Arquipélago do Havaí

(Redirecionado de Ilhas havaianas)

O Arquipélago do Havaí é um arquipélago de 19[1] ilhas e atóis, numerosos pequenos ilhéus, e montes submarinos situado ao norte do Oceano Pacífico, estendendo cerca de 2 400 km da Ilha Havaí do sul para o ponto mas ao norte, Ilha Kure. Excluindo o Midway, que é um território não-incorporado dos Estados Unidos, o arquipielago do Havaí forma o estado estado-unidense do Hawaiʻi. Antigamente era conhecido como Ilhas Sandwich, pois o arquipélago recebeu o nome a partir da maior ilha do grupo.

Mapa do Arquipélago do Havaí, uma cadeia de ilhas que se estendem 2 400 km em uma direção noroeste da ponta sul da Ilha Havaí.

Este arquipélago representa os picos expositórios de uma grande cordilheira submarina conhecida como o monte submarino Hawaiian-Emperador, que é formada pela atividade vulcânica de um ponto quente no manto da Terra. A cerca de 3 000 km do continente mais perto, o arquipélago do Havaí é o grupo de ilhas mais isolado da Terra.[2]

Ilhas e recifesEditar

A data dos primeiros assentamentos das ilhas havaianas é um tema de debate contínuo.[3] Evidências arqueológicas indicam a possibilidade de um assentamento já no ano 124.[4]

O capitão James Cook, da Marinha Real Britanica, visitou as ilhas em 18 de janeiro de 1778,[5] e as nomeou "Ilhas Sandwich" em homenagem ao 4º Conde de Sandwich, que como Primeiro Lorde do Almirantado era um de seus patrocinadores.[6] Este nome foi usado até a década de 1840, quando o nome local "Hawaii" gradualmente começou a ter precedência.[7]

As ilhas havaianas têm uma área total de 16 600 quilometros quadrados. Com exceção de Midway, que é um território não incorporado dos Estados Unidos, essas ilhas e ilhotas são administradas como Havaí — o 50º estado dos Estados Unidos .[8]

Principais ilhasEditar

Ilha Apelido Area População

(em 2020)

Ponto mais alto Elevação Idade (Ma)[9] Localização
Hawaiʻi[10] A Grande Ilha 1 4 028,0 sq mi (10 432,5 km2) 200,629 Mauna Kea 1 13 796 pé (4 205 m) 0.4 19° 34′ N, 155° 30′ O
Maui[11] A Ilha do Vale 2 727,2 sq mi (1 883,4 km2) 164,221 Haleakalā 2 10 023 pé (3 055 m) 1.3–0.8 20° 48′ N, 156° 20′ O
Oʻahu[12] O Ponto de Encontro 3 596,7 sq mi (1 545,4 km2) 1,016,508 Monte Kaʻala 5 4 003 pé (1 220 m) 3.7–2.6 21° 28′ N, 157° 59′ O
Kauaʻi[13] A Ilha Jardim 4 552,3 sq mi (1 430,5 km2) 73,298 Kawaikini 3 5 243 pé (1 598 m) 5.1 22° 05′ N, 159° 30′ O
Molokaʻi[14] A Ilha Amigável 5 260,0 sq mi (673,4 km2) 7,345 Kamakou 4 4 961 pé (1 512 m) 1.9–1.8 21° 08′ N, 157° 02′ O
Lānaʻi[15] A Ilha Abacaxi 6 140,5 sq mi (363,9 km2) 3,367 [[Lānaʻihale]] 6 3 366 pé (1 026 m) 1.3 20° 50′ N, 156° 56′ O
Niʻihau[16] A Ilha Proibida 7 69,5 sq mi (180,0 km2) 84 [[Mount Pānīʻau]] 8 1 250 pé (381 m) 4.9 21° 54′ N, 160° 10′ O
Kahoʻolawe[17] A Ilha Alvo 8 44,6 sq mi (115,5 km2) 0 Puʻu Moaulanui 7 1 483 pé (452 m) 1.0 20° 33′ N, 156° 36′ O

As oito principais ilhas do Havaí (Windward Islands ou Ilhas de Barlavento) estão listadas acima. Todas, exceto Kaho'olawe, são habitadas.[18]

Ilhas menores, ilhotasEditar

 
Ilhas havaianas do espaço.[19]
 
Vista em perspectiva 3-D das ilhas do sudeste do Havaí, com os cumes brancos de Mauna Loa (4170 metros de altura) e Mauna Kea (4207.3 metros de altura). As profundezas do oceano são coloridas de violeta (5750 metros de profundidade no nordeste de Maui) e índigo a cinza claro (mais raso). Fluxos de lava históricos são mostrados em vermelho, em erupção dos cumes e zonas de fenda dos vulcões Mauna Loa, Kilauea e Hualalai no ʻ .

