Chris Rock

Chris Rock
Rock no Festival Internacional de Cinema de Toronto, em 2014.
Nome completo Christopher Julius Rock III
Nascimento 7 de fevereiro de 1965 (55 anos)
Andrews, Carolina do Sul,
 Estados Unidos
Ocupação
Atividade 1984–presente
Parentesco Tony Rock (irmão)
Cônjuge Malaak Compton (c. 1996–2016)
Filho(s) 2
Emmys
Melhor Roteiro para Programa de Variedade, Música ou Comédia
1997 - Politically Incorrect
1997 - Chris Rock: Bring the Pain
1999 - The Chris Rock Show
Melhor Especial de Variedade ou Comédia
1997 - Chris Rock: Bring the Pain
Página oficial

Christopher "Chris" Julius Rock III, (Andrews, 7 de fevereiro de 1965)[1] é um comediante, ator, roteirista, produtor, dublador e cineasta americano, ganhador de quatro prêmios Emmy e três prêmios Grammy, conhecido por criar, escrever e narrar o seriado Todo Mundo Odeia o Chris, baseado em sua vida real.

Após trabalhar como comediante de stand-up e atuar em inúmeros papéis coadjuvantes, Rock ganhou destaque ao atuar em uma série de especiais de comédia aclamados da HBO e ao se tornar membro de elenco do Saturday Night Live no início dos anos 90. Ele passou a aparecer em filmes de maior destaque, com papéis principais em O Céu Pode Esperar (2001), Um Pobretão na Casa Branca (2003), Golpe Baixo (2005), Acho Que Amo Minha Mulher (2007), Gente Grande (2010), Gente Grande 2 (2013) e No Auge da Fama (2014), além de dar voz à zebra Marty na franquia Madagascar, da Dreamworks.

Chris Rock apresentou o Oscar 2005 e o Oscar 2016. Ele foi votado pela Comedy Central como o 5º melhor humorista de todos os tempos. No Reino Unido, também foi votado como o 9º melhor humorista dos 100 Maiores Stand-Ups do Channel 4 e novamente em 2010, na lista atualizada, como o 8º melhor humorista.

BiografiaEditar

Christopher Julius Rock nasceu em Andrews, Carolina do Sul, em 7 de fevereiro de 1965 [2]. Pouco depois de seu nascimento, seus pais se mudaram para o bairro de Crown Heights, no Brooklyn, Nova Iorque. Alguns anos depois, eles se mudaram e se estabeleceram em uma área de classe trabalhadora chamada Bedford-Stuyvesant. Sua mãe, Rosalie Tingman, era professora e assistente social para deficientes mentais; seu pai, Julius Rock, era motorista de caminhão e entregador de jornais [3]. Julius morreu em 1988, após uma cirurgia de úlcera. Os irmãos mais novos de Rock, Tony, Kenny e Jordan, também atuam no ramo de entretenimento. Seu meio-irmão mais velho, Charles, morreu em 2006, depois de uma longa batalha contra o alcoolismo [4]. Rock disse que foi influenciado pelo estilo de atuação de seu avô paterno, Allen Rock, que foi pastor.

A história da família de Rock foi retratada na série African American Lives 2 da PBS em 2008. Um teste de DNA mostrou que ele descende de Camarões, especificamente do povo Udeme, do norte do país [5]. O tataravô de Rock, Julius Caesar Tingman, foi escravo por 21 anos antes de servir na Guerra Civil Americana como parte das United States Colored Troops (USCT). Na década de 1940, o avô paterno de Rock se mudou da Carolina do Sul para Nova Iorque para trabalhar como motorista de taxi e pastor.

Rock frequentou escolas em bairros predominantemente brancos do Brooklyn, onde sofria bullying e apanhava de alunos brancos [6]. Conforme ele cresceu, o assédio piorou, e seus pais o tiraram da James Madison High School. Ele largou o ensino médio, mas obteve um GED (equivalente ao Exame Supletivo) posteriormente. Depois disso, Rock trabalhou em diversos restaurantes de fast food [7].

