o jejum de 21 anos sem conquistas. O enredo "As Mil e Uma Noites de Uma Mocidade Pra Lá de Marrakesh", sobre o Marrocos, foi desenvolvido pelo carnavalesco Alexandre Louzada, que ganhou seu sexto título no carnaval.[5]

O carnaval também foi marcado por graves acidentes.[6] No primeiro desfile do Grupo Especial, o último carro alegórico da escola Paraíso do Tuiuti se desgovernou e atropelou cerca de vinte pessoas. Ao tentar consertar a direção do carro na avenida, o motorista deu marcha à ré, imprensando outras pessoas contra a grade que separa a pista da arquibancada.[7] Uma das vítimas, a radialista Elizabeth Ferreira Jofre, faleceu em 29 de abril de 2017, após passar cerca de dois meses internada.[8] Quatro pessoas foram indiciadas pelo acidente.[9] Na noite seguinte, durante o desfile da Unidos da Tijuca, a parte de cima da segunda alegoria da escola cedeu ferindo cerca de doze pessoas.[10] De acordo com o laudo pericial, a responsável pelo acidente foi uma empresa de equipamentos hidráulicos contratada para cuidar da engrenagem de sustentação da alegoria.[11] Tijuca e Tuiuti foram as duas últimas colocadas mas, devido aos acidentes, a LIESA decidiu cancelar o rebaixamento.[12]

Império Serrano conquistou o título da Série A; Unidos de Bangu foi a campeã da Série B; Unidos das Vargens venceu a Série C; Império da Uva conquistou a Série D; e Império Ricardense ganhou a Série E.[13] Entre os blocos de enredo, Barriga venceu o Grupo 1 e Grilo de Bangu conquistou o Grupo 2.[14]

Escolas de sambaEditar

Grupo EspecialEditar

O desfile do Grupo Especial foi organizado pela Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (LIESA) e realizado no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, a partir das noites de 26 e 27 de fevereiro de 2017. O horário de início dos desfiles foi alterado para as 22 horas, meia-hora mais tarde que no ano anterior.[15] A LIESA promoveu alterações no concurso com o intuito de tornar os desfiles mais dinâmicos.[16]

  • O tempo máximo de apresentação das agremiações foi reduzido de 82 para 75 minutos. Foi mantido o tempo mínimo de 65 minutos.
  • A quantidade máxima de alegorias foi reduzida para seis; sendo permitida apenas uma alegoria acoplada.
  • Os módulos de julgamento 2 e 3 passaram a formar uma cabine dupla, no setor 6. Com isso, as escolas reduziram, de quatro para três, o número de paradas para apresentação dos segmentos aos julgadores.
  • Cada quesito ganhou dois julgadores reservas para o caso de ausência de um ou dois titulares.

Ordem dos desfiles

A ordem dos desfiles foi definida através de sorteio realizado no dia 20 de junho de 2016 na Cidade do Samba. Para equilibrar as forças, as escolas foram divididas em pares, sendo que, dentro dos pares, cada escola desfilaria em uma noite diferente. Os pares formados foram: Mangueira e Beija-Flor; Portela e Salgueiro; Unidos da Tijuca e Imperatriz Leopoldinense; Grande Rio e Mocidade Independente de Padre Miguel; Unidos de Vila Isabel e São Clemente.[17]

Primeiro foi sorteada a noite de desfile de cada escola; depois foi sorteada a ordem de apresentação de cada noite. Após o sorteio foi permitido que as escolas negociassem a troca de posições dentro de cada noite. Sorteada para encerrar a segunda noite, a São Clemente trocou de posição com a Mangueira. Mocidade e Unidos da Tijuca também inverteram posições. Duas escolas tinham posições definidas e não participaram do sorteio: Campeã da Série A (segunda divisão) do ano anterior, a Paraíso do Tuiuti ficou responsável por abrir a primeira noite; penúltima colocada do Grupo Especial no ano anterior, a União da Ilha do Governador ficou responsável por abrir a segunda noite.[18]

Domingo (26/02/2017) Segunda-feira (27/02/2017)
  1. Paraíso do Tuiuti
  2. Acadêmicos do Grande Rio
  3. Imperatriz Leopoldinense
  4. Unidos de Vila Isabel
  5. Acadêmicos do Salgueiro
  6. Beija-Flor
  1. União da Ilha do Governador
  2. São Clemente
  3. Mocidade Independente de Padre Miguel
  4. Unidos da Tijuca
  5. Portela
  6. Estação Primeira de Mangueira

Quesitos e julgadores

Foram mantidos os nove quesitos de avaliação dos anos anteriores e a mesma quantidade de julgadores (quatro por quesito). O módulo em que ficaria cada julgador e sua condição (titular ou reserva) foi definido através de sorteio realizado no domingo, dia 27 de fevereiro de 2017, poucas horas antes do início dos desfiles.[19][20]

Quesitos Julgador 1 Julgador 2 Julgador 3 Julgador 4 Reserva 1 Reserva 2
Entre os setores 03 e 03A Setor 6 (cabine dupla) Setor 10
Alegorias e Adereços Madson Oliveira Walber Ângelo de Freitas Soter Bentes Teresa Piva Rebeca Kaiser Mauro Senna
Bateria Jorge Gomes Sérgio Naidin Cláudio Luis Matheus Philipe Galdino Ary Jayme Cohen Rafael Castro
Fantasias Desirée Bastos Regina Oliva Helenice Gomes Ana Cohen Gerson Martins Paulo Paradela
Samba-Enredo Clayton Fábio Oliveira Felipe Trotta Alice Serrano Alfredo Del-Penho Eri Galvão Mauro Costa Júnior
Comissão de Frente Paulo Cesar Morato João Wlamir Marcus Nery Magalhães Rafaela Ribeiro Raphael David Raffael Araújo
Evolução Fabiana Sobral Edileuza Batista de Aleluia Edilberto Fonseca Salete Lisboa Carolina Frajdenrajch Paola Novaes
Harmonia Deborah Levy Humberto Fajardo da Silva Célia Souto Jardel Maia Rodrigues Bruno Marques Mirian Orofino Gomes
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Beatriz Badejo Karen Mesquita Marilene Telles Mônica Barbosa Paulo Rodrigues Áurea Hämmerli
Enredo Luiz Antônio Araújo Valmir Aleixo Marcelo Figueira Artur Nunes Gomes Pérsio Gomyde Brasil Johnny Soares

NotasEditar

A apuração do resultado foi realizada na tarde da quarta-feira de cinzas, dia 1 de março de 2017, na Praça da Apoteose. De acordo com o regulamento do ano, a menor nota recebida por cada escola, em cada quesito, foi descartada. As notas variam de nove à dez, podendo ser fracionadas em décimos. A ordem de leitura dos quesitos foi definida em sorteio horas antes do início da apuração.[21] O desempate entre agremiações que obtiveram a mesma pontuação final foi realizado seguindo a ordem inversa da leitura dos quesitos.[22][23][24]

Penalizações

  • Unidos da Tijuca perdeu um décimo por ultrapassar o tempo máximo de desfile em um minuto.[25]
Legenda:      Campeãs  S  Nota descartada  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2  J3  Julgador 3  J4  Julgador 4
Escolas
(por ordem de desfile)
Pen. Total
Alegorias e Adereços Bateria Fantasias Samba-Enredo Comissão de Frente Evolução Harmonia Mestre-Sala e Porta-Bandeira Enredo
Domingo J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4
Tuiuti 9,8 9,9 9,8 10 9,8 9,7 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 10 9,8 9,7 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 10 9,8 9,7 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 10 9,8 9,7 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 10 0 264,6
Grande Rio 10 10 9,9 10 9,8 9,9 9,9 9,8 9,9 10 10 10 10 10 10 9,8 9,9 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 9,8 10 10 10 0 269,4
Imperatriz 9,9 9,9 9,9 9,9 10 10 10 10 9,9 9,9 10 10 10 9,8 10 9,9 9,8 9,9 9,9 9,8 10 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 10 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 9,9 0 268,5
Vila Isabel 9,9 9,8 9,8 9,8 10 9,9 9,9 10 9,9 9,8 9,9 9,7 9,8 10 10 10 9,8 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 9,9 9,9 10 9,8 10 9,8 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,8 9,8 0 267,4
Salgueiro 10 10 10 10 10 10 10 9,9 9,9 10 10 10 9,9 9,8 9,8 10 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 0 269,7
Beija-Flor 10 10 10 10 9,9 10 10 10 9,7 9,9 9,9 9,8 10 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 10 9,9 9,9 10 9,8 9,9 0 269,2
Segunda J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 Pen. Total
U. da Ilha 9,9 9,9 10 10 10 9,9 10 10 10 9,9 10 10 9,8 9,8 9,8 10 9,9 9,9 9,9 9,7 9,8 9,8 9,8 9,8 9,8 9,8 9,8 9,9 10 10 10 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 0 267,8
S.Clemente 9,9 9,8 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,8 10 9,9 9,9 10 9,9 9,8 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 9,9 10 9,9 9,7 9,9 9,8 10 9,8 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,8 0 267,4
Mocidade 10 10 9,9 10 9,9 10 9,8 10 9,9 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 9,8 9,9 10 10 10 9,8 10 10 10 9,9 9,9 10 10 0 269,8
Tijuca 9,7 9,8 9,9 9,8 10 10 10 10 9,9 9,9 10 10 9,8 10 9,8 9,8 9,9 9,9 9,9 10 9,8 9,9 9,7 9,7 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,7 10 9,8 9,7 9,7 9,7 -0,1 266,8
Portela 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 10 10 9,9 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 0 269,9
Mangueira 10 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 10 9,9 9,8 10 10 10 9,9 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 0 269,6

