Fabrício Werdum

Fabrício Werdum (Porto Alegre, 30 de julho de 1977) é um lutador brasileiro de artes marciais mistas (MMA) e ex-campeão do peso-pesado do UFC. Ele também já foi duas vezes campeão mundial de jiu-jítsu, duas vezes campeão do campeonato Abu Dhabi Combat Club World Peso Pesado e campeão europeu de jiu-jitsu. Ele é faixa preta 2º grau de jiu-jitsu, faixa preta em judô e Prajied Preto em muay thai. Werdum já lutou no Pride, no UFC, no Strikeforce e no Jungle Fight.

Fabrício Werdum
Fabricio Werdum 2011 (cropped).jpg
Informações
Nascimento 30 de julho de 1977 (45 anos)
Porto Alegre, RS
Brasil
Nacionalidade brasileiro
espanhol
Outros nomes Vai Cavalo, Dos Nossos
Residência Los Angeles, Califórnia
Estados Unidos
Cônjuge Karine Groff Werdum
Filho(s) 2
Altura 1,93 m
Peso 106 kg
Divisão peso-pesado
Envergadura 1,98 m
Modalidade jiu-jítsu brasileiro
muay thai
judô
Posição ortodoxo
Luta por Los Angeles, Califórnia
Estados Unidos
Equipe Kings MMA
Werdum Combat Team
Treinador Octávio "Ratinho" Couto
Rafael Cordeiro
Graduação      Faixa Preta 3º grau em Jiu-jitsu brasileiro
     Faixa Preta em judô


     Prajied Preto em muay thai

Período em
atividade
2002–presente
Cartel nas artes marciais mistas
Total 35
Vitórias 24
Por nocaute 6
Por finalização 12
Por decisão 6
Derrotas 9
Por nocaute 3
Por decisão 6
Empates 1
Sem resultado 1
Ligações externas
Página oficial:
http://www.fabriciowerdum.com.br/
editar
última atualização: 21 de março de 2018

CarreiraEditar

Nascido em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Werdum começou a treinar jiu-jitsu brasileiro após ser estrangulado com um triângulo pelo ex-namorado de sua então namorada. Ele treinou com Márcio Corleta na Academia de Porto Alegre, Winner Behring. Após o sucesso no jiu-jitsu brasileiro e no Submission Wrestling, ele começou sua carreira no MMA. Ele chegou à Espanha para se juntar a sua mãe, que havia se mudado para a cidade de Madrid, alguns anos antes. Com 17 anos, logo após a sua chegada à Espanha, quando ele era apenas um faixa-roxa, ele começou a ensinar a arte do jiu-jítsu brasileiro em Madrid e outras cidades da Espanha. Apesar de só treinando com faixas brancas e azuis, ele se tornou um campeão mundial de jiu-jítsu, sendo promovido ao posto de faixa preta três anos depois, pelo mestre Sylvio Behring. Werdum começou sua carreira no MMA no Jungle Fight, Millennium Brawl e World Absolute Fight. Ele tinha um cartel de 4-0-1, incluindo uma vitória contra o especialista em Jiu-Jitsu Gabriel Gonzaga. Ele já foi sparring de Mirko Filipović, de tal modo, contribuindo para sua estreia no Pride.

PRIDE Fighting ChampionshipsEditar

Em 2005, Werdum fez sua estréia no PRIDE contra Tom Erikson, vencendo por finalização. Mais tarde naquele ano, ele enfrentou Roman Zentsov no Pride Final Conflict 2005, ele foi capaz de derrotar Zentsov com um triângulo em 6:01 do primeiro round. Werdum, em seguida, teve a primeira derrota em sua carreira no MMA, quando perdeu para Sergei Kharitonov por decisão dividida no Pride 30. Então, no início de 2006, Werdum derrotou Jon Olav Einemo por decisão unânime no Pride 31.

Ele acumulou um cartel de 3-1 no Pride antes de entrar Pride Open Weight Grand Prix de 2006. Sua primeira luta torneio foi contra o lutador holandês Alistair Overeem, e ele venceu com uma kimura no segundo round. Em seguida, ele enfrentou o ex-campeão peso pesado do Pride, Antônio Rodrigo Nogueira nas quartas de final, perdendo por decisão.

Fabrício em seguida, teve uma curta passagem no 2 Hot 2 Handle, vencendo o russo Aleksander Emelianenko por finalização.

