Agressão de Will Smith a Chris Rock

incidente durante o Oscar 2022

No dia 27 de março de 2022, durante a transmissão ao vivo do Oscar 2022, o ator Will Smith subiu no palco e agrediu o comediante Chris Rock com um tapa no rosto, enquanto este apresentava o prêmio de Melhor Documentário. Pouco antes, Rock havia feito uma piada com a esposa de Smith, Jada Pinkett Smith, sobre sua cabeça raspada. Pinkett Smith, que sofre de alopecia areata, estava sentada ao lado de Smith e não parecia contente. Smith então entrou no palco e deu um tapa em Rock antes de retornar ao seu lugar e gritar com o comediante, incluindo o uso de profanação. Rock comentou brevemente sobre o incidente e depois continuou a cerimônia. Mais tarde na cerimônia, Smith ganhou o prêmio de Melhor Ator por sua interpretação do treinador de tênis Richard Williams no filme King Richard. Em seu discurso de aceitação, Smith pediu desculpas à Academia e aos seus colegas, mas não a Rock.

Agressão de Will Smith a Chris Rock
Will Smith (à direita) acertando Chris Rock (à esquerda) no rosto durante a 94.ª cerimônia do Oscar
Participantes Will Smith
Chris Rock
Localização Hollywood,  Estados Unidos
Data 27 de março de 2022
Resultado

Membros do público e telespectadores ficaram chocados com o incidente e alguns questionaram se o evento havia sido roteirizado. Nos Estados Unidos, a maior parte do áudio do confronto foi silenciado pela American Broadcasting Company devido a leis federais, mas imagens de vídeo sem censura de emissoras internacionais foram postadas on-line e rapidamente se tornaram virais, acumulando rapidamente dezenas de milhões de visualizações em várias plataformas e provocando comentários, discussões e debates generalizados. No dia seguinte ao incidente, Smith emitiu um pedido de desculpas a Rock e à Academia via Instagram e Facebook. Em 1.º de abril, Smith renunciou à sua participação na Academia, pois potencialmente enfrentou suspensão ou expulsão da organização.

AntecedentesEditar

Da esquerda para a direita: Will Smith, Chris Rock, e Jada Pinkett Smith

Antes da cerimônia de 2022, o Oscar estava sofrendo com a baixa audiência do Oscar 2021, reduzida devido às restrições de COVID-19, atraindo sua menor audiência televisiva de todos os tempos.[1][2] Em 3 de março de 2022, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou Chris Rock como um dos apresentadores.[3] Rock serviu anteriormente como anfitrião dos prêmios em duas ocasiões distintas, inclusive em 2016, quando vários atores boicotaram o evento devido à falta de indicados afro-americanos. Jada Pinkett Smith estava entre os participantes do boicote, levando Rock a brincar com ela em seu monólogo de abertura: "Jada boicotar o Oscar é como eu boicotar a calcinha de Rihanna. Eu não fui convidado."[4]

Durante um episódio de 2018 de seu talk show Red Table Talk, Pinkett Smith revelou que ela estava perdendo o cabelo, potencialmente por causa do estresse.[5] Ela foi diagnosticada com alopecia areata, uma doença autoimune, e em julho de 2021, ela decidiu raspar completamente a cabeça.[6][7]

IncidenteEditar

Rock subiu ao palco para anunciar os indicados para Melhor Documentário, onde apresentou um breve monólogo cheio de piadas, em grande parte lendo de um roteiro do teleprompter. Rock fez uma piada sobre o casal Javier Bardem e Penélope Cruz, ambos recebendo indicações comparáveis na mesma cerimônia. A piada era que Bardem estaria "rezando para que Will Smith vencesse" como Melhor Ator se Cruz perdesse seu prêmio.

Enquanto isso, Will e Jada estavam sentados juntos perto da frente da plateia. Rock então começou uma piada espontânea sobre a cabeça raspada de Pinkett Smith,[8][9][10][11] fazendo uma comparação com a personagem de Demi Moore no filme G.I. Jane, de 1997.

Rock: Jada, eu te amo. G.I. Jane 2, mal posso esperar para ver, certo? [plateia ri]

Após a referência, a transmissão mostrou as reações de Will e Jada à piada: ele riu, enquanto o rosto dela mostrou claro desagrado. A transmissão então voltou para Rock.

Rock: É... essa foi... foi uma boa! OK. Eu estou aqui—[ele vê Smith se aproximando dele] uh oh–Richar...

Rock continuou rindo e se inclinando para frente enquanto Smith cruzava o palco para ficar de pé e confrontá-lo cara a cara. Sem falar, Smith deu um tapa no rosto de Rock,[8][9] então rapidamente se virou e voltou ao seu lugar. Rock reagiu ao incidente no palco, enquanto Smith gritava com ele de seu assento, sem microfone.[8][9][12]

Rock: Oh, uau! Uau! [balança a cabeça e estala a língua] Will Smith acabou de bater em mim. [plateia ri] Di–
Smith: Mantenha o nome da minha esposa fora da porra da sua boca! [plateia suspira]
Rock: Uau, cara!
Smith: Sim.
Rock: Foi uma piada com G.I. Jane.
Smith: [levantando a voz] Mantenha o nome da minha esposa fora da porra da sua boca!
Rock: Eu vou, ok? ...Eu poderia, oh, tudo bem. Essa foi a melhor noite da história da televisão, ok. [plateia ri] Ok.[13]

