Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo prêmio entregue ao melhor marcador do Campeonato Português, veja Bola de Prata (Campeonato de Portugal).

Bola de Prata é uma premiação anual do futebol brasileiro, criada em 1970 pela revista Placar, e organizada pela ESPN desde 2016, que elege os melhores jogadores do Brasileirão. O prêmio foi idealizado pelos jornalistas Michel Laurence e Manoel Motta.[1]

Todos os jogos são assistidos por jornalistas da ESPN, sempre nos estádios, e atribuem notas de 0 a 10 aos jogadores. Ao final do campeonato, são premiados os jogadores com as melhores médias, por posição (somente os jogadores com mais de dezesseis jogos são levados em consideração). A melhor média de todas leva a Bola de Ouro.

O recordista do prêmio Bola de Prata é Rogério Ceni, com seis prêmios. Zico, Júnior e Renato Gaúcho detêm cinco prêmios cada um. Totalizando todos os prêmios (Bolas de Ouro e de Prata, incluindo as de artilheiro, revelação e hors concours), o recordista é Zico, com nove Bolas.[2]

Em 2007 a Placar fez uma parceria com o canal de televisão a cabo ESPN Brasil. Desde então, o evento de entrega do prêmio é feito por jornalistas das duas empresas, assim como a distribuição de notas.

Em outubro de 2016, a Editora Caras, que tinha adquirido a Placar no ano anterior, vendeu todos os direitos da Bola de Prata ao canal esportivo ESPN. Com isso, todos os direitos do prêmio, além de seus afins (Bola de Ouro e Chuteira de Ouro) deixaram a Placar, que era a proprietária desde 1970.[3]

RegulamentoEditar

  • Pelé não concorria ao prêmio porque era considerado hors concours. Neymar, a partir de 2012, graças a uma média de 7,12, a maior de um jogador desde 1995, também passou a gozar de tal privilégio.[4]
  • O primeiro critério de desempate é número de jogos no campeonato.
  • O segundo critério é o maior número de Bolas de Ouro.
  • Os jogadores que deixarem o clube antes do fim do campeonato serão eliminados.

Bola de Prata da torcidaEditar

Em 2007 a Placar realizou a chamada Bola de Prata da Torcida. A cada rodada os torcedores podem votar no melhor jogador dentre os três escolhidos pela redação da revista. Ao fim do campeonato, o jogador que tiver sido eleito mais vezes ganha a Bola de Prata da Torcida. A nova premiação acabou não sendo repetida nos anos seguintes.

Seleções de todos os anosEditar

 
Michel Laurence, um dos idealizadores do troféu, segura a Bola de Prata
Índice

1970 | 1971 | 1972 | 1973 | 1974 | 1975 | 1976 | 1977 | 1978 | 1979
1980 | 1981 | 1982 | 1983 | 1984 | 1985 | 1986 | 1987 | 1988 | 1989
1990 | 1991 | 1992 | 1993 | 1994 | 1995 | 1996 | 1997 | 1998 | 1999
2000 | 2001 | 2002 | 2003 | 2004 | 2005 | 2006 | 2007 | 2008 | 2009
2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015 | 2016 | 2017 | 2018
Clubes que mais venceram | Jogadores que mais venceram | Jogadores estrangeiros

1970Editar

Seleção: Picasso (BAH), Humberto Monteiro (CAM), Brito (CRU), Francisco Reyes (FLA), Everaldo (GRE), Zanata (FLA), Dirceu Lopes (CRU), Samarone (FLU), Vaguinho (CAM), Tostão (CRU) e Paulo César Caju (BOT)
Hors Concours: Pelé (SAN)

1971Editar

Seleção: Edgardo Andrada (VAS), Humberto Monteiro (CAM), Pescuma (CFC), Vantuir (CAM), Carlindo (CEA), Vanderlei Paiva (CAM), Dirceu Lopes (CRU), Rivellino (COR), Antônio Carlos (AFC), Tião Abatiá (CFC) e Edu (SAN)

Bola de Ouro: Dirceu Lopes (CRU) Concedida, de forma retroativa, em 2013.