ClassificaçãoEditar

A Portela conquistou seu 22.º título de campeã do carnaval com um desfile sobre os rios de todo o mundo. Uma das alegorias lembrou o Rio Doce, atingido pelo rompimento de uma barragem em Mariana, município de Minas Gerais, em 2015.[26] O enredo "Quem Nunca Sentiu o Corpo Arrepiar ao Ver Esse Rio Passar..." foi desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Barros, que conquistou seu quarto título de campeão. A Portela quebrou um longo jejum de 33 anos sem títulos; o anterior foi conquistado em 1984.[27] Mocidade Independente de Padre Miguel terminou a apuração das notas em segundo lugar, com um décimo a menos que a campeã. Cerca de um mês após o desfile, a LIESA divulgou as justificativas dos julgadores para as notas dadas. Valmir Aleixo, do quesito Enredo, descontou um décimo da Mocidade pela falta de um destaque de chão, que representaria “O Esplendor dos Sete Mares”. A destaque seria Camila Silva, que foi promovida à Rainha de Bateria após a empresária angolana Carmen Mouro desistir de desfilar à frente dos ritmistas. A Mocidade rebateu a avaliação do julgador alegando que ele se baseou na versão antiga do livro abre-alas (roteiro do desfile) enviado pela agremiação. A escola alegou que enviou para a LIESA, dentro do prazo estipulado, uma versão retificada do livro abre-alas excluindo a presença de Camila Silva como destaque de chão. A LIESA, por sua vez, não teria repassado a nova versão ao julgador, ocasionando o desconto de um décimo.[28] A escola entrou com recurso na Liga contra o resultado e ameaçou procurar seus direitos na Justiça.[29] Em uma plenária realizada no dia 5 de abril de 2017, a LIESA decidiu dividir o título de campeã entre Portela e Mocidade. Foram sete votos a favor; cinco abstenções; e apenas a presidência da Portela votou contra a divisão de título.[30][31] A Mocidade conquistou seu sexto título de campeã do carnaval com um desfile sobre o Marrocos. Um dos destaques do desfile foi a comissão de frente, que utilizou truques de ilusionismo para fazer Aladin voar sobre um tapete e beduínos carregarem cestos de onde surgiam odaliscas.[32] O enredo "As Mil e Uma Noites de Uma Mocidade Pra Lá de Marrakesh" foi desenvolvido pelo carnavalesco Alexandre Louzada, que conquistou seu sexto título na elite do carnaval. A Mocidade quebrou o jejum de 21 anos sem títulos; o anterior foi conquistado em 1996. No ano anterior, a escola se classificou apenas na décima colocação.[33]

Acadêmicos do Salgueiro ficou em terceiro lugar com um desfile em que homenageou o carnaval através da obra Divina Comédia, de Dante Alighieri.[34] Campeã do ano anterior, a Mangueira conquistou o quarto lugar com um desfile sobre a religiosidade do brasileiro.[35] Grande Rio foi a quinta colocada homenageando a cantora Ivete Sangalo, que desfilou na comissão de frente e na última alegoria da escola.[36] Beija-Flor conquistou a última vaga do Desfile das Campeãs contando a obra Iracema, de José de Alencar. A escola inovou ao fantasiar a maioria de seus componentes de índios, quebrando a divisão tradicional do desfile em alas.[37] Sétima colocada, a Imperatriz Leopoldinense homenageou o Parque Indígena do Xingu. O desfile teve a participação do Cacique Raoni e de outras lideranças indígenas.[38] Com um desfile sobre Quitembo, inquice do tempo cronológico e mítico da mitologia banto, a União da Ilha do Governador se classificou em oitavo lugar.[39] São Clemente foi a nona colocada com um desfile sobre a construção do Palácio de Versalhes.[40] Nona colocada, Unidos de Vila Isabel realizou um desfile sobre a influência africana na música.[41]

Penúltima colocada, a Unidos da Tijuca realizou um desfile sobre a música americana. O desfile tornou-se dramático após a parte de cima da segunda alegoria da escola desabar ferindo cerca de doze pessoas.[10] A alegoria ficou parada na entrada da pista enquanto era realizado o resgate das vítimas, o que impossibilitou a passagem das demais alegorias. Alas tiveram que passar à frente, o que desorganizou o roteiro do desfile. Após o atendimento às vítimas, o carro atravessou a Marquês de Sapucaí, seguido dos demais.[42] De acordo com o laudo pericial, a responsável pelo acidente foi uma empresa de equipamentos hidráulicos contratada para cuidar da engrenagem de sustentação da alegoria. A escola foi inocentada.[11]

Última colocada, a Paraíso do Tuiuti fez um desfile sobre o Tropicalismo.[43] A última alegoria da escola se desgovernou e atropelou cerca de vinte pessoas. Ao tentar consertar a direção do carro na avenida, o motorista deu marcha à ré, imprensando outras pessoas contra a grade que separa a pista da arquibancada. Chovia no momento do acidente.[44] Uma das vítimas, a radialista Elizabeth Ferreira Jofre, faleceu em 29 de abril de 2017, após passar cerca de dois meses internada.[8] Quatro pessoas foram indiciadas pelo acidente: o motorista Francisco de Assis; o engenheiro Edson Gaspar; o diretor de carnaval, Leandro Azevedo; e o diretor de alegorias, Jaime Benevides.[9]

Em uma plenária realizada antes da apuração das notas, a LIESA decidiu cancelar o rebaixamento, mantendo todas as escola no Grupo Especial em 2018.[45] Apenas a presidência da Mocidade votou contra cancelar o descenso.[46]

Legenda:      Desfile das Campeãs
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos Desempate
1 Portela Quem Nunca Sentiu o Corpo Arrepiar ao Ver Esse Rio Passar... Paulo Barros 269,9 -
Mocidade Independente de Padre Miguel As Mil e Uma Noites de Uma Mocidade Pra Lá de Marrakesh Alexandre Louzada 269,8 -
3 Acadêmicos do Salgueiro A Divina Comédia do Carnaval Renato Lage e Márcia Lage 269,7 -
4 Estação Primeira de Mangueira Só Com a Ajuda do Santo Leandro Vieira 269,6 -
5 Acadêmicos do Grande Rio Ivete do Rio ao Rio Fábio Ricardo 269,4 -
6 Beija-Flor A Virgem dos Lábios de Mel - Iracema Adriane Lins, André Cezari, Bianca Behrends, Brendo Vieira, Cristiano Bara, Fran Sérgio, Gabriel Mello, Laíla, Léo Mídia, Rodrigo Pacheco, Ubiratan Silva e Wladimir Morellembaum 269,2 -
7 Imperatriz Leopoldinense Xingu, o Clamor Que Vem da Floresta Cahê Rodrigues 268,5 -
8 União da Ilha do Governador Nzara Ndembu - Glória ao Senhor Tempo Severo Luzardo 267,8 -
9 São Clemente Onisuáquimalipanse Rosa Magalhães 267,4 Enredo
(29,8 pts)
10 Unidos de Vila Isabel O Som da Cor Alex de Souza 267,4 Enredo
(29,6 pts)
11 Unidos da Tijuca Música na Alma, Inspiração de Uma Nação Annik Salmon, Hélcio Paim, Marcus Paulo e Mauro Quintaes 266,8 -
12 Paraíso do Tuiuti Carnavaleidoscópio Tropifágico Jack Vasconcelos 264,6 -

Série AEditar

O desfile da Série A (segunda divisão) foi organizado pela Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro e realizado no Sambódromo da Marquês de Sapucaí a partir das 22 horas dos dias 24 e 25 de fevereiro de 2017.[47]

Ordem dos desfiles

Seguindo o regulamento do concurso, a primeira escola a desfilar na sexta-feira de carnaval foi a campeã da Série B do ano anterior (Acadêmicos do Sossego); enquanto a primeira escola a desfilar no sábado de carnaval foi a penúltima colocada da Série A no ano anterior (Acadêmicos da Rocinha). A posição de desfile das demais escolas foi definida através de sorteio realizado no dia 17 de maio de 2016.[48][49]

Sexta-feira (24/02/2017) Sábado (25/02/2017)
  1. Acadêmicos do Sossego
  2. Alegria da Zona Sul
  3. Unidos do Viradouro
  4. Império da Tijuca
  5. União do Parque Curicica
  6. Estácio de Sá
  7. Acadêmicos de Santa Cruz
  1. Acadêmicos da Rocinha
  2. Acadêmicos do Cubango
  3. Inocentes de Belford Roxo
  4. Império Serrano
  5. Unidos de Padre Miguel
  6. Renascer de Jacarepaguá
  7. Unidos do Porto da Pedra

Quesitos e julgadores

Foram mantidos os nove quesitos de avaliação do ano anterior e a mesma quantidade de julgadores (quatro por quesito). A LIERJ seguiu o método da LIESA de unir os módulos 2 e 3 de julgamento, formando uma cabine dupla no setor 6.[50]

Quesitos Julgador 1 Julgador 2 Julgador 3 Julgador 4
Entre os setores 03 e 03A Setor 6 (cabine dupla) Setor 10
Enredo André Camargo Gilmar Oliveira Flávio Freire Xavier José Mauricio Paula Tavares
Fantasias Gustavo Luiz dos Santos Silva Ana Cristina Marques Peixoto Izabel Cristina Caldas João Carlos Rodrigues C. de Miranda
Alegorias e Adereços José Mauricio Rodrigues Alexandre Gonçalves Ricardo Gomes Lopes André Pereira Dias
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Aline Pereira de Lima Vera Aragão Andrezza Cunha Marcia Maria Frey Leiros Girão
Harmonia Ruy de Oliveira Tiago Luiz dos Santos Ribeiro Leandro Alessandro S. de Souza Luiz Eduardo Pinto da Rocha Fernandes
Bateria Edimar Ubirajara Oscar “Bolão” Werneck Nelson Nunes Pestana Luiz Carlos "Meu Bom"
Comissão de Frente Sandro Farias de Sousa Irene Orazem Diego de A. Alves Moreira Ruidglan Barros de Souza
Evolução Malu Cotrim Carlos Antônio Vieira Fraga Paulo Melgaço Fábio Canejo
Samba-Enredo André Gimenes Marcos Vinicius Monteiro Renato Vazquez Lilia Gutman Paranhos

NotasEditar

A apuração do resultado foi realizada na quarta-feira, dia 1 de março de 2017, na Praça da Apoteose, logo após a apuração do Grupo Especial. De acordo com o regulamento do ano, a menor nota recebida por cada escola, em cada quesito, foi descartada. As notas variam de nove à dez, podendo ser fracionadas em décimos. A ordem de leitura dos quesitos foi definida em sorteio, poucas horas antes do início da apuração.[50][51]