Visualização sem censuraEditar

Os palavrões de acompanhamento de Smith gritados após o ataque em si foram censurados através do silenciamento de áudio durante a transmissão ao vivo em muitos países devido ao áudio profano.[14][15][16][17] Nos Estados Unidos, a emissora American Broadcasting Company silenciou o áudio devido a leis federais; no entanto, muitas emissoras internacionais não o fizeram, e gravações sem censura do evento se tornaram virais nas mídias sociais.[18] Imagens sem censura do incidente foram postadas pelo The Guardian no YouTube,[13] que recebeu mais de 50 milhões de visualizações em 24 horas, tornando-se um dos vídeos online mais vistos nas primeiras 24 horas.[19] O vídeo usa as imagens da transmissão australiana da cerimônia no Seven Network. O vídeo também alcançou o número 1 na página de tendências do YouTube em três horas nos Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e muitos outros países. Alguns meios de comunicação se referiram à briga, em referência ao tiro ouvido ao redor do mundo, como "o tapa ouvido ao redor do mundo".[14][15][16][17]Memes da Internet relacionados ao incidente se espalharam, com muitos deles usando a foto como modelo.[20]

Vídeos adicionaisEditar

Em 31 de março, imagens adicionais do incidente foram publicadas por um usuário do TikTok que parecia mostrar o incidente através do ângulo de um membro da plateia na mesa dos Smiths.[21]

Desculpas e resultadoEditar

Respostas imediatasEditar

Em um comunicado divulgado na quarta-feira seguinte, a academia disse que Smith foi convidado a deixar a cerimônia e recusou.[22] No entanto, outros que estavam presentes na sala negaram que Smith tenha sido convidado, diretamente ou por meio de um representante, a sair; houve um desacordo entre os membros da liderança da academia e o produtor da cerimônia Will Packer sobre se Smith deveria ser autorizado a ficar, o que levou a nenhuma ação a ser tomada.[23] Em uma entrevista posterior à Good Morning America, Packer disse que se opunha a sugestões para remover Smith do local porque ele não acreditava que Rock iria querer isso.[24]

Dentro de quarenta minutos, Smith ganhou o prêmio de Melhor Ator por sua interpretação de Richard Williams em King Richard. Ele focou seu discurso em sua necessidade de proteger aqueles ao seu redor e pediu desculpas à academia e aos outros indicados, mas não a Rock.[25] Ele recebeu uma ovação de pé.[26] A The Economist descreveu seu discurso de aceitação, no qual ele apelou a Deus chamando-o para fazer "loucuras" em nome do amor, como "perigoso e egoísta".[26]

Naquela noite, policiais da LAPD se encontraram com Packer, que mais tarde disseram que estavam preparados para prender Smith sob a acusação de agressão. Rock repetidamente se recusou a prestar queixa.[27]

Perto de 1h da manhã, Smith foi filmado dançando na festa "Vanity Fair" enquanto um DJ tocava a música de Smith "Gettin' Jiggy wit It".[28] Escrevendo à The New Yorker, o festeiro Michael Schulman observou: "Em um final de Hollywood que parecia muito sombrio e surreal para ser verdade, [Smith] parecia estar se divertindo como nunca".[12]

Pessoas envolvidasEditar

Após a reação pública, Smith emitiu um pedido formal de desculpas em postagens do Instagram e do Facebook. Smith se referiu ao seu próprio comportamento como "inaceitável" e "indesculpável". Smith dirigiu-se diretamente a Rock: "Gostaria de me desculpar publicamente com você, Chris. Eu estava fora da linha e estava errado. Estou envergonhado e minhas ações não indicavam o homem que eu quero ser. Não há lugar para a violência em um mundo de amor e bondade."[29][30][31]

A AMPAS emitiu uma declaração no dia seguinte, condenando as ações de Smith e anunciando uma revisão formal.[32] SAG-AFTRA, o sindicato que representa atores de cinema e televisão, emitiu uma declaração semelhante condenando o comportamento de Smith: "A violência ou abuso físico no local de trabalho nunca é apropriado e o sindicato condena tal conduta. O incidente envolvendo Will Smith e Chris Rock no Oscar de ontem à noite foi inaceitável. Entramos em contato com a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas e a ABC sobre esse incidente e trabalharemos para garantir que esse comportamento seja abordado adequadamente. O SAG-AFTRA não comenta sobre nenhum processo disciplinar pendente de membros".[33][34]

Três dias após o incidente, Rock mencionou brevemente o assunto pela primeira vez em uma turnê de comédia, dizendo que ainda estava processando o que havia acontecido, mas prometeu falar sobre isso no futuro.[35] Ele negou os rumores de que havia falado com Smith desde a briga.[36] Rock também afirmou que Smith não o procurou pessoalmente, nem falaram desde a cerimônia.[37] Durante este show, pelo menos dois desordeiros gritando "Will Smith!" foram removidos pela segurança.[38] Outro homem foi preso durante o evento, mas a polícia de Boston afirmou que isso surgiu de um desacordo sobre a política de máscaras do local.[39]

Para pessoas próximas, Chris Rock disse que fez a piada sem saber da doença de Jada Smith.[40]

Em 1.º de abril de 2022, Smith anunciou que estava se demitindo da Academia, afirmando que havia "traído a confiança da Academia" e que estava "de coração partido".[41]

Revisão formal da AcademiaEditar

Em 28 de março, um dia após o incidente, a AMPAS anunciou que lançou uma revisão formal do mesmo.[42] O Conselho de Governadores da Academia divulgou planos para uma reunião completa para explorar outras ações e consequências de acordo com seus Estatutos, Padrões de Conduta e a lei da Califórnia programada para ocorrer na quarta-feira após o incidente.[43][44] David Rubin, o presidente da AMPAS, emitiu uma carta subsequente aos membros da Academia, observando que o processo oficial levaria algumas semanas para determinar uma ação apropriada para Smith.[45]

