Brito (futebolista)

futebolista brasileiro

Hércules Brito Ruas, mais conhecido como Brito (Rio de Janeiro, 9 de agosto de 1939)[4], é um ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro.

Brito
Hércules Brito Ruas.jpg
Informações pessoais
Nome completo Hércules Brito Ruas
Data de nasc. 9 de agosto de 1939 (83 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,82 m
Destro
Apelido Cavalo, Zagueiro Saúde[1]
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Zagueiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1955–1958
1958–1959
1960–1969
1969–1970
1970
1971–1974
1974
1974
1975
1975
1975–1978
1979
Vasco da Gama
Internacional
Vasco da Gama
Flamengo
Cruzeiro
Botafogo
Corinthians
Atlético Paranaense
Le Castor FC
Deportivo Galicia
Democrata-GV
River-PI
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00011 0000(0)
00000 0000(0)
00063 0000(0)
00029 0000(0)[2]
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
Seleção nacional
1964–1972 Brasil Brasil 00046 0000(0)[3]

CarreiraEditar

 
Cromo da Panini alusivo à Copa 70

ClubesEditar

Iniciou sua carreira no Vasco da Gama, seu time do coração, em 1960, substituindo Bellini, bicampeão mundial com a Seleção Brasileira.[4] Em 1971, em clássico entre Botafogo e Vasco, o zagueiro vascaíno deu um soco no árbitro José Aldo Pereira, após a marcação de um pênalti contra o Botafogo.[5] Pela agressão, levou um ano de suspensão. No clube carioca ficou por 10 anos. Foi campeão do Torneio Rio-São Paulo em 1966 pelo clube.[2]

Chegou ao Cruzeiro pouco depois da Copa do México, emprestado pelo Flamengo, onde se desentendeu com Yustrich. Pela Toca da Raposa fez apenas 31 jogos até fevereiro de 1971. Num deles, contra o Flamengo, depois da vitória de virada por 3 a 1, sob forte chuva, no Mineirão, o jogador correu em direção ao banco adversário e atirou sua camisa em Yustrich[2], que tentou sair do túnel em seu encalço, mas foi contido por integrantes da comissão técnica e jogadores reservas. A Raposa chegou às semifinais do Robertão, o Brasileiro da época, e Brito entrou na Seleção da primeira Bola de Prata da recém-criada revista Placar.[6] No fim do empréstimo, o atleta acabou se transferindo para o Botafogo.[6]

Defendeu o Corinthians em 1974 por 29 jogos (12 vitórias, 7 empates, 10 derrotas), não marcou nenhum gol a favor e ainda fez um gol contra.[2]

Jogou ainda por Internacional, Atlético Paranaense, Deportivo Galicia e River-PI.

Seleção brasileiraEditar

Era a segurança da Seleção Brasileira. Foi convocado para a Copa de 1966.[7]

Foi considerado o jogador com o melhor preparo físico da Copa do Mundo de 1970[5][8][1] pela OMS.[7] Reza a lenda que durante a preparação para esta Copa, quebrou um aparelho da academia ao se exercitar.[4] Pela Canarinha, fez 61 partidas (15 não oficiais), entre 1964 e 1972 e não marcou nenhum gol.[3][9]

TítulosEditar

Vasco da GamaEditar

Seleção BrasileiraEditar

Prêmios IndividuaisEditar

Referências

  1. a b «'Vai se chamar Hércules'. E assim nasceu o Brito de 70'». museudapelada.com. 9 de agosto de 2017. Consultado em 27 de novembro de 2018 
  2. a b c d «Brito...Ex-zagueiro do Botafogo, Vasco e Flamengo». Terceiro Tempo. Consultado em 27 de novembro de 2018 
  3. a b «Todos os brasileiros 1966». Folha de S.Paulo. 9 de dezembro de 2015. Consultado em 15 de novembro de 2018 
  4. a b c «50 anos do Tri: Brito, zagueiro da Seleção Brasileira de 1970». Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 10 de março de 2022 
  5. a b bernardo.argento. «'Por onde anda?': Xerifão Brito | Esporte | O Dia». odia.ig.com.br. Consultado em 10 de março de 2022 
  6. a b Superesportes; Superesportes (5 de março de 2015). «Bom enquanto durou». Superesportes. Consultado em 10 de março de 2022 
  7. a b «México 1970: conheça os 22 heróis na conquista do tri da Copa do Mundo». ESPN.com. 21 de junho de 2020. Consultado em 10 de março de 2022 
  8. «Moção nº 3585/2004 da Alerj». 5 de abril de 2004. Consultado em 17 de julho de 2009 
  9. «Brito, Hercules Brito Ruas». mamvs.narod.ru. Consultado em 27 de novembro de 2018 

Ligações externasEditar