Confederação Europeia de Voleibol

A Confederação Europeia de Voleibol (em francês: Confédération Européenne de Volleyball - CEV), também conhecida pela acrônimo CEV, é a entidade que regula o esporte do voleibol na Europa. Tem sede na cidade do Luxemburgo, capital do Luxemburgo.

PerfilEditar

Embora a CEV só tenha sido formada em 21 de outubro de 1963, o voleibol já era um esporte popular na Europa desde antes da Segunda Guerra Mundial. A maior parte dos times que participaram do congresso que levou à fundação da FIVB em 1947 era deste continente. Na verdade, a própria iniciativa de organizar uma entidade internacional para regular a prática do esporte parece ter partido originariamente de federações europeias.

O voleibol foi criado nos Estados Unidos, mas tornou-se pela primeira vez extremamente popular no leste europeu, após ter sido trazido para a região pelos soldados americanos que lutaram na Primeira Guerra Mundial. Em torno da metade do século XX, esta modalidade esportiva já tinha se espalhado também pelo restante do continente. Muitas técnicas e táticas comuns no voleibol moderno foram supostamente introduzidas por times europeus. Entre outras, são dignos de nota: bloqueio (Checoslováquia, 1938); deslocamento do levantador, que terminou levando ao estabelecimento do assim chamado "sistema 5-1" (URSS, 1949); recepção de manchete (Checoslováquia, 1958); e ataque do fundo (Polônia, 1974).

Esta longa tradição no esporte pode ter contribuído para o tamanho da estrutura administrativa empregada pela CEV, quase tão grande e abrangente quanto a da própria FIVB. Ela é a maior dentre todas as confederações continentais de voleibol, e a que organiza o maior número de competições anuais. Sua sede localiza-se na capital de Luxemburgo.

Como autoridade máxima de voleibol na Europa e representante de suas federações nacionais afiliadas junto à FIVB, a CEV organiza competições de relevância continental tais como o importante Campeonato Europeu (primeira edição, 1948), a Copa da CEV, a Liga Europeia e a BCV Volleymasters. Participa na organização de qualificatórias para torneios importantes, tais como os Jogos Olímpicos e o Campeonato Mundial, e de eventos sediados por uma de suas federações afiliadas.

TimesEditar

A Europa é considerada o continente mais forte em termos de voleibol. A CEV dispõe usualmente de mais vagas em torneios internacionais do que qualquer outra confederação. A Rússia, que herdou boa parte dos atletas e técnicos da antiga União Soviética, tem possivelmente o programa mais estável de voleibol, e consequentemente equipes competitivas tanto no masculino quanto no feminino. O mesmo se pode dizer da Itália, embora o voleibol feminino só tenha se desenvolvido plenamente neste país na última década. Dentre as maiores potências do voleibol masculino deve-se mencionar a Polônia.

Atualmente, a Sérvia, herdeira da Iugoslávia, a França e a Alemanha também devem ser consideradas forças respeitáveis do voleibol masculino no continente. Em um nível ligeiramente inferior, poder-se-ia mencionar igualmente alguns outros times com uma certa tradição na modalidade, tais como Bulgária e Países Baixos; e, em um nível bem mais inferior, mas ainda com chances de ocasionalmente causar problemas a equipes mais fortes figuram Bélgica, República Tcheca, Portugal, e os emergentes Eslovênia e Turquia.

A competição está mais equilibrada no que diz respeito ao voleibol feminino. Rússia e Itália que durante os últimos anos não eram ameaçadas por outros times veem o crescimento de Sérvia e Turquia. Além destas duas equipes, apenas a Alemanha, os Países Baixos e a Bulgária podem ser considerados integrantes da elite europeia. Mais abaixo encontram-se países como Polônia, Azerbaijão e Bélgica, que tem potencial para surpreender.