Penalizações

Legenda:      Campeão      Rebaixada  S  Nota descartada  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2  J3  Julgador 3  J4  Julgador 4
Escolas
(por ordem de desfile)
Pen. Total
Enredo Fantasias Alegorias e Adereços Mestre-Sala e Porta-Bandeira Harmonia Bateria Comissão de Frente Evolução Samba-Enredo
Sexta J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4
Sossego 9,8 9,7 9,7 9,8 9,8 9,7 9,7 9,7 9,8 9,6 9,7 9,6 9,6 9,8 9,8 9,8 9,9 9,8 9,7 9,8 9,7 10 9,8 9,9 9,8 9,9 9,6 9,8 9,7 9,8 9,7 9,8 9,9 9,8 9,8 9,7 0 264,5
Alegria 9,6 9,8 9,6 9,8 9,8 9,6 9,5 9,8 9,6 9,4 9,6 9,8 9,8 9,9 9,8 10 9,6 9,6 9,7 9,6 9,7 9,7 9,9 9,9 9,7 9,9 9,8 9,8 9,5 9,7 9,6 9,7 9,7 9,7 9,8 9,7 0 263,2
Viradouro 9,8 9,9 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 10 9,9 9,8 10 10 10 10 10 9,9 10 10 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 10 10 10 9,9 0 269,3
Império da Tijuca 10 9,8 10 10 10 9,9 9,8 10 9,9 9,7 9,7 9,8 10 9,8 10 9,9 9,7 9,7 9,8 9,8 9,9 9,9 10 9,9 9,8 9,8 9,7 10 9,7 9,8 9,7 9,7 9,7 9,7 9,7 9,9 -0,1 266,3
Curicica 9,5 9,6 9,5 9,6 9,5 9,5 9,5 9,4 9,4 9,3 9,5 9,6 9,7 9,7 9,8 9,8 9,7 9,7 9,5 9,8 10 9,8 9,9 10 9,5 9,7 9,5 9,6 9,6 9,6 9,6 9,7 9,5 9,6 9,6 9,7 -0,1 260,6
Estácio 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 9,9 10 10 10 10 9,9 9,9 10 9,9 9,9 10 10 10 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,7 9,8 9,9 10 0 269,1
Santa Cruz 9,5 9,6 9,8 9,8 9,5 9,7 9,6 9,7 9,7 9,8 9,8 9,7 9,9 9,7 9,9 10 10 9,8 9,6 9,9 9,8 9,8 9,8 9,9 9,6 9,8 9,7 9,7 9,6 9,7 9,7 9,8 9,6 9,6 9,9 9,8 0 264,2
Sábado J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 Pen. Total
Rocinha 10 9,6 9,8 9,9 10 9,7 10 10 10 9,8 9,7 10 10 9,9 9,8 10 9,6 9,6 9,8 9,7 9,9 10 10 9,9 9,7 9,8 9,8 9,8 9,5 9,7 9,8 9,9 9,7 9,8 9,8 9,8 0 266,6
Cubango 9,9 9,7 9,8 9,8 9,5 9,5 9,8 9,6 9,5 9,4 9,6 9,5 9,9 10 10 9,9 9,9 9,8 9,8 9,9 10 9,9 10 9,9 10 10 10 10 9,6 9,8 9,8 9,8 10 9,9 9,9 9,9 0 265,6
Inocentes 9,7 9,6 9,6 10 9,8 9,7 9,8 10 9,8 9,7 9,9 9,8 9,8 9,7 9,8 10 9,7 9,8 9,9 9,8 9,9 9,8 9,9 10 9,7 9,8 9,7 9,7 9,6 9,9 9,9 9,9 9,6 9,6 9,6 9,8 0 265,2
Império Serrano 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 9,8 10 10 10 10 10 9,9 10 0 269,8
Padre Miguel 9,8 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,5 9,5 9,6 10 10 9,9 10 9,9 10 10 10 9,9 10 10 9,9 10 9,9 9,8 10 10 10 10 10 0 268,9
Renascer 9,6 9,5 9,8 9,8 9,4 9,6 9,9 9,6 9,6 9,5 9,7 9,7 9,9 9,8 9,9 10 9,7 9,8 9,7 9,9 9,9 10 10 9,9 9,7 9,8 9,6 9,7 9,6 9,8 9,9 9,8 10 10 10 9,9 0 265,1
Porto da Pedra 10 9,5 10 9,9 10 9,6 9,8 10 9,8 9,6 9,8 9,9 10 10 9,8 9,9 10 10 10 10 10 10 9,9 10 9,8 10 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 9,7 9,7 9,9 9,8 0 268,2

ClassificaçãoEditar

Império Serrano foi campeão com um desfile sobre a obra do poeta brasileiro Manoel de Barros, morto em 2014. Este foi o quarto título do Império na segunda divisão. Com a vitória, a escola garantiu seu retorno ao Grupo Especial, de onde estava afastada desde 2009.[52] Unidos do Viradouro foi a vice-campeã com um desfile sobre a infância. Terceira colocada, a Estácio de Sá homenageou o cantor Gonzaguinha, morto em 1991. Com uma apresentação sobre o orixá Oçânhim, a Unidos de Padre Miguel obteve o quarto lugar. O desfile ficou marcado pela queda da primeira porta-bandeira, Jéssica Ferreira, enquanto finalizava sua apresentação para a cabine dupla de avaliação. Jéssica foi levada ao hospital onde foi diagnosticado uma entorse no joelho. A segunda porta-bandeira da escola, Cássia Maria, substituiu Jéssica no último módulo de julgamento. Com o incidente, a Unidos perdeu nove décimos no quesito, o que lhe tirou a chance de título.[53][54][55]

Unidos do Porto da Pedra foi a quinta colocada com um desfile sobre marchinhas de carnaval. Sexta colocada, a Acadêmicos da Rocinha homenageou o carnavalesco Viriato Ferreira, morto em 1992. Com um desfile sobre o profeta São João Batista, o Império da Tijuca se classificou em sétimo lugar. Acadêmicos do Cubango foi a oitava colocada homenageando o cantor e compositor João Nogueira, morto em 2000. Nona colocada, a Inocentes de Belford Roxo realizou um desfile sobre os vilões das histórias. Renascer de Jacarepaguá foi a décima colocada com um desfile sobre Carolina Maria de Jesus (o papel) e João Cândido (o mar). Campeã da Série B do ano anterior, a Acadêmicos do Sossego obteve o décimo primeiro lugar homenageando Zezé Motta. A atriz participou do desfile. Com um desfile sobre a literatura infantil, a Acadêmicos de Santa Cruz se classificou em décimo segundo lugar. Penúltima colocada, a Alegria da Zona Sul homenageou Beth Carvalho. A cantora participou do desfile. Após cinco carnavais consecutivos na Série A, União do Parque Curicica foi rebaixada para a terceira divisão. Última colocada, a escola realizou um desfile sobre lembranças de décadas passadas.[13][56][57]

Legenda:      Promovido ao Grupo Especial      Rebaixada para a Série B
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Império Serrano Meu Quintal É Maior do que o Mundo Marcus Ferreira 269,8
2 Unidos do Viradouro E Todo Menino É Um Rei... Jorge Silveira 269,3
3 Estácio de Sá É! O Moleque Desceu o São Carlos, Pegou um Sonho e Partiu com a Estácio! Chico Spinoza e Tarcísio Zanon 269,1
4 Unidos de Padre Miguel Ossaim: O Poder da Cura Edson Pereira 268,9
5 Unidos do Porto da Pedra Ó Abre-alas que as Marchinhas Vão Passar! Porto da Pedra é Quem Vai Ganhar… Seu Coração! Jaime Cezário 268,2
6 Acadêmicos da Rocinha No Saçarico da Marquês, Tem Mais um Freguês: Viriato Ferreira João Vitor Araújo 266,6
7 Império da Tijuca O Último dos Profetas Júnior Pernambucano 266,3
8 Acadêmicos do Cubango Versando Nogueira nos Cem Anos do Ritmo Que É Nó na Madeira Lúcio Sampaio 265,6
9 Inocentes de Belford Roxo Os Vilões - O Verso do Inverso Wagner Gonçalves 265,2
10 Renascer de Jacarepaguá O Papel e o Mar Alexandre Rangel e Raphael Torres 265,1
11 Acadêmicos do Sossego Zezé Motta - A Deusa de Ébano Márcio Puluker 264,5
12 Acadêmicos de Santa Cruz Vou Levar Somente o Que Couber no Bolso e no Coração... Uma Viagem de Sabedoria Além da Imaginação Lane Santana, Munir Nicolau e Wladimir Morellembaumm 264,2
13 Alegria da Zona Sul Vou Festejar… Com Beth Carvalho, a Madrinha do Samba Marco Antônio Falleiros 263,2
14 União do Parque Curicica O Importante É Ser Feliz e Mais Nada Leandro Mourão e Vitor Mourão 260,6

Série BEditar

O desfile da Série B (terceira divisão) foi organizado pela Liga Independente das Escolas de Samba do Brasil e realizado na Estrada Intendente Magalhães, a partir das 20 horas da terça-feira, dia 28 de fevereiro de 2017.[47]

Ordem dos desfiles
  1. Vizinha Faladeira
  2. Caprichosos de Pilares
  3. Unidos do Jacarezinho
  4. Unidos do Cabuçu
  5. Acadêmicos do Engenho da Rainha
  6. Tradição
  7. Unidos da Ponte
  8. Leão de Nova Iguaçu
  9. Favo de Acari
  10. Em Cima da Hora
  11. Mocidade Unida do Santa Marta
  12. Arame de Ricardo
  13. Unidos de Bangu

Quesitos e julgadores

Foram mantidos os nove quesitos de avaliação do ano anterior e a mesma quantidade de julgadores (quatro por quesito).[58]

Quesitos Julgador 1 Julgador 2 Julgador 3 Julgador 4
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Erick Meireles Maiara Machado Cláudia Valéria de Oliveira Simone Gomes
Comissão de Frente Alex Rocha Fabiana Neves Rosa Pereira Fernando Machado Gomes
Fantasias Maria Dalva Renato Costa Lúcio Orlando Isaura Alvarez
Alegorias e Adereços Ruan Santos Natália Rodrigues Carla Maria Mendonça Alves Mariana Santos
Enredo Viviane Honorato Rafael dos Santos Naiara Rodrigues Bárbara Passos
Evolução Matheus Vicente Jeferson Alves Márcia dos Santos Ioná Pontes
Harmonia Cristina Reis Luciana Azevedo Camila Mendonça Rosana Santos
Samba-Enredo Tânia Cristina Aristóteles Neto Leandro Lima Wallace Soares
Bateria Anderson Souza Ícaro Domingues Wallace da Silva Felipe de Freitas

NotasEditar

De acordo com o regulamento do ano, a menor nota recebida por cada escola, em cada quesito, foi descartada. As notas variam de nove à dez, podendo ser fracionadas em décimos.[58]

