Abrir menu principal
Fernando Cury.

Fernando Henrique Cury (Botucatu, 26 de maio de 1979) é bacharel em direito, produtor rural e político brasileiro, filiado ao Partido Popular Socialista (PPS). Atualmente ocupa o cargo Deputado Estadual do Estado de São Paulo.

BiografiaEditar

Concluiu a educação básica e o ensino médio em Botucatu, sua cidade natal, e frequentou o curso superior de Zootecnia na Universidade de Marília (UNIMAR) durante três anos. É formado em Direito pela Faculdade Marechal Rondon, de São Manuel.[1]

Cury vem de uma família com tradição na política, que se dedica à causa pública há mais de 35 anos. Seu pai, Antônio Jamil Cury, esteve à frente da Prefeitura de Botucatu por 10 anos (1983 - 1988 e 1993 - 1996) e seu irmão, João Cury, foi prefeito de Botucatu por dois mandatos (2009 - 2012 e 2013 - 2016), presidente da FDE – Fundação para o Desenvolvimento da Educação (2017-2018) e é o atual Secretário de Educação do Estado de São Paulo (2018).[1][2]

É o mais novo dentre os cinco filhos do casal Antônio Jamil Cury (já falecido)[3] e Dona Erô. Em 2011, casou-se com Renata Meneguella Cury, com quem teve dois filhos.

Em 2014, aos 35 anos, iniciou sua carreira política, eleito deputado estadual com mais de 85 mil votos[4] foi eleito para ocupar uma das 94 cadeiras da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. É um dos responsáveis pela ampliação do PPS (Partido Popular Socialista) no estado, tendo contribuído efetivamente para a criação dos diretórios em diversos municípios.[5]

Cury apresentou o projeto de lei que institui a Semana Estadual de Prevenção, Controle e Combate ao Diabetes. O PL foi sancionado e transformado em Lei estadual, incluindo no calendário oficial do Estado de São Paulo, entre os dias 8 e 14 de novembro, a Semana de Prevenção, Controle e Combate ao Diabetes.[6]

Em 2015, Fernando Cury representou o Brasil no Fórum Internacional de Parlamentares em Diabetes, no Canadá.[7]

Em 2016, criou o Projeto de Lei que institui o Sistema Paulista de Cadastro de doação de Medula Óssea, que busca disciplinar a gestão, coleta, cadastro, procedimentos, estocagem, transplante e proteger o doador e o receptor. O PL foi sancionado e transformado em Lei no dia 6 de julho de 2018.[8]

Referências

  1. a b Fernando Cury deputado estadual Assembleia Legislativa. Sem data de publicação. Consultado em 18 de julho de 2018.
  2. João Cury assume Secretaria da Educação de São Paulo Governo do Estado de São Paulo. Publicado em 24 de abril de 2018. Consultado em 18 de julho de 2018.
  3. Antônio Jamil Cury Jornal da Cidade. Publicado em 7 de dezembro de 2004. Consultado em 18 de julho de 2018.
  4. Região Centro-Oeste Paulista elege 4 deputados estaduais G1. Publicado em 6 de outubro de 2014. Consultado em 18 de julho de 2018.
  5. Fernando Cury ocupa cadeira na AL G1. Publicado em 6 de outubro de 2014. Consultado em 18 de julho de 2018.
  6. Projeto de lei aprovado Assembleia Legislativa. Publicado em 12 de dezembro de 2017. Consultado em 18 de julho de 2018.
  7. Fórum Internacional de Parlamentares no Canadá Leia Notícias. 9 de dezembro de 2015. Consultado em 18 de julho de 2018.
  8. Sistema para Doação de Medula Óssea Jornal Tribuna Livre. Publicado em 15 de julho de 2018. Consultado em 18 de julho de 2018.