Abrir menu principal

Steve Martin

Ator e comediante americano
Steve Martin
Steve Martin em 1982.
Nome completo Stephen Glenn Martin
Nascimento 14 de agosto de 1945 (73 anos)
Waco, Texas
Nacionalidade norte-americano
Ocupação Ator
Comediante
Produtor
Escritor
Dramaturgo
Dublador
Músico
Compositor
Atividade 1967–presente
Cônjuge Victoria Tennant (1986–1994)
Anne Stringfield (2007– presente)
Assinatura Steve Martin (signature).png
Oscares da Academia
Oscar Honorário
2014 - Pelo Conjunto da Obra
Emmys
Melhor Roteiro em Programa de Variedades, Música ou Comédia
1969 - The Smothers Brothers Comedy Hour
Outros prêmios
Grammy de Melhor Álbum de Comédia
1978 - Let's Get Small
1979 - A Wild and Crazy Guy
Grammy de Melhor Performance Country Instrumental
2002 - Foggy Mountain Breakdown
Grammy de Melhor Álbum Bluegrass
2010 - The Crow: New Songs for the 5-String Banjo
Grammy de Melhor Canção de Raízes Americanas
2014 - Love Has Come for You
National Society of Film Critics Award de Melhor Ator
1984 - All of Me
1987 - Roxanne
New York Film Critics Circle Awards de Melhor Ator
1984 - All of Me
Los Angeles Film Critics Association Awards de Melhor Ator
1987 - All of Me
Página oficial
IMDb: (inglês)

Stephen Glenn Martin (Waco, 14 de agosto de 1945) é um premiado ator, comediante, produtor, mágico, escritor, dramaturgo, dublador, músico e compositor americano. A popularidade de Martin se deu na década de 60, quando ele passou a roteirizar a série The Smothers Brothers Comedy Hour, e mais tarde a aparecer com frequência no programa The Tonight Show. Na década de 70, Martin apresentou diversos shows de humor surreal, começando a lotar casas de show em turnês nacionais.

A partir do final dessa mesma década, Martin tornou-se um ator bem sucedido, estrelando diversos filmes de comédia, que lhe renderam diversos prêmios ao longo das décadas. No início da carreira cinematográfica, ele chegou a ser apontado por alguns como "um novo Jerry Lewis". Porém, em pouco tempo de carreira, ficou claro que o estilo de humor de ambos era diferente. Em 2004, o canal Comedy Central classificou Martin em sexto lugar na lista das 100 maiores comediantes de stand-up.[1]

Martin toca banjo desde cedo e inclui o instrumento em seus shows desde o início de sua carreira profissional. Desde os anos 2000, ele passou a dedicar-se cada vez mais à carreira musical, passando a atuar menos e a investir mais na música, tocando banjo, gravando e excursionando com várias bandas de bluegrass, incluindo com o cantor Earl Scruggs, com quem ganhou um Grammy de Melhor Performance de Música Country em 2001.[2]

Índice

BiografiaEditar

 
Steve Martin nos tempos do ensino médio em fotografia de 1963.

Martin nasceu em 14 de agosto de 1945, em Waco, no Texas; filho de Mary Lee (née Stewart; 1913-2002) e Glenn Vernon Martin (1914-1997), um corretor imobiliário e aspirante a ator.

Martin foi criado em uma família batista na Inglewood, na Califórnia, com o irmão Fred e a irmã Melinda Martin, mais tarde indo morar em Garden Grove. Ele já foi líder de torcida da Garden Grove High School. Uma de suas primeiras lembranças é ver seu pai, como garçom, servindo bebidas no palco do Call Board Theater, em Melrose Place. Durante a Segunda Guerra Mundial, no Reino Unido, o pai de Martin apareceu em uma produção de Our Town com Raymond Massey. Expressando seu afeto através de presentes, como carros e bicicletas, o pai de Martin era severo e não emocionalmente aberto com o filho. Ele era orgulhoso e crítico, com Martin lembrando-se mais tarde que, na adolescência, seus sentimentos por seu pai eram principalmente de ódio.

O primeiro emprego de Martin durou três anos (1955-1958) e foi na Disneylândia, vendendo guias de viagem nos finais de semana e em período integral durante as férias de verão escolar. Durante seu tempo livre, ele freqüentou a loja da Main Street Magic, onde eram demonstrados truques de mágica para clientes em potencial. Enquanto trabalhava na Disneylândia, ele foi filmado ao fundo, nas gravações de um filme caseiro que foi transformado no curta-metragem Disneyland Dream, tornando-se essa a primeira aparição de Martin no cinema. Por volta de 1960, ele já havia dominado vários truques de mágica e ilusões, e aceitou um emprego remunerado na loja Magic na Fantasyland. Lá ele aperfeiçoou seus talentos para a magia, malabarismo e para a criação de balões em forma de animais, dá mesma forma que seu mentor, o também artista e comediante Wally Boag, que frequentemente lhe dava dicas para suas apresentações. Em sua biografia autorizada, o amigo próximo de Martin, Morris Walker, sugere que ele poderia "ser descrito com mais precisão como um agnóstico [...] ele raramente ia à igreja e nunca esteve envolvido em religião organizada por sua própria vontade".

