Abrir menu principal
Dani Barros
Nome completo Danielle Barros
Nascimento 1973 (46 anos)
Petrópolis, RJ
Nacionalidade Brasileira
Ocupação atriz
Atividade 1998-presente
Outros prêmios
Prêmio Shell (2012): de Melhor Atriz por Estamira - Beira do Mundo
Indicações
Prêmio Extra de Televisão (2014): de Melhor Revelação por Império
Prêmio Quem de Televisão (2014): de Melhor Revelação por Império

Danielle Barros (Petrópolis, 1970) é uma atriz brasileira. Conhecida por interpretar Lorraine na novela Império. [1]

BiografiaEditar

Dani é formada pela UniRio. Cursa a Escola Nacional de Circo, de 1992 a 1994. Integra o grupo Os Fodidos Privilegiados, dirigido por Antonio Abujamra e João Fonseca, de 1996 a 2003. Nos palcos, trabalhou com diretores Moacir Chaves, Gilberto Gawronski, Inez Viana e Terry O´Reilly, do Mabou Mines, de Nova York, entre outros.

Em 1995, inicia o projeto “Doutores Palhaços” em hospitais do Rio, promovido pela Fundação Theodora (Suíça). Em 1998, participa da fundação do projeto Doutores da Alegria no Rio de Janeiro, onde atua até 2008. Em 2006, é selecionada como clown na audição realizada pelo Cirque du Soleil.

Uma das criadoras e atriz da peça Inventário – Aquilo que Seria Esquecido se a Gente Não Contasse.

Recebe o prêmio de Melhor Atriz no IV Festival de Teatro de Americana por seu desempenho em O Avesso das Águas; prêmio de Melhor Atriz no 8° Festival de Teatro de Blumenau e o prêmio Vianinha da UniRio por Geração Trianon. Em 2007, é indicada como melhor atriz no Prêmio Shell e no Prêmio Qualidade Brasil por Acqua Toffana.

Em 2010, atua na Peça Maria do Caritó, de Newton Moreno, com direção de João Fonseca, e As Conchambranças de Quaderna, de Ariano Suassuna e direção de Inez Viana, ganhando o Prêmio APTR de teatro de melhor atriz coadjuvante com esses dois trabalhos.

Em 2011, recebe o Prêmio Shell de melhor atriz por seu trabalho no monólogo Estamira – Beira do Mundo, dirigido por Beatriz Sayad.

TelevisãoEditar

Sua estréia veio em 2006, no seriado humorístico Minha Nada Mole Vida com um dos papéis centrais a Zenaide, produtora do programa de Jorge Horácio. O seriado permaneceu no ar até 8 de junho de 2007, somando 23 episódios divididos em 3 temporadas.

Em 2008 fez uma participação especial no episódio Falta Homem do seriado Dicas de um Sedutor, repetindo parceria com Luiz Fernando Guimarães com quem trabalhou em Minha Nada Mole Vida.

Em 2011 fez uma pequena participação no seriado humorístico Tapas & Beijos como uma mulher que ameaça o Armami (Vladimir Brichta) e entrou no elenco da novela Fina Estampa como Lourdes, uma das meninas que ajudavam Pereirão no trabalho e, que, vivia correndo atrás das escapolidas do marido Honório (Eri Johnson).

Em 2012 participou do episódio A Sexóloga de Floripa do seriado As Brasileiras interpretando a doutora Carmem Siqueira.

Teve um reconhecimento maior na novela Império como a trambiqueira cômica Lorraine, que caiu no gosto do público, chantageando Maria Marta (Lília Cabral) e suas cenas cômicas com Aldaberto (Aílton Graça), Naná (Viviane Araújo) e seu marido Ismael (Jonas Torres). Sua atuação lhe rendeu indicações de Melhor Revelação nos prêmios Extra de Televisão e Quem de Televisão.

Em 2015 esteve na novela Além do Tempo interpretando Severa. Na primeira fase foi a rígida e misteriosa perceptora de Alex. Na segunda fase foi a rancorosa irmã do protagonista Felipe.

Em 2017 volta as novelas em Pega Pega interpretando Tereza.

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Televisão
Ano Título Personagem Nota
2006–07 Minha Nada Mole Vida Zenaide (Produção) Seriado
2008 Dicas de um Sedutor Helena (Episódio: Falta Homem)
2009 Cilada Participação
2011 Tapas & Beijos Mulher que ameaça Armani Participação
2011 Fina Estampa Lourdes Méier Campos
2012 As Brasileiras Carmen Siqueira Episódio: A Sexóloga de Floripa
2014 Império Lorraine
2015 Além do Tempo Severa Bertioga/ Severa Santarém
2017 Pega Pega Tereza Pereira Borges
2018 Sob Pressão Xaropa (Doutora da alegria) Episódio: "11 de dezembro de 2018"

CinemaEditar

Ano Título Personagem
2010 Incômodo Leticia
2006 Polifonia Nurse Betty
2005 O Veneno da Madrugada Trindad
1998 Como ser Solteiro Paciente da clínica de aborto

TeatroEditar

Período Título
2006 O Avesso das Águas
Geração Trianon
2007 Acqua Toffana
2010 Maria do Caritó
Inventário - Aquilo que Seria Esquecido se a Gentes não Contasse
As Conchambranças de Quadrenas
2011-12 Estamira - Beira do Mundo - Estamira

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Premiação Categoria Nomeação Resultado
2006 Festival de Teatro deAmericana Melhor atriz
O Aveço das Águas
Venceu
Festival de Teatro de Blumenau Melhor atriz coadjuvante
Geração Trianon
Venceu
Prêmio Vianinha da UniRio Melhor atriz Venceu
2007 Prêmio Shell
Acqua
Venceu
Prêmio Qualidade Brasil Melhor atriz de teatro Venceu
2011 Prêmio APTR Melhor atriz coadjuvante
Maria do Caritó
Venceu
As Conchambranças de Quaderna
Venceu
2012 Prêmio Shell[2] Melhor atriz
Estamira - Beira do Mundo
Venceu
Prêmio APTR Melhor Atriz Venceu
Troféu APCA[3] Melhor atriz de teatro Venceu
2014 Prêmio Extra de Televisão[4] Melhor atriz revelação
Império
Indicado
Prêmio Quem de Televisão Melhor ator/atriz revelação Indicado

Referências

  1. Dani Barros - Teatropedia <http://teatropedia.com/wiki/Dani_Barros Arquivado em 3 de março de 2016, no Wayback Machine.>. Acessado em 14 de Novembro de 2014.
  2. «Exclusivo! Um bate-papo com Dani Barros sobre a peça "Estamira"». 30 de junho de 2012. Consultado em 22 de Novembro de 2014 
  3. APCA escolhe os melhores de 2012 Estadão. Consultado em 17 de agosto de 2019
  4. «Viviane Araújo conquista o troféu Revelação no Prêmio Extra». Extra. 11 de novembro de 2014. Consultado em 21 de novembro de 2014 

Ligações ExternasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.