Em 29 de março, Smith rubricou uma ligação de seis minutos no Zoom com o presidente David Rubin e a CEO Dawn Hudson da AMPAS, pedindo desculpas novamente por suas ações, e o Conselho de Governadores não estava ciente da conversa ao discutir procedimentos disciplinares no dia seguinte. Um dos participantes da reunião do conselho chamou a falta de transparência de suspeita e mostrou falta de liderança.[46]

Em 30 de março, a Academia iniciou um processo disciplinar contra Smith por "violações dos Padrões de Conduta da Academia, incluindo contato físico inadequado, comportamento abusivo ou ameaçador e comprometimento da integridade da Academia". Smith recebeu 15 dias para fornecer uma resposta por escrito. A academia declarou: "Enquanto gostaríamos de esclarecer que o Sr. Smith foi convidado a deixar a cerimônia e recusou, também reconhecemos que poderíamos ter lidado com a situação de maneira diferente". O período de 15 dias indicava quando o Conselho de Governadores votaria se "suspensão, expulsão ou outras sanções sob os Padrões de Conduta da Academia" seriam aplicadas a Smith. Vários membros da Academia disseram que a AMPAS deveria, no mínimo, suspender a associação de Smith, citando os Padrões de Conduta da organização implementados oito semanas após crimes sexuais de Harvey Weinstein terem sido expostos.[47]

Após a renúncia de Smith da associação à Academia em 1.º de abril, a Academia anunciou que sua revisão interna do incidente deve continuar apesar dessa renúncia.[48]

A Academia nunca havia expulsado um membro antes de 2004, quando seu conselho de 42 membros votou unanimemente para expulsar o ator Carmine Caridi por compartilhar cópias promocionais de filmes que mais tarde foram pirateadas.[49] Posteriormente, a Academia expulsou Harvey Weinstein, Roman Polanski, Bill Cosby e o diretor de fotografia Adam Kimmel por crimes sexuais.[50]

Em 8 de abril, o conselho de diretores da AMPAS aceitou a renúncia de Smith como membro, e deliberou pela proibição da participação presencial ou virtual em qualquer evento ou programa promovido pela Academia, incluindo o Oscar, pelo prazo de dez anos. Tal proibição no entanto, não retira do ator o prêmio conquistado por sua atuação no filme King Richard, nem o impede de ser indicado ou mesmo premiado em futuras edições dos eventos organizados pela AMPAS.[51]

Reações e respostasEditar

Uma pesquisa de opinião do YouGov realizada no dia seguinte à cerimônia descobriu que 61% dos americanos achavam que as ações de Smith eram inaceitáveis, contra 22% que disseram que eram aceitáveis.[52] A Comissão Federal de Comunicações, que regula a transmissão dos EUA, recebeu 66 reclamações sobre o incidente.[53]

Alegações de golpe publicitárioEditar

Alguns comentaristas opinaram que a briga foi um golpe de publicidade, devido em parte ao declínio do número de visualizações nos últimos anos. David Griner, do Adweek, tuítou: "Uma caminhada lenta para cima, um tapa na mão aberta, sem cambalear, uma caminhada lenta de volta sem briga e nenhum segurança entrando? Parece absolutamente encenado para publicidade", com vários tweets concordando com essa avaliação.[54] Fontes da Academia disseram mais tarde aos meios de comunicação que o incidente não foi planejado e que a piada de Rock foi improvisada.[55]

Houve uma pequena discussão sobre por que uma piada anterior de Regina Hall que aparentemente fez pouco caso da situação conjugal dos Smiths e dificuldades de relacionamento anteriores foi recebida com risos pelos Smiths em contraste com a forma como o casal reagiu à piada de Chris Rock.[56][57]

Elenco de Summer of SoulEditar

O músico Questlove e os produtores de filmes David Dinerstein, Robert Fyvolent e Joseph Patel subiram ao palco imediatamente após o incidente para receber o prêmio de Melhor Documentário por Summer of Soul, e alguns comentaristas opinaram que a vitória do grupo foi ofuscada pelo incidente.[58][59][60] Gabrielle Ulubay da Marie Claire escreveu: "O filme merecia ter seu momento, e o tocante discurso e homenagem de Questlove a seus pais mereciam toda a nossa atenção — mas em vez disso, o mundo manteve sua mente em Will. Smith e Chris Rock e seus olhos no Twitter."[61] Questlove foi questionado sobre o incidente do tapa por um repórter em uma entrevista coletiva nos bastidores imediatamente após deixar o palco, e se recusou a responder, afirmando que "não estou falando sobre isso esta noite, é sobre o Harlem Cultural Festival".[62] Em uma entrevista no The Tonight Show Starring Jimmy Fallon na noite seguinte, Questlove disse que não percebeu o tapa no momento porque estava usando meditação transcendental para conter sua ansiedade antes de chamarem o, e que não percebeu o que havia acontecido até "talvez três segundos antes de eu falar palavras".[63][64]

Em 30 de março, Patel criticou Rock e Smith pelo incidente, e se ofendeu especificamente com Rock chamando a si mesmo, Dinerstein e Fyvolent como "Quatro caras brancos" ao anunciar os vencedores do prêmio, embora Patel seja descendente do sul da Ásia e houvesse apenas três outros indivíduos premiados ao lado de Questlove.[65] Patel escreveu no Twitter "A razão que me deixa tão, tão irritado é porque eu estava tão orgulhoso de ser um dos poucos sul-asiáticos que já ganhou um Oscar na história do prêmio".[66] Patel disse que Rock fez a mesma piada no palco do evento Roots Jam no início da semana.[65] Patel mais tarde deletou seu tópico no Twitter depois que ele se tornou viral e foi pego por agências de notícias, dizendo que a atenção adicional o tornou "improdutivo", concluindo: "Eu disse o que precisava dizer e me sinto em paz com isso".[67]

