Chief Mouser to the Cabinet Office

O Chefe Felino do Gabinete (em inglês: Chief Mouser to the Cabinet Office) é o título do gato[a] residente oficial do Primeiro-ministro do Reino Unido na 10 Downing Street. Há um gato residente no governo inglês empregado como chefe e animal de estimação desde os anos 1500, embora os registros modernos datem apenas da década de 1920. Embora outros gatos tenham servido Downing Street, o primeiro a receber o título oficial de Chief Mouser pelo Governo Real foi Larry em 2011. Outros gatos receberam esse título afetuosamente, geralmente pela imprensa britânica. Em 2004, foi realizado um estudo mostrando que as percepções dos eleitores sobre o Chefe Felino não estivessem completamente acima do partidarismo.

Chefe Felino do Gabinete do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte
Royal Coat of Arms of the United Kingdom (HM Government).svg
Brasão de armas do Governo de Sua Majestade
Larry Chief Mouser.jpg
No cargo
Larry

desde 15 de fevereiro de 2011
Residência 10 Downing Street
Designado por Primeiro-ministro do Reino Unido
Duração Sem duração definido; termina com aposentadoria ou morte
Criado em c.1515
Título usado pela primeira vez em 1997[1]
Primeiro titular Gato de Cardeal Wolsey
Website www.gov.uk

HistóriaEditar

Há evidências de um gato em residência no governo inglês que remonta ao reinado de Henrique VIII,[3] quando o cardeal Thomas Wolsey colocava seu gato ao seu lado enquanto atuava em sua capacidade judicial como Lorde Chanceler.[4] Os registros oficiais, no entanto, lançados em domínio público em 4 de janeiro de 2005 como parte da Lei de Liberdade de Informação de 2000, datam apenas de 3 de junho de 1929,[5][6] quando A.E. Banham, no Tesouro, autorizou o Detentor do Escritório "a gastar 1d[b] por dia de dinheiro para a manutenção de um gato eficiente".[7] Em abril de 1932, o subsídio semanal foi aumentado para 1s 6d.[c] No século 21, o felino custava £100 per annum.[8] Os gatos não pertencem necessariamente ao primeiro-ministro em residência e é raro o mandato do Chefe Felino coincidir com o de um primeiro-ministro.[9] O gato com maior tempo de mandato conhecido em Downing Street é Wilberforce, que serviu sob quatro primeiros ministros diferentes:[10] Edward Heath, Harold Wilson, Jim Callaghan, e Margaret Thatcher.[11]

O cargo é ocupado por Larry desde 2011,[12] o primeiro a receber o título oficialmente.[1][13] A partida do titular anterior, Sybil, foi em janeiro de 2009. Sybil, que iniciou seu mandato em 11 de setembro de 2007, foi a primeira felina em dez anos após a aposentadoria de seu antecessor Humphrey em 1997. Sybil era de propriedade do então Chanceler do Tesouro Alistair Darling, que morava na 10 Downing Street, enquanto o então primeiro-ministro Gordon Brown morava na maior 11 Downing Street.[14][15] Foi relatado que Sybil não se estabeleceu em Londres e voltou à Escócia para morar com um amigo dos Darlings.[16] Sybil morreu em 27 de julho de 2009.[17][18]

Em janeiro de 2011, ratos foram vistos em Downing Street, "correndo pelas escadas da Number 10 Downing Street pela segunda vez durante uma reportagem de TV", segundo a ITN.[19] Não havendo Chefe Felino em exercício naquele momento, o porta-voz do primeiro-ministro disse que "não há planos" para que um gato seja trazido para resolver o problema;[20] No entanto, no dia seguinte, os jornais informaram que o porta-voz havia dito que havia uma "facção pró-gato" dentro de Downing Street, levando à especulação de que um substituto poderia realmente ser trazido para lidar com o problema.[20] Em 14 de fevereiro de 2011, foi relatado que um gato chamado "Larry" havia sido trazido para resolver o problema.[21] O London Evening Standard informou que o gato havia sido selecionado por David Cameron e sua família, daqueles da Battersea Dogs & Cats Home.[21]