Penalizações

  • Caprichosos de Pilares perdeu um ponto por não ter entregue o CD com o seu samba-enredo dentro do prazo estipulado; um ponto por não ter entregue sua ficha técnica dentro do prazo estipulado; e dois décimos por ultrapassar o tempo máximo de desfile em um minuto.
  • Leão de Nova Iguaçu perdeu dois décimos por ultrapassar o tempo máximo de desfile em um minuto.
  • Favo de Acari perdeu um ponto por não ter entregue sua ficha técnica dentro do prazo estipulado; 1,2 pontos por desfilar com menos baianas do que a quantidade mínima exigida; e um ponto por desfilar com menos componentes do que a quantidade mínima exigida.
  • Mocidade Unida do Santa Marta perdeu um ponto por não ter entregue o CD com o seu samba-enredo dentro do prazo estipulado; um ponto por não ter entregue sua ficha técnica dentro do prazo estipulado; um ponto por desfilar com menos componentes do que a quantidade mínima exigida; e dois décimos por ultrapassar o tempo máximo de desfile em um minuto.
Legenda:      Campeã      Rebaixadas  S  Nota descartada  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2  J3  Julgador 3  J4  Julgador 4
Escolas
(por ordem de desfile)
Pen. Total
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Comissão de Frente Fantasias Alegorias e Adereços Enredo Evolução Harmonia Samba-Enredo Bateria
J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4
Vizinha 10 10 10 10 10 9,9 10 9,9 10 10 10 9,9 10 10 9,9 10 9,9 10 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,8 10 9,8 9,9 9,9 9,8 9,8 9,7 9,8 10 9,9 10 10 0 268,5
Caprichosos 9,9 10 9,9 9,9 10 9,9 10 10 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 10 9,8 10 10 10 10 9,9 9,9 9,8 9,8 10 9,9 10 9,9 -2,2 266,2
Jacarezinho 10 10 9,9 10 10 9,9 10 10 9,9 10 9,9 10 9,9 9,8 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,9 10 10 10 10 9,9 9,8 9,9 9,9 9,8 9,8 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 0 268,2
Cabuçu 9,9 9,9 10 9,8 9,9 9,9 10 10 9,9 9,9 10 9,9 9,9 10 10 9,9 10 10 10 9,9 9,9 9,8 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 10 10 9,8 10 10 0 269
Engenho 9,9 9,9 10 9,9 9,9 10 10 9,8 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 10 9,8 9,9 9,8 9,9 10 10 10 9,8 9,9 10 9,8 9,9 10 10 9,9 10 10 10 10 10 0 268,6
Tradição 10 10 9,9 9,8 10 10 9,9 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 9,9 10 9,9 10 9,9 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,9 10 9,9 9,9 0 268,9
Ponte 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 10 9,9 9,9 10 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 9,9 9,9 9,8 10 10 9,9 10 10 10 10 10 0 268,4
Leão 9,9 10 10 9,9 10 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 9,8 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,8 9,8 10 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 9,9 -0,2 267,7
Favo 10 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 10 10 9,9 10 10 9,9 9,9 9,8 9,8 9,8 9,8 9,8 9,9 10 9,9 10 10 10 10 10 10 -3,2 265,3
Em Cima da Hora 10 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 9,9 9,9 9,8 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 10 10 10 10 10 9,9 9,9 10 10 9,9 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 10 10 9,9 10 0 268,7
Santa Marta 9,8 9,9 9,9 9,8 9,9 10 10 9,9 9,9 9,8 9,7 9,8 9,3 9,4 9,3 9,4 9,8 9,8 9,8 9,7 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 9,9 10 9,9 9,9 10 -3,2 262,1
Arame 9,9 10 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 10 9,9 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,8 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 0 268,8
Bangu 10 9,9 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 9,9 9,8 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 10 10 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 10 10 10 10 10 0 269,1

ClassificaçãoEditar

Unidos de Bangu foi campeã com um décimo de diferença para a Unidos do Cabuçu. A escola realizou um desfile obre o fogo. Com a vitória, Bangu garantiu seu retorno à Série A, de onde estava afastada desde 2015.[13][56][57]

Legenda:      Promovida à Série A      Rebaixadas para a Série C
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Unidos de Bangu Onde Há Fumaça, Há Fogo! Guilherme Diniz e Rodrigo Marques 269,1
2 Unidos do Cabuçu Domingo Menino Dominguinhos João Vitor Araújo 269
3 Tradição O Lago dos Cisnes Leandro Valente 268,9
4 Arame de Ricardo Ora, Pois… Hoje o Banquete É Real Ney Junior 268,8
5 Em Cima da Hora Maria, Nossa Mãe Aparecida: 300 Anos de Bençãos! Alexandre Rangel e Raphael Torres 268,7
6 Engenho da Rainha Zé Keti... A Voz do Morro Sou Eu Mesmo sim Senhor Diangelo Fernandes 268,6
7 Vizinha Faladeira A Última do Português a Que nem Camões Contaria... Jean Rodrigues 268,5
8 Unidos da Ponte Roberto Ribeiro, o Menino Rei André Wonder 268,4
9 Unidos do Jacarezinho O Dia em Que o Jacaré Comeu a Noite Eduardo Gonçalves 268,2
10 Leão de Nova Iguaçu llê Axé Opô Afonjá - O Rei Está na Terra Cid Carvalho 267,7
11 Caprichosos de Pilares Não Deu pra Mudar o Começo, mas Vamos Mudar o Final Luiz Fernando Reis 266,2
12 Favo de Acari O Samba não Tem Fronteiras, o Favo de Acari Conta a História dos Bambas da Mangueira Eduardo Júnior e Nelson Costa 265,3
13 Mocidade Unida do Santa Marta Bip Bip, Um Bar a Serviço da Alegria. Lá Onde o Samba Está em Casa! Saulo Saúde 262,1

Série CEditar

O desfile da Série C (quarta divisão) foi realizado na Estrada Intendente Magalhães, a partir das 20 horas da segunda-feira, dia 27 de fevereiro de 2017.[47] As Séries C, D e E passaram para o controle da LIESB, que também organiza a Série B. No ano anterior, os desfiles das três últimas divisões foram organizados pela Associação Cultural Samba É Nosso (ACSN), mas a entidade foi extinta após a morte de seu presidente, Marcos Falcon, em 26 de setembro de 2016.[59]

Ordem dos desfiles
  1. Unidos da Vila Kennedy
  2. Arranco
  3. União de Jacarepaguá
  4. Boca de Siri
  5. Arrastão de Cascadura
  6. Lins Imperial
  7. Unidos das Vargens
  8. Acadêmicos de Vigário Geral
  9. União de Maricá
  10. Flor da Mina do Andaraí
  11. Coroado de Jacarepaguá
  12. Unidos da Vila Santa Tereza
  13. Sereno de Campo Grande
  14. Unidos de Lucas

Quesitos e julgadores

Foram mantidos os nove quesitos de avaliação do ano anterior e a mesma quantidade de julgadores (quatro por quesito).[60]

Quesitos Julgador 1 Julgador 2 Julgador 3 Julgador 4
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Erick Meireles Maiara Machado Cláudia Valéria de Oliveira Simone Gomes
Comissão de Frente Fernando Machado Gomes Alex Rocha Fabiana Neves Rosa Pereira
Fantasias Maria Dalva Fernando Costa Lúcio Orlando Isaura Alvarez
Alegorias e Adereços Ruan Santos Natália Rodrigues Carla Maria Mendonça Alves Mariana Santos
Enredo Viviane Honorato Rafael dos Santos Naiara Rodrigues Bárbara Passos
Evolução Matheus Vicente Jeferson Alves Márcia dos Santos Ioná Pontes
Harmonia Cristina Reis Luciana Azevedo Camila Mendonça Rosana Santos
Samba-Enredo Tânia Cristina Aristóteles Neto Leandro Lima Wallace Soares
Bateria Anderson Souza Ícaro Domingues Wallace da Silva Felipe Freitas

NotasEditar

De acordo com o regulamento do ano, a menor nota recebida por cada escola, em cada quesito, foi descartada. As notas variam de nove à dez, podendo ser fracionadas em décimos. O desempate entre agremiações que obtiveram a mesma pontuação final foi realizado seguindo a ordem inversa da leitura dos quesitos.[60]

Penalizações

  • Unidos da Vila Kennedy perdeu dois décimos por desfilar com duas baianas a menos do que a quantidade mínima exigida.
  • Arrastão de Cascadura perdeu dois pontos por desfilar com menos componentes na comissão de frente do que a quantidade mínima exigida.
  • Acadêmicos de Vigário Geral perdeu quatro décimos por desfilar com quatro baianas a menos do que a quantidade mínima exigida.
  • Flor da Mina do Andaraí perdeu um ponto por não ter entregue sua ficha técnica dentro do prazo estipulado; oito décimos por desfilar com oito baianas a menos do que a quantidade mínima exigida; e quatro décimos por ultrapassar o tempo máximo de desfile em dois minutos.
  • Coroado de Jacarepaguá perdeu um décimo por desfilar com uma baiana a menos do que a quantidade mínima exigida; um ponto por desfilar com menos componentes do que a quantidade mínima exigida; e quatro décimos por ultrapassar o tempo máximo de desfile em dois minutos.
Legenda:      Campeã      Rebaixadas  S  Nota descartada  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2  J3  Julgador 3  J4  Julgador 4
Escolas
(por ordem de desfile)
Pen. Total
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Comissão de Frente Fantasia Alegorias e Adereços Enredo Evolução Harmonia Samba-Enredo Bateria
J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4
V. Kennedy 9,9 10 10 9,9 9,9 9,8 9,8 9,9 9,7 9,8 9,9 9,8 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 9,9 10 9,9 10 10 10 9,8 10 10 10 10 9,9 10 10 -0,2 268,4
Arranco 10 10 9,9 10 10 9,9 10 10 9,9 9,9 10 9,9 10 9,9 10 9,9 10 9,9 10 10 9,9 10 9,9 9,9 10 10 10 9,9 9,8 9,8 9,8 9,9 10 9,9 10 9,9 0 268,9
União de Jacarepaguá 10 9,8 9,9 10 9,9 9,9 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 10 9,8 9,9 10 9,9 9,8 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 0 268,3
Boca de Siri 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,9 9,8 10 10 9,9 10 9,9 10 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 10 10 9,8 10 10 10 9,9 10 0 269
Arrastão 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 9,8 10 10 9,9 9,9 10 9,9 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 10 9,9 10 9,9 -2,0 266,4
Lins Imp. 10 10 10 10 10 9,9 10 9,9 10 9,9 10 10 9,9 10 10 10 9,9 10 10 9,9 10 9,9 10 9,9 10 10 10 10 9,9 9,8 9,9 9,9 10 10 10 9,9 0 269,4
Vargens 9,9 9,9 10 10 10 9,9 10 9,9 10 10 9,9 10 10 10 10 10 10 9,9 9,9 10 9,8 10 9,9 10 9,9 9,8 9,9 10 10 9,9 10 10 10 9,9 10 10 0 269,4
Vigário G. 10 10 9,9 10 9,9 10 9,9 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 9,9 9,9 10 10 10 9,9 10 10 10 9,9 9,9 10 9,9 10 9,9 10 9,9 10 10 10 -0,4 269,2
U. de Maricá 9,9 10 9,9 10 9,9 10 9,9 10 9,9 9,9 9,8 9,9 9,7 9,8 9,8 9,8 9,9 9,8 9,9 9,9 10 10 10 9,9 10 9,9 10 10 10 10 9,9 10 9,9 10 9,9 10 0 268,5
Flor da Mina 10 9,9 9,9 9,8 10 10 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,8 10 10 9,9 9,9 9,8 10 9,9 10 9,9 9,9 10 10 9,9 10 9,9 10 9,9 -2,2 266,1
Coroado 9,9 9,8 9,9 9,8 9,9 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 10 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,8 9,9 10 9,8 10 10 10 10 -1,5 266,6
Santa Tereza 9,9 9,9 10 9,9 9,9 10 10 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 10 9,9 9,9 10 10 10 9,9 10 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 0 268,8
Sereno 10 9,9 9,9 9,8 10 10 10 9,9 9,9 9,8 9,8 9,9 9,9 9,8 9,8 9,8 10 9,9 10 9,9 10 9,9 10 10 10 9,9 10 10 10 9,9 10 10 10 10 9,9 10 0 268,8
U. de Lucas 10 9,9 10 9,9 9,9 9,8 10 10 9,9 10 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 10 9,9 9,8 9,9 10 10 9,9 9,9 10 0 269,2

