Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Grêmio Novorizontino.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Grêmio Esportivo Novorizontino foi um clube brasileiro de futebol da cidade de Novo Horizonte, interior do estado de São Paulo, que encerrou suas atividades em 1999.

Novorizontino
Grêmio Esportivo Novorizontino logo.png
Nome Grêmio Esportivo Novorizontino
Alcunhas Tigre do Vale
Torcedor/Adepto Novorizontino
Gremista
Mascote Tigre
Fundação 13 de março de 1973
Extinção 1999
Estádio Jorge Ismael de Biasi
Josué Quirino de Moraes
Capacidade 12.872 (Jorjão)
Localização Novo Horizonte, Brasil
Competição Licenciado
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Índice

HistóriaEditar

Fundado no dia 11 de março de 1973, com o nome de Pima Futebol Clube, era formado na época, em sua maioria, por funcionários de uma fábrica de calçados que levava o nome de Pima. Essa escola-fábrica assistia crianças carentes em forma de orfanato.

Em 1976, depois de brilhar no futebol amador, conquistando o bicampeonato da Liga Catanduvense de Futebol em 1974 e 1975, o então presidente Arneldo Sauressing e diretoria resolveu inscrever o time no profissionalismo, colocando-o na 3ª divisão do Campeonato Paulista. Como não poderia se chamar Pima, o presidente Arneldo, que era gaúcho, resolveu homenagear o Grêmio de Porto Alegre, colocando o nome "Grêmio Esportivo Novorizontino".

As cores amarelo e preto são originárias das cores da fábrica. O mascote do time é o Tigre, por também ter as cores do clube. Foi no ano de 1977 que assumiu a presidência do clube o empresário Dr. Jorge Ismael de Biasi, quando o time se transformou em um clube de futebol, conquistando títulos e revelando jogadores como Paulo Sérgio, Márcio Santos (ambos da Seleção tetracampeã), Maurício (goleiro do Corinthians), Helder, Alessandro Cambalhota (ambos do Santos), Luís Carlos Goiano (do Grêmio de Porto Alegre), e muitos outros.

O primeiro uniforme do Pima FC era idêntico ao do São Paulo FC, porém, em lugar da faixa horizontal vermelha existia uma faixa amarela. Depois este foi substituído pelo uniforme com listras horizontais em amarelo e preto.

Foi também o Dr. Jorge Ismael de Biasi quem levou o clube à conquista do vice-campeonato paulista de 1990, onde o Tigre perdeu o título na final para o Bragantino, depois de dois empates.

O presidente construiu também o estádio Jorjão, com capacidade para 16.000 pessoas, um magnífico centro de treinamento com dois campos de futebol, além de outros confortos que muitos clubes brasileiros não possuem.

Em 1994, a família Chedid assumiu o clube, e durante sua administração o Novorizontino sofreu um declínio que culminaria com seu rebaixamento para a 2ª divisão do Campeonato Paulista, e o clube foi obrigado a abandonar a 2ª divisão do Campeonato Brasileiro. Em 1994, o time foi sexto lugar no Paulistão, ganhando vaga na Copa Bandeirantes, em que ganhou três vezes (contra São Paulo, Araçatuba e Corinthians), empatou duas (contra Araçatuba e São Paulo) e perdeu uma (contra Corinthians), ficando com o segundo lugar do grupo e terceiro da disputa. Muitas vezes foi obrigado a deixar Novo Horizonte para realizar seus jogos em Catanduva, Mirassol e outras cidades da região. Em 1999, a equipe é afastada do campeonato.

DadosEditar

 
Primeiro uniforme do Novorizontino.

Até 1999.

  • Jogos: 1.080
  • Vitórias: 447
  • Empates: 328
  • Derrotas: 305
  • Gols marcados: 1.432
  • Gols sofridos: 1.100
  • Saldo: 332

TítulosEditar

NACIONAIS
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Brasileiro – Série C 1 1994
TOTAL
Competição Títulos Temporadas
  Títulos oficiais 1 1 Nacional

Campanhas de destaqueEditar

DESTAQUES
Competição Campanhas
  Campeonato Paulista Vice-campeão (1990)
  Campeonato Paulista – Série A3 Vice-campeão (1981)

Outras conquistasEditar

InternacionaisEditar

  • Copa Grosseto (Itália): 1994.
  • Vice-Campeonato Torneio de Acapulco (México): 1993
  • Vice-Campeonato Copa Decesano (Itália): 1994.

NacionaisEditar

  • Campeão Amador Regional (Liga Catanduvense): 2 vezes (1974 e 1975).
  • Grupo Branco do Campeonato Paulista: 1985.
  • Grupo B do Campeonato Paulista
  • Torneio José Maria Marim: 1987.
  • Torneio Jorge Biasi: 1988.
  • Vice-Campeonato Torneio Seletivo do Campeonato Brasileiro: 1993.

Categorias de baseEditar

ParticipaçõesEditar

 Campeonato Brasileiro Série BEditar

1989 1ª fase
1991 12º
1995 15º

 Campeonato Brasileiro Série CEditar

1988 19º
1994

ÍdolosEditar

Ranking da CBFEditar

Ranking atualizado em dezembro de 2014

  • Posição: s/posição
  • Pontuação: s/pontos[1]

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol para pontuar todos os clubes do Brasil[2].

Referências

  1. RNC - RANKING NACIONAL DOS CLUBES 2015 Confederação Brasileira de Futebol - acessado em 11 de dezembro de 2014
  2. Cruzeiro lidera o Ranking Nacional de Clubes 2015 Arquivado em 22 de dezembro de 2014, no Wayback Machine. CBF