Indivíduos notáveisEditar

Reações das celebridades presentes na premiação variaram. Em geral, houve forte condenação de Smith por seu uso de violência e apoio ao Rock, incluindo as co-apresentadoras do Oscar Wanda Sykes e Amy Schumer, bem como Kareem Abdul-Jabar, Pedro Almodóvar, Judd Apatow, Jim Carrey, Thomas Haden Church, Kevin Costner, Mia Farrow, Kathy Griffin, Mark Hamill, Zoë Kravitz, John Leguizamo, Rosie O'Donnell, Rob Reiner, Howard Stern e Rebel Wilson.[68][69][70][71][72][73] Por outro lado, celebridades como Nicki Minaj, Tiffany Haddish e Janet Hubert, embora não necessariamente justificando o tapa, tinham uma visão mais simpática das ações de Smith.[74][75][76]

Comediantes e clubes de comédiaEditar

Alguns comediantes, como George Wallace e Kathy Griffin, falaram sobre como o incidente os deixou preocupados com a possibilidade de mais confrontos e podem ser mais cuidadosos com os tópicos sobre os quais fazem piadas.[77][78] O ator de comédia Jim Carrey opinou que Smith deveria ter sido preso, e que ele teria processado Smith por US $ 200 milhões se ele tivesse sido esbofeteado, dizendo que "esse vídeo ficará lá para sempre. Vai ser onipresente. Esse insulto vai durar muito tempo." Carrey também criticou a indústria cinematográfica de Hollywood por aplaudir Smith de pé depois de receber seu prêmio.[79] O ator de comédia Cedric the Entertainer declarou em uma festa pós-Oscar que se ele fosse agredido por brincar sobre a esposa de alguém durante um stand-up, ele se defenderia.[80] O comediante inglês James Corden elogiou Chris Rock por "manter o show em movimento" e criticou Will Smith por não aceitar uma piada; incluisive, ele zombou dele em seu show noturno cantando uma paródia de "We Don't Talk About Bruno" sobre Jada Pinkett Smith.[81]

A Laugh Factory expressou seu apoio à Primeira Emenda para comediantes após o incidente e clubes de comédia nos Estados Unidos, incluindo Stand Up NY e Carolines on Broadway, anunciaram que estariam aumentando as medidas de segurança. O presidente da Laugh Factory disse ter notado um aumento da agressividade entre os clientes desde que os negócios reabriram após os bloqueios devido à pandemia COVID-19.[82] O dono da Adega de Comédia, no entanto, expressou dúvidas de que o tapa inspiraria imitadores.[83][84]

PolíticosEditar

Alguns políticos, nos Estados Unidos e no exterior, discutiram publicamente ou se posicionaram sobre o incidente.[85][86][87] O primeiro-ministro australiano Scott Morrison, refletindo sobre seu próprio casamento, afirmou que "pode entender" o motivo das ações de Smith, mas acrescentou: "não é assim que se faz".[88] No Canadá, o primeiro-ministro de Alberta Jason Kenney atraiu críticas por usar um meme do incidente para expressar sua posição sobre as políticas de energia verde.[89] O Partido Nacional da Nova Zelândia usou um meme do incidente para criticar o Partido Trabalhista da Nova Zelândia no Facebook, mas foi rapidamente excluído e desautorizado pelo líder Christopher Luxon.[90]

Advocacia da alopeciaEditar

Laura Mathias, uma defensora britânica de pessoas com alopecia, condenou as ações de Smith, mas disse que o incidente trouxe mais conscientização pública sobre a condição. Ela também disse que era mais provável que saísse em público sem uma peruca para cobrir sua calvície em resposta à piada de Chris Rock e encorajou outras pessoas carecas a fazer o mesmo.[91] A representante dos EUA Ayanna Pressley, que também foi diagnosticada com alopecia, disse que a condição "não é uma piada".[92] Bill Maher comentou: "Alopecia não é leucemia. Todos nós lutamos com nosso cabelo."[93]

Visões sobre a criminalidadeEditar

Enquanto o LAPD informou que Rock não queria registrar um boletim de ocorrência, o ex-promotor federal Neama Rahmani explicou que a ideia de "apresentar queixa" é um equívoco legal, e que a escolha ficou por conta do escritório do procurador da cidade de Los Angeles Mike Feuer.[94] A advogada de defesa criminal Alison Triessl ecoou esses sentimentos, dizendo: "Eu ficaria surpresa se o promotor da cidade não considerasse seriamente [as acusações] porque foi tão público... Eles estão enviando a mensagem errada se não o processarem? [...] Ele envia uma mensagem de que você pode cometer um crime e não será punido. Esta foi uma mensagem muito errada."[95] No entanto, o ex-promotor do condado de Los Angeles, Alan Jackson, acreditava que as acusações não seriam feitas enquanto Rock não participasse.[96]

Na manhã seguinte ao incidente, o analista jurídico-chefe Aron Solomon, da Esquire Digital, escreveu: "Está claro que o que aconteceu no Oscar foi um ataque sob a definição estatutária da Califórnia". Tarek Fatah escreveu na The Toronto Sun, "Dos dois homens na discussão, apenas um deles infringiu a lei no Oscar e se safou porque a LAPD recuou e deixou acontecer... Somente quando Will Smith for acusado de agressão, isso mostrará que a justiça é cega". Jody Armour, professora de direito da Universidade do Sul da Califórnia, argumentou: "Se Smith não for acusado, isso pode pôr em risco a credibilidade do sistema de justiça".[95][97]