CarreiraEditar

Chris Rock fez parte do elenco da famosa série Saturday Night Live, mas foi seu especial da HBO Bring the Pain que o consagrou como comediante em Hollywood. A controvérsia gerada pelo seu Niggas vs. Black People, de 1997, ajudou no seu estrelato.

Além de atuar, Rock teve quatro especiais no canal HBO: Bring the Pain (1996), Chris Rock: Bigger and Blacker (1999), Never Scared (2004) e, mais recentemente, Kill the Messenger (2008). O canal HBO também exibiu seu talk show, The Chris Rock Show. Rock estreou em filmes em 1986.

Seu material geralmente envolve as relações entre as raças nos Estados Unidos, apesar de falar, também, de mulheres. A maioria de sua comédia provém de sua adolescência. Filho de pais superprotetores, foi estudar numa escola de crianças brancas, onde se dizia que a educação era melhor. Rock afirma ter sido preso quatro vezes, uma por atacar um jovem que lhe havia roubado e três vezes por violações de trânsito, incluindo dirigir sem a licença e por "dirigir muito devagar". No outono de 2005, a UPN estreou a série chamada Everybody Hates Chris, exibida pelo canal Sony Entertainment Television e pela Record, no Brasil, onde Chris Rock fala de sua adolescência.

Em 2006, participou do clipe "Hump de Bump" do álbum Stadium Arcadium, dos Red Hot Chili Peppers. O clipe foi gravado no Brooklyn e dirigido por ele mesmo.

Como apresentador do OscarEditar

Em 2005, Rock apresentou o 77.ª edição do Oscar. Tal decisão proveio da necessidade de aproximar a cerimônia dos mais jovens. Alguns estavam preocupados com o humor às vezes rude de Rock, que pudesse manchar a imagem do prêmio. Foi novamente convidado para apresentar a edição do Oscar 2016.

Vida pessoalEditar

 
Chris Rock em 2012.

Rock se casou com Malaak Compton-Rock em 23 de novembro de 1996 [8]. Compton-Rock é a fundadora e diretora-executiva da StyleWorks, sem fins lucrativos, serviço completo de salão de beleza que oferece serviços gratuitos para as mulheres deixando bem-estar e de entrar na força de trabalho. O casal vivia em Alpine, New Jersey com suas duas filhas, Lola Simone (nascida em 2002) e Zahra Savannah (nascida em 2004) [9]. Em dezembro de 2014, Rock anunciou que havia pedido o divórcio da Compton-Rock. Rock admitiu a infidelidade no casamento, bem como lutando com um vício em pornografia [10]. O divórcio foi finalizado em 22 de agosto de 2016.

Rock é um crítico declarado do perfil racial e frequentemente fala do "racismo cotidiano" que ele alega experimentar, apesar de ser famoso [11]. Em um episódio de 2013 de Comedians in Cars Getting Coffee com Jerry Seinfeld, Rock e Seinfeld são parados pela polícia por excesso de velocidade enquanto Seinfeld estava dirigindo. No episódio, Rock admite a Seinfeld que "se você não estivesse aqui, eu ficaria com medo. Sim, eu sou famoso, mas ainda sou negro" [12]. Em 2015, o Rock foi parado três vezes nos primeiros três meses do ano. Cada vez que Rock postou uma selfie do incidente, sem mais comentários sobre o motivo das paradas ou se ele recebeu uma citação.

Em 25 de junho de 2019, o The New York Times Magazine listou Chris Rock entre centenas de artistas cujo material teria sido destruído no incêndio de 2008 da Universal [13].

InfluênciasEditar

As influências de comédia de Rock são Bill Cosby, Redd Foxx, Dick Gregory, Flip Wilson, Richard Príor, Steve Martin, Pigmeat Markham, Woody Allen, Eddie Murphy, Sam Kinison, George Carlin, Mort Sahl e Rodney Dangerfield [14].

Os comediantes que reivindicaram Rock como uma influência são Dave Chappelle, Christian Finnegan, George Lopez, Kevin Hart e Trevor Noah [15][16].