1972Editar

Seleção: Leão (PAL), Aranha (REM), Elías Figueroa (INT), Beto Bacamarte (GRE), Marinho Chagas (BOT), Piazza (CRU), Ademir da Guia (PAL), Zé Roberto (CFC), Osni (VIT), Alberi (ABC) e Paulo César Caju (FLA)

1973Editar

Em 1973, a Placar passou a premiar o jogador com a melhor média com a Bola de Ouro. Na primeira edição, o prêmio foi dividido entre dois jogadores, fato que nunca mais voltou a acontecer.

Seleção: Agustín Cejas (SAN), Zé Maria (COR), Atílio Ancheta (GRE), Alfredo Mostarda (PAL), Marinho Chagas (BOT), Pedro Omar (AMG), Pedro Rocha (SPA), Dirceu Lopes (CRU), Zequinha (BOT), Mirandinha (SPA) e Mário Sérgio (VIT)
Bola de Ouro: Agustín Cejas (SAN) e Atílio Ancheta (GRE)

1974Editar

Seleção: Joel Mendes (VIT), Louro (FOR), Elías Figueroa (INT), Miguel (VAS), Wladimir (COR), Dudu (PAL), Mário Sérgio (VIT), Zico (FLA), Osni (VIT), Luisinho Lemos (AFC) e Lula (INT)
Bola de Ouro: Zico (FLA)

1975Editar

Em 1975, a Placar passou a premiar com a Bola de Prata também o(s) artilheiro(s) do campeonato.

Seleção: Waldir Peres (SPA), Nelinho (CRU), Elías Figueroa (INT), Amaral (GUA), Marco Antônio (FLU), Falcão (INT), Carpegiani (INT), Zico (FLA), Gil (FLU), Palhinha (CRU) e Ziza (GUA)
Bola de Ouro: Waldir Peres (SPA)
Artilheiro: Flávio (INT) - 16 gols

1976Editar

Seleção: Manga (INT), Perivaldo (BAH), Elías Figueroa (INT), Beto Fuscão (GRE), Wladimir (COR), Toninho Cerezo (CAM), Paulo César Caju (FLU), Paulo Isidoro (CAM), Valdomiro (INT), Narciso Doval (FLU) e Lula (INT)
Bola de Ouro: Elías Figueroa (INT)
Artilheiro: Dario (INT) - 28 gols

1977Editar

Seleção: Edson Cimento (REM), Zé Maria (COR), Oscar Bernardi (PTP), Polozzi (PTP), Marco Antônio (VAS), Toninho Cerezo (CAM), Adílio (FLA), Zico (FLA), Tarciso (GRE), Reinaldo (CAM) e Paulo César Caju (BOT)
Bola de Ouro: Toninho Cerezo (CAM)
Artilheiro: Reinaldo (CAM) - 28 gols

1978Editar

Seleção: Manga (OPE), Rosemiro (PAL), Rondinelli (FLA), Deodoro (CFC), Odirlei (PTP), Caçapava (INT), Falcão (INT), Adílio (FLA), Tarciso (GRE), Paulinho (VAS) e Jésum (BAH)
Bola de Ouro: Falcão (INT)
Artilheiro: Paulinho (VAS) - 13 gols

1979Editar

Seleção: João Leite (CAM), Nelinho (CRU), Osmar Guarnelli (CAM), Mauro Galvão (INT), Pedrinho (PAL), Pires (PAL), Falcão (INT), Jorge Mendonça (PAL), Jorginho Putinatti (PAL), Roberto Dinamite (VAS) e Joãozinho (CRU)
Bola de Ouro: Falcão (INT)
Artilheiro: César (AFC) e Roberto César (CRU) - 13 gols

1980Editar

Seleção: Carlos (PTP), Nelinho (CRU), Joãozinho (SAN), Luizinho (CAM), Júnior (FLA), Toninho Cerezo (CAM), Batista (INT), Sócrates (COR), Botelho (DES), Baltazar (GRE) e Mário Sérgio (INT)
Bola de Ouro: Toninho Cerezo (CAM)
Artilheiro: Zico (FLA) - 21 gols