No entanto, outros especialistas jurídicos argumentaram contra as acusações. Alan Jackson disse: "Para ser preso por contravenção, tem que acontecer na frente das autoridades, ou, inversamente, a pessoa contra quem o crime foi supostamente cometido tem que apresentar uma queixa formal à polícia". A professora da Loyola Law School e ex-procuradora federal Laurie Levenson disse que o caso não era sério o suficiente para merecer ser tratado como prioridade; o advogado de defesa e ex-promotor Michael Cardoza concordou, dizendo que, embora as ações de Smith constituam um crime, "não é significativo o suficiente para obstruir nossos tribunais".[98] O advogado de defesa Lou Shapiro argumentou que Smith não estava recebendo nenhum tratamento especial por não ser preso, afirmando: "Em uma simples bateria sem ferimentos, a polícia de Los Angeles não está se desviando da norma neste caso. A menos que seja um caso de violência doméstica, eles provavelmente não usarão recursos nisso, porque se a vítima não vai processar acusações, então quem estamos protegendo neste momento?"[99] Especialistas consultados pela Associated Press concordaram que Smith provavelmente não enfrentaria acusações e, se condenado, receberia apenas uma penalidade menor.[96]

AnáliseEditar

Masculinidade tóxica ou cavalheirismoEditar

Monica Hesse, autora e colunista do The Washington Post, caracterizou o ato de violência como uma tentativa equivocada de cavalheirismo.[100] Essa análise foi ecoada pelo escritor Ateh Jewel, que caracterizou a violência como "um ato de cavalheirismo carregado de masculinidade tóxica".[101] A professora de comunicação da Universidade de Boston Amy Shanler observou: "Embora Will Smith possa perceber que sua esposa foi a vítima, como alvo do humor de Chris Rock, o que ele realmente fez foi reformular toda a situação para tornar Chris Rock a vítima de sua agressão"[102] O professor de estudos africanos e afro-americanos, Mark Anthony Neal, comentou que o incidente refletiu sobre os valores sociais relacionados às percepções de raça e masculinidade afro-americana na mídia do país.[103]

O professor da Escola de Educação, Cultura e Sociedade da Universidade Monash Steven Roberts comentou ainda mais sobre o incidente e também o colocou dentro de um contexto mais amplo da masculinidade tóxica. Roberts concluiu que o incidente foi "outro lembrete oportuno de que precisamos investir e promover formas de masculinidade que se baseiam em relações democráticas de gênero centradas na empatia e no cuidado".[104] O professor da Universidade do Sul da Califórnia e diretor executivo do Centro de Raça e Equidade da universidade, Shaun Harper, elaborou ainda mais o incidente como um exemplo de masculinidade tóxica. Harper enfatizou: "Will Smith tem 53 anos, o que confirma que a masculinidade tóxica não tem a ver com imaturidade. Não é uma coisa da qual os homens crescem naturalmente. Alguns de nós incorporam aspectos dela durante toda a vida. Entender o que é e como ele aparece em nossas atitudes e comportamentos pode apenas nos salvar de infligir danos a nós mesmos e aos outros."[105]

Violência da açãoEditar

A psicóloga da Faculdade de Medicina de Harvard Anna Precht analisou a situação e postulou como Will Smith refletiria sobre o incidente em um cenário diferente: "em um momento mais frio e calmo, ele reconheceria que uma piada não é realmente uma ameaça".[106] O autor vencedor do Booker Prize Bernardine Evaristo colocou o incidente dentro de um contexto mais amplo de afro-americanos vencedores do Oscar e lamentou que Will Smith tenha escolhido a violência em vez de simplesmente palavras para se expressar.[107] Em uma análise acadêmica colaborativa do incidente, os professores da Universidade de Monash Steven Zech, Beatriz Gallo Cordoba, Lucas Walsh, Matteo Bonotti, concluíram: "A violência (também uma forma de incivilidade) é inaceitável, mas a civilidade, e quando e como realizá-la, é complicado. Às vezes pode ser melhor ser indelicado e não sorrir, se quisermos promover a mudança."[108]

Impacto financeiroEditar

Os professores Tim Solberg e Glenn MacDonald, da Universidade Washington em St. Louis, concordaram que era provável que o incidente não tivesse impacto financeiro significativo no poder de lucro de qualquer uma das celebridades Will Smith ou Chris Rock, mas pode ter um impacto negativo para a organização da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Solberg observou: "A própria Academia pode sofrer danos se não agir." Com relação às duas celebridades envolvidas, Solberg comentou: "As duas estrelas têm seus seguidores e o público é segmentado. Eles provavelmente não terão uma queda no como resultado. Nesse sentido, sua marca não é prejudicada financeiramente." MacDonald concordou, observando: "No entretenimento, eles costumam dizer que não existe publicidade ruim". Solberg observou que poderia haver um impacto financeiro para Smith se os principais estúdios de cinema agissem: "Embora financeiramente, as estrelas tenham sua marca e seus seguidores, a menos que um estúdio boicote ou o público cancele Will Smith - uma grande estrela de bilheteria que ganha dinheiro para a empresa - devido à demonstração pública de violência, ele manterá sua atração financeira mesmo que sua marca seja manchada".[109] Rock pareceu se beneficiar financeiramente do incidente; sua turnê de comédia esgotou com um vendedor de ingressos secundário vendo um aumento de 641% nos dias seguintes, alguns ingressos sendo leiloados por mais de 1,7 mil dólares.[110]