ClassificaçãoEditar

Unidos das Vargens foi campeã com três décimos de diferença para a Lins Imperial. Com a vitória, a Vargens garantiu seu retorno à Série B, de onde foi rebaixada no ano anterior. Lins Imperial e Acadêmicos de Vigário Geral também foram promovidas à terceira divisão.[56][57]

Legenda:      Promovidas à Série B      Rebaixadas para a Série D
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos Desempate
1 Unidos das Vargens Terra, Água, Fogo e Ar - Uma Explosão de Vida Lane Santana 269,4 Samba
(30 pts)
2 Lins Imperial O Monarco do Samba Eduardo Minucci, Flavio Mello e Thiago Ribeiro 269,4 Samba
(29,7 pts)
3 Acadêmicos de Vigário Geral Contos do Vigário - Nasce um Trouxa a Cada Minuto Alexandre Costa, Lino Salles e Marcus do Val 269,2 Bateria
(30 pts)
4 Unidos de Lucas Uma Viagem ao Coração do Rio! Walter Guilherme 269,2 Bateria
(29,9 pts)
5 Boca de Siri Brincar Carnaval É… Valério Guidinelle 269 -
6 Arranco Arranco Apresenta: Regina Celi e Salgueiro - Uma História de Amor Sem Ponto Final Julio Cesar Farias 268,9 -
7 Sereno de Campo Grande Com Muito Calor Humano, o Sereno é Suburbano! André Miranda e Wagner Araújo 268,8 Samba
(30 pts)
8 Unidos da Vila Santa Tereza Abracadabra Plínio Santos 268,8 Samba
(29,9 pts)
9 União de Maricá Mistérios da Meia-Noite Renato Figueiredo 268,5 -
10 Unidos da Vila Kennedy A Vila Kennedy Canta Ilú Ayê ao Brasil da Liberdade Claúdio Fontes 268,4 -
11 União de Jacarepaguá Os Retornantes Jorge Caribé 268,3 -
12 Coroado de Jacarepaguá África Religiões de Lá pra Cá Wellington Silva 266,6 -
13 Arrastão de Cascadura #Guerreiros Daniel Ghanem 266,4 -
14 Flor da Mina do Andaraí Mães do Brasil... Histórias de Luta, Esperança e Amor... Na Passarela do Carnaval a Vocês... Uma Flor! Clóvis Costha 266,1 -

Série DEditar

O desfile da Série D (quinta divisão) foi organizado pela LIESB e realizado na Estrada Intendente Magalhães, a partir das 20 horas do domingo, dia 26 de fevereiro de 2017.[47]

Ordem dos desfiles
  1. Alegria do Vilar
  2. Acadêmicos do Dendê
  3. Unidos da Villa Rica
  4. Mocidade Unida da Cidade de Deus
  5. Chatuba de Mesquita
  6. Rosa de Ouro
  7. Unidos de Manguinhos
  8. Mocidade Independente de Inhaúma
  9. Nação Insulana
  10. Império da Uva
  11. Difícil É o Nome
  12. Tupy de Brás de Pina
  13. Unidos de Cosmos
  14. Acadêmicos da Abolição

Quesitos e julgadores

Foram mantidos os nove quesitos de avaliação do ano anterior e a mesma quantidade de julgadores (quatro por quesito).[61]

Quesitos Julgador 1 Julgador 2 Julgador 3 Julgador 4
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Erick Meireles Maiara Machado Cláudia Valéria de Oliveira Simone Gomes
Comissão de Frente Alex Rocha Fernando Machado Gomes Fabiana Neves Rosa Maria Rodrigues
Fantasias Maria Dalva Renato Costa Lúcio Orlando Isaura Alvarez
Alegorias e Adereços Ruan Santos Natália Rodrigues Carla Maria Mendonça Alves Mariana Santos
Enredo Viviane Honorato Rafael dos Santos Naiara Rodrigues Bárbara Passos
Evolução Matheus Vicente Jeferson Alves Márcia dos Santos Ioná Pontes
Harmonia Cristina Reis Luciana Azevedo Camila Mendonça Rosana Santos
Samba-Enredo Tânia Cristina Aristóteles Neto Leandro Lima Wallace Soares
Bateria Anderson Souza Ícaro Domingues Wallace da Silva Felipe Freitas

NotasEditar

De acordo com o regulamento do ano, a menor nota recebida por cada escola, em cada quesito, foi descartada. As notas variam de nove à dez, podendo ser fracionadas em décimos. O desempate entre agremiações que obtiveram a mesma pontuação final foi realizado seguindo a ordem inversa da leitura dos quesitos. A Mocidade Independente de Inhaúma perdeu quatro décimos por ultrapassar o tempo máximo de desfile em dois minutos. Diversas outras escolas foram penalizadas por não cumprirem obrigatoriedades do regulamento.[61]

Legenda:      Campeão      Rebaixadas  S  Nota descartada  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2  J3  Julgador 3  J4  Julgador 4
Escolas
(por ordem de desfile)
Pen. Total
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Comissão de Frente Fantasia Alegorias e Adereços Enredo Evolução Harmonia Samba-Enredo Bateria
J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4 J1 J2 J3 J4
Vilar 10 10 10 9,9 10 10 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,7 9,9 10 10 10 10 10 10 10 9,9 9,9 10 10 9,9 10 9,9 10 10 -1,3 267,6
Dendê 10 9,9 10 10 9,9 10 9,9 10 9,8 9,7 9,8 9,8 9,8 9,7 9,7 9,8 9,8 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 10 10 10 9,8 10 10 9,9 9,8 9,8 9,9 -1,0 266,5
Villa Rica 9,9 9,9 10 10 10 9,9 9,9 10 9,7 9,6 9,7 9,8 9,8 9,7 9,8 9,8 9,9 9,8 9,9 9,9 10 10 9,9 10 9,9 10 9,9 10 10 10 9,9 10 10 10 9,9 9,9 -1,0 266,9
Cidade de Deus 10 9,9 10 10 9,9 9,9 9,9 10 9,8 9,8 9,7 9,9 9,8 9,8 9,7 9,8 9,9 9,8 9,8 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,8 9,8 9,9 9,7 9,9 9,9 9,9 10 9,9 10 10 9,9 -3,8 263,5
Chatuba 9,9 9,9 9,8 10 9,9 10 10 10 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,7 9,9 10 10 9,9 10 10 9,9 10 10 9,8 9,9 10 0 268,5
Rosa 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 9,8 10 9,9 10 9,9 9,9 9,8 9,9 10 9,9 10 10 9,9 10 10 10 9,9 9,9 10 10 10 10 9,9 10 10 9,9 0 269,2
Manguinhos 10 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 10 9,7 9,8 9,8 9,7 9,7 9,8 9,8 9,7 9,9 9,9 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 9,8 10 9,9 9,9 10 9,9 9,8 9,9 10 -1,4 266,6
Inhaúma 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 10 10 9,9 10 10 9,9 9,9 9,9 10 9,8 10 9,8 9,9 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 10 10 10 10 -0,4 268,2
Nação 9,8 9,9 9,8 9,8 9,8 9,8 9,9 9,7 9,7 9,8 9,8 9,7 9,7 9,8 9,6 9,6 9,8 9,8 9,8 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,8 9,8 9,7 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,7 9,8 9,8 -1,0 264,4
Imp. da Uva 10 10 10 10 9,8 9,9 10 9,9 9,9 10 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 10 9,9 10 10 10 9,9 10 9,9 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 9,9 10 10 0 269,4
Difícil 10 10 9,9 10 9,8 10 10 10 10 10 10 9,9 10 10 10 10 10 9,9 10 10 9,8 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 10 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 0 268,9
Tupy 9,9 10 9,9 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 9,9 9,8 9,8 9,8 9,9 9,9 10 10 9,9 10 9,9 10 10 10 10 9,9 9,9 10 10 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 -1,5 267,3
Cosmos 10 9,9 9,9 9,8 10 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 9,9 9,9 10 9,9 10 9,9 9,9 10 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 10 10 10 9,9 10 9,9 9,9 -1,0 267,5
Abolição 9,8 9,8 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,9 9,8 9,7 9,8 9,8 9,8 9,9 9,9 9,8 9,9 10 9,9 9,9 9,8 9,9 9,8 9,9 10 9,9 9,9 9,8 10 10 10 10 10 10 10 10 -1,0 266,6

ClassificaçãoEditar

Império da Uva foi campeão com dois décimos diferença para a Rosa de Ouro. Com a vitória, o Império garantiu sua promoção inédita à quarta divisão. Rosa de Ouro e Difícil É o Nome também foram promovidas à Série C.[13][56][57]