1981Editar

Seleção: José Benitez (INT), Perivaldo (BOT), Moisés (BNG), Dario Pereyra (SPA), Marinho Chagas (SPA), Zé Mário (PTP), Elói (Inter de Limeira), Paulo Isidoro (GRE), Paulo César (SPA), Roberto Dinamite (VAS) e Mário Sérgio (INT)
Bola de Ouro: Paulo Isidoro (GRE)
Artilheiro: Nunes (FLA) - 16 gols

1982Editar

Seleção: Carlos (PTP), Leandro (FLA), Juninho Fonseca (PTP), Edinho Nazareth (FLU), Wladimir (COR), Batista (GRE), Pita (SAN), Zico (FLA), Lúcio (GUA), Careca (GUA) e Biro-Biro (COR)
Bola de Ouro: Zico (FLA)
Artilheiro: Zico (FLA) - 21 gols

1983Editar

Seleção: Roberto Costa (CAP), Nelinho (CAM), Márcio Rossini (SAN), Dario Pereyra (SPA), Júnior (FLA), Dema (SAN), Paulo Isidoro (SAN), Pita (SAN), Jorginho Putinatti (PAL), Reinaldo (CAM) e Éder Aleixo (CAM)
Bola de Ouro: Roberto Costa (CAP)
Artilheiro: Serginho Chulapa (SAN) - 22 gols

1984Editar

Seleção: Roberto Costa (VAS), Édson Boaro (COR), Ivan (VAS), Hugo De León (GRE), Júnior (FLA), Pires (VAS), Romerito (FLU), Assis (FLU), Renato Gaúcho (GRE), Roberto Dinamite (VAS) e Tato (FLU)
Bola de Ouro: Roberto Costa (VAS)
Artilheiro: Roberto Dinamite (VAS) - 16 gols

1985Editar

Seleção: Rafael Cammarota (CFC), Luiz Carlos Winck (INT), Leandro (FLA), Mauro Galvão (INT), Baby (BNG), Dema (SAN), Alemão (BOT), Rubén Paz (INT), Marinho (BNG), Careca (SPA) e Ado (BNG)
Bola de Ouro: Marinho (BNG)
Artilheiro: Edmar (GUA) - 20 gols

1986Editar

Seleção: Gilmar Rinaldi (SPA), Alfinete (JOI), Ricardo Rocha (GUA), Dario Pereyra (SPA), Nelsinho (SPA), Bernardo (SPA), Pita (SPA), Jorginho Cantinflas (PAL), Sérgio Araújo (CAM), Careca (SPA) e João Paulo (GUA)
Bola de Ouro: Careca (SPA)
Artilheiro: Careca (SPA) - 25 gols

1987Editar

Seleção: Taffarel (INT), Luiz Carlos Winck (INT), Aloísio (INT), Luizinho (CAM), Mazinho (VAS), Norberto (INT), Milton (CFC), Zico (FLA), Renato Gaúcho (FLA), Renato Morungaba (CAM) e Berg (BOT)
Bola de Ouro: Renato Gaúcho (FLA)
Artilheiro: Müller (SPA) - 10 gols

1988Editar

Seleção: Tafffarel (INT), Alfinete (GRE), Óscar Aguirregaray (INT), Pereira (BAH), Mazinho (VAS), Paulo Rodrigues (BAH), Adílson Heleno (CRI), Bobô (BAH), Vivinho (VAS), Nílson (INT) e Zinho (FLA)
Bola de Ouro: Taffarel (INT)
Artilheiro: Nílson (INT) - 15 gols

1989Editar

Seleção: Gilmar Rinaldi (SPA), Balu (CRU), Ricardo Rocha (SPA), Paulo Sérgio (CAM), Mazinho (VAS), Elzo (PAL), Raí (SPA), Bobô (SPA), Bismarck (VAS), Bizu (NAU) e Túlio (GOI)
Bola de Ouro: Ricardo Rocha (SPA)
Artilheiro: Túlio (GOI) - 11 gols

1990Editar

Seleção: Ronaldo (COR), Gil Baiano (BRG), Adílson Batista (CRU), Marcelo Djian (COR), Biro-Biro (BRG), César Sampaio (SAN), Tiba (BRG), Luís Fernando Flores (INT), Renato Gaúcho (FLA), Mazinho Oliveira (BRG) e Careca Bianchesi (PAL)
Bola de Ouro: César Sampaio (SAN)
Artilheiro: Charles (BAH) - 11 gols