NotasEditar

Referências

  1. Whitten, Sarah (2 de maio de 2021). «Audiences for award shows are in steep decline. This chart shows how far viewership has fallen». CNBC. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 19 de maio de 2021 
  2. Flint, Joe (28 de março de 2022). «Oscars 2022 Ratings Beat Last Year's Low, but Still Second-Worst in History». The Wall Street Journal. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  3. «Lady Gaga, Zoë Kravitz, Chris Rock to Present at Oscars -». Rolling Stone. 4 de março de 2022. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 4 de março de 2022 
  4. Bonner, Mehera (28 de março de 2022). «Chris Rock Also Made a Jada Pinkett Smith Joke at 2016 Oscars, and Will Smith Was "Still Mad" About It». Cosmopolitan. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  5. «Hair loss: Jada Pinkett Smith reveals alopecia battle». BBC News. 22 de maio de 2018. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de dezembro de 2021 
  6. Blanton, Kayla (13 de julho de 2021). «Jada Pinkett Smith, 49, Proudly Debuts Shaved Head Following Hair Loss Struggles». Prevention. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de dezembro de 2021 
  7. Askinasi, Rachel. «Jada Pinkett Smith showed off a bald patch on her head and got candid about her alopecia». Insider. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  8. a b c «Will Smith dá tapa no rosto de Chris Rock após piada na premiação do Oscar 2022». CNN Brasil. 28 de março de 2022. Consultado em 28 de março de 2022 
  9. a b c «Comentário de Chris Rock sobre Jada Pinkett Smith não estava no roteiro durante ensaio do Oscar». Portal R7. 28 de março de 2022. Consultado em 28 de março de 2022 
  10. «Will Smith dá tapa na cara de Chris Rock durante o Oscar 2022». Portal G1. 28 de março de 2022. Consultado em 28 de março de 2022 
  11. Donnelly, Matt (28 de março de 2022). «Why Will Smith Wasn't Ejected From the Oscars After Chris Rock Slap». Variety. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  12. a b Schulman, Michael (28 de março de 2022). «What It Felt Like in the Room When Will Smith Slapped Chris Rock at the Oscars». The New Yorker. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  13. a b The Guardian. Watch the uncensored moment Will Smith smacks Chris Rock on stage at the Oscars, drops F-bomb. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 – via YouTube 
  14. a b Wiseman, Andreas (28 de março de 2022). «"The Slap Heard Around The World": How International Media Has Responded To Will Smith's Troubling Oscar Moment». Deadline Hollywood. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  15. a b Jones, Nate (28 de março de 2022). «What I Saw Inside the Room When Will Smith Slapped Chris Rock». Vulture. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  16. a b Grimes, Christopher (29 de março de 2022). «The Oscars slap masked a more significant event for cinema». Financial Times. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  17. a b «Today's Headlines: Investigation is launched over Will Smith's Oscars slap». Los Angeles Times. 29 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  18. Bellware, Kim (28 de março de 2022). «ABC tried to censor the Oscars slap. It spread unedited anyway.». The Washington Post. Consultado em 29 de março de 2022 
  19. Osbourne, Mary (29 de março de 2022). «Will Smith Just Dethroned MrBeast's Youtube Record». SVG.com. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  20. «Oscars 2022: Viral Will Smith memes take over the internet after that Chris Rock slap moment». Indian Express. 30 de março de 2022. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  21. Juneau, Jen (31 de março de 2022). «New Video Shows More of Jada Pinkett Smith's Reaction to Chris Rock Cracking Joke After Oscars Slap». People. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  22. Coyle, Jake. «Academy: Will Smith refused to leave Oscars after Rock slap». Associated Press. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  23. Lang, Brett; Donnelly, Matt; Davis, Clayton (31 de março de 2022). «Will Smith Was Not Formally Asked to Leave Oscars Following Chris Rock Slap, Sources Claim». Variety. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  24. Sharf, Zack (1 de abril de 2022). «Oscars Producer Told Academy Not to Remove Will Smith Because It's Not What Chris Rock Wanted». Variety. Consultado em 1 de abril de 2022. Cópia arquivada em 1 de abril de 2022 
  25. Gajewski, Ryan (28 de março de 2022). «Will Smith Tearfully Apologizes to Academy After Chris Rock Oscars Slap». The Hollywood Reporter. Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  26. a b «Have the Oscars lost their way?». The Economist. 28 de março de 2022. Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  27. Johnson, Ted; Johnson, Ted (31 de março de 2022). «Will Packer Says That The LAPD Was Prepared To Arrest Will Smith, But Chris Rock Declined To Pursue Charges». Deadline Hollywood. Consultado em 1 de abril de 2022. Cópia arquivada em 1 de abril de 2022 
  28. Murray, Tom (28 de março de 2022). «Will Smith filmed dancing to his own music at Oscars party after hitting Chris Rock». The Independent. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  29. Shafer, Ellise (28 de março de 2022). «Will Smith Apologizes to Chris Rock for Oscars Slap: 'I Was Out of Line and I Was Wrong'». Variety. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  30. Arkin, Daniel (28 de março de 2022). «Will Smith apologizes to Chris Rock for slapping him at the Academy Awards». NBC News. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  31. Barsanti, Sam (28 de março de 2022). «Will Smith apologizes to Chris Rock in Instagram post». The A.V. Club. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  32. Canfield, David (28 de março de 2022). «Academy Condemns Will Smith Slap, Will "Explore Further Action" in Investigation». Vanity Fair. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  33. Robb, David (28 de março de 2022). «SAG-AFTRA Condemns Will Smith's "Unacceptable" Oscar Slap On Chris Rock». Deadline Hollywood. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  34. Welk, Brian. «SAG-AFTRA Denounces Will Smith's 'Unacceptable' Assault on Chris Rock at Oscars, Hints at Disciplinary Action». Yahoo! Entertainment. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  35. CNN, Chloe Melas. «Chris Rock on Oscars incident: 'How was your weekend?'». CNN. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  36. «Will Smith: Chris Rock's first comments since Oscars slap». BBC News. 31 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  37. «Will Smith: Chris Rock's first comments since Oscars slap». BBC News. 31 de março de 2022. Consultado em 1 de abril de 2022. Cópia arquivada em 1 de abril de 2022 