Ultimate Fighting ChampionshipEditar

Fabricio Werdum estreou no UFC em 21 de abril de 2007, no UFC 70: Nations Collide. Ele enfrentou o ex-campeão peso-pesado do UFC Andrei Arlovski, perdendo por decisão unânime.

No UFC 80, em 19 de janeiro de 2008, Werdum enfrentou Gabriel Gonzaga em uma revanche. Werdum venceu a luta por nocaute técnico. Após resistir a um ataque impressionante, Fabrício utilizou o clinche de Muay Thai e conectou vários golpes com o joelho antes de levar Gonzaga para o chão e aplicar-lhe socos, terminando com a luta.

A próxima luta de Werdum foi contra Brandon Vera no UFC 85. Ele derrotou Vera por nocaute técnico no primeiro round. Werdum conseguiu uma montada com menos de 30 segundos para terminar o primeiro assalto, e conectou uma série de socos sem resposta do adversário. A decisão de parar a luta foi vaiada, devida à pequena quantidade de tempo restante do assalto, embora o tempo oficial de paralisação foi de 4:40 min.

Em sua próxima luta no UFC 90, Werdum era o franco favorito para vencer, mas foi nocauteado em 1:20 do primeiro round via uppercut por Junior dos Santos. Após essa derrota, Werdum foi cortado do UFC.

StrikeForceEditar

Em seguida, após deixar o UFC, Werdum assinou com o Strikeforce. Ele fez sua estreia no Strikeforce: Carano vs. Cyborg, em 15 de agosto de 2009, contra o também veterano do UFC Mike "MAK" Kyle. Ele venceu por finalização em 1:24 do primeiro round. Werdum seguiu com uma vitória por decisão unânime sobre Antonio "Bigfoot" Silva no Strikeforce: Fedor vs. Rogers.

Werdum enfrentou o ex-campeão peso-pesado do Pride Fiódor Emelianenko em 26 de junho de 2010, no Strikeforce: Fedor vs. Werdum. Em uma enorme vitória de virada, Fedor foi forçado a bater com um triângulo/armlock em 1:09 do primeiro round. A vitória de Werdum acabou com uma invencibilidade de 10 anos de Emelianenko, impulsionando assim o status de Werdum nos rankings dos pesos-pesados. Ele foi classificado como o terceiro melhor peso-pesado no MMA por Sherdog. A vitória sobre Fedor também deu-lhe a distinção de ser o único homem a conseguir vitórias sobre ambos os irmãos Emelianenko.

A revanche contra Alistair Overeem ocorreu em 18 de junho de 2011, no Strikeforce: Dallas, como parte de um torneio de pesos-pesados com oito lutadores. Werdum perdeu para Overeem por decisão unânime. Ele recebeu algumas críticas porque "implorou" para Overeem para lutar com ele no chão, a fim de ficar em uma posição favorável para ele devido à sua técnica de jiu-jitsu brasileiro.

Retorno ao UFCEditar

Em 5 de fevereiro de 2012, Werdum fez seu retorno ao UFC contra Roy Nelson, no UFC 143. Werdum dominou o primeiro round acertando várias joelhadas em Nelson, abrindo um grande corte em sua testa. Nos outros rounds Werdum continuou com uma sequências de joelhadas, chutes e socos, vencendo assim a luta por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-27).

Depois foi agendada uma luta entre Werdum e Mike Russow no UFC 147. Logo no começo do combate, Werdum acertou um forte uppercut que atordoou Russow e em seguida desferiu uma sequência de socos fazendo o árbitro Herb Dean interromper a luta, quebrando a sequência de 12 vitórias de Russow.

Werdum foi técnico da segunda edição do TUF Brasil onde enfrentou em uma revanche o lutador Rodrigo Minotauro em junho de 2013. Fabrício venceu a luta por finalização no segundo round.[1]

Por uma chance de disputar o título, Werdum enfrentou Travis Browne no dia 19 de abril de 2014, no UFC on Fox: Werdum vs. Browne. Em uma performance incrível, Werdum venceu a luta por decisão unânime (49-46, 50-45 e 50-45) após cinco rounds.[2]