1991Editar

Seleção: Marcelo Martelotte (BRG), Gil Baiano (BRG), Márcio Santos (INT), Ricardo Rocha (SPA), Leonardo (SPA), Mauro Silva (BRG), Júnior (FLA), Neto (COR), Mazinho Oliveira (BRG), Túlio (GOI) e Careca Bianchesi (PAL)
Bola de Ouro: Mauro Silva (BRG)
Artilheiro: Paulinho McLaren (SAN) - 15 gols

1992Editar

Seleção: Gilberto (SPO), Cafú (SPA), Aílton (SPO), Alexandre Torres (VAS), Válber (BOT), Mauro Silva (BRG), Júnior (FLA), Zinho (FLA), Renato Gaúcho (BOT), Bebeto (VAS) e Nélio (FLA)
Bola de Ouro: Júnior (FLA)
Artilheiro: Bebeto (VAS) - 18 gols

1993Editar

Seleção: Dida (VIT), Cafu (SPA), Antônio Carlos (PAL), Ricardo Rocha (SAN), Roberto Carlos (PAL), César Sampaio (PAL), Djalminha (GUA), Roberto Cavalo (VIT), Edmundo (PAL), Alex Alves (VIT) e Rivaldo (COR)
Bola de Ouro: César Sampaio (PAL)
Artilheiro: Guga (SAN) - 15 gols

1994Editar

Seleção: Ronaldo (COR), Pavão (SPA), Cléber (PAL), Jorge Luiz (GUA), Roberto Carlos (PAL), Zé Elias (COR), Zinho (PAL), Rivaldo (PAL), Amoroso (GUA), Marcelinho Carioca (COR) e Luizão (GUA)
Bola de Ouro: Amoroso (GUA)
Artilheiro: Túlio (BOT) e Amoroso (GUA) - 19 gols

1995Editar

Seleção: Wágner (BOT), Zé Maria (POR), Gamarra (INT), Andrei (JUV), Marcos Adriano (SAN), Leandro Ávila (BOT), Jamelli (SAN), Giovanni (SAN), Donizete (BOT), Túlio (BOT) e Renato Gaúcho (FLU)
Bola de Ouro: Giovanni (SAN)
Artilheiro: Túlio (BOT) - 23 gols

1996Editar

Seleção: Dida (CRU), Alberto Valentim (CAP), Carlos Gamarra (INT), Adílson Batista (GRE), Zé Roberto (POR), Ricardinho (CRU), Luís Carlos Goiano (GRE), Djalminha (PAL), Rodrigo Fabri (POR), Paulo Nunes (GRE) e Renaldo (CAM)
Bola de Ouro: Djalminha (PAL)
Artilheiro: Paulo Nunes (GRE) e Renaldo (CAM) - 16 gols

1997Editar

Seleção: Carlos Germano (VAS), Zé Carlos (SPA), Júnior Baiano (FLA), Mauro Galvão (VAS), Dedê (CAM), Doriva (CAM), Fernando (INT), Zinho (PAL), Rodrigo Fabri (POR), Edmundo (VAS) e Müller (SAN)
Bola de Ouro: Edmundo (VAS)
Artilheiro: Edmundo (VAS) - 29 gols

1998Editar

Seleção: Dida (CRU), Francisco Arce (PAL), Carlos Gamarra (COR), Marcelo Djian (CRU), Júnior (PAL), Narciso (SAN), Vampeta (COR), Jackson (SPO), Valdo (CRU), Edílson (COR) e Fábio Júnior (CRU)
Bola de Ouro: Edílson (COR)
Artilheiro: Viola (SAN) - 21 gols

1999Editar

Seleção: Dida (COR), Bruno (CAM), Roque Júnior (PAL), Cláudio Caçapa (CAM), Leandro (VIT), Freddy Rincón (COR), Vampeta (COR), Belletti (CAM), Marcelinho Carioca (COR), Marques (CAM) e Guilherme (CAM)
Bola de Ouro: Marcelinho Carioca (COR)
Artilheiro: Guilherme (CAM) - 28 gols