CarreiraEditar

   
À esquerda, Steve em um show de comédia em 1976 e, á direita, em 2011, durante o 120th aniversário da Carnegie Hall.

ComédiaEditar

Após se formar no ensino médio, Martin freqüentou o Santa Ana College, tendo aulas de teatro e poesia inglesa. Em seu tempo livre, ele se juntou a Kathy Westmoreland, uma amiga e colega de escola dos tempos da Garden Grove, para participar de comédias e outras produções no Bird Cage Theatre. Ele se juntou a uma trupe de comédia na Knott's Berry Farm. Mais tarde, ele conheceu a atriz Stormie Sherk, e eles desenvolveram rotinas de comédia e se envolveram romanticamente. A influência de Sherk fez com que Martin se candidatasse à Universidade do Estado da Califórnia, em Long Beach, para matricular-se em uma especialização em filosofia. Sherk se matriculou na UCLA, a cerca de uma hora de carro ao norte, e a distância fez com que ela e Martin levassem vidas separadas.

Inspirado por suas aulas de filosofia, Martin pensou em tornar-se professor ao invés de ator-comediante. No entanto, seu período na faculdade, o fez descartar essa hipótese.

Em 1967, Martin foi transferido para a UCLA, passando a se dedicar ao teatro. Enquanto freqüentava a faculdade, ele apareceu em um episódio do seriado The Dating Game. Martin começou a trabalhar em clubes locais à noite, e aos vinte e um anos, abandonou a faculdade.

Steve Martin é um ator com muita expressão corporal e gestual, além de também um talento para escrever roteiros de comédias, o que lhe permitiu atingir o sucesso a partir dos anos 1970.

O início na carreira nos anos 1960 foi como escritor e ator de quadros de humor em séries de televisão canadenses e estadunidenses. A virada da carreira ocorreu com a sua participação no programa de humor Saturday Night Live, onde conseguiu projeção na América do Norte.

CinemaEditar

Com a oportunidade de fazer cinema, em 1978 estreou o filme O Panaca (The Jerk), do diretor Carl Reiner, onde interpretava um jovem branco extremamente tapado e inocente, que fora adotado por uma família negra e não sabia disso até que lhe contaram, já adulto. Com a popularidade obtida no filme, ele e o diretor Reiner firmaram uma parceria de sucesso, realizando várias comédias em estilo non sense, inclusive Cliente morto não paga (1982) e Um espírito baixou em mim (1984), que lhe tornariam uma estrela internacional do cinema e um talento reconhecido após a indicação ao Globo de Ouro como melhor ator por esse último filme.

Outros sucessos de bilheteria foram Três Amigos (1986), Os Safados (1988), O pai da noiva (1991), A casa caiu (2003), além da franquia Doze é demais, iniciada em 2003 e já com a terceira sequência para ser lançada em 2011. Em 2006 participou do relançamento da série de A Pantera Cor-de-Rosa, quando aceitou o desafio de dar nova interpretação ao famoso personagem inspetor Jacques Clouseau que fora de Peter Sellers. Com o sucesso popular conseguido, participou da sequência, lançada em 2009.

Apresentou o Oscar três vezes em 2001, 2003 e 2010. Em sua última aparição, contou com a presença de Alec Baldwin. Steve Martin é considerado até hoje, um dos melhores "hosts" da história da cerimônia.[3][4][5]

Em 2015, o musical Bright Star, composto por Martin e Edie Brickell, estreou na Broadway, realizando mais de cem apresentações, tendo sido indicado à diversas premiações do gênero.

Vida pessoalEditar

Entre o fim dos anos 70 e início dos anos 80, Martin estava em um relacionamento com a atriz, cantora e dançarina Bernadette Peters. Durante esse tempo, eles co-estrelaram dois filmes, The Jerk e Pennies from Heaven.