O estado do Havaí conta com 137 "ilhas" na cadeia havaiana.[20] Este número inclui todas as ilhas menores (ilhas pequenas), ilhotas (ilhas ainda menores) ao largo das ilhas principais (listadas acima) e ilhotas individuais em cada atol. Este são alguns:

  • Ka'ula
  • Lehua
  • Makapu'u
  • Manana
  • Rocha Mōkōlea
  • Moku'um'um
  • [[Mokoliʻi|Mokoli'i]]
  • Molokini
  • Moku Manu
  • Moku Ola
  • Moku o Lo'e
  • Nā Mokulua
 
Uma imagem de satélite composta da NASA das ilhas havaianas tirada do espaço sideral . Clique na imagem para uma visão ampliada que mostra as ilhas principais e o arquipélago estendido.

Ilhas parciais, atóis, recifesEditar

Ilhas parciais, atóis, recifes (a oeste de Ni ʻ ihau são desabitados, exceto Midway Atoll) formam as Ilhas do Noroeste do Havaí (Ilhas de Sotavento):

GeologiaEditar

Esta cadeia de ilhas, ou arquipélago, desenvolveu-se à medida que a Placa do Pacífico se movia lentamente para noroeste sobre um ponto quente no manto da Terra a uma velocidade de aproximadamente 51 quilometros por cada milhão de anos. Assim, a ilha sudeste é vulcanicamente ativa, enquanto as ilhas no extremo noroeste do arquipélago são mais antigas e tipicamente menores, devido à maior exposição à erosão . A idade do arquipélago foi estimada usando métodos de datação de potássio-argônio.[21] A partir deste estudo e de outros,[22][23] estima-se que a ilha mais a noroeste, a Ilha Kure, seja a mais antiga, com aproximadamente 28 milhões de anos (Ma); enquanto a ilha mais a sudeste, Hawai ʻ i, tenha só 400.000 anos. O único vulcanismo ativo nos últimos 200 anos foi na ilha do sudeste, Hawai ʻ i, e no vulcão submerso, mas crescente, no extremo sudeste, Kamaʻehuakanaloa (anteriormente Loʻihi). O Observatório do Vulcão Havaiano do USGS documenta a atividade vulcânica recente e fornece imagens e interpretações do vulcanismo. Kīlauea estava em erupção quase continuamente desde 1983, quando parou em agosto de 2018.

TerremotosEditar

As ilhas havaianas têm muitos terremotos, geralmente causados por atividade vulcânica. A maior parte do monitoramento inicial do terremoto ocorreu em Hilo, pelos missionários Titus Coan, Sarah J. Lyman e sua família. Entre 1833 e 1896, cerca de 4 ou 5 terremotos foram relatados por ano.[24]

No Havaí aconteceu 7,3% dos terremotos relatados nos Estados Unidos com magnitude 3,5 ou superior de 1974 a 2003, com um total de 1.533 terremotos. O Havaí foi classificado como o terceiro estado com mais terremotos nesse período, depois do Alasca e da Califórnia .[25]

EcologiaEditar

A chegada dos europeus teve um impacto significativo na ecologia da região, com a promoção da monocultura de exportação de e pecuária. Isso levou ao aumento da derrubada de florestas e ao desenvolvimento de cidades, adicionando muitas outras espécies à lista de animais extintos das ilhas havaianas . Desde 2009, muitas das espécies endêmicas restantes são consideradas ameaçadas de extinção.[26]

Monumento NacionalEditar

Em 15 de junho de 2006, o presidente George W. Bush emitiu uma proclamação pública criando o Monumento Nacional Marinho Papahānaumokuākea sob a Lei de Antiguidades de 1906. O Monumento abrange as ilhas do noroeste do Havaí e as águas circundantes, formando a maior[27] reserva de vida marinha do mundo. Em agosto de 2010, o Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO adicionou Papahānaumokuākea à sua lista de Patrimônios Mundiais.[28][29][30] Em 26 de agosto de 2016, o presidente Barack Obama expandiu muito Papahānaumokuākea, quadruplicando-o de seu tamanho original.[31][32][33]