2000Editar

Seleção: Rogério Ceni (SPA), Francisco Arce (PAL), Cris (CRU), Lúcio (INT), Juan Pablo Sorín (CRU), Mineiro (PTP), Ricardinho (CRU), Juninho Paulista (VAS), Juninho Pernambucano (VAS), Romário (VAS) e Ronaldinho Gaúcho (GRE)
Bola de Ouro: Romário (VAS)
Artilheiro: Dill (GOI), Magno Alves (FLU) e Romário (VAS) - 20 gols

2001Editar

Seleção: Emerson (BAH), Francisco Arce (PAL), Daniel (SCT), Gustavo (CAP), Léo (SAN), Simão (SCT), Preto Casagrande (BAH), Kléberson (CAP), Roger Flores (FLU), Marques (CAM) e Alex Mineiro (CAP)
Bola de Ouro: Alex Mineiro (CAP)
Artilheiro: Romário (VAS) - 21 gols

2002Editar

Seleção: Diego (JUV), Mancini (CAM), Alex Costa (SAN), Fábio Luciano (COR), Athirson (FLA), Tinga (GRE), Fábio Simplício (SPA), Ramon Menezes (VAS), Kaká (SPA), Robinho (SAN) e Gil (COR)
Bola de Ouro: Kaká (SPA)
Artilheiro: Rodrigo Fabri (GRE) e Luís Fabiano (SPA) - 19 gols

2003Editar

Seleção: Rogério Ceni (SPA), Maurinho (CRU), Alex Costa (SAN), Fabão (GOI), Léo (SAN), Cláudio Maldonado (CRU), Renato (SAN), Alex (CRU), Marcelinho Carioca (VAS), Grafite (GOI) e Luís Fabiano (SPA)
Bola de Ouro: Alex (CRU)
Artilheiro: Dimba (GOI) - 31 gols

2004Editar

Seleção: Rogério Ceni (SPA), Paulo Baier (GOI), Diego Lugano (SPA), Rodrigo (SPA), Léo (SAN), Mineiro (SCT), Magrão (PAL), Ricardinho (SAN), Dejan Petković (VAS), Robinho (SAN) e Washington (CAP)
Bola de Ouro: Robinho (SAN)
Artilheiro: Washington (CAP) - 34 gols

2005Editar

Seleção: Fábio Costa (COR), Cicinho (SPA), Diego Lugano (SPA), Carlos Gamarra (PAL), Jadílson (GOI), Marcelo Mattos (COR), Mineiro (SPA), Dejan Petković (FLU), Juninho Paulista (PAL), Carlos Tévez (COR) e Rafael Sobis (INT)
Bola de Ouro: Carlos Tévez (COR)
Artilheiro: Romário (VAS) - 22 gols

2006Editar

Seleção: Rogério Ceni (SPA), Ilsinho (SPA), Fabão (SPA), Índio (INT), Kléber (SAN), Lucas Leiva (GRE), Mineiro (SPA), Wagner (CRU), Zé Roberto (BOT), Fernandão (INT) e Aloísio Chulapa (SPA)
Bola de Ouro: Lucas Leiva (GRE)
Artilheiro: Souza (GOI) - 17 gols

2007Editar

(Detalhes)

Seleção: Rogério Ceni (SPA), Léo Moura (FLA), Breno (SPA), Thiago Silva (FLU), Kléber (SAN), Richarlyson (SPA), Hernanes (SPA), Thiago Neves (FLU), Jorge Valdivia (PAL), Leandro Amaral (VAS) e Beto Acosta (NAU)
Bola de Ouro: Thiago Neves (FLU)
Artilheiro: Josiel (PAR) - 20 gols

2008Editar

(Detalhes)

Seleção: Rogério Ceni (SPA), Vítor (GOI), André Dias (SPA), Miranda (SPA), Juan (FLA), Ramires (CRU), Hernanes (SPA), Tcheco (GRE), Wagner (CRU), Nilmar (INT) e Borges (SPA)
Bola de Ouro: Rogério Ceni (SPA)
Artilheiros: Washington (FLU), Keirrison (CFC), Kléber Pereira (SAN) - 21 gols

2009Editar

(Detalhes)

