Abrir menu principal

A Caterham F1 Team foi uma equipe de automobilismo malaia, posteriormente britânica, com sede no Reino Unido que disputou a Fórmula 1 sob uma licença da Malásia.[1] A equipe competiu como Caterham, pela primeira vez na temporada de Fórmula 1 de 2012, após a mudança do nome da equipe, que competiu como Team Lotus em 2011. A marca Caterham competido no Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2012 até 2014, após a aquisição da fabricante britânica de carros esportivos Caterham Cars pelo ex-proprietário e diretor da equipe Tony Fernandes, formando o Grupo Caterham.[2]

Malásia Caterham
Logotipo da Caterham F1 Team.png
Nome completo Caterham F1 Team
Sede Norfolk, Inglaterra
Pessoal notável Cyril Abiteboul
Christijan Albers
Riad Asmat
Finbarr O'Connell
Mike Gascoyne
John Iley
Colin Kolles
Steve Nielsen
Manfredi Ravetto
Mark Smith
Graham Watson
Nome anterior Lotus Racing/Team Lotus
Pilotos
Pilotos de teste
Chassis
Motor Renault
Pneus Pirelli
Combustível Total
Histórico na Fórmula 1
Estreia GP do Bahrein de 2010
Último GP GP de Abu Dhabi de 2014
Grandes Prêmios 56
Campeã de construtores 0
Campeã de pilotos 0
Vitórias 0
Pole Position 0
Voltas rápidas 0
Pontos 0
Posição no último campeonato
(2013)
NC (11º lugar)
nenhum ponto

Em julho de 2014, Tony Fernandes, e seus sócios anunciaram que haviam vendido a equipe para um consórcio de investidores suíços e do Oriente Médio.[3][4] O nome "Caterham" foi usado posteriormente sob licença após a separação do Caterham Group.[5]

Em outubro de 2014, a Caterham entrou administração legal e não compareceu a um fim de semana de corrida pela primeira vez na sua história, o Grande Prêmio dos Estados Unidos. Em novembro de 2014, depois de também perder o Grande Prêmio do Brasil, a Caterham se tornou a primeira equipe de Fórmula 1 a recorrer ao financiamento coletivo, o que permitiu-lhe competir no último Grande Prêmio de 2014 e tomar parte nos testes finais da temporada ambas realizadas em Abu Dhabi.[6] Em 27 de fevereiro de 2015, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) publicou uma lista revisada de participantes que incluía a Manor Marussia e excluía a Caterham da lista,[7] e em março do mesmo ano, os ativos da equipe foram postos em leilão, o que significou o fim oficial da equipe.[8][9]

Índice

HistóriaEditar

AntecedentesEditar

 Ver artigo principal: Team Lotus (2010–11)

A equipe de Fernandes entrou originalmente na Fórmula 1 em 2010 como Lotus Racing, usando o nome Lotus sob licença do Grupo Lotus. Quando a Proton - a proprietária do Grupo Lotus - terminada a licença, Fernandes adquiriu a propriedade privada do nome Team Lotus para o seu uso na temporada de 2011. Como a Proton começou um processo judicial contra a equipe, Fernandes adquiriu a Caterham Cars. Em novembro de 2011, a equipe pediu à comissão da Fórmula 1 para alterar formalmente o seu nome construtor para a temporada de 2012 de Lotus para Caterham, enquanto a Renault mudou seu nome para Lotus.[10] A permissão foi concedida antes de ser formalmente ratificado em uma reunião do Conselho Mundial de Automobilismo da FIA.[11]