ClimaEditar

As ilhas havaianas são tropicais, mas podem apresentar muitos climas diferentes, dependendo da altitude e do ambiente.[34] As ilhas recebem a maior parte das chuvas dos ventos alísios em seus flancos norte e leste (o lado de barlavento) como resultado da precipitação orográfica.[34] As áreas costeiras em geral e especialmente os flancos sul e oeste, ou sotavento, tendem a ser mais secas.[34]

Em geral, as terras baixas das ilhas havaianas recebem a maior parte de sua precipitação durante os meses de inverno (outubro a abril).[34] Condições mais secas geralmente prevalecem de maio a setembro.[34] As tempestades tropicais e furacões ocasionais tendem a ocorrer de julho a novembro.[34]

Durante os meses de verão a temperatura média é de cerca de 29 °C e nos meses de inverno é de aproximadamente 26 °C. Como a temperatura é relativamente constante ao longo do ano, a probabilidade de tempestades perigosas é geralmente baixa.[35]

Veja tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 3 de julho de 2009. Arquivado do original em 4 de agosto de 2009 
  2. Macdonald, Abbott, and Peterson, 1984
  3. Pearce, Charles E.M.; Pearce, F. M. (2010). Oceanic Migration: Paths, Sequence, Timing and Range of Prehistoric Migration in the Pacific and Indian Oceans. [S.l.]: Springer Science & Business Media. ISBN 978-90-481-3826-5 
  4. Whittaker, Elvi W. (1986). The Mainland Haole: The White Experience in Hawaii. [S.l.]: Columbia University Press. ISBN 978-0-231-05316-7 
  5. Rayson, Ann; Bauer, Helen (1997). Hawaii: The Pacific State. [S.l.]: Bess Press. ISBN 1573060968 
  6. James Cook and James King (1784). A Voyage to the Pacific Ocean: Undertaken, by the Command of His Majesty, for Making Discoveries in the Northern Hemisphere, to Determine the Position and Extent of the West Side of North America, Its Distance from Asia, and the Practicability of a Northern Passage to Europe: Performed Under the Direction of Captains Cook, Clerke, and Gore, in His Majesty's Ships the Resolution and Discovery, in the Years 1776, 1777, 1778, 1779, and 1780. 2. [S.l.]: Nicol and Cadell, London 
  7. Clement, Russell. «From Cook to the 1840 Constitution: The Name Change from Sandwich to Hawaiian Islands» (PDF). University of Hawai'i at Manoa Hamilton Library. Consultado em 17 de junho de 2012 
  8. «Guide to State and Local Census Geography – Hawaii» (PDF). Washington, DC: U.S. Census Bureau. 9 de setembro de 2013. pp. 1–2. Consultado em 16 de setembro de 2016 
  9. Blay, Chuck, and Siemers, Robert. Kauai‘’s Geologic History: A Simplified Guide. Kaua‘i: TEOK Investigations, 2004. ISBN 9780974472300. (Cited in «Hawaiian Encyclopedia : The Islands». Consultado em 20 de junho de 2012 )
  10. «Sistema de Informação de Nomes Geográficos: Island of Hawaiʻi». Geographic Names Information System (em inglês) Consultado em 15 de agosto de 2022.
  11. «Sistema de Informação de Nomes Geográficos: Maui Island». Geographic Names Information System (em inglês) Consultado em 15 de agosto de 2022.
  12. «Sistema de Informação de Nomes Geográficos: Oʻahu Island». Geographic Names Information System (em inglês) Consultado em 15 de agosto de 2022.
  13. «Sistema de Informação de Nomes Geográficos: Kauaʻi Island». Geographic Names Information System (em inglês) Consultado em 15 de agosto de 2022.
  14. «Sistema de Informação de Nomes Geográficos: Molokaʻi Island». Geographic Names Information System (em inglês) Consultado em 15 de agosto de 2022.
  15. «Sistema de Informação de Nomes Geográficos: Lānaʻi Island». Geographic Names Information System (em inglês) Consultado em 15 de agosto de 2022.
  16. «Sistema de Informação de Nomes Geográficos: Niʻihau Island». Geographic Names Information System (em inglês) Consultado em 15 de agosto de 2022.