Martin casou-se com a atriz Victoria Tennant em 20 de novembro de 1986. Eles se divorciaram em 1994. Em 28 de julho de 2007, depois de três anos juntos, Martin se casou com Anne Stringfield, escritora e ex-funcionária da revista The New Yorker. O ex-senador da Nebraska Bob Kerrey presidiu a cerimônia na casa de Martin em Los Angeles, enquabro Lorne Michaels, o criador do Saturday Night Live, foi o padrinho de Martin. Vários convidados, incluindo amigos próximos Tom Hanks, Eugene Levy, o comediante Carl Reiner e o mágico e ator Ricky Jay não foram informados de que a cerimônia seria um casamento. Em vez disso, eles foram informados de que estavam convidados para uma festa comum. Ambos foram surpreendidos pelo casório. Em dezembro de 2012, aos 67 anos, Martin foi pai pela primeira vez.[6]

Martin é um ávido colecionador de arte desde 1968, quando comprou uma gravura de Ed Ruscha, um artista de Los Angeles. Em 2001, a Bellagio Gallery of Fine Art apresentou uma exposição com duração de cinco meses, de 28 itens da coleção de Martin, incluindo obras de Roy Lichtenstein, Pablo Picasso, David Hockney e Edward Hopper. Em 2006, ele vendeu a obra de Hopper Hotel Window (de 1955) na Sotheby's por US$ 26,8 milhões. Em 2015, trabalhando com outros dois curadores, ele organizou um show intitulado "The Idea of North: The Paintings of Lawren Harris", para apresentar os americanos ao pintor canadense e co-fundador do Group of Seven Lawren Harris.

Investigadores do escritório da Polícia de Berlim (LKA) acreditam que Martin foi vítima do artefato alemão Wolfgang Beltracchi. Em julho de 2004, Martin comprou o que ele acreditava ser um trabalho de 1915 do pintor alemão-holandês Heinrich Campendonk, Landschaft mit Pferden (Paisagem com Cavalos) em uma galeria de Paris, para o que deveria ter sido um preço de barganha de cerca de € 700.000 (cerca de US$ 850.000 na época). Antes da compra, um especialista autenticou o trabalho e identificou a assinatura do pintor em uma etiqueta afixada na parte de trás. Quinze meses depois, a pintura foi vendida em leilão para uma empresária suíça por € 500.000 - uma perda de € 200.000. A polícia acredita que o falso Campendonk tenha se originado de uma coleção de arte inventada por um grupo de trapaceiros alemães capturados em 2010. Pinturas obviamente forjadas desse grupo foram vendidas para galerias francesas, como aquela onde Martin comprou a falsificação.

Martin sofre de acufeno (zumbido nos ouvidos) desde que filmou uma cena de tiro no filme Three Amigos, de 1986. Sobre isso, ele disse: "Ou você se acostuma ou você enlouquece".

FilmografiaEditar

 Ver artigo principal: Filmografia de Steve Martin
Ano Título Título no Brasil Personagem Notas
1972 Another Nice Mess Hippie Estréia no cinema
1977 The Absent-minded Waiter Steven Curta-metragem; também roteirista
1978 Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band Dr. Maxwell Edison
1979 The Muppet Movie Muppets - O Filme Garçom do jantar romântico entre Kermit e Piggy Participação especial
1979 The Kids Are Alright Ele mesmo Documentário
The Jerk O Panaca Navin R. Johnson Também roteirista
1981 Pennies from Heaven Dinheiro do Céu Arthur
1982 Dead Men Don't Wear Plaid Cliente Morto Não Paga Conta Rigby Reardon Também roteirista
1983 The Man with Two Brains O Médico Erótico Dr. Michael Hfuhruhurr
1984 The Lonely Guy Rapaz Solitário Larry Hubbard
All of Me Um Espírito Baixou em Mim Roger Cobb
1985 Movers & Shakers Promessa é Dívida Fabio Longio Participação especial
1986 Three Amigos! ¡Três Amigos! Lucky Day Também roteirista e produtor executivo
Little Shop of Horrors A Pequena Loja dos Horrores Dr. Orin Scrivello
1987 Roxanne Roxanne C. D. Bales Também roteirista e produtor executivo
Planes, Trains & Automobiles Antes Só do que Mal Acompanhado Neal Page
1988 Dirty Rotten Scoundrels Os Safados Freddy Benson
1989 Parenthood O Tiro Que Não Saiu pela Culatra Gil Buckman
1990 My Blue Heaven Meu Pequeno Paraíso Vinnie Antonelli
1991 L.A. Story L.A. Story Harris K. Telemacher Também roteirista e produtor executivo
Father of the Bride O Pai da Noiva George Banks
Grand Canyon Grand Canyon - Ansiedades de uma Geração Davis
1992 Housesitter Como Agarrar Um Marido Newton David
Leap of Faith Fé Demais Não Cheira Bem Jonas Nightengale
1993 And the Band Played On E a Vida Continua Irmão do paciente Participação especial
1994 The Simple Twist of Fate Uma Virada do Destino Michael McCann
Mixed Nuts Um Dia de Louco Philip
1995 Father of the Bride Part II O Pai da Noiva 2 George Banks
1996 Sgt. Bilko O Sargento Trapalhão Sgt. Ernest G. Bilko
1997 The Spanish Prisioner A trapaça Jimmy Dell
1998 The Prince of Egypt O Príncipe do Egito Hotep Voz
1999 The Out-of-Towners Perdidos em Nova York Henry Clark
Bowfinger Os Picaretas Bobby B. Bowfinger Também roteirista
The Venice Project Ele mesmo Participação especial; não creditado
Fantasia 2000 Fantasia 2000 Apresentador segmento: "Pinheiros de Roma"
2000 Joe Gould's Secret Crônicas de uma Certa Nova Iorque Charlie Duell Participação especial
2001 Novocaine Droga da Sedução ou Química do Amor Frank Sangster
2003 Bringing Down the House A Casa Caiu Peter Sanderson
Cheaper by the Dozen Doze é demais Tom Baker
Looney Tunes: Back in Action Looney Tunes: De Volta à Ação Sr. Presidente
2004 Jiminy Glick in Lalawood Ele mesmo Participação especial
2005 Shopgirl Garota da Vitrine Ray Porter
Cheaper by the Dozen 2 Doze é demais 2 Tom Baker
Disneyland: The First 50 Magical Years Ele mesmo (Apresentador) Curta documentário
2006 The Pink Panther A Pantera Cor-de-rosa Inspetor Jacques Clouseau Também roteirista
2008 Baby Mama Uma Mãe para o Meu Bebê Barry
2009 The Pink Panther 2 A Pantera Cor-de-rosa 2 Inspetor Jacques Clouseau Também roteirista
It's Complicated Simplesmente Complicado Adam Schaffer
2011 The Big Year O Grande Ano Stu Preissler
2014 Almost Home Almost Home Capitão Smek Voz
2015 Home Cada Um Na Sua Casa
Love the Coopers O Natal dos Coopers Regs, o cachorro / Narrador
2016 Billy Lynn's Long Halftime Walk A Longa Caminhada de Billy Lynn Norm Oglesby