Legenda:      Promovidas à Série C      Rebaixadas para a Série E
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos Desempate
1 Império da Uva Brasil Africano: O Canto dos Silenciados Miro Freitas 269,4 -
2 Rosa de Ouro Uma Grande Viagem ao Reino Encantado da Imaginação André Tabuquine 269,2 -
3 Difícil É o Nome Difícil É não Amar! Quadrilha do Sampaio - 60 Anos de História na Cultura Popular Sandro Gomes 268,9 -
4 Chatuba de Mesquita O Bobo na Corte do Carnaval Sérgio Falcão 268,5 -
5 Mocidade Independente de Inhaúma Conto de Fadas Flavio Lins 268,2 -
6 Alegria do Vilar Sinfonia Poética Daqueles que não Se Deixaram Escravizar (Confederação dos Tamoios) Ricardo Paulino 267,6 -
7 Unidos de Cosmos Ao Mestre com Carinho Comissão de Carnaval 267,5 -
8 Tupy de Brás de Pina O Dom de Wilson das Neves Comissão de Carnaval 267,3 -
9 Unidos da Villa Rica Amazônia, o Coração do Brasil Juniel Dias 266,9 -
10 Acadêmicos da Abolição Oxóssi, o Caçador Fabio Molhada e Victor Angelo 266,6 Bateria
(30 pts)
11 Unidos de Manguinhos GRES Unidos de Manguinhos Apresenta… No Só Para Quem Pode, Boêmios e Periquitos da Mangueira Tarcísio Zanon 266,6 Bateria
(29,8 pts)
12 Acadêmicos do Dendê Viagem Fantástica na Arca do Poetinha Guilherme Alexandre 266,5 -
13 Nação Insulana Nas Asas da Águia, o Orgulho de uma Nação Edson Siqueira 264,4 -
14 Mocidade Unida da Cidade de Deus Da Avenida Central à Rio Branco do Carnaval Guto Carrilho 263,5 -
Matriz de São João de Meriti (Não desfilou)

Série EEditar

O desfile da Série E (sexta divisão) foi organizado pela LIESB e realizado na Estrada Intendente Magalhães, a partir das 18 horas do sábado, dia 04 de março de 2017.[47]

Ordem dos desfiles
  1. Feitiço do Rio
  2. Corações Unidos do Amarelinho
  3. Unidos do Salgueiro
  4. Acadêmicos do Jardim Bangu
  5. Unidos do Cabral
  6. Embalo Carioca
  7. Gato de Bonsucesso
  8. Império Ricardense
  9. Chora na Rampa
  10. Colibri de Mesquita
  11. Boêmios de Inhaúma
  12. Acadêmicos de Pilares
  13. Delírio da Zona Oeste
  14. Acadêmicos de Madureira
  15. Boi da Ilha do Governador

NotasEditar

Foram mantidos os nove quesitos de avaliação do ano anterior. A quantidade de julgadores diminuiu de três para dois por quesito. As notas variam de nove à dez, podendo ser fracionadas em décimos. A menor nota de cada escola no quesito samba-enredo foi descartada. Diversas escolas foram penalizadas por não cumprirem obrigatoriedades do regulamento.[62]

Legenda:      Campeão      Suspensas  S  Nota descartada  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2
Escolas
(por ordem de desfile)
Pen. Total
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Comissão de Frente Fantasias Alegorias e Adereços Enredo Evolução Harmonia Samba-Enredo Bateria
J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2
Feitiço 9,9 9,8 10 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 9,9 -1,0 167,6
Corações 9,9 10 10 10 9,9 9,9 10 10 10 10 9,9 9,9 10 9,9 10 10 10 10 0 169,4
Salgueiro 9,8 9,8 9,8 9,9 9,8 9,8 9,8 9,8 9,8 9,8 9,8 9,7 9,8 9,9 9,6 9,7 9,7 9,8 -3,2 163,3
Jd. Bangu 10 10 10 10 10 9,8 10 10 9,9 10 9,9 9,8 9,9 9,9 10 9,9 10 10 0 169,2
U. do Cabral 9,8 9,8 9,9 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 9,8 9,7 9,8 9,8 9,7 9,8 9,7 9,9 10 10 -2,0 165,2
Embalo C. 9,9 9,8 9,8 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 10 9,9 9,9 9,9 10 9,9 10 9,9 10 9,9 -2,0 166,4
Gato de B. 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,9 10 10 9,9 10 10 10 0 168,6
Império Ricardense 9,9 9,9 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,9 10 10 9,9 10 10 10 0 169,7
Chora na R. 9,8 9,8 9,8 9,8 9,7 9,8 9,8 9,7 9,8 9,8 9,8 9,8 9,8 9,9 9,7 9,8 9,8 9,8 -1,0 165,5
Colibri 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,8 10 9,9 9,8 9,8 10 9,9 10 9,9 9,9 10 10 10 -1,0 167,5
Boêmios 9,9 10 9,9 9,8 9,8 9,7 9,9 9,8 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 10 9,8 9,9 10 9,8 0 167,9
A. de Pilares 9 9 9 9 9 9 10 9,9 10 10 9 9 9 9 10 10 10 10 -7,0 152,9
Delírio 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 9,7 9,8 9,8 10 9,9 9,9 9,9 9,8 9,9 10 -2,1 165,9
Madureira 10 10 10 10 10 9,9 9,9 9,9 10 10 9,9 10 10 10 9,9 9,9 10 10 0 169,5
Boi da Ilha 9,9 9,8 9,9 9,8 9,8 9,8 9,8 9,9 9,8 9,8 10 9,9 10 10 9,9 10 10 10 -1,1 167,1

ClassificaçãoEditar

Império Ricardense foi campeão com dois décimos de diferença para os Acadêmicos de Madureira. Este foi o segundo carnaval do Império Ricardense. No ano anterior, a escola conquistou o terceiro lugar no mesmo grupo. Acadêmicos de Madureira e Corações Unidos do Amarelinho também foram promovidas à Série D. As últimas colocadas foram suspensas de desfilar no ano seguinte. As escolas Bohêmios da Cinelândia, Império da Zona Oeste, Mocidade de Vicente de Carvalho e Unidos da Costa Verde não se apresentaram para o desfile e também foram suspensas.[63][13][56]

Legenda:      Promovidas à Série D      Suspensas  *  Sem informação disponível
Col. Escola Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Império Ricardense La Ultima Noche de Carnaval Arilton Smith e Fabio Giampietro 169,7
2 Acadêmicos de Madureira Se É Feriado Aqui, Eu Pulo pro Lado de Lá. Região dos Lagos, Melhor Lugar não Há!!! Noan Hilton 169,5
3 Corações Unidos do Amarelinho Nas Histórias dos Antigos Carnavais da Vovó, Vista sua Fantasia e Caia na Folia Sidney Rocha 169,4
4 Acadêmicos do Jardim Bangu No Jardim das Quatro Luas, Reluz o Machado de Xangô Tom Santos 169,2
5 Gato de Bonsucesso A Opereta de um Boi em Festa Marcos Salles 168,6
6 Boêmios de Inhaúma Agosto de Todos os Gostos e Crenças Clebson Prates 167,9
7 Feitiço do Rio É Um Barato o Feitiço do Chacrinha Daniel Guimarães, Renata Bulcão e Thiago Santos 167,6
8 Colibri de Mesquita A Cachaça, Fonte de Inspiração, Poesia, Samba, Alegria e Encanto… Colibri Convida para a Viagem nesse Universo de Sonhos!!! Daniele Amorim, Marina de Oliveira, Salomão Moura e Sandra Rosa 167,5
9 Boi da Ilha do Governador Tanto Riso, Oh, Quanta... São 50 Anos de Máscara Negra Hernâne Siqueira 167,1
10 Embalo Carioca Império Serrano - 70 Anos de Glórias Charles Braga, Diogo Porthella, Gabriel de Souza, Helder Gomes Lyra, Paulo Zimmer, Saintclair Cunha, Thiago Amorim e Vinicius Carr 166,4
11 Delírio da Zona Oeste Delirando com Saudade dos Antigos Carnavais Jônatas Bharbosa 165,9
12 Chora na Rampa Nordeste...Os Encantos de Um Povo Festeiro Renato Rosa 165,5
13 Unidos do Cabral Somos Todos Aparecida... Simbologia, Devoção e Fé Leonardo Soares 165,2
14 Unidos do Salgueiro Copacabana, a Princesinha do Mar * 163,3
15 Acadêmicos de Pilares Vamos Falar de Jorginho Moreira Orlando Júnior 152,9
Bohêmios da Cinelândia; Império da Zona Oeste; Mocidade de Vicente de Carvalho; e Unidos da Costa Verde não desfilaram

MirinsEditar

O desfile das escolas mirins foi organizado pela Associação das Escolas de Samba Mirins do Rio de Janeiro (AESM-Rio) e realizado no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, a partir das 18 horas da terça-feira, dia 28 de fevereiro de 2017. As escolas mirins não são julgadas.[64]

Ordem dos desfiles Escola Enredo Ref.
1 Infantes do Lins Chico Spinoza em Cena [65]
2 Tijuquinha do Borel A Tijuquinha Encanta em Solo Sagrado [66]
3 Inocentes da Caprichosos Sou Curumim, Sou Inocentes da Tribo Japoromirim [67]
4 Golfinhos do Rio de Janeiro Teteu José: Deus na Grécia, Menino do Rio e Rei na Maré [68]
5 Ainda Existem Crianças na Vila Kennedy Turquinha É Samba a Rigor e Fantasia [69]
6 Império do Futuro Serra de Bambas: De Molequinho a Pretinho da Serrinha [70]
7 Corações Unidos do Ciep Arteiros, Artífices e Artistas. É na Arte que o Homem se Ultrapassa [71]
8 Filhos da Águia Mulheres Notáveis do Reino da Águia [72]
9 Pimpolhos da Grande Rio 100 Anos de Samba! Pimpolhos de Bamba [73]
10 Mangueira do Amanhã A Bahia de Ioiô e de Iaiá e Carlinhos Brown [74]
11 Estrelinha da Mocidade Alice no País da Estrela Guia [75]
12 Aprendizes do Salgueiro O Rio no Cinema
(Reedição do enredo de 2011 do Salgueiro)
[76]
13 Petizes da Penha Sorria, Você Está Sendo Filmado [77]
14 Herdeiros da Vila Mestre Trambique, Músico e Compositor. Vou lhe Mostrar o Samba [78]
15 Nova Geração do Estácio de Sá Na Cadência do Samba Vem Joel Toledo de Araújo ou Xangô do Estácio - Embaixador do Morro de São Carlos. No Samba Hoje É Festa na Sapucaí [79]
16 Miúda da Cabuçu Machine - A Máquina de Fazer Sambar [80]

Desfile das CampeãsEditar

O Desfile das Campeãs foi realizado a partir da noite do sábado, dia 4 de março de 2017, no Sambódromo da Marquês de Sapucaí. Participaram do desfile as seis primeiras colocadas do Grupo Especial.[81]

Ordem dos desfiles
  1. Beija-Flor
  2. Acadêmicos do Grande Rio
  3. Estação Primeira de Mangueira
  4. Acadêmicos do Salgueiro
  5. Mocidade Independente de Padre Miguel
  6. Portela

Blocos de enredoEditar

Os desfiles foram organizados pela Federação dos Blocos Carnavalescos do Estado do Rio de Janeiro (FBCERJ).