Federações afiliadasEditar

Até 2004, as seguintes federações nacionais afiliaram-se à CEV:

Código País Federação
ALB   Albânia Fédération Albanaise de Volleyball
GER   Alemanha Deutscher Volleyball Verband
AND   Andorra Federació Andorrana de Voleibol
ARM   Armênia Fédération de Volleyball de la Republique d'Armenie
AUT   Áustria Österreichischer Volleyball Verband
AZE   Azerbaijão Azerbaycan Voleybol Federasiyasi
BEL   Bélgica Fédération Royale Belge de Volleyball
BLR   Bielorrússia Bielorusskaia Federatsija Volejbola
BIH   Bósnia e Herzegovina Volleyball Federation of Bosnia-Herzegovina *
BUL   Bulgária Bulgarska Federatsiya Volejbol
CRO   Croácia Hrvatski Odbojkaski Savez
CYP   Chipre Cyprus Volleyball Association *
DEN   Dinamarca Dansk Volleyball Forbund
SCO   Escócia Scottish Volleyball Association
SVK   Eslováquia Slovenská Volejbalová Federácia
SLO   Eslovênia Odbojkarska Zveza Slovenije
ESP   Espanha Real Federación Española de Voleibol
EST   Estônia Eesti Võrkpalli Liit
FER   Ilhas Faroé Flogbóltssamband Føroya
ENG   Inglaterra England Volleyball Association
FIN   Finlândia Suomen Lentopalloliitto F. Y.
FRA   França Fédération Française de Volleyball
GEO   Geórgia Georgian Volleyball Federation *
GIB   Gibraltar Gibraltar Volleyball Association
GRE   Grécia Elliniki Omospondia Petosferiseos
GRL   Groenlândia Kalaallit Nunaanni Volleyballertartut Kattuffiat
HUN   Hungria Magyar Roplabda Szovetseg
IRL   Irlanda Volleyball Association of Ireland
NIR   Irlanda do Norte Northern Ireland Volleyball Association
ISL   Islândia Blaksamband Íslands
ISR   Israel Igud HaKadur'af BeIsrael
ITA   Itália Federazione Italiana Pallavolo
LAT   Letónia Latvijas Volejbola Federâcija
LIE   Liechtenstein Liechtensteiner Volleyball Verband
LTU   Lituânia Lithuanian Volleyball Federation *
LUX   Luxemburgo Fédération Luxembourgeoise de Volleyball
MKD   Macedônia do Norte Odbojkarska Federatsija Na Makedonija
MLD   Moldávia Fédération de Volleyball de la Republique de Moldavie
MLT   Malta Malta Volleyball Association
MNE   Montenegro Odbojkaški savez Crne Gore
MON   Mônaco Fédération Monegasque de Volleyball
NOR   Noruega Norges Volleyballforbund
WAL   País de Gales Welsh Volleyball Association
NED   Países Baixos Nederlandse Volleybal Bond
POL   Polônia Polski Zwiazek Pilki Siatkowej
POR   Portugal Federação Portuguesa de Voleibol
CZE   República Checa Český Volejbalový Svaz
ROM   Romênia Federatia Romania de Volei
RUS   Rússia Vserossijskaya Federatsiya Volejbola
SRB   Sérvia Odbojkaški Savez Srbije I Crne Gore
SMR   San Marino Federazione Sammarinese Pallavolo
SUI   Suíça Swiss Volley
SWE   Suécia Svenska Volleybollförbundet
TUR   Turquia Turkiye Voleybol Federasyonu
UKR   Ucrânia Ukrainian Volleyball Federation *

CampeonatosEditar

A Confederação Europeia de Voleibol organiza a cada dois anos campeonatos para várias categorias, entre elas: adultos (masculino e feminino), sub-21 e sub-19 (masculino) e sub-20 e sub-18 (feminino). A Rússia é o país com maior êxito em todas as categorias, seguida da Itália com grande destaque, e posteriormente Polônia e Sérvia. A França e a Bulgária se destacam mais nas categorias masculinas, enquanto Turquia e Alemanha nas femininas.

Atualmente o campeonato adulto, nas edições após Olimpíadas, garante ao campeão uma vaga na Copa dos Campeões de Voleibol, enquanto nas edições após Campeonato Mundial, dá pontos no ranking que é condição para classificar as duas melhores seleções do continente para a Copa do Mundo de Voleibol. Os campeonatos das categorias de base sub-21 e sub-20 determinam as equipes que jogarão o classificatório para o Campeonato Mundial das categorias, já nas categorias sub-19 e sub-18 garante aos seis primeiros colocados vagas no torneio mundial.