Seleção: Victor (GRE), Jonathan (CRU), André Dias (SPA), Miranda (SPA), Kléber (INT), Pablo Guiñazú (INT), Pierre (PAL), Dejan Petković (FLA), Marcelinho Paraíba (CFC), Adriano (FLA) e Diego Tardelli (CAM)
Bola de Ouro: Adriano (FLA)
Artilheiros: Diego Tardelli (CAM) e Adriano (FLA) - 19 gols

2010Editar

(Detalhes)

Seleção: Fábio (CRU), Mariano (FLU), Alex Silva (SPA), Chicão (COR), Roberto Carlos (COR), Elias (COR), Jucilei (COR), Darío Conca (FLU), Walter Montillo (CRU), Jonas (GRE) e Neymar (SAN)[5]
Bola de Ouro: Darío Conca[5] (FLU)
Artilheiro: Jonas[5] (GRE) - 23 gols

2011Editar

(Detalhes)

Seleção: Fernando Prass (VAS), Mário Fernandes (GRE), Dedé (VAS), Paulo André (COR), Juninho (FIG), Marcos Assunção (PAL), Paulinho (COR), Ronaldinho Gaúcho (FLA), Walter Montillo (CRU), Fred (FLU) e Neymar (SAN)[6]
Bola de Ouro: Neymar[6] (SAN)
Artilheiro: Borges[6] (SAN) - 23 gols

2012Editar

(Detalhes)

Seleção: Diego Cavalieri (FLU), Marcos Rocha (CAM), Leonardo Silva (CAM), Réver (CAM), Carlinhos (FLU), Ralf (COR), Paulinho (COR), Zé Roberto (GRE), Ronaldinho Gaúcho (CAM), Lucas Moura (SPA) e Fred (FLU)
Hors Concours: Neymar (SAN)
Bola de Ouro: Ronaldinho Gaúcho (CAM)
Artilheiro: Fred (FLU) - 20 gols
Revelação: Bernard (CAM)

2013Editar

(Detalhes)

Seleção: Fábio (CRU), Mayke (CRU), Dedé (CRU), Rodrigo (GOI), Alex Telles (GRE), Elias (FLA), Nilton (CRU), Clarence Seedorf (BOT), Éverton Ribeiro (CRU), Diego Tardelli (CAM) e Walter (GOI)
Bola de Ouro: Éverton Ribeiro (CRU)
Artilheiro: Éderson (CAP) - 21 gols

2014Editar

(Detalhes)

Seleção: Marcelo Grohe (GRE), Marcos Rocha (CAM), Gil (COR), Rafael Tolói (SPA), Zé Roberto (GRE), Charles Aránguiz (INT), Lucas Silva (CRU), Ricardo Goulart (CRU), Paulo Henrique Ganso (SPA), Diego Tardelli (CAM) e Paolo Guerrero (COR)
Bola de Ouro: Ricardo Goulart (CRU)
Artilheiro: Fred (FLU) - 18 gols

2015Editar

Seleção: Marcelo Grohe (GRE), Rafael Galhardo (GRE), Gil (COR), Pedro Geromel (GRE), Douglas Santos (CAM), Elias (COR), Rafael Carioca (CAM), Renato Augusto (COR), Jadson (COR), Luan (GRE), Lucas Pratto (CAM)
Conjunto da Obra: Rogério Ceni (SAO)
Bola de Ouro: Renato Augusto (COR)
Artilheiro e Chuteira de Ouro: Ricardo Oliveira (SAN) - 20 gols
Revelação: Gabriel Barbosa (SAN)

2016Editar

Seleção: Jailson (PAL), Jean (PAL), Pedro Geromel (GRE), Réver (FLA), Fábio Santos (CAM), Willian Arão (FLA), Tchê Tchê (PAL), Moisés Lima (PAL), Dudu (PAL), Robinho (CAM), Gabriel Jesus (PAL)

Bola de Ouro: Gabriel Jesus (PAL)

Artilheiro e Chuteira de Ouro: Fred (CAM) William Pottker (PON) Diego Souza (SPO) - 14 gols

Futebol feminino: Formiga (JOS)

Prancheta de Prata: Cuca (PAL)

Especial: Chapecoense [7][8]