No duelo entre os treinadores no primeiro TUF América Latina,[3] Werdum tentaria conquistar o cinturão em uma luta contra o campeão Caín Velásquez a ser realizada em 15 de novembro de 2014, na Cidade do México. No entanto, uma lesão tirou Velásquez da luta e o UFC colocou o neozelandês Mark Hunt para disputar o cinturão interino contra o brasileiro.[4] Após um começo de luta turbulento, Werdum conseguiu se recuperar e encaixou uma joelhada voadora que derrubou Hunt; ele então finalizou a luta com alguns socos no ground and pound, tornando-se assim o campeão interino do Peso-Pesado do UFC.[5]

Cinturão do UFCEditar

A luta com o então campeão Caín Velásquez ocorreu no dia 14 de junho de 2015, na Cidade do México. Os dois lutadores foram os treinadores no primeiro TUF América Latina, que também ocorreu em solo mexicano.[3] Dado como uma grande zebra, Werdum iniciou o primeiro assalto perdendo, após trocação franca com Velásquez. No segundo assalto, após um início equilibrado, Werdum conseguiu reverter a vantagem minando Caín com sequencias de jab-direto e o clinch de muay thai. Sentindo a desvantagem, o corner de Caín pediu que ele tentasse a queda e impusesse seu wrestling. Após uma primeira tentativa de derrubar Werdum, quando por pouco conseguiu escapar de uma "guilhotina", Velásquez tentou nova queda onde já caiu com o golpe do brasileiro perfeitamente encaixado, sendo finalizado com uma "guilhotina". Vitória incontestável do brasileiro, que unificou os cinturões de Interino e Linear dos Pesos-Pesados do UFC.[6]

Defesa do Cinturão do UFCEditar

No dia 9 de dezembro de 2015, foi anunciado pelo Ultimate a revanche entre Fabrício Werdum e Caín Velásquez para 6 de fevereiro de 2016, no UFC 196.[7] No entanto, uma lesão em ambos os lutadores cancelaram o combate.[8]

Perda do cinturãoEditar

Werdum fez sua primeira defesa de título contra o croata-americano Stipe Miočić, em 14 de maio de 2016, no UFC 198. Ainda no primeiro round, Miočić conseguiu encaixar um golpe duro no queixo de Werdum, levando o ex-campeão à lona.[9]

Títulos e feitosEditar

MMAEditar

SubmissionEditar

  • International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF)
    • 2004 IBJJF Mundial de Jiu-Jitsu Campeonato Black Belt (medalha de ouro)
    • 2003 IBJJF Mundial de Jiu-Jitsu Campeonato Black Belt Absolute (medalha de bronze)
    • 2003 IBJJF Mundial de Jiu-Jitsu Campeonato Black Belt (medalha de ouro)
    • 2003 Pan American Championships Black Belt Absolute (medalha de prata)
    • 2003 Pan American Championships Black Belt (medalha de bronze)
    • 2002 IBJJF Mundial de Jiu-Jitsu Campeonato Brown Belt (medalha de bronze)
    • 2002 Pan American Championships Brown Belt (medalha de ouro)
    • 2001 IBJJF Mundial Belt Jiu-Jitsu Campeonato Roxo (medalha de prata)
    • 2001 Campeonato Pan-americanos Roxo Belt Absolute (medalha de ouro)
    • 2001 Pan American Championships Roxo Belt (medalha de ouro)
    • 2000 IBJJF Mundial Belt Jiu-Jitsu Campeonato Azul Absoluto (medalha de ouro)
    • 2000 IBJJF Mundial de Jiu-Jitsu Campeonato Azul Belt (medalha de ouro)
    • 2000 Pan American Championships Azul Belt (medalha de ouro)
  • Abu Dhabi Combat Club
    • 2011 ADCC Submission Wrestling World Championships (medalha de prata)
    • 2009 ADCC Submission Wrestling World Championships (medalha de ouro)
    • 2007 ADCC Submission Wrestling World Championships (medalha de ouro)
    • 2005 ADCC Submission Wrestling World Championships (medalha de bronze)
    • 2003 ADCC Submission Wrestling Campeonato Mundial Absoluto (medalha de bronze)
    • 2003 ADCC Submission Wrestling World Championships (medalha de prata)

Vida pessoalEditar

Casado com Karine, Fabrício tem duas filhas: Júlia e Joana.[10] Ele também é fluente em espanhol, tendo vivido na Espanha por 10 anos, possuindo ascendência espanhola por parte de mãe e francesa por parte de pai. É torcedor do Grêmio.[11]

