Ariclê Perez

actriz brasileira
Ariclê Perez
Nome completo Ariclê Perez Rangel
Nascimento 7 de setembro de 1943
Campinas, (SP), Brasil
Nacionalidade brasileira
Morte 26 de março de 2006 (62 anos)
São Paulo, (SP), Brasil
Ocupação Atriz
Cônjuge Flávio Rangel (viúva desde 1988)

Ariclê Perez (Campinas, 7 de setembro de 1943São Paulo, 26 de março de 2006) foi uma atriz brasileira.

BiografiaEditar

Foi casada com o diretor de teatro Flávio Rangel (1934 - 1988). Com carreira predominantemente teatral, Ariclê participou de mais de 40 peças teatrais, boa parte delas dirigidas por Flávio. Estreou na montagem de Electra, em 1967.

Contratada da Rede Globo desde 1988, participou ininterruptamente de várias novelas e minisséries. Alguns de seus papéis mais marcantes foram Elisinha Jordão, da segunda versão de Anjo Mau (1997), a Rosa Maria de Meu Bem, Meu Mal (1990) e a Ametista, de Felicidade (1991). Antes de sua contratação pela Rede Globo, participou de Cortina de Vidro, no SBT e de Como Salvar Meu Casamento, a última novela da extinta Rede Tupi, que não chegou a ter seu final exibido.[1]

Seu último trabalho foi a minissérie JK, onde viveu a mãe de Juscelino, Júlia Kubitschek, na segunda fase da trama. Era uma das atrizes prediletas de Maria Adelaide Amaral, autora da minissérie, havendo trabalhado em praticamente todas as suas tramas desde a novela Anjo Mau.

CarreiraEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem Notas
1976 Canção para Isabel Nancy
1979 Como Salvar Meu Casamento Valquíria
1989 Sampa Lucy
Cortina de Vidro Mirtes
1990 Meu Bem, Meu Mal Rosa Maria Gentil (Rose Marie Costa Brava)
1991 Felicidade Ametista de Sousa
1992 Perigosas Peruas Promotora Participação especial
1992-2000 Você Decide 3 episódios
1994 Memorial de Maria Moura Gertrudes
1995 Decadência Celeste Tavares Branco
1996 Salsa e Merengue Gilda Campos Queiroz
1997 Anjo Mau Elisinha Jordão Ferraz
2001 Os Maias Maria da Gama
2002-2003 Sandy & Junior Olga
2003 A Casa das Sete Mulheres Madre Cecília da Purificação
2004 A Diarista Pérola (episódio: Lady Laura)
Sob Nova Direção Branca (episódio: Como Ser Perua)
Um Só Coração Madame Claire
2006 JK Júlia Kubitschek (2ª fase)

CinemaEditar

Ano Título Personagem
1971 Paixão na Praia Mulher na Festa
1981 Pixote, a Lei do Mais Fraco Professora
2005 Quanto Vale ou É por Quilo? Marta Figueiredo

TeatroEditar

PrêmiosEditar

MorteEditar

No dia 26 de março de 2006, dois dias após o término da minissérie JK, Ariclê faleceu ao "cair da janela" de seu apartamento onde vivia sozinha.[3] Na noite de sua morte, um funcionário do edifício acionou a polícia por volta das 19h00, ao encontrar o corpo da atriz na entrada interna da garagem. A atriz, que estava sozinha no apartamento, "caiu da janela" do escritório. A atriz passava por uma "profunda depressão". Até hoje a causa da sua morte é desconhecida publicamente e ainda acredita-se na hipótese de suicídio.[4][5]

Referências

  1. Diógenes Campanha. «Tributo: Ariclê Perez, 62, atriz». ISTOÉ Gente. Consultado em 21 de junho de 2020 
  2. SILVA, Jane Pessoa da. Ibsen no Brasil. Historiografia, Seleção de textos Críticos e Catálogo Bibliográfico. São Paulo: USP, 2007. Tese.
  3. «Atriz Ariclê Perez morre aos 62 anos em São Paulo». Folha de S.Paulo. 26 de março de 2006. Consultado em 21 de junho de 2020 
  4. Jeff Benício (5 de maio de 2020). «Por que alguns artistas idosos decidem antecipar a morte». BLOG SALA DE TV. Consultado em 21 de junho de 2020 
  5. «Ariclê Perez deixou bilhete com porteiro». O TEMPO. 28 de março de 2006. Consultado em 21 de junho de 2020 

Ligações externasEditar