2017Editar

Seleção: Vanderlei (SAN), Fagner (COR), Pedro Geromel (GRE), Fabián Balbuena (COR), Thiago Carleto (CFC), Michel (GRE), Hernanes (SPA), Luan (GRE), Thiago Neves (CRU), Dudu (PAL), (COR)

Bola de Ouro:  (COR

Artilheiro e Chuteira de Ouro: (COR) e Henrique Dourado (FLU) - 18 gols

Futebol feminino: Sole Jaimes (SAN)

Prêmio Telê Santana: Fábio Carille (COR)

2018Editar

Seleção: Weverton (PAL), Mayke (PAL), Pedro Geromel (GRE), Víctor Cuesta (INT), Renê (FLA), Rodrigo Dourado (INT), Bruno Henrique (PAL), Lucas Paquetá (FLA), Everton Cebolinha (GRE), Dudu (PAL), Gabriel Barbosa (SAN)

Bola de Ouro: Dudu (PAL)

Artilheiro e Chuteira de Ouro: Gabriel Barbosa (SAN) - 18 gols

Prêmio Telê Santana: Luiz Felipe Scolari (PAL)

Gol mais bonito: Everton Ribeiro (FLA)

Melhor árbitro: Rafael Traci

Clubes que mais venceramEditar

Atualizado até a premiação referente a 2018

Posição Clube Hors Concours Bola de Ouro Bola de Prata Artilheiros Revelação Gol mais bonito Especial Total
São Paulo 0 5 57 3 0 0 0 65
Corinthians 0 5 46 1 0 0 0 52
Atlético Mineiro 0 3 43 5 1 0 0 52
Palmeiras 0 4 47 0 0 0 0 51
Internacional 0 4 43 3 0 0 0 50
Santos 2 5 31 8 1 0 0 47
Cruzeiro 0 4 40 1 0 0 0 45
Flamengo 0 5 35 4 0 0 0 44
Grêmio 0 3 35 4 0 0 0 42
10º Vasco da Gama 0 3 29 6 0 0 0 38
11º Fluminense 0 2 20 5 0 0 0 27
12º Botafogo 0 0 16 2 0 0 0 18
13º Guarani 0 1 10 2 0 0 0 13
14º Goiás 0 0 9 3 0 0 0 12
15º Athletico Paranaense 0 2 5 2 0 0 0 9
16º Bragantino 0 1 8 0 0 0 0 9
17º Vitória 0 0 9 0 0 0 0 9
18º Bahia 0 0 8 1 0 0 0 9
19º Ponte Preta 0 0 8 1 0 0 0 9
20º Coritiba 0 0 8 1 0 0 0 9
21º Bangu 0 1 4 0 0 0 0 5
22º Portuguesa 0 0 4 0 0 0 0 4
23º São Caetano 0 0 3 1 0 0 0 4
24º America 0 0 2 1 0 0 0 3
Sport 0 0 2 1 0 0 0 3

26º

Ceará 0 0 1 0 0 1 0 2
Juventude 0 0 2 0 0 0 0 2
Náutico 0 0 2 0 0 0 0 2
Remo 0 0 2 0 0 0 0 2
30º ABC 0 0 1 0 0 0 0 1
América Mineiro 0 0 1 0 0 0 0 1
Chapecoense 0 0 0 0 0 0 1 1
Criciúma 0 0 1 0 0 0 0 1
Desportiva Ferroviária 0 0 1 0 0 0 0 1
Figueirense 0 0 1 0 0 0 0 1
Fortaleza 0 0 1 0 0 0 0 1
Inter de Limeira 0 0 1 0 0 0 0 1
Joinville 0 0 1 0 0 0 0 1
Operário-MS 0 0 1 0 0 0 0 1
39º Paraná 0 0 0 1 0 0 0 1