  17. «Sistema de Informação de Nomes Geográficos: Kahoʻolawe Island». Geographic Names Information System (em inglês) Consultado em 15 de agosto de 2022.
  18. «Hawaii Population 2016 (Demographics, Maps, Graphs)». worldpopulationreview.com. Consultado em 12 de setembro de 2016 
  19. «Hawaii : Image of the Day». nasa.gov. 29 de janeiro de 2014. Consultado em 4 de junho de 2015 
  20. «Hawai'i Facts & Figures» (PDF). state web site. State of Hawaii Dept. of Business, Economic Development & Tourism. Dezembro de 2009. Consultado em 23 de maio de 2010. Arquivado do original (PDF) em 22 de outubro de 2008 
  21. «Tectonics, geochronology, and origin of the Hawaiian-Emperor Volcanic Chain» (PDF). The Geology of North America, Volume N: The Eastern Pacific Ocean and Hawaii. The Geology Society of America. 1989. Consultado em 17 de janeiro de 2011. Arquivado do original (PDF) em 11 de junho de 2011 
  22. McDougall, IAN; Swanson, D. A. (1972). «Potassium-Argon Ages of Lavas from the Hawi and Pololu Volcanic Series, Kohala Volcano, Hawaii». Geology Society of American Bulletin. Geological Society of America Bulletin. 83 (12): 3731–3738. Bibcode:1972GSAB...83.3731M. doi:10.1130/0016-7606(1972)83[3731:PAOLFT]2.0.CO;2. Consultado em 17 de janeiro de 2011 
  23. Clague, David A.; Dalrymple, G. Brent; Moberly, Ralph (1975). «Petrography and K-Ar Ages of Dredged Volcanic Rocks from the Western Hawaiian Ridge and the Southern Emperor Seamount Chain». Geology Society of America Bulletin. Geological Society of America Bulletin. 86 (7): 991–998. Bibcode:1975GSAB...86..991C. ISSN 0016-7606. doi:10.1130/0016-7606(1975)86<991:PAKAOD>2.0.CO;2. Consultado em 17 de janeiro de 2011 
  24. «Hawaii Earthquake History». Earthquake Hazards Program. United States Geological Survey. 1972. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 19 de abril de 2009 
  25. «Top Earthquake States». Earthquake Hazards Program. United States Geological Survey. 2003. Consultado em 9 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 31 de agosto de 2009 
  26. Craig R. Elevitch; Kim M. Wilkinson, eds. (2000). Agroforestry Guides for Pacific Islands. [S.l.]: Permanent Agriculture Resources. ISBN 0-9702544-0-7. Consultado em 26 de setembro de 2005. Cópia arquivada em 12 de janeiro de 2006 
  27. Barnett, Cynthia. «Hawaii Is Now Home to an Ocean Reserve Twice the Size of Texas». National Geographic 
  28. «21 sites added to Unesco World Heritage list – Wikinews, the free news source». Wikinews (em inglês). 5 de agosto de 2010. Consultado em 28 de março de 2017 
  29. Saltzstein, Dan (4 de agosto de 2010). «Unesco Adds 21 Sites to World Heritage List». The New York Times (em inglês). Consultado em 28 de março de 2017 
  30. «World Heritage Committee inscribes a total of 21 new sites on UNESCO World Heritage List». whc.unesco.org (em inglês). 2 de agosto de 2010. Consultado em 28 de março de 2017 
  31. Cocke, Sophie (25 de agosto de 2016). «Obama expands Papahanaumokuakea marine reserve; plans Oahu trip». Honolulu Star Advertiser. Consultado em 28 de março de 2017 
  32. «Fact Sheet: President Obama to Create the World's Largest Marine Protected Area». whitehouse.gov (em inglês). 26 de agosto de 2016. Consultado em 28 de março de 2017 
  33. Barnett, Cynthia (26 de agosto de 2016). «Hawaii Is Now Home to an Ocean Reserve Twice the Size of Texas». NationalGeographic.com. Consultado em 28 de março de 2017 
  34. a b c d e f Lau, Leung-Ku Stephen; Mink, John Francis (1 de outubro de 2006). Hydrology of the Hawaiian Islands. [S.l.: s.n.] pp. 39, 43, 49, 53. ISBN 9780824829483 
  35. «So ist das Wetter auf Hawaii». Hawaiiurlaub.de (em alemão). 24 de julho de 2015. Consultado em 24 de junho de 2020 

BibliografiaEditar

  • Morgan, Joseph R. (1996), «Volcanic Landforms», Hawai'i: A Unique Geography, ISBN 1573060216, Honolulu, HI: Bess Press 

Leitura adicionalEditar