Cartel no MMAEditar

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
NC 24-9-1-1   Renan Problema Sem resultado PFL 3 06/05/2021 1 2:32   Atlantic City, New Jersey, United States Originalmente derrota por TKO (socos); O resultado foi alterado posteriormente para "sem resultado", devido as imagens comprovarem que Renan Problema bateu em um triângulo aplicado por Werdum.
Vitória 24-9-1   Alexander Gustafsson Finalização (chave de braço) UFC on ESPN: Whittaker vs. Till 25/07/2020 1 2:30   Abu Dhabi Performance da Noite.
Derrota 23-9-1   Oleksiy Oliynyk Decisão (dividida) UFC 249: Ferguson vs. Gaethje 09/05/2020 3 5:00   Jacksonville, Flórida Volta da suspensão.
Derrota 23-8-1   Alexander Volkov Nocaute (socos) UFC Fight Night: Werdum vs. Volkov 17/03/2018 4 1:38   Londres Flagrado no exame antidoping e suspenso por 2 anos.
Vitória 23-7-1   Marcin Tybura Decisão (unânime) UFC Fight Night: Werdum vs. Tybura 19/11/2017 5 5:00   Sydney
Vitória 22-7-1   Walt Harris Finalização (chave de braço) UFC 216: Ferguson vs. Lee 07/10/2017 1 1:05   Las Vegas
Derrota 21-7-1   Alistair Overeem Decisão (majoritária) UFC 213: Romero vs. Whittaker 08/07/2017 3 5:00   Las Vegas
Vitória 21-6-1   Travis Browne Decisão (unânime) UFC 203: Miocic vs. Overeem 10/09/2016 3 5:00   Cleveland
Derrota 20-6-1   Stipe Miocic Nocaute (soco) UFC 198: Werdum vs. Miocic 14/05/2016 1 2:47   Curitiba Perdeu o Cinturão Peso Pesado do UFC.
Vitória 20-5-1   Caín Velásquez Finalização (guilhotina) UFC 188: Velasquez vs. Werdum 13/06/2015 3 2:13   Cidade do México Ganhou e unificou o Cinturão Peso Pesado do UFC; performance da noite.
Vitória 19-5-1   Mark Hunt Nocaute Técnico (joelhada e socos) UFC 180: Werdum vs. Hunt 15/11/2014 2 2:27  Cidade do México Ganhou o Cinturão Interino Peso Pesado do UFC; Performance da Noite.
Vitória 18-5-1   Travis Browne Decisão (unânime) UFC on Fox: Werdum vs. Browne 19/04/2014 5 5:00   Orlando Pela vaga de desafiante nº1 ao Título Peso Pesado.
Vitória 17-5-1   Antônio Rodrigo Nogueira Finalização (chave de braço) UFC on Fuel TV: Nogueira vs. Werdum 08/06/2013 2 2:41   Fortaleza
Vitória 16-5-1   Mike Russow Nocaute Técnico (socos) UFC 147: Silva vs. Franklin II 23/06/2012 1 2:28   Belo Horizonte
Vitória 15-5-1   Roy Nelson Decisão (unânime) UFC 143: Diaz vs. Condit 04/02/2012 3 5:00   Las Vegas Luta da Noite.
Derrota 14-5-1   Alistair Overeem Decisão (unânime) Strikeforce: Overeem vs. Werdum 18/06/2011 3 5:00   Dallas Quartas de Final do Torneio dos Pesados do Strikeforce.
Vitória 14-4-1   Fiódor Emelianenko Finalização (triângulo com chave de braço) Strikeforce: Fedor vs. Werdum 26/06/2010 1 1:09   San José, Califórnia Finalização do ano.
Vitória 13-4-1   Antônio Silva Decisão (unânime) Strikeforce: Fedor vs. Rogers 07/11/2009 3 5:00   Hoffman Estates, Illinois
Vitória 12-4-1   Mike Kyle Finalização (guilhotina) Strikeforce: Carano vs. Cyborg 15/08/2009 1 1:24   San Jose, California
Derrota 11-4-1   Junior dos Santos Nocaute Técnico (socos) UFC 90: Silva vs Côté 25/10/2008 1 1:20   Rosemont, Illinois
Vitória 11-3-1   Brandon Vera Nocaute Técnico (socos) UFC 85: Bedlam 07/06/2008 1 4:40   Londres
Vitória 10-3-1   Gabriel Gonzaga Nocaute Técnico (socos) UFC:80 Rapid Fire 19/01/2008 2 4:34   Newcastle
Derrota 9-3-1   Andrei Arlovski Decisão (unânime) UFC 70: Nations Collide 21/04/2007 3 5:00   Manchester Estreia no UFC.
Vitória 9-2-1   Aleksander Emelianenko Finalização (katagatame) 2H2H: Pride & Honor 12/11/2006 1 3:24   Roterdã
Derrota 8-2-1   Antônio Rodrigo Nogueira Decisão (unânime) Pride Critical Countdown Absolute 01/07/2006 3 5:00   Saitama Quartas de Final do GP de Pesados de 2006 do Pride.
Vitória 8-1-1   Alistair Overeem Finalização (kimura) Pride Total Elimination Absolute 05/05/2006 2 3:43   Osaka Primeiro Round do Grand Prix de Peso Aberto do Pride de 2006.
Vitória 7-1-1   John-Olav Einemo Decisão (unânime) Pride 31 26/02/2006 3 5:00   Saitama
Derrota 6-1-1   Sergei Kharitonov Decisão (dividida) Pride 30 23/10/2005 3 5:00   Saitama
Vitória 6-0-1   Roman Zentsov Finalização (triângulo com chave de braço) Pride Final Conflict 2005 28/08/2005 1 6:01   Saitama
Vitória 5-0-1   Tom Erikson Finalização (mata leão) Pride 29 20/02/2005 1 5:29   Saitama
Vitória 4-0-1   Ebenezer Fontes Braga Nocaute (socos) Jungle Fight 2 15/05/2004 2 1:28   Manaus
Vitória 3-0-1   Gabriel Gonzaga Nocaute Técnico (socos) Jungle Fight 1 13/09/2003 3 2:11   Manaus
Vitória 2-0-1   Kristof Midoux Finalização (triângulo com chave de braço) WAFF 2: World Absolute Fight 2 22/03/2003 1 4:11   Marrakech
Empate 1-0-1   James Zikic Empate Millennium Brawl 8 22/09/2002 3 5:00   High Wycombe 1 ponto de dedução para Werdum pela joelhada ilegal ao oponente no chão.
Vitória 1-0   Tengiz Tedoradze Finalização (triângulo) Millennium Brawl 7 16/06/2002 1 2:50   High Wycombe