Grupo 1Editar

O desfile do Grupo 1 foi realizado a partir das 20 horas do sábado, dia 25 de fevereiro de 2017, na Avenida Graça Aranha.[82]

Ordem dos desfiles
  1. Acadêmicos do Vidigal
  2. Unidos do Alto da Boa Vista
  3. Bloco do Barriga
  4. Vai Barrar? Nunca!
  5. Novo Horizonte
  6. Bloco do China
  7. União da Ponte
  8. Oba-Oba do Recreio
  9. Flor da Primavera
  10. Império do Gramacho

NotasEditar

Abaixo, as notas do Grupo 1.[83]

Legenda:      Campeão      Rebaixados  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2
Blocos
(por ordem de desfile)
Bonif. Conc. Comp. Tempo Total
Coreografia de M.Sala e P.Estandarte Estandarte Enredo Alegoria Abre-Alas Fantasias Evolução Samba-Enredo Bateria
J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2
Acadêmicos do Vidigal 10 5 5 5 8 9 10 10 10 10 8 9,5 9,5 9,5 9,5 10 10 9,5 10 8,5 10 9,5 195,5
U. do Alto da Boa Vista 10 5 0 5 10 10 9,5 9,5 9,5 9 8 9,5 7 9 8 9,5 9 9 9 8,5 10 8 182
Bloco do Barriga 10 5 5 5 9,5 10 10 9,5 10 10 10 10 10 10 10 9,5 10 10 10 10 10 10 203,5
Vai Barrar? Nunca! 10 5 5 5 0 9 0 10 10 10 8 9 9,5 10 9,5 10 10 10 10 9 10 10 179
Novo Horizonte 10 5 5 5 9 10 10 10 9,5 10 10 9 10 10 9 10 9,5 9 10 9 10 10 199
Bloco do China 10 5 5 5 8,5 9,5 10 10 10 10 9,5 9,5 10 10 9 9,5 10 9,5 10 9,5 9,5 10 199
União da Ponte 10 5 5 5 9 10 10 10 10 10 10 9,5 10 10 9,5 10 10 10 10 9,5 10 10 202,5
Oba-Oba do Recreio 10 0 0 5 8 9,5 10 10 9,5 9 0 0 0 0 9 10 8,5 10 9,5 8 9,5 8,5 144
Flor da Primavera 10 5 5 5 9,5 10 10 10 10 10 10 10 10 10 9,5 10 10 10 10 10 10 8,5 202,5
Império do Gramacho 10 5 5 5 9 10 9,5 10 10 10 10 10 9,5 10 9 10 10 10 10 10 10 9 201

ClassificaçãoEditar

Bloco do Barriga foi o campeão. Últimos colocados, Vai Barrar? Nunca! e Oba-Oba do Recreio foram rebaixados ao Grupo 2.[14]

Legenda:      Campeão      Rebaixados para o Grupo 2
Col. Bloco Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Bloco do Barriga Oh! Que Saudades do Meu Tempo de Guri Raphael Ladeira 203,5
2 Flor da Primavera Escola Mate com Angú! Luiz Macedo 202,5
3 União da Ponte Xangô, o Rei de Oyó! Reinaldo Silveira 202,5
4 Império do Gramacho Império no Caminho do Ouro Cid Souza e Márcio Jacaré 201
5 Novo Horizonte Em Busca do Novo, Horizonte Lá Vou Eu! Halisson Paulo e Sylvio Cielo 199
6 Bloco do China Os Quilombos, os Pântanos e a Hidra Comissão de Carnaval 199
7 Acadêmicos do Vidigal Tempo, Tempo, Tempo! Junior O’hara 195,5
8 Unidos do Alto da Boa Vista Salve a Mãe Natureza! Comissão de Carnaval 182
9 Vai Barrar? Nunca! Uma Viagem no Tempo - Gênios da Humanidade Alexandre Cardoso e Jairo Gama 179
10 Oba-Oba do Recreio Alô Brasil, se Todos Se Dessem as Mãos, Seria um dos Senhores do Amanhã! Louis Cavalcanthé 144

Grupo 2Editar

O desfile do Grupo 2 foi realizado a partir das 20 horas do sábado, dia 25 de fevereiro de 2017, na Estrada Intendente Magalhães.[82]

Ordem dos desfiles
  1. Unidos da Laureano
  2. Cometas do Bispo
  3. Raízes da Tijuca
  4. Canários das Laranjeiras
  5. Mocidade Unida de Manguariba
  6. Mocidade Unida da Mineira
  7. Esperança de Nova Campina
  8. Tradição Barreirense de Mesquita
  9. Grilo de Bangu

NotasEditar

Abaixo, as notas do Grupo 2.[84]

Legenda:      Campeão  J1  Julgador 1  J2  Julgador 2
Blocos
(por ordem de desfile)
Bonif. Conc. Comp. Tempo Total
Coreografia de M.Sala e P.Estandarte Estandarte Enredo Alegoria Abre-Alas Fantasias Evolução Samba-Enredo Bateria
J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2 J1 J2
Unidos da Laureano 10 5 5 5 8 8,5 0 9 9 9 10 8,5 10 9,5 10 8 8,5 9 10 9 9,5 9 179,5
Cometas do Bispo 10 5 5 5 9,5 10 10 10 9,5 9,5 10 9,5 10 10 9 8,5 9,5 9,5 9,5 8 10 10 197
Raízes da Tijuca 10 5 5 5 9 8,5 10 9,5 9 9 10 9 10 9,5 10 9 9,5 9,5 10 10 10 9 195,5
Canários das Laranjeiras 10 5 5 5 9 9 10 10 9,5 10 10 10 9,5 10 9 10 10 10 10 10 10 10 201
Mocidade de Manguariba 10 0 5 5 9,5 8,5 9,5 10 9,5 9 10 9 9,5 9 9 8 9 9,5 8,5 9 10 10 186,5
Mocidade da Mineira 10 5 5 5 10 10 9,5 9,5 10 10 9 10 10 10 10 9,5 10 10 10 8 10 10 200,5
Esperança de Nova Campina 10 5 0 5 8,5 7,5 9 10 8,5 8,5 10 7 10 9 8 7,5 8 8 8,5 7 9 8 172
Tradição Barreirense 10 5 5 5 9 9,5 10 10 9,5 9,5 10 10 9,5 10 10 9 9,5 9 9 9,5 9,5 10 197,5
Grilo de Bangu 10 5 5 5 9,5 10 10 10 9,5 10 10 10 10 10 10 10 9 9,5 10 9,5 10 9 201

ClassificaçãoEditar

Grilo de Bangu foi o campeão, sendo promovido ao Grupo 1.[14]

Legenda:      Promovido ao Grupo 1
Col. Bloco Enredo Carnavalesco(a) Pontos
1 Grilo de Bangu Filhos do Sol e da Lua! Adriano Soares 201
2 Canários das Laranjeiras Era Uma Vez, o Canários das Laranjeiras Vai Contar para Vocês! Soca Silva 201
3 Mocidade Unida da Mineira É Brinquedo, É Brincadeira, a Mineira Vai Levantar Poeira David Hygino e Julio César do Amaral 200,5
4 Tradição Barreirense de Mesquita Um Sonho de Criança Moisés Ganga 197,5
5 Cometas do Bispo Eu Sou a Voz do Samba! Gil Félix 197
6 Raízes da Tijuca Num Cenário de tão Lindo Matiz, Maria Augusta Faz o Raízes Feliz! Pedro Nobre 195,5
7 Mocidade Unida de Manguariba Cabaré do Malandro! Galileu Santos 186,5
8 Unidos da Laureano Os Quatro Elementos da Natureza! Mônica Soares da Silva 179,5
9 Esperança de Nova Campina Feira de Duque de Caxias, Um Shopping a Céu Aberto! Comissão de Carnaval 172