Em setembro de 2012, foi relatado que o primeiro-ministro David Cameron havia demitido Larry do cargo de Chefe Felino, em favor da gata malhada do chanceler George Osborne, Freya, como a nova Chefe Felina para patrulhar os números 10, 11 e 12. Algumas fontes descreveram o novo acordo como um "compartilhamento de trabalho" para evitar sentimentos feridos.[22] Os Chief Mousers no passado se sobrepuseram ou foram adotados em fases - embora a posição possa e permaneça vaga por longos períodos de tempo. Larry é o único Chief Mouser listado no site oficial do Number 10.[13] Em novembro de 2014, Freya foi exilada da Downing Street, deixando Larry como Chefe Felino.[23]

Estudo de partidarismo envolvendo o Chief MouserEditar

Robert Ford, cientista político da Universidade de Manchester, relatou uma pesquisa do YouGov sobre reações partidárias aos gatos de Downing Street. Os participantes da pesquisa receberam uma foto de Humphrey, o Chefe Felino nomeado por Margaret Thatcher, e disseram que ele era o gato de Thatcher ou o gato de Tony Blair. Afinidade com o gato dividida em linhas partidárias: os eleitores conservadores gostaram muito mais do gato quando lhe disseram que ele era de Thatcher e os trabalhistas gostaram muito mais do gato quando disseram que ele era de Blair. Ford conclui que o partidarismo molda reações a tudo o que um político faz, por mais trivial que seja, semelhante ao efeito halo observado pelos psicólogos.[24]

Lista dos gatos Chefe FelinoEditar

Nome Posse Término Primeiros Ministros Refs
Rufus de Inglaterra[d]

(popularmente apelidado "Treasury Bill")[25][26]

1924 c. 1930[26] Ramsay MacDonald [27]
Peter desconhecida [e] 1946[5] Stanley Baldwin, Ramsay MacDonald, Neville Chamberlain, Winston Churchill, Clement Attlee [5]
Munich Mouser 1937–40 1943 Neville Chamberlain, Winston Churchill [28][29]
Nelson 1940 Winston Churchill [29][30]
Peter 1941 1946 Winston Churchill, Clement Attlee [9]
Peter II 1946 Clement Attlee [5]
Peter III 1946 1964 Clement Attlee, Winston Churchill, Anthony Eden, Harold Macmillan, Alec Douglas-Home [5]
Peta 1964 c. 1976 Alec Douglas-Home, Harold Wilson, Edward Heath [5]
Wilberforce 1973 1986 Edward Heath, Harold Wilson, Jim Callaghan, Margaret Thatcher [31]
Humphrey 1989 1997 Margaret Thatcher, John Major, Tony Blair [32]
Sybil 2007 2009 Gordon Brown [33][31]
Freya 2012 2014 David Cameron [22]
Larry 2011 incumbente David Cameron, Theresa May, Boris Johnson [34]

NotasEditar

  1. Mouser pode significar "gato" ou qualquer outro felino que cace ratos.[2]
  2. £ 5,11 em 2018.
  3. £0,25 em 2018
  4. em inglês: Rufus of England.
  5. Segundo o artigo do Sunday Mail, o Treasury Bill/Rufus (antecessor de Peter) aparentemente ainda estava de serviço em 1930.

