Abrir menu principal

Globo de Ouro de melhor filme em língua estrangeira

O Globo de Ouro de melhor filme em língua estrangeira é um prêmio dado pela Hollywood Foreign Press Association que honra os melhores filmes lançados nos Estados Unidos da América que são falados em uma língua estrangeira.

Até 1986, filmes estadunidenses falados em língua estrangeira não podiam receber o prêmio. Com a mudança dos critérios de premiação, filmes dos EUA falados em outra língua, que não a inglesa, atualmente podem receber o prêmio. A mudança de critérios também proibiu que filmes de outros países que têm o inglês como língua oficial pudessem concorrer ao prêmio.

Antes de 1974, os prêmios eram dados de maneira não-frequente, e até mesmo com vários filmes sendo honrados num mesmo ano.

Os países que mais honras receberam são Reino Unido, Espanha e França, respectivamente. Orfeu Negro e Central do Brasil são os únicos filmes falados em língua portuguesa que receberam o prêmio.

VencedoresEditar

Anos 1950Editar

Anos 1960Editar

Anos 1970Editar

Anos 1980Editar

Anos 1990Editar

Anos 2000Editar

Anos 2010Editar

Ano Título em inglês Título original País Diretor
2010 In a Better World Hævnen   Dinamarca Susanne Bier
Biutiful   México /   Espanha Alejandro González Iñárritu
The Concert Le Concert   França Radu Mihaileanu
The Edge Kpaй/Krai   Rússia Aleksei Uchitel
I Am Love Io Sono L’amore   Itália Luca Guadagnino
2011 A Separation جدایی نادر از سیمین / Jodaeiye Nader az Simin   Irão Asghar Farhadi
In the Land of Blood and Honey   Estados Unidos Angelina Jolie
The Flowers of War 金陵十三钗 / Jin Líng Shí San Chai   China Zhang Yimou
The Kid with a Bike Le Gamin au vélo   Bélgica Jean-Pierre & Luc Dardenne
The Skin I Live In La piel que habito   Espanha Pedro Almodóvar
2012 Amour   Áustria Michael Haneke
A Royal Affair En kongelig affære   Dinamarca /   Suécia /   República Checa Nikolaj Arcel
The Intouchables Intouchables   França Olivier Nakache & Éric Toledano
Rust and Bone De rouille et d'os   França /   Bélgica Jacques Audiard
Kon-Tiki   Noruega Joachim Rønning & Espen Sandberg
2013 A Grande Beleza La Grande Bellezza   Itália Paolo Sorrentino
Blue Is the Warmest Colour La vie d'Adèle França Abdellatif Kechiche
The Hunt Jagten Dinamarca Thomas Vinterberg
The Past Le Passé Irão Asghar Farhadi
The Wind Rises Kaze Tachinu Japão Hayao Miyazaki
2014 Leviathan Левиафан Rússia Andrey Zvyagintsev
Ida Ida Polónia Paweł Pawlikowski
Tangerines Mandariinid / მანდარინები Estónia Zaza Urushadze
Force Majeure Turist Suécia Ruben Östlund
Gett: The Trial of Viviane Amsalem Gett: Le procès de Viviane Amsalem /
גט - המשפט של ויויאן אמסלם
Israel Ronit Elkabetz
2015 Son of Saul Saul fia Hungria László Nemes
The Brand New Testament Le Tout Nouveau Testament Bélgica/França/Luxemburgo Jaco Van Dormael
The Club El Club Chile Pablo Larraín
The Fencer Miekkailija / Vehkleja Finlândia/Alemanha/Estónia Klaus Härö
Mustang Mustang França Deniz Gamze Ergüven
2016 Elle Elle   França Paul Verhoeven
Divines Divines França Houda Benyamina
Neruda Neruda Chile Pablo Larraín
The Salesman Forushande / فروشنده Irão/França Asghar Farhadi
Toni Erdmann Toni Erdmann Alemanha / Áustria Maren Ade
2017
[1]
In The Fade Aus dem Nichts   França Fatih Akin
A Fantastic Woman Una Mujer Fantástica   Chile Sebastian Lellio
First They Killed My Father   Camboja Angelina Jolie
Loveless Nelyubov   Rússia Andrey Zvyagintsev
The square Rutan   Suécia Ruben Östlund
2018
[2]
Roma   México Alfonso Cuarón
Capernaum Capharnaüm   Líbano Nadine Labaki
Girl   Bélgica Lukas Dhont
Never Look Away Werk ohne Autor   Alemanha Florian Henckel von Donnersmarck
Shoplifters Manbiki Kazoku   Japão Hirokazu Kore-eda

Referências

  1. «The 75th Annual Golden Globe Awards (2018)». GoldenGlobes.com. Hollywood Foreign Press Association (HFPA). Consultado em 28 de abril de 2019 
  2. «The 76th Annual Golden Globe Awards (2019)». GoldenGlobes.com. Hollywood Foreign Press Association (HFPA). Consultado em 28 de abril de 2019