Referências

  1. «Crivella quebra tradição e não abre carnaval do Rio». UOL. Consultado em 9 de maio de 2018. Cópia arquivada em 9 de maio de 2018 
  2. «Escolas de samba fecham com Crivella, e blocos de rua declaram apoio a Freixo». Jornal Extra. 23 de outubro de 2016. Consultado em 9 de abril de 2021. Cópia arquivada em 9 de abril de 2021 
  3. «Após 33 anos, Portela é a grande campeã do Carnaval 2017». Extra Online. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 13 de março de 2017 
  4. «Mocidade rebate jurado e diz que entregou roteiro de desfile dentro do prazo». Extra Online. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 3 de junho de 2017 
  5. «Liesa decide dividir título do carnaval do Rio entre Mocidade e Portela». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 21 de maio de 2017 
  6. «Carnaval marcado por acidentes deixa disputa pelo título em segundo plano». UOL. Consultado em 9 de maio de 2018. Cópia arquivada em 26 de março de 2017 
  7. «Acidente grave deixa feridos no desfile da Paraíso do Tuiuti». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 12 de fevereiro de 2018 
  8. a b «Morre radialista que foi atingida por carro alegórico no carnaval do Rio». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 6 de fevereiro de 2018 
  9. a b «Polícia conclui inquérito que indicia 4 pessoas por acidente com carro da Tuiuti». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 6 de fevereiro de 2018 
  10. a b «Acidente em carro da Unidos da Tijuca deixa feridos na Sapucaí». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 24 de maio de 2017 
  11. a b «Unidos da Tijuca é inocentada de acidente no Sambódromo: 'Entubei tudo calado'». Site Sambarazzo. Consultado em 12 de maio de 2018. Arquivado do original em 12 de maio de 2018 
  12. «Nenhuma escola do Rio será rebaixada, decide Liesa após acidentes». UOL. Consultado em 9 de maio de 2018. Cópia arquivada em 27 de março de 2017 
  13. a b c d e «Resultado 2017». Galeria do Samba. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  14. a b c «Resultado 2017 – Blocos de Enredo». FBCERJ. Consultado em 8 de maio de 2018. Arquivado do original em 8 de maio de 2018 
  15. «Ordem dos Desfiles 2017». Site Apoteose. Consultado em 19 de abril de 2018. Cópia arquivada em 19 de abril de 2018 
  16. «Novo regulamento promete desfiles mais dinâmicos no carnaval do Rio». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 13 de novembro de 2016 
  17. «Paraíso do Tuiuti abrirá o desfile e Mangueira fará o encerramento». LIESA. 22 de junho de 2016. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  18. «Grupo Especial do carnaval de 2017 no Rio tem ordem de desfile definida». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 29 de novembro de 2016 
  19. «Liesa define como será o sorteio dos julgadores do Grupo Especial para o carnaval de 2017». Site Carnavalesco. Consultado em 6 de maio de 2018. Arquivado do original em 12 de janeiro de 2017 
  20. «Liesa sorteia jurados titulares e reservas de desfiles do Grupo Especial». O Globo. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 28 de fevereiro de 2017 
  21. «Veja a ordem dos quesitos da apuração das notas do carnaval do Grupo Especial do Rio». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 15 de julho de 2017 
  22. «Resultado Oficial Carnaval 2017». LIESA. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  23. «Notas 2017 – Grupo Especial». Site Apoteose. Consultado em 19 de abril de 2018. Cópia arquivada em 19 de abril de 2018 
  24. «Notas Grupo Especial - Carnaval 2017». Galeria do Samba. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  25. «Por atraso, Unidos da Tijuca vai perder 0,1 ponto». O Estado de S. Paulo. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 28 de fevereiro de 2017 
  26. «Portela passa como um rio pela Sapucaí em busca de quebra de jejum». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 7 de março de 2017 
  27. «Madureira sorriu: Depois de 33 anos, torcida da Portela volta a gritar 'é campeã!'». O Globo. 2 de março de 2017. p. 6. Consultado em 20 de novembro de 2019. Arquivado do original em 20 de novembro de 2019 
  28. «Mocidade rebate jurado e diz que entregou roteiro de desfile dentro do prazo». Extra Online. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 3 de junho de 2017 
  29. «'Mocidade vai em busca do que é seu por direito', diz vice-presidente da escola». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  30. «Mocidade é declarada campeã do Carnaval do Rio ao lado da Portela». UOL. Consultado em 9 de maio de 2018. Cópia arquivada em 8 de maio de 2017 
  31. «Liesa decide dividir título do carnaval do Rio entre Mocidade e Portela». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 21 de maio de 2017 
  32. «2017: Portela e Mocidade dividem título em ano com polêmicas no julgamento e graves acidentes». Ouro de Tolo. Consultado em 9 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 9 de outubro de 2020 
  33. «Mocidade Independente de Padre Miguel leva riquezas do Marrocos e magia das 'Mil e uma Noite' para Sapucaí». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 7 de março de 2017 
  34. «Salgueiro canta 'Divina Comédia' de Dante no penúltimo desfile da 1ª noite». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 1 de março de 2017 
  35. «Mangueira pede ajuda dos santos para conseguir o bicampeonato». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 7 de março de 2017 
  36. «Grande Rio enche Sapucaí de axé em homenagem festiva a Ivete Sangalo». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 1 de março de 2017 
  37. «Beija-Flor leva 'Iracema', de José de Alencar, para encerramento do 1º dia de desfiles do Rio». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 1 de março de 2017 
  38. «Imperatriz Leopoldinense leva colorido e resistência indígenas para Sapucaí». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 1 de março de 2017 
  39. «União da Ilha abre 2ª noite, mas sofre com problemas em carro e 'buracos' na Sapucaí». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 7 de março de 2017 
  40. «São Clemente leva corte de Luís XIV para Sapucaí em desfile colorido e lúdico». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 7 de março de 2017 
  41. «Vila Isabel faz carnaval negro na Sapucaí sobre ritmos de influência africana». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 1 de março de 2017 
  42. «Tijuca faz desfile dramático com acidente em carro e corre risco de ser rebaixada». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 7 de março de 2017 
  43. «Paraíso do Tuiuti tem problema com carro ao abrir 1º dia de desfile do Grupo Especial do Rio». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 1 de março de 2017 
  44. «Acidente grave deixa feridos no desfile da Paraíso do Tuiuti». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 12 de fevereiro de 2018 
  45. «Nenhuma escola do Rio será rebaixada, decide Liesa após acidentes». UOL. Consultado em 9 de maio de 2018. Cópia arquivada em 27 de março de 2017 
  46. «Mocidade foi a única contra decisão da Liesa de não rebaixar escolas no carnaval do Rio». Extra Online. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 7 de março de 2017 
  47. a b c d e «Ordem dos Desfiles 2017». Site Apoteose. Consultado em 19 de abril de 2018. Cópia arquivada em 19 de abril de 2018 
  48. «Definida ordem dos desfiles da Série A para o carnaval 2017». Extra Online. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 28 de fevereiro de 2017 
  49. «Escolas do Grupo de Acesso Série A definem ordem de desfile para o Carnaval 2017». LIESA. 18 de maio de 2016. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  50. a b «Notas 2017 – Série A». Site Apoteose. Consultado em 19 de abril de 2018. Cópia arquivada em 19 de abril de 2018 
  51. «Samba-enredo será o primeiro quesito de desempate no Carnaval 2017 da Série A». LIERJ. Consultado em 6 de maio de 2018. Arquivado do original em 5 de setembro de 2017 
  52. «Império Serrano é campeão da Série A e volta à elite do carnaval em 2018». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 12 de fevereiro de 2018 
  53. «Porta-bandeira da Padre Miguel cai, torce joelho e deixa Sapucaí chorando de dor». G1. 26 de fevereiro de 2017. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2017 
  54. «Alegria da Zona Sul, Viradouro e Estácio de Sá brilham no 1º dia da Série A: Homenagens a Beth Carvalho e a Gonzaguinha levantaram o público». G1. 25 de fevereiro de 2017. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  55. «Império Serrano é destaque no 2º dia da Série A: Unidos de Padre Miguel, Renascer de Jacarepaguá e Acadêmicos da Rocinha também agitaram o público». G1. 26 de fevereiro de 2017. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  56. a b c d e «Resultado 2017». Site Apoteose. Consultado em 19 de abril de 2018. Cópia arquivada em 19 de abril de 2018 
  57. a b c d «Resultado 2017». Site Sambario Carnaval. Consultado em 23 de abril de 2018. Cópia arquivada em 23 de abril de 2018 
  58. a b «Notas 2017 – Série B». Site Apoteose. Consultado em 19 de abril de 2018. Cópia arquivada em 19 de abril de 2018 
  59. «Sob nova direção! Sem Falcon, Liesb assume grupos da Intendente». Site Sambarazzo. Consultado em 12 de maio de 2018. Arquivado do original em 6 de outubro de 2017 
  60. a b «Notas 2017 – Série C». Site Apoteose. Consultado em 19 de abril de 2018. Cópia arquivada em 19 de abril de 2018 
  61. a b «Notas 2017 – Série D». Site Apoteose. Consultado em 19 de abril de 2018. Cópia arquivada em 19 de abril de 2018 
  62. «Notas Grupo E - Carnaval 2017». Site Apoteose. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  63. Rádio Arquibancada (6 de março de 2017). «Império Ricardense campeão da Série E». Consultado em 8 de março de 2017 
  64. «Escolas Mirins já sabem a ordem de desfile na Terça de Carnaval». LIESA. 28 de junho de 2016. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  65. «Infantes do Lins 2017». Radio Arquibancada. Consultado em 16 de julho de 2017. Cópia arquivada em 16 de julho de 2017 
  66. «Tijuquinha do Borel 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 16 de julho de 2017. Cópia arquivada em 16 de julho de 2017 
  67. «Inocentes da Caprichosos 2017». Radio Arquibancada. Consultado em 16 de julho de 2017. Cópia arquivada em 16 de julho de 2017 
  68. «Golfinhos do Rio de Janeiro 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 9 de julho de 2017 
  69. «Ainda Existem Crianças 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 16 de julho de 2017. Cópia arquivada em 16 de julho de 2017 
  70. «Império do Futuro 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 16 de julho de 2017. Cópia arquivada em 16 de julho de 2017 
  71. «Corações Unidos do CIEP 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 9 de julho de 2017 
  72. «Filhos da Águia 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 9 de julho de 2017 
  73. «Pimpolhos da Grande Rio 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 16 de julho de 2017. Cópia arquivada em 16 de julho de 2017 
  74. «Mangueira do Amanhã 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 16 de julho de 2017. Cópia arquivada em 16 de julho de 2017 
  75. «Estrelinha da Mocidade 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  76. «Aprendizes do Salgueiro 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 8 de abril de 2021. Cópia arquivada em 8 de abril de 2021 
  77. «2017». Site Rádio Arquibancada. Consultado em 16 de julho de 2017. Cópia arquivada em 16 de julho de 2017 
  78. «Herdeiros da Vila 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 9 de julho de 2017 
  79. «Nova Geração do Estácio 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 16 de julho de 2017. Cópia arquivada em 16 de julho de 2017 
  80. «Miúda da Cabuçu 2017». Rádio Arquibancada. Consultado em 16 de julho de 2017. Cópia arquivada em 16 de julho de 2017 
  81. «Desfile das Campeãs do Rio é noite de aclamação à Portela, Ivete e lembra acidentes». Portal G1. Consultado em 6 de maio de 2018. Cópia arquivada em 12 de março de 2017 
  82. a b «Ordem dos Desfiles 2017 – Blocos de Enredo». FBCERJ. Consultado em 19 de abril de 2018. Arquivado do original em 13 de março de 2017 
  83. «Notas 2017 – Blocos de Enredo – Grupo 1». FBCERJ. Consultado em 19 de abril de 2018. Arquivado do original em 8 de maio de 2018 
  84. «Notas 2017 – Blocos de Enredo – Grupo 2». FBCERJ. Consultado em 19 de abril de 2018. Arquivado do original em 8 de maio de 2018 

Ver tambémEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
  Notícias no Wikinotícias

Ligações externasEditar