Erdmann Augusto de Brandemburgo-Bayreuth

Erdmann Augusto de Brandemburgo-Bayreuth (8 de Outubro de 1615 - 6 de Fevereiro de 1651), foi um membro da Casa de Hohenzollern e marquês hereditário de Brandemburgo-Bayreuth.

Erdmann Augusto de Brandemburgo-Bayreuth
Príncipe-herdeiro de Brandemburgo-Bayreuth
Reinado 8 de outubro de 1615
a 6 de fevereiro de 1651
Antecessor(a) Título novo
Sucessor(a) Cristiano Ernesto de Brandemburgo-Bayreuth
 
Esposa Sofia de Brandemburgo-Ansbach
Descendência Cristiano Ernesto de Brandemburgo-Bayreuth
Casa Hohenzollern
Nascimento 8 de outubro de 1615
  Bayreuth, Alemanha
Morte 6 de fevereiro de 1651 (35 anos)
  Hof (Baviera), Alemanha
Pai Cristiano de Brandemburgo-Bayreuth
Mãe Maria da Prússia, Marquesa de Brandemburgo-Bayreuth
Religião Luteranismo

Família e origensEditar

Era o sétimo dos nove filhos nascidos do marquês Cristiano de Brandemburgo-Bayreuth e da sua esposa, a princesa Maria da Prússia. Na verdade, era o terceiro varão, mas foi o único que conseguiu chegar à idade adulta. Os seus dois irmãos mais velhos, os príncipes Jorge Frederico (nascido e morto em 1608) e Cristiano Ernesto (1613-1614) morreram muito antes de ele nascer.

Casamento e descendênciaEditar

A 8 de Dezembro de 1641, em Ansbach Erdmann casou-se com a princesa Sofia de Brandemburgo-Ansbach, que era também sua prima direita (filha do marquês Joaquim Ernesto de Brandemburgo-Ansbach, irmão do seu pai). Tiveram apenas um filho:

  1. Cristiano Ernsto (6 de Agosto de 1644 - 20 de Maio de 1712), marquês de Brandemburgo-Bayreuth entre 1655 e 1712. Casou-se primeiro com a princesa Erdemunda Sofia da Saxónia; sem descendência. Casou-se depois com a princesa Sofia Luísa de Württemberg-Winnental; com descendência. Casou-se por último com a princesa Isabel Sofia de Brandemburgo; sem descendência.

MorteEditar

Sofia morreu a 3 de Dezembro de 1646. Erdmann Augusto acabaria também por morrer quatro anos depois, a meio dos preparativos para o seu segundo casamento com a princesa Sofia Inês de Mecklemburgo-Schwerin, filha do duque Adolfo Frederico I de Mecklemburgo, que acabaria por se tornar abadessa de Kloster Rühn. Uma vez que morreu antes do pai, Erdmann nunca chegou a ser marquês e foi o seu filho Cristiano que sucedeu ao título em 1655.

GenealogiaEditar

Os antepassados de Erdmann Augusto de Brandemburgo-Bayreuth em três gerações[1]
Erdmann Augusto de Brandemburgo-Bayreuth Pai:
Cristiano de Brandemburgo-Bayreuth
Avô paterno:
João Jorge de Brandemburgo
Bisavô paterno:
Joaquim II Heitor, Príncipe-Eleitor de Brandemburgo
Bisavó paterna:
Madalena da Saxónia
Avó paterna:
Isabel de Anhalt-Zerbst
Bisavô paterno:
Joaquim Ernesto, Príncipe de Anhalt
Bisavó paterna:
Inês de Barby-Mühlingen
Mãe:
Maria da Prússia, Marquesa de Brandemburgo-Bayreuth
Avô materno:
Alberto Frederico, Duque da Prússia
Bisavô materno:
Alberto, Duque da Prússia
Bisavó materna:
Ana Maria de Brunsvique-Luneburgo
Avó materna:
Maria Leonor de Cleves
Bisavô materno:
Guilherme de Jülich-Cleves-Berg
Bisavó materna:
Maria da Áustria

Referências

  1. The Peerage, consultado a 26 de Junho de 2015