Abrir menu principal
Christine Lagarde
Lagarde em 2011
Nascimento 1 de janeiro de 1956 (63 anos)
Paris, França
Residência Washington, D.C.
Nacionalidade França francesa
Alma mater Universidade de Paris X - Nanterre
Instituto de Estudos Políticos de Aix-en-Provence
Cargo Diretora-Gerente do FMI
Assinatura
Christine Lagarde Signature.jpg

Christine Lagarde de seu nome completo Christine Madeleine Odette Lagarde (Paris, 1 de janeiro de 1956) é uma advogada, economista e política francesa filiada ao partido Os Republicanos, que exerce as funções de Presidente do Banco Central Europeu desde Novembro de 2019. Antes desta nomeação, foi Presidente e Directora-Geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), entre Julho de 2011 e Novembro de 2019.[1]

Lagarde foi a primeira mulher a presidir a grande firma de advocacia internacional Baker & McKenzie, entre 1999 e 2004. Foi Ministra das Economia, Finanças, e Emprego no governo do primeiro-ministro François Fillon desde 19 de junho de 2007 até 29 de junho de 2011. Anteriormente, havia sido Ministra da Agricultura e Pescas durante um mês entre maio-junho de 2007 no governo de François Fillon, e Ministra do Comércio Exterior entre 2005-2007 no governo de Dominique de Villepin.[2]

Apesar de não ter formação acadêmica em Economia, Christine Lagarde apresentou em 25 de maio de 2011 a sua candidatura à direção do FMI, na sequência do afastamento de Dominique Strauss-Kahn,[3][4]cujo efeito garantiu a eleição anunciada no dia 28 de junho de 2011, garantindo o posto de primeira mulher no comando do Fundo.[5]

Em dezembro de 2016, um tribunal francês considerou-a culpada de negligência relacionada com o seu papel na arbitragem de Bernard Tapie [6], mas não aplicou qualquer sanção. Em 2018, a Forbes classificou-a comno sua número três na lista das 100 Mulheres Mais Poderosas do Mundo.[7]

BiografiaEditar

Christine Lagarde nasceu em 1956 no 9º arrondissement de Paris. Seu pai, Robert Lallouette, foi um professor de Inglês na Faculdade de Rouen, e sua mãe Nicole trabalhou como professora. Christine Lagarde cresceu em Le Havre, na Normandia, juntamente com dois irmãos e a sua mãe.

Após graduar-se em 1974 no Liceu Claude Monet em Le Havre, recebeu uma bolsa de estudo e ingressou na Holton Arms School em Bethesda, Maryland, onde completou uma licenciatura em Inglês. De regresso a França, Christine Lagarde formou-se no Institut d'Études Politiques d'Aix-en-Provence em Direito Social e frequentou a Universidade de Paris X - Nanterre (ou Sciences Po Paris) preparando-se para a candidatura de admissão à ENA. Lagarde foi reprovada duas vezes no vestibular e acabou por receber um mestrado em Inglês, um mestrado em Direito comercial e um diploma em Direito do trabalho pela Universidade de Paris X - Nanterre.[8]

Christine Lagarde é divorciada e tem dois filhos, Pierre-Henri Lagarde (nascido em 1986) e Thomas Lagarde (nascido em 1988). Seu companheiro é o empresário Xavier Giocanti de Marselha.[9][10] Ela é vegetariana e nunca bebe álcool.[11] Suas paixões são yoga, mergulho, natação e jardinagem.

CarreiraEditar

Christine Lagarde ingressou na empresa Baker & McKenzie de Chicago em 1981, tornando-se advogada associada adjunta em 1991, membro do Comité Executivo em 1995, Presidente da Comissão Executiva entre 1999-2004 e membro do Comité de Estratégia Global desde 2004. Posteriormente, trabalhou como advogada no Tribunal de apelação de Paris antes de ser nomeada ministra primeira vez em 2005.

Referências

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Imagens e media no Commons
  Categoria no Commons


  Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Christine Lagarde já não é directora do FMI. É presidente do BCE a partir de hoje. Kristalina Georgieva é directora do FMI há mais ou menos um mês.