Jogadores que mais venceramEditar

Posição Jogador Hors Concours Bola de Ouro Bola de Prata Artilheiro Revelação Total
Zico 0 2 5 2 0 9
Rogério Ceni 0 1 6 0 0 7
Júnior 0 1 5 0 0 6
Renato Gaúcho 0 1 5 0 0 6
Túlio Maravilha 0 0 3 3 0 6
Falcão 0 2 3 0 0 5
Toninho Cerezo 0 2 3 0 0 5
Elias Figueroa 0 1 4 0 0 5
Ricardo Rocha 0 1 4 0 0 5
10º Careca 0 1 3 1 0 5
11º Fred 0 0 2 3 0 5
Roberto Dinamite 0 0 3 2 0 5
12º Neymar 1 1 2 0 0 4
13° César Sampaio 0 2 2 0 0 4
Roberto Costa 0 2 2 0 0 4
15º Dirceu Lopes 0 1 3 0 0 4
Marcelinho Carioca 0 1 3 0 0 4
Dudu 0 1 3 0 0 4
18º Romário 0 1 1 2 0 4
19º Dida 0 0 4 0 0 4
Carlos Gamarra 0 0 4 0 0 4
Mineiro 0 0 4 0 0 4
Pedro Geromel 0 0 4 0 0 4
22º Diego Tardelli 0 0 3 1 0 4

Em negrito são jogadores que ainda estão em atividade.

Jogadores estrangeirosEditar

País Jogador Hors Concours Bola de Ouro Bola de Prata Artilheiro Revelação Total
  Argentina Edgardo Andrada 0 0 1 0 0 1
  Argentina Agustín Cejas 0 1 1 0 0 2
  Argentina Darío Conca 0 1 1 0 0 2
  Argentina Víctor Cuesta 0 0 1 0 0 1
  Argentina Narciso Doval 0 0 1 0 0 1
  Argentina Pablo Guiñazú 0 0 1 0 0 1
  Argentina Walter Montillo 0 0 2 0 0 2
  Argentina Lucas Pratto 0 0 1 0 0 1
  Argentina Juan Pablo Sorín 0 0 1 0 0 1
  Argentina Carlos Tévez 0 1 1 0 0 2
  Chile Charles Aránguiz 0 0 1 0 0 1
  Chile Elías Figueroa 0 1 4 0 0 5
  Chile Cláudio Maldonado 0 0 1 0 0 1
  Chile Jorge Valdivia 0 0 1 0 0 1
  Colômbia Freddy Rincón 0 0 1 0 0 1
  Paraguai Francisco Arce 0 0 3 0 0 3
  Paraguai Carlos Gamarra 0 0 4 0 0 4
  Paraguai Romerito 0 0 1 0 0 1
  Paraguai Fabián Balbuena 0 0 1 0 0 1
  Peru Paolo Guerrero 0 0 1 0 0 1
  Sérvia Dejan Petković 0 0 3 0 0 3
  Países Baixos Clarence Seedorf 0 0 1 0 0 1
  Uruguai Beto Acosta 0 0 1 0 0 1
  Uruguai Óscar Aguirregaray 0 0 1 0 0 1
  Uruguai Atílio Ancheta 0 1 1 0 0 2
  Uruguai Dario Pereyra 0 0 3 0 0 3
  Uruguai Hugo De León 0 0 1 0 0 1
  Uruguai Diego Lugano 0 0 2 0 0 2
  Uruguai Pedro Rocha 0 0 1 0 0 1
  Uruguai Rubén Paz 0 0 1 0 0 1

Em negrito são jogadores que ainda estão em atividade.

Maiores médiasEditar

Quando o prêmio surgiu, em 1970, as médias finais não eram divulgadas. "Se tiver que chiar, que chie agora", dizia o texto dos premiados no Robertão, na edição 41 de Placar. Ainda nessa fase, as notas 10 eram dadas sem cerimônia: em 1971, por exemplo, 37 jogadores receberam a premiação máxima — somente o goleiro Andrada recebeu a nota máxima cinco vezes. Pensando em evitar abusos e exageros, a partir de 1995 a nota dos jogadores passou a ser supervisionada pela redação da revista.[9]

Atualizado até a premiação referente a 2011

De 1970 a 1995

Jogador Clube Ano Média
Falcão Internacional 1979 9,20
Zico Flamengo 1974 8,74
Zico Flamengo 1982 8,68
Elias Figueroa Internacional 1972 8,61
Toninho Cerezo Atlético 1977 8,56

De 1995 em diante

Jogador Clube Ano Média
Neymar Santos 2012 7,12
Giovanni Santos 1995 6,96
Edílson Corinthians 1998 6,90
Edmundo Vasco 1997 6,89
Neymar Santos 2011 6,81

Referências

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar