Estação Ferroviária de Pombal

estação ferroviária em Portugal
Pombal
Identificação: 34645 POM (Pombal)[1]
Denominação: Estação de Concentração de Pombal
Administração: Infraestruturas de Portugal (até 2020: centro;[2] após 2020: sul)[3]
Classificação: EC (estação de concentração)[1]
Tipologia: C [3]
Linha(s): Linha do Norte (PK 169+604)
Altitude: 64 m (a.n.m)
Coordenadas: 39°54′59.41″N × 8°37′48.58″W

(=+39.9165;−8.63016)

Mapa

(mais mapas: 39° 54′ 59,41″ N, 8° 37′ 48,58″ O; IGeoE)
Concelho: border link=Pombal (Portugal)Pombal
Serviços:
Estação anterior Comboios de Portugal Comboios de Portugal Estação seguinte
Entroncamento
Lis-Apolónia
  AP   Coimbra-B
P-Campanhã
Caxarias
Lis-Apolónia
  IC   Coimbra-B
Coimbra-B
P-Campanhã
Guimarães
Braga
Valença
Vermoil
Entroncam.to
  R   Pelariga
Coimbra-B
P-Campanhã
Caxarias
Lis-Apolónia
    Soure
P-Campanhã

Conexões:
Ligação a autocarros
Ligação a autocarros
1 2 3 3.1 4 4.1 5 6 7
Serviço de táxis
Serviço de táxis
PBL
Equipamentos: Bilheteiras ou máquinas de venda de bilhetes Telefones públicos Sala de espera Elevadores Acesso para pessoas de mobilidade reduzida Parque de estacionamento Lavabos adaptados Lavabos Bar ou cafetaria
Endereço: Largo Salgueiro Maia
PT-3100-495 Pombal
Inauguração: [quando?]
Website:
Pombal Resguardo
Identificação: 34629 PRE (Pombal-Resg)[1]
Denominação: Estação Satélite de Pombal Resguardo
Administração: Infraestruturas de Portugal (até 2020: centro;[2] após 2020: sul)[3]
Classificação: ES (estação satélite)[1]
Linha(s): Linha do Norte (PK 167+739)
Altitude: 69 m (a.n.m)
Coordenadas: 39°54′1.8″N × 8°37′46.092″W

(=+39.9005;−8.62947)

Mapa

(mais mapas: 39° 54′ 01,8″ N, 8° 37′ 46,092″ O; IGeoE)
Concelho: border link=Pombal (Portugal)Pombal
Serviços: mercadorias
Website:
 Nota: Para outras interfaces ferroviárias com nomes semelhantes ou relacionados, veja Estação Ferroviária de Pombal (Brasil).

A Estação Ferroviária de Pombal é uma plataforma ferroviária de passageiros da Linha do Norte, que serve a cidade de Pombal, no Distrito de Leiria, em Portugal.

Edifício de passageiros, visto da plataforma oposta, em 2018.

Descrição editar

Localização e acessos editar

A estação do Pombal situa-se no Largo Salgueiro Maia, na localidade epónima.[4] É servida por todas as nove carreiras do serviço de transporte rodoviário coletivo de passageiros Pombus.[5]

Infraestrutura editar

 
Estação de Pombal, em 2009.

Esta interface apresenta duas vias de circulação, numeradas de I a III, com 504 e 552 m de extensão e acessíveis por plataformas com comprimentos de 329 e 305 m e alturas de 60 e 55 cm; existem ainda quatro vias secundárias, identificadas como IV, V, VII, e IX, com comprimentos de 428 a 130 m; exceto esta última, todas estas vias estão eletrificadas em toda a sua extensão.[3] O edifício de passageiros situa-se do lado nascente da via (lado direito do sentido ascendente, a Campanhã).[6][7]

No local desta interface há um limiar de tipologia ferroviária no que respeita ao comprimento máximo dos comboios de mercadorias, que é de 600 m no troço Pombal-Entroncamento e 500 m no troço Pampilhosa-Pombal.[3]

Nominalmente associada a este apeadeiro, distante pouco menos de dois quilómetros na direção de Vermoil[1] (para sul), existe a dependência de Pombal Resguardo que conta com três vias de circulação, numeradas de IR a IIIR, tendo as duas primeiras 962 m de extensão e a restante 914 m.[3]

Serviços editar

História editar

 Ver artigo principal: História da Linha do Norte

Século XIX editar

Esta interface situa-se no troço entre o Entroncamento e Soure da Linha do Norte, que foi aberto à exploração pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses em 22 de Maio de 1864.[8]

 
Torre d’água da estação, em uso muito reduzido após o abandono da tracção a vapor.

Século XX editar

Em 1913, a estação de Pombal era servida por carreiras de diligências até Ansião, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera.[9]

Em Novembro de 1915, estavam a ser construídas casas para habitação do pessoal ferroviário, junto à estação do Pombal.[10]

Nos inícios da década de 1960, tomou posse como novo chefe da estação de Pombal Francisco Maia, pai do futuro capitão de Abril Salgueiro Maia,[11] em cuja homenagem o arruamento fronteiro à estação viria a ser renomeado.[quando?]

O troço entre o Entroncamento e Pombal foi adaptado a tração eléctrica em Setembro de 1963, no âmbito do plano de electrificação da Linha do Norte.[12]

Século XXI editar

Em Janeiro de 2011, contava com seis vias de circulação, com extensões entre os 499 e 1015 m; destas só três eram servidas por plataformas, que tinham 329 e 306 m de comprimento, e 55 cm de altura.[13]

Ver também editar

Referências

  1. a b c d e (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. a b Diretório da Rede 2021. IP: 2019.12.09
  3. a b c d e Diretório da Rede 2025. I.P.: 2023.11.29
  4. «Pombal - Linha do Norte». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 30 de Julho de 2016 
  5. https://www.cm-pombal.pt/transportes-urbanos/
  6. (anónimo): Mapa 20 : Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1985), CP: Departamento de Transportes: Serviço de Estudos: Sala de Desenho / Fergráfica — Artes Gráficas L.da: Lisboa, 1985
  7. Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1988), C.P.: Direcção de Transportes: Serviço de Regulamentação e Segurança, 1988
  8. TORRES, Carlos Manitto (1 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1681). p. 9-12. Consultado em 8 de Março de 2014 
  9. «Serviço de Diligencias». Guia official dos caminhos de ferro de Portugal. 39 (168). Outubro de 1913. p. 152-155. Consultado em 8 de Fevereiro de 2018 
  10. «Efemérides» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 51 (1231). 1 de Abril de 1939. p. 202-204. Consultado em 8 de Março de 2014 
  11. DUARTE, António de Sousa (1995). Salgueiro Maia: Um Homem da Liberdade. Lisboa: Círculo de Leitores. p. 21. 224 páginas. ISBN 972-42-1093-6 
  12. «Otros países, otras noticias». Via Libre (em espanhol). 2 (24). Red Nacional de los Ferrocarriles Españoles. 1 de Dezembro de 1965. p. 23-24 
  13. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre a Estação de Pombal

Ligações externas editar

  Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.