Grêmio Osasco Audax (futebol feminino)

Conhecidas também como "Audaxciosas" é a equipe feminina de Osasco Audax, famosa por adotar uma marcação coletiva e toques rápidos. A equipe de Futebol Feminino do Grêmio Osasco Audax foi criada em 2015. O projeto do futebol feminino do clube possuía uma parceria com o Sport Club Corinthians Paulista desde 2016.[1] Em 2018, após o fim da parcerias com o Sport Club Corinthians Paulista, o time feminino do Audax formou gestão própria em todas as competições.[2]

Audax
Grêmio Osasco Audax
Nome Grêmio Osasco Audax (futebol feminino)
Alcunhas
PAEC,
Vermelhinhas,
Audax-SP,
Audaxciosas,
Arsenal de Osasco,
GOA
Mascote Garota audaciosa
Fundação 8 de dezembro de 1985 (34 anos)
Estádio Professor José Liberatti
Capacidade 17.000
Localização São Paulo, Brasil
Mando de jogo em José Liberatti
Treinador Brasil Wagner Aparecido de Oliveira
Patrocinador Brasil S. Muri
Brasil CSN
Estados Unidos Avon
Material (d)esportivo Estados Unidos Nike
Competição São Paulo Campeonato Paulista
Flags of South American Conmebol Members.gif Copa Libertadores
Brasil Copa do Brasil
Brasil Campeonato Brasileiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O técnico é o multicampeão Wagner Aparecido de Oliveira.

HistóriaEditar

A equipe de futebol feminino no Audax está ativa desde 2015, e já conseguiu ser semifinalista do Campeonato Paulista Feminino[3] em duas oportunidades, e campeão da Copa do Brasil de Futebol Feminino de 2016[4], logrando classificação para representar o Brasil na Copa Libertadores da América de Futebol Feminino de 2017, estreando em competições continentais e se tornando uma das potências do futebol feminino brasileiro, ganhando-a logo em sua primeira participação.

No final de 2015 o Audax integrou diversas atletas do Centro Olímpico ao seu plantel, inclusive o técnico Arthur Elias. No ano seguinte formou uma parceria com o Corinthians, o alvinegro tinha vaga no Brasileirão Feminino Caixa 2016 (por ter vencido o campeonato brasileiro 2015 masculino), porem a equipe alvinegra não tinha uma equipe feminina; Corinthians então firmou uma parceria com o Audax, que tinha as jogadoras a disposição contudo não tinha a vaga no Brasileirão Feminino. Com a junção das duas equipes, o elenco principal se tornou "Corinthians\Audax" (nomenclatura para disputa no Brasileirão) ou "Audax\Corinthians" (nomenclatura para a disputa na Copa do Brasil), o Audax tinha vaga na copa do Brasil Feminina de 2016 e foi a campeã daquele ano. Com isso, o Corinthians também se tornou dono desse titulo e garantiu a vaga na Libertadores Feminina do outro ano. No ano seguinte a equipe continuou a parceria, e foi vice campeã brasileira e conquistou a libertadores feminina no fim do ano.

Em 2017, o Audax quis caminhar com suas próprias pernas, como venceu a copa do Brasil, ganhou mais uma vaga agora no Brasileirão Feminino 2017, a equipe de Osasco sabia que a parceria bem sucedida poderia acabar. A diretoria decidiu por formar uma equipe própria em parceria com a universidade paulista UNIP, este segundo time ficou sendo chamado de "Audax Unip Feminino". Para elenco vieram diversas jogadoras estrangeiras, algumas do São José dos Campos e Flamengo/Marinha, mas o destaque foi a artilheira Carla Nunes. O Audax Unip terminou entre os oito primeiros sendo uma equipe referencia e forte na competição.

Em 2018, a parceria terminou e o Corinthians/Audax se tornou apenas Corinthians Futebol Feminino, este elenco foi campeão brasileiro neste mesmo ano. Por outro lado o Audax continuou o trabalho e como o titulo da libertadores feminina 2017 estava registrada no CNPJ do clube audax, a vaga para disputa da libertadores feminina ficou com o Audax, depois de um Brasileirão razoavel, a equipe formou uma parceria com a Ponte Preta integrando a tecnica Ana Lucia, e a revelação do Brasileirão Kerolin, o Audax disputou a libertadores no Brasil mas não conseguiu avançar a proxima fase mesmo jogando bem, pecou em pequenos detalhes.

Em 2019, novamente o Audax volta ao Brasileirão, entretanto com o elenco reformulado, boa parte das jogadoras foram compradas pelos grandes clubes do Norte do país, que passaram a disputar o Brasileirão Feminino 2019, no Paulistão Infelizmente a equipe não fez uma boa campanha e foi eliminada na primeira fase, demitindo treinador Marcelo Frigério e trazendo Vitor Mosca para ocupar o cargo, que conseguiu ganhar os jogos regionais, e chegar em 6º lugar no G8 do Brasileirão Feminino.

EstatísticasEditar

ParticipaçõesEditar

Participações em 2019
Competição Temporadas Melhor campanha Anos A   R  
  Campeonato Paulista Feminino 5 3º colocado (2015) 2015-2019
  Série A1 5 5º colocado (2016) 2016-2019
Copa do Brasil Feminina 1 Campeão (2016) 2016
  Copa Libertadores da América de Futebol Feminino 2 Campeão (2017)

5º colocado (2018)

2017-2018

Retrospecto em competições oficiaisEditar

Retrospecto da equipe feminina do Grêmio Osasco Audax em competições oficiais de futebol.

Última atualização: 15 de outubro de 2017.


Torneios nacionais e regionais
Competição P T J V E D GP GC
  Campeonato Brasileiro 2 0 26 11 7 8 45 39
  Copa do Brasil 1 1 10 6 3 1 26 8
  Campeonato Paulista 3 0 52 29 9 14 140 53
Torneios internacionais
Competição P T J V E D GP GC
  Copa Libertadores da América 1 1 5 4 1 0 13 2

P Participações, T Títulos, J Jogos, V Vitórias, E Empates, D Derrotas, GP Gols Pró e GC Gols Contra


TítulosEditar

CONTINENTAIS
Competição Títulos Temporadas
  Copa Libertadores da América 1 2017
NACIONAIS
Competição Títulos Temporadas
  Copa do Brasil 1 2016
TOTAL
Competição Títulos Temporadas
  Títulos oficiais 2 1 Nacional, 1 Continental

-->

Elenco atualEditar

  Última atualização: 29 de julho de 2017.


Elenco atual do Audax[5][6]
N.º Pos. Nome N.º Pos. Nome N.º Pos. Nome
1 G   Kaká 13 A   Índia
2 LE   Fran Bonfanti 14 V   Éricka
3 Z   Guyd 15 Z   Peralta
4 Z  

Tatiane

16 Z   Camilla
5 V   Nath Pitbull 17 M   Maria Patricia
6 LE   Amanda 18 A   Rafinha
7 M   Rosani 19 LD   Ana
8 M   Margareth Thatyo 20 M   Raquel
9 A   Lulu
10 LE   Karen Sereia
11 A   Gabi Portilho
12 G   Karol Alves

Técnico:   Vitor Mosca


Referências