Jennifer Lawrence

atriz norte-americana
Jennifer Lawrence
Lawrence em 2018
Jlaw (apelido)
Nascimento 15 de agosto de 1990 (30 anos)
Indian Hills, Kentucky,
Estados Unidos
Residência Los Angeles, Beverly Hills, Lower Manhattan, Nova Iorque
Nacionalidade norte-americana
Cidadania Estados Unidos
Etnia branca
Estatura 1,75 m
Cônjuge Cooke Maroney (c. 2019)
Ocupação atriz
Período de atividade 2006–presente
Prêmios Critics Choice Award de melhor atriz, vencedores do MTV Movie Award de melhor ator, Prêmio MTV Movie & TV de melhor luta, People's Choice Awards, Golden Globe Award de melhor atriz em comédia ou musical, Teen Choice Awards, Independent Spirit Award de melhor atriz, Los Angeles Film Critics Association Award de Melhor Atriz, Satellite Award de melhor atriz em cinema, Prêmio MTV Movie de Melhor Beijo, vencedores do MTV Movie Award de melhor atriz, vencedores do MTV Movie Award de melhor