  38. Sachdeva, Maanya (31 de março de 2022). «Heckler shouting 'Will Smith' escorted out of Chris Rock's sold-out comedy show». The Independent. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  39. Katcher, Will (31 de março de 2022). «Man arrested at Chris Rock show was arguing about mask policy, not heckling comedian, police say». Mass Live. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  40. «Chris Rock diz que não sabia sobre doença de Jada; ele e Will Smith ainda não se falaram após o tapa». Extra. Consultado em 29 de março de 2022 
  41. «Will Smith resigns from Oscars Academy over slap». BBC. Consultado em 2 de abril de 2022 
  42. Polowy, Kevin. «Academy begins 'formal review' into Will Smith-Chris Rock incident. Could Best Actor winner face penalty?». Yahoo! Entertainment. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  43. Overhultz, Lauryn (29 de março de 2022). «After Will Smith-Chris Rock incident, Academy sets board of governors meeting: What is it and what can happen?». Fox News. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  44. Feinberg, Scott (28 de março de 2022). «Academy "Condemns" Will Smith Behavior at Oscars, Sets Full Board of Governors Meeting». The Hollywood Reporter. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  45. Patten, Dominic; Complex, Valerie (30 de março de 2022). «Will Smith, Chris Rock Incident "Will Take A Few Weeks" To Probe Says Academy In Letter To Members». Deadline Hollywood. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  46. D'Alessandro, Anthony; Patten, Dominic (31 de março de 2022). «Revelations Of Will Smith Call With Oscar Bosses Outrages Board & More». Deadline. Consultado em 1 de abril de 2022. Cópia arquivada em 1 de abril de 2022 
  47. Verhoeven, Beatrice (30 de março de 2022). «Academy Begins Disciplinary Proceedings Against Will Smith, Says He Refused to Leave Ceremony». The Hollywood Reporter. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  48. Lang, Bret (1 de abril de 2022). «Will Smith Resigns From Academy Over Chris Rock Oscars Slap Backlash». Variety. Consultado em 1 de abril de 2022. Cópia arquivada em 1 de abril de 2022 
  49. «Archived copy». Consultado em 1 de abril de 2022. Cópia arquivada em 1 de abril de 2022 
  50. «Archived copy». Vanity Fair. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  51. «Will Smith é banido por 10 anos da cerimônia do Oscar e outros eventos da Academia». G1. Consultado em 8 de abril de 2022 
  52. «Daily Question». YouGov. 28 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  53. Kurtz, Judy (31 de março de 2022). «Oscars slap leads to dozens of FCC complaints». The Hill. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  54. Stanton, Andrew (28 de março de 2022). «'It's Staged': Some People Believe Will Smith Oscars Slap Isn't Real». Newsweek. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  55. Anthony, Ted (29 de março de 2022). «Why so many people thought the Oscars slap was staged». KING-TV. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  56. Elston, Thuan Le. «Will Smith and Regina Hall turned the Oscars into a slap in the face in a night of cringe». USA Today. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  57. Freeman, Hadley (28 de março de 2022). «Don't mention that slap! Why no one was talking about Will Smith and Chris Rock at the Oscars afterparty». The Guardian. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  58. Chang, Justin (28 de março de 2022). «How Questlove's 'Summer of Soul' win got lost in Oscars' ugliest moment». Los Angeles Times. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  59. «Will Smith Slaps Chris Rock at the Oscars After Comedian Made 'G.I. Jane' Joke About Jada Pinkett». Complex. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  60. Colangelo, B. J. (27 de março de 2022). «What Happened Between Chris Rock And Will Smith During The Oscars?». /Film. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  61. Ulubay, Gabrielle (28 de março de 2022). «'Summer of Soul' Was Robbed of Its Moment at the Oscars». Marie Claire. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  62. D'Alessandro, Anthony (28 de março de 2022). «'Summer Of Soul' Oscar-Winning Filmmakers Say No Regrets Over Dynamic Distribution Model; Hope More Projects "Outside The Box" Get Greenlit». Deadline Hollywood. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  63. Bergeson, Samantha (29 de março de 2022). «Questlove Missed Will Smith Slap Because He Was Doing Transcendental Meditation Before Oscar Win». IndieWire. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  64. «See Jimmy Fallon welcome Questlove back to 'The Tonight Show' after his Oscar win». Today. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  65. a b Brathwaite, Lester Fabian. «Joseph Patel, who is South Asian, speaks out after being lumped in as one of "four white guys" by Chris Rock at the Oscars after 'Summer of Soul' win.». Entertainment Weekly. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  66. Murphy, J. Kim (31 de março de 2022). «Indian-American 'Summer of Soul' Producer Joseph Patel Calls Chris Rock 'a F—ing Dick' for Calling Him 'White Guy' During Oscars». Variety. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  67. Joseph Patel (@Jazzbeezy). «We reached the unproductive portion of the viral Twitter thread so I've deleted it. I said what I needed to say and feel at peace with it. Some of y'all are weirdos.». Twitter. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  68. «Drake, 50 Cent, Nicki Minaj, Tiffany Haddish, and More React to Will Smith Slapping Chris Rock at Oscars». Complex. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  69. Ryan, Jordan Mendoza and Patrick. «Tiffany Haddish, Nicki Minaj, Whoopi Goldberg debate the Will Smith, Chris Rock Oscars incident». USA Today. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  70. «Factbox: Celebrities react to Will Smith's Oscars altercation». Reuters. 28 de março de 2022. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  71. «Nick Viall: Will Smith Oscars Slap Was 'More Dramatic' Than 'The Bachelor'». US Magazine. 28 de março de 2022. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  72. Henderson, Cydney. «Kareem Abdul-Jabbar says Will Smith's slap 'perpetuated stereotypes' against Black people». USA Today. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  73. Almodóvar, Pedro (30 de março de 2022). «Pedro Almodóvar's Oscar Diary: Zendaya Fandom, Backstage with Pacino, and 'the Violent Episode'». IndieWire. Consultado em 1 de abril de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  74. «Oscars 2022: 3 Celebs Who Support Will Smith (& 3 Who Said Chris Rock Did Nothing Wrong)». FandomWire. 