FilmografiaEditar

CinemaEditar

 Ver artigo principal: Filmografia de Chris Rock
 
Chris Rock e Cameron Diaz na estreia do filme What to Expect When You're Expecting em Nova York, 2012.
Ano Filme Título em português Papel Obs.
1986 Krush Groove Pessoa ao lado do telefone durante luta na boate Não creditado
1987 Beverly Hills Cop II Um Tira da Pesada II Manobrista da Mansão Playboy
1988 Comedy's Dirtiest Dozen Ele mesmo Concert film lançado diretamente em vídeo
I'm Gonna Git You Sucka Cliente do restaurante
1989 Who Is Chris Rock? Ele mesmo Documentário curta-metragem
1991 New Jack City New Jack City - A Gangue Brutal Pookie
1992 Boomerang O Príncipe das Mulheres Bony T
1993 CB4 CB4 - Uma História sem Rap End Albert Brown/M.C. Gusto
1995 The Immortals Os Imortais Deke Anthony
Panther Yuck Mouth
1996 Sgt. Bilko O Sargento Trapalhão Primeiro-tenente Oster
1997 Beverly Hills Ninja Um Ninja da Pesada Joey Washington
1998 Dr. Dolittle Rodney, o porquinho da Índia Voz
Lethal Weapon 4 Máquina Mortífera 4 Detetive Lee Butters
1999 Torrance Rises Ele mesmo Documentário curta-metragem
Dogma Rufus
2000 Nurse Betty A Enfermeira Betty Wesley
2001 Down to Earth O Céu Pode Esperar Lance Barton Co-roteirista e produtor executivo
AI: Artificial Intelligence IA: Inteligência Artificial Comediante Mecha Voz/participação especial
Pootie Tang Pootie Tang - Quase um Super-Homem JB/Radio DJ/Pai de Pootie Também produtor
Osmosis Jones Osmosis Jones Voz
Jay and Silent Bob Strike Back Chaka Luther King Participação especial
2002 Bad Company Em Má Companhia Jake Hayes/Kevin Pope/Michael Turner
Comedian Ele mesmo Documentário
2003 Pauly Shore Is Dead Participação especial
Head of State Um Pobretão na Casa Branca Mays Gilliam Também dirigiu, produziu e co-escreveu
2004 The N-Word Ele mesmo Documentário
Paparazzi Entregador de Pizza Participação especial
2005 The Aristocrats Ele mesmo Documentário
Madagascar Marty, a Zebra Voz
The Longest Yard Golpe Baixo Farrell Caretaker
2007 I Think I Love My Wife Acho que Amo Minha Mulher Richard Marcus Cooper Também dirigiu e co-escreveu
Bee Movie Bee Movie: A História de uma Abelha Zé Picada, o Mosquito Voz
2008 You Don't Mess with the Zohan Zohan - Um Agente Bom de Corte Taxista Participação especial
Madagascar: Escape 2 Africa Marty e outras zebras Voz
2009 Good Hair Ele mesmo Documentário
2010 Death at a Funeral Morte no Funeral Aaron Também produziu, remake do filme homônimo de 2007
Grown Ups Gente Grande Kurt McKenzie
2012 2 Days in New York Mingus
What to Expect When You're Expecting O Que Esperar Quando Você Está Esperando Vic
Madagascar 3 Marty Voz
2013 Grown Ups 2 Gente Grande 2 Kurt McKenzie
One Direction: This Is Us Ele mesmo
2014 Top Five No Auge da Fama Andre Allen Também dirigiu
2015 A Very Murray Christmas Ele mesmo
2017 Sandy Wexler Sandy Wexler Ele mesmo
2018 Nobody's Fool Uma Irmã Nada Perfeita Lawrence
The Week Of Lá Vem os Pais Kirby Cordice Filme original Netflix
2019 Dolemite Is My Name Meu Nome é Dolemite! Daddy Fatts