DiscografiaEditar

ÁlbunsEditar

Ano Álbum
1977 Let's Get Small
1978 A Wild and Crazy Guy
1978 Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band
1979 Comedy Is Not Pretty!
1981 The Steve Martin Brothers
1986 Little Shop of Horrors
2009 The Crow: New Songs for the 5-String Banjo
2011 Rare Bird Alert
2013 Love Has Come for You
2014 Live (Steve Martin e os Steep Canyon Rangers; feat.: Edie Brickell)
2015 So Familiar
2017 The Long-Awaited Album

SinglesEditar

Ano Álbum
1977 "Grandmother's Song"
1978 "King Tut"
1979 "Cruel Shoes"
2014 "Pretty Little One" (Steve Martin e os Steep Canyon Rangers
feat.: Edie Brickell)

VideoclipesEditar

Ano Clipe Diretor
2011 "Jubilation Day" Ryan Reichenfeld
2014 "Pretty Little One" David Horn
2015 "Won't Go Back" (com Edie Brickell) Matt Robertson

Prêmios e indicaçõesEditar

Globo de Ouro  Editar

Ano Categoria Filme Resultado
1981 Melhor Ator em Comédia ou Musical Pennies from Heaven Indicado
1984 All of Me Indicado
1987 Roxanne Indicado
1989 Parenthood Indicado
1995 Father of the Bride Part II Indicado

People's Choice AwardsEditar

Ano Categoria Filme Resultado
1992 Melhor Ator de Comédia L.A. Story Venceu
1993 Housesitter Venceu

Critical AwardsEditar

Ano Categoria Filme Resultado
1984 Melhor Ator All of Me Venceu
Melhor Ator Venceu
1987 Melhor Ator Roxanne Venceu
Melhor Ator Venceu

Teen Choice AwardEditar

Ano Categoria Filme Resultado
2000 Melhor Filme – Comédia Bowfinger Indicado
2003 Bringing Down the House Indicado

MTV Movie & TV AwardsEditar

Ano Categoria Filme Resultado
1991 Melhor Comediante Father of the Bride Indicado
1993 Melhor Sequência de Dança Bringing Down the House Indicado

Referências

  1. «Comedy Central's 100 Greatest Stand-Ups of all Time» 
  2. «Winners». GRAMMY.com (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2019 
  3. «Oscars: Ranking Hosts of Past 20 Years». EW.com (em inglês). Consultado em 17 de abril de 2019 
  4. Hogan, Michael (20 de fevereiro de 2019). «The nine Oscars hosts who gave the most». The Observer (em inglês). ISSN 0029-7712 
  5. «15 Oscar Hosts Ranked From Worst to Best (Photos)». TheWrap (em inglês). 21 de fevereiro de 2019. Consultado em 17 de abril de 2019 
  6. «Steve Martin é pai pela primeira vez aos 67 anos». G1. 14 de fevereiro de 2013. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.