29 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  75. «Aunt Vivian actress Janet Hubert defends Will Smith's Oscar smack: 'Sometimes you have to slap back'». Entertainment Weekly. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  76. Patterson, Charmaine; March 28, Mia McNiece; Am, 2022 01:37. «Tiffany Haddish Says Will Smith Stood 'Up for His Wife' at Oscars: 'Most Beautiful Thing I've Seen'». People. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  77. Jurgensen, Jhon (29 de março de 2022). «Will Smith's Oscars Slap of Chris Rock Prompts One-Liners and Worry From Comedians». The Wall Street Journal. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  78. Kim, Sunny (28 de março de 2022). «Will Smith slapped Chris Rock in the face after the comedian made a joke about his wife at the 2022 Oscars». CNBC (Video). Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  79. Parker, Ryan; Parker, Ryan (29 de março de 2022). «Jim Carrey Says Will Smith Should Have Been Arrested for Oscars Slap». The Hollywood Reporter. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  80. «Cedric The Entertainer Jokes About Will Smith Slapping Chris Rock». TMZ. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  81. Henni, Janine. «James Corden Says Will Smith 'Can't Take a Joke,' Praises Chris Rock for 'Keeping the Show Moving'». People. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  82. Schwartz, Missy (30 de março de 2022). «Comedy Clubs 'Worried' About Security After Will Smith's Oscar Slap». TheWrap. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  83. Abramovitch, Seth (30 de março de 2022). «Comedy Clubs Reassess Security Measures After Will Smith Oscars Slap». The Hollywood Reporter. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  84. «NYC Comedy Club Posts Sign to Discourage Will Smith Copycats». TMZ. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  85. «Marjorie Taylor Greene backs Will Smith "alpha male response" to Chris Rock». Newsweek. 28 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  86. «Reps. Ayanna Pressley, Jamaal Bowman tweet, then delete, defense of Will Smith's Oscars slap». NBC News. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  87. «Rep. Phillips Calls For 'Moral Vaccination' After Oscars Violence». Patch. 28 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  88. «Scott Morrison said he 'can understand' reason behind Will Smith slap, but 'that's not how you roll'». The Guardian. 31 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  89. «Alberta Premier Jason Kenney under fire for using Oscar meme to denounce energy policies». Global News. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  90. «Oscars attack: National Party share Will Smith memes before deleting». New Zealand Herald. 29 de março de 2022 
  91. Jones, Charlie (30 de março de 2022). «Alopecia: 'I'm ditching my wig in public after Oscars row'». BBC News. Consultado em 30 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  92. Chen, Shawna (28 de março de 2022). «Rep. Pressley: Alopecia is "not a line in a joke"». Axios. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  93. «Bill Maher Compares Chris Rock to Jackie Kennedy After Will Smith Slap». US Magazine. 29 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  94. «Could Will Smith Face Criminal Charges for Slapping Chris Rock?». TheWrap. 28 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  95. a b Melley, Brian (30 de março de 2022). «Why Will Smith would face little more than a slap if charged». Houston Chronicle. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  96. a b «Legal Experts: Will Smith Oscars Slap 'Clearly' a Crime, But Prosecution Unlikely». Billboard. 30 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022 
  97. «FATAH: Should Will Smith have been charged?». Toronto Sun. Consultado em 31 de março de 2022 
  98. Swan, Rachel (28 de março de 2022). «Is Will Smith's Oscars slap considered assault or battery under California law?». San Francisco Chronicle. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 30 de março de 2022 
  99. «LAPD was right not to investigate Will Smith for 'slap heard around the world,' experts say». Los Angeles Times. 29 de março de 2022. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  100. Hesse, Monica (28 de março de 2022). «The misguided chivalry of Will Smith». The Washington Post. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  101. Jewel, Ateh (28 de março de 2022). «Will Smith had every right to be angry, but his response to Chris Rock was a chivalrous act loaded with toxic masculinity». Glamour. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  102. Laskowski, Amy (28 de março de 2022). «A PR Crisis: How to Manage Will Smith's Oscars Slap». BU Today. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  103. Harris-Perry, Melissa (29 de março de 2022). «Black Masculinity and 'The Slap' Felt Around the World». The Takeaway. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  104. Roberts, Steven (28 de março de 2022). «Academy Awards drama: Chris Rock and Will Smith expose all that's wrong with masculinity today». Lens. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  105. Harper, Shaun (28 de março de 2022). «Will Smith's attack on Chris Rock shows toxic masculinity boiling over». Los Angeles Times. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  106. Powell, Alvin (30 de março de 2022). «Wait — what if Will Smith was just being a man?». The Harvard Gazette. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  107. Khomami, Nadia (28 de março de 2022). «'Violence instead of words': Will Smith condemned for hitting Chris Rock at the Oscars». The Guardian. Consultado em 29 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  108. Lin, Yuqi; Yin, Mark (30 de março de 2022). «The Oscars' slap raises important moral questions about civility and incivility – Will Smith hits Chris Rock's face, Hollywood civility hits rock-bottom. Sometimes incivility and impoliteness can be justified – not so violence.». Monash University. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022 
  109. Greenbaum, Kurt. «WashU Expert: Following Oscars drama, Academy Awards has most to lose». The Source. Washington University in St. Louis. Consultado em 31 de março de 2022. Cópia arquivada em 29 de março de 2022 
  110. Ali, Rasha. «Chris Rock's comedy tour ticket prices are soaring following Will Smith slap at Oscars». USA Today. Consultado em 1 de abril de 2022. Cópia arquivada em 31 de março de 2022