TelevisãoEditar

Ano Título Papel Obs.
1987 Uptown Comedy Express Ele mesmo Especial da HBO
Miami Vice Carson Episódio: "Missing Hours"
1990-93 Saturday Night Live Diversos Membro do elenco
1993–94 In Living Color Recorrente
1994 Big Ass Jokes Ele mesmo Especial da HBO
1995 The Fresh Prince of Bel-Air Maurice Perry/Jasmine Perry Episódio: "Get a Job"
1996–98 The Moxy Show Flea Voz (não creditado)
1996 Martin Valentino Episode: "The Love Jones Connection"
Homicide: Life on the Street Carver Episódio: "Requiem for Adena"
Bring the Pain Ele mesmo Especial da HBO
Politically Incorrect Correspondente
1997 MTV Music Video Awards Apresentador
1997–00 The Chris Rock Show Membro do elenco, roteirista
1998 King of the Hill Roger "Booda" Sack Episódio: "Traffic Jam"
1999 MTV Music Video Awards Ele mesmo Apresentador
2000 Bigger e Blacker Especial da HBO
2003 MTV Music Video Awards
2004 ChalkZone Boris the Burger Episódio: "If You Can't Beat 'Em, Eat 'Em"
Never Scared Ele mesmo Especial da HBO
2005 77th Academy Awards Apresentador
2005–09 Everybody Hates Chris Narrador (Chris - adulto) Também criador da série
Sr. Abbott (O Orientador Acadêmico do Chris) Episódio: "Todo Mundo Odeia o Orientador"
2008 Kill the Messenger Ele mesmo Especial da HBO
2011 Louie 1 episódio
2012 Totally Biased with W. Kamau Bell Produtor executivo
Tosh.0 Ele mesmo 1 episódio
2013 Programa de Talentos Episódio: A Pecuária
2014 Saturday Night Live
2015 Empire Frank Gathers Episódio: "The Devils Are Here"
2018 Kevin Can Wait Dennis Episódio: "A Band Done"

InternetEditar

Ano Título Papel Obs.
2012 The Annoying Orange Marty Episódio: "Big Top Orange";
Participação especial
Rap Blad Parody Tremendous Repeat Episódio: 4
2019 Old Town Road Ele mesmo

DiscografiaEditar

Ano Álbum Posições
U.S. U.S.
R&B
1991 Born Suspect
1997 Roll with the New 93 41
1999 Bigger e Blacker 44 26
2005 Never Scared

TeatroEditar

  • The Motherfucker with the Hat, de Stephen Adly Guirgis (2011).

BibliografiaEditar

Referências

  1. «Chris Rock biography and filmography» (em inglês). Tribute. Consultado em 8 de maio de 2012 
  2. «Chris Rock Biography - Yahoo! Movies». web.archive.org. 22 de maio de 2011. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  3. «Rolling Rock: Chris Rock Hits His Hollywood Stride: Chris Rock : Rolling Stone». web.archive.org. 14 de dezembro de 2007. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  4. «Chris Rock Feels He 'Failed' Deceased Brother - Starpulse Entertainment News Blog». web.archive.org. 25 de janeiro de 2009. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  5. «Americans seek their African roots» (em inglês). 29 de junho de 2009 
  6. «Chris Rock Gets Show Based on Childhood - Celebrity Gossip | Entertainment News | Arts And Entertainment - FOXNews.com». web.archive.org. 29 de junho de 2010. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  7. «Ebony: Bigger, Better, And Hotter! Chris Rock Talks About Fame, Controversy And The Challenge Of Being No. 1 - Interview». web.archive.org. 5 de abril de 2005. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  8. «Chris Rock, Wife Say Their Marriage Is Solid». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  9. Century, Douglas (11 de fevereiro de 2007). «Alpine, N.J. - Hip-Hop - Music». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  10. Sharf, Zack; Sharf, Zack (14 de fevereiro de 2018). «Chris Rock Gets Brutally Honest About Porn Addiction and Cheating on His Wife: 'I Wasn't a Good Husband'». IndieWire (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  11. «Chris Rock is taking a selfie every time he gets pulled over by the police». Mother Jones (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  12. «Jerry Seinfeld and Chris Rock Pulled Over for Speeding by New Jersey Cop». Intelligencer (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  13. Rosen, Jody (25 de junho de 2019). «Here Are Hundreds More Artists Whose Tapes Were Destroyed in the UMG Fire». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  14. «Chris Rock On Fire». EW.com (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  15. «New & Next: Meet Comedian Trevor Noah». Essence (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  16. Gomez, Luis. «Interview: Kevin Hart not shy about past flubs». chicagotribune.com (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 

Ligações externasEditar