Campeonatos EuropeusEditar

QUADRO ATUAL DE CAMPEONATOS EUROPEUS
Último ano Categoria Ouro Prata Bronze
2019 Masculino  
Sérvia
 
Eslovênia
 
Polônia
2019 Feminino  
Sérvia
 
Turquia
 
Itália
2020 Masculino
Sub-21
 
Rússia
 
Itália
 
Bélgica
2020 Feminino
Sub-20
 
Turquia
 
Sérvia
 
Bielorrússia
2020 Masculino
Sub-19
 
Itália
 
Chéquia
 
Polônia
2020 Feminino
Sub-18
 
Rússia
 
Turquia
 
Sérvia
2019 Masculino
Sub-17
 
França
 
Bulgária
 
Polônia
2019 Feminino
Sub-16
 
Turquia
 
Itália
 
Rússia

Quadro geral de Campeonatos EuropeusEditar

 Ordem  País       Total
1   Rússia[1] 77 14 15 105
2   Itália 24 24 17 65
3   Polônia 9 16 20 45
4   Sérvia[2] 8 10 15 33
5   Tchéquia[3] 6 18 14 38
6   França 5 10 5 20
7   Turquia 4 3 10 17
8   Bulgária 2 9 10 21
9   Alemanha[4] 2 7 7 16
10   Alemanha Oriental[5] 2 7 6 15
11   Países Baixos 2 7 3 12
12   Croácia 1 5 0 6
13   Romênia 1 4 5 10
14   Espanha 1 2 0 3
15   Bélgica 1 1 7 9
16   Eslovênia 0 3 0 3
17   Hungria 0 2 4 6
18   Grécia 0 1 1 2
19   Suécia 0 1 0 1
20   Bielorrússia 0 0 4 4
21   Eslováquia 0 0 1 1

Ligas EuropeiasEditar

Atualmente, a Liga Europeia de Voleibol é um torneio anual realizado pela Confederação Europeia de Voleibol para equipes que não participam da Liga das Nações de Voleibol Masculino e/ou Liga das Nações de Voleibol Feminino, com o objetivo de possibilitar a participação desses times em um torneio anual. Desde 2018, é dividida em duas divisões (Ouro e Prata), com rebaixamento e promoção - os dois melhores colocados ao final da Liga Ouro classificam-se à Challenger Cup de Voleibol Masculino e/ou à Challenger Cup de Voleibol Feminino.

QUADRO ATUAL DE LIGAS EUROPEIAS
Último ano Categoria Ouro Prata Bronze
2019 Liga Ouro
Masculina
 
Turquia
 
Bielorrússia
 
Países Baixos
2019 Liga Ouro
Feminina
 
Chéquia
 
Croácia
 
Bielorrússia
2019 Liga Prata
Masculina
 
Romênia
 
Grécia
 
Áustria
2019 Liga Prata
Feminina
 
Romênia
 
Eslovênia
 
Israel

Quadro geral de Ligas EuropeiasEditar

 Ordem  País       Total
1   Chéquia 3 1 2 6
2   Sérvia 3 0 1 4
3   Turquia 2 4 4 10
4   Países Baixos 2 1 2 5
5   Eslováquia 2 1 1 4
6   Alemanha 2 1 0 3
7   Estónia 2 0 0 2
  Roménia 2 0 0 2
  Ucrânia 2 0 0 2
10   Espanha 1 3 3 7
11   Croácia 1 3 0 4
12   Bulgária 1 2 3 6
13   Eslovênia 1 1 3 5
14   Portugal 1 1 1 3
15   Bélgica 1 1 0 2
  Hungria 1 1 0 2
  Rússia 1 1 0 2
18   Suécia 1 0 1 2
19   Azerbaijão 1 0 0 1
  Montenegro 1 0 0 1
21   Macedônia do Norte 0 3 0 3
22   Grécia 0 2 2 4
23   Bielorrússia 0 2 1 3
24   Finlândia 0 2 0 2
25   Áustria 0 1 2 3
26   Polónia 0 0 2 2
27   Albânia 0 0 1 1
  Israel 0 0 1 1
  Letônia 0 0 1 1

Outras competiçõesEditar

Notas

  1.   Rússia é herdeira natural das conquistas da   União Soviética e da   CEI.
  2.   Sérvia é herdeira natural das conquistas da   RSF da Iuguslávia,   República Federal da Iugoslávia e de   Sérvia e Montenegro.
  3.   República Tcheca é herdeira natural das conquistas da   Tchecoslováquia.
  4.   Alemanha jogou como   Alemanha Ocidental até a reunificação com a   Alemanha Oriental.
  5.   Alemanha Oriental mantém seu histórico à parte.

Ligações externasEditar