Referências

  1. «Fabrício Werdum vence Rodrigo Minotauro pela categoria peso-pesado do TUF Brasil 2 Finale». GloboEsporte.com. Consultado em 28 de abril de 2022 
  2. Ivan Raupp e Evelyn Rodrigues (19 de abril de 2014). «Werdum faz grande luta, domina Browne e se credencia para o título». SporTV. Consultado em 28 de abril de 2022 
  3. a b Jorge Corrêa (5 de maio de 2014). «Seis perguntas Fabrício Werdum». UOL. Consultado em 28 de abril de 2022 
  4. Ivan Raupp e Marcelo Russio (21 de outubro de 2014). «Cain Velásquez se lesiona; Werdum disputa cinturão interino contra Hunt». SporTV. Consultado em 28 de abril de 2022 
  5. «Werdum surpreende, nocauteia Hunt e conquista cinturão interino do UFC». SporTV. 16 de novembro de 2014. Consultado em 28 de abril de 2022 
  6. «Werdum finaliza Velásquez no terceiro round e unifica cinturões dos pesados». SporTV. 14 de junho de 2015. Consultado em 28 de abril de 2022 
  7. «Werdum defende cinturão contra Velásquez no UFC 196, em fevereiro». SporTV. 9 de dezembro de 2015. Consultado em 28 de abril de 2022 
  8. «Fabrício Werdum sofre lesão nas costas e não lutará no UFC 196». Jovem Pan. 25 de janeiro de 2016. Consultado em 28 de abril de 2022 
  9. «Miocic nocauteia Werdum e leva o cinturão dos pesados no UFC 198». GZH. 15 de maio de 2016. Consultado em 28 de abril de 2022 
  10. «Filha de Werdum leva cinturão do pai para escola». Band. 17 de novembro de 2014. Consultado em 28 de abril de 2022 
  11. Sérgio Boaz (2 de outubro de 2017). «Confira a homenagem que Fabrício Werdum fará ao Grêmio». GZH. Consultado em 28 de abril de 2022 
Precedido por:
  Caín Velásquez
18º campeão do peso-pesado do UFC
13 de junho de 2015 – 14 de maio de 2016
Sucedido por:
  Stipe Miočić