Referências

  1. a b «Purr-fect ending fur Humphrey!». BBC News. 25 de novembro de 1997. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  2. «MOUSER | meaning in the Cambridge English Dictionary». dictionary.cambridge.org (em inglês). Consultado em 19 de setembro de 2019 
  3. Davies, Caroline (24 de novembro de 1997). «More questions over how No 10 handled the kitty». The Daily Telegraph. Consultado em 30 de outubro de 2011. Arquivado do original em 5 de dezembro de 2007 
  4. «Chapter Six. The Cat and the Law. Van Vechten, Carl. 1922. The Tiger in the House». Bartleby.com. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  5. a b c d e f «Home Office cat history revealed». BBC News. 4 de janeiro de 2005. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  6. «The official Home Office cat». The National Archives. 1929–76. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  7. «Tale of Home Office cat». Metro. Associated Newspapers. 4 de janeiro de 2005. Consultado em 25 de julho de 2019 
  8. Millward, David (15 de março de 2005). «Humphrey... the Downing Street dossier». The Daily Telegraph. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  9. a b Fenton, Ben (4 de janeiro de 2005). «Cats that left a mark in the corridors of power». The Daily Telegraph. Consultado em 30 de outubro de 2011. Arquivado do original em 23 de maio de 2005 
  10. Roberts, Patrick. «Wilberforce». Purr 'n' Fur: Famous Felines. Consultado em 7 de julho de 2019 
  11. Associated Press (20 de maio de 1988). «Wilberforce the Cat, Mouser to 4 British Leaders, Dead at 15». LA Times. Consultado em 7 de julho de 2019 
  12. Kraemer, Daniel; Sleator, Laurence (24 de julho de 2019). «The new PM's first job: Impress the cat». BBC. Consultado em 24 de julho de 2019. Cópia arquivada em 24 de julho de 2019 
  13. a b «Larry, Chief Mouser to the Cabinet Office». 10 Downing Street. Consultado em 31 de dezembro de 2012 
  14. «No. 10 has its first cat since Humphrey». Reuters. 12 de setembro de 2007. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  15. Nick, Assinder (12 de setembro de 2007). «No 10 gets new feline first lady». BBC News. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  16. «A Country Life for the No. 10 Cat». Daily Mail. 30 de janeiro de 2009. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  17. Crichton, Torcuil (29 de julho de 2009). «Darling's cat Sybil dies after a short illness». The Herald. Consultado em 30 de outubro de 2011. Arquivado do original em 2 de agosto de 2009 
  18. McSmith, Andy (29 de julho de 2009). «Farewell to the original New Labour cat». The Independent. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  19. «Another rat spotted on steps of Number 10». ITN. MSN. 24 de janeiro de 2011. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  20. a b «"Pro-cat faction" urges Downing Street rat rethink». BBC News. 25 de janeiro de 2011. Consultado em 30 de outubro de 2011 
  21. a b Woodhouse, Craig (14 de fevereiro de 2011). «Larry the tabby lands No10 job as rat catcher». London Evening Standard. Consultado em 30 de outubro de 2011. Arquivado do original em 4 de maio de 2011 
  22. a b «A paw performance! Larry the Downing Street cat is sacked as Number 10's chief mouse catcher after chillaxing too much on the job». Daily Mail. 16 de setembro de 2012. Consultado em 7 de fevereiro de 2015 
  23. Dearden, Lizzie (9 de novembro de 2014). «George Osborne's family cat Freya sent away from Downing Street to Kent». The Independent. Consultado em 7 de fevereiro de 2015 
  24. Ford, Robert (2004). «Of mousers and men: how politics colours everything we see». Sex, Lies and the Ballot Box: 50 Things You Need To Know About British Elections. London: Biteback Publishing. ISBN 1849548250 
  25. «Larry the cat joins David Cameron in Downing Street». BBC.com. 15 de fevereiro de 2011. Consultado em 6 de julho de 2019. During the 1920s, Labour Prime Minister Ramsay MacDonald's cat - a renowned rat-catcher - had the rather regal title of Rufus of England, but was nicknamed "Treasury Bill". 
  26. a b «The Cat that Looked at a Chancellor». National Library of Australia. Sunday Mail (Adelaide). 5 de julho de 1930. Consultado em 6 de julho de 2019 
  27. Campbell, Mel (19 de maio de 2010). «'Miaow, Prime Minister': the bureaucats of Downing Street». Crikey. Consultado em 25 de janeiro de 2011 Predefinição:Subscription required
  28. Irving, David (2001). Churchill's War Volume II: Triumph in Adversity. [S.l.]: Focal Point Publications. p. 833. ISBN 1-872197-15-9 
  29. a b «Riddles, Mysteries, Enigmas». The Churchill Centre. Finest Hour (110). Primavera de 2001 
  30. «Riddles, Mysteries, Enigmas». The Churchill Centre. Finest Hour (109). Inverno de 2000–2001 
  31. a b Jane Merrick (11 de setembro de 2007). «Ten years after the Humphrey hoo-ha, a cat returns to Downing Street». Daily Mail. UK. Consultado em 20 de fevereiro de 2016 
  32. «Humphrey the Cat» (PDF). Cabinet Office. Consultado em 12 de março de 2008. Arquivado do original (PDF) em 7 de outubro de 2007 
  33. «Morning press briefing from 11 September 2007». 10 Downing Street, Government of the United Kingdom. 11 de setembro de 2007. Consultado em 30 de outubro de 2011. Cópia arquivada em 4 de janeiro de 2008 
  34. «History of 10 Downing Street». UK. Consultado em 13 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 1 de setembro de 2013 

Leitura adicionalEditar

Ligações externasEditar