PilotosEditar

Ano Carro Pneus Motor Pilotos Pilotos de testes Classificação
Pontos

2014

CT-05 P Renault Energy F1-2014[12]
V6 Turbo
  Marcus Ericsson

  Will Stevens
  Kamui Kobayashi
  André Lotterer

  Roberto Merhi

  Robin Frijns
  Alexander Rossi

NC (11º lugar)
nenhum ponto

2013

CT-03 P Renault RS27-2013 V8   Charles Pic

  Giedo van der Garde

  Rodolfo González NC (11º lugar)
nenhum ponto

2012

CT-01 P Renault RS27-2012 V8   Heikki Kovalainen

  Vitaly Petrov

  Giedo van der Garde

  Alexander Rossi
  Rodolfo González

NC (10º lugar)
nenhum ponto

ResultadosEditar

Ano Carro Motor Pneu Pilotos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Pts da Equipe Pos da Equipe
2012 CT01 Renault RS27-2012 2.4 V8 P AUS
 
MAL
 
CHN
 
BHR
 
ESP
 
MON
 
CAN
 
EUR
 
GBR
 
ALE
 
HUN
 
BEL
 
ITA
 
CIN
 
JAP
 
COR
 
IND
 
ABU
 
EUA
 
BRA
 
0 10º
  Heikki Kovalainen Ret 18 23 17 16 13 18 14 17 19 17 17 14 15 15 17 18 13 18 14
  Vitaly Petrov Ret 16 18 16 17 Ret 19 13 DNS 16 19 14 15 19 17 16 17 16 17 11
2013 CT03 Renault RS27-2013 2.4 V8 P AUS
 
MAL
 
CHN
 
BHR
 
ESP
 
MON
 
CAN
 
GBR
 
ALE
 
HUN
 
BEL
 
ITA
 
CIN
 
JAP
 
COR
 
IND
 
ABU
 
EUA
 
BRA
 
0 11º
  Charles Pic 16 14 16 17 17 Ret 18 15 17 15 Ret 17 19 14 18 Ret 19 20 Ret
  Giedo van der Garde 18 15 18 21 Ret 15 Ret 18 18 14 16 18 16 15 Ret Ret 18 19 18
2014 CT05 Renault Energy F1-2014 1.6 V6 t P AUS
 
MAL
 
BHR
 
CHN
 
ESP
 
MON
 
CAN
 
AUT
 
GBR
 
ALE
 
HUN
 
BEL
 
ITA
 
CIN
 
JAP
 
RUS
 
EUA
 
BRA
 
ABU
 
0 11º
  Marcus Ericsson Ret 14 Ret 20 20 11 Ret 18 Ret 18 Ret 17 19 15 17 19
  Kamui Kobayashi Ret 13 15 18 Ret 13 Ret 16 15 16 Ret 17 DNS 19 Ret Ret
  André Lotterer Ret
  Will Stevens 17

Negrito = Pole Position.

Itálico = Volta Mais Rápida

Ret = Não completou a prova.

- = Classificado pois completou 90% ou mais da prova.

½ = Foram dados a metade dos pontos. A corrida foi interrompida pelo mau tempo.

Desc = Desclassificado da prova.

Referências

  1. «2013 Formula One World Champtionship entry list» (PDF) (em inglês). FIA. Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  2. «Team Lotus purchase Caterham Cars» (em inglês). Formula1.com. Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  3. «Caterham é vendida a investidores da Suíça e do Oriente Médio». Estadão. Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  4. «Caterham F1 Team Announcement» (em inglês). Caterham Group. Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  5. «Caterham F1 Clarification» (em inglês). Caterham Group. Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  6. «Caterham F1 team to compete in Abu Dhabi as administrator says» (em inglês). Let’s go racing!. Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  7. «Marussia named on Formula One entry list, Caterham gone» (em inglês). The Globe and Mail. Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  8. «Caterham anuncia leilão de bens e desiste de disputar Fórmula 1 em 2015». Globo Esporte. Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  9. «Caterham's remaining assets will start to be sold off at an auction on Wednesday» (em inglês). Sky Sports. Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  10. «Lotus vira Caterham e encerra polêmica com Renault». Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  11. «Caterham, Lotus and Marussia name changes approved» (em inglês). Adam Cooper's F1 Blog. Consultado em 21 de dezembro de 2015 
  12. «Renault unveil 2014 turbo engine» (em inglês). Formula One World Championship Limited. 21 de junho de 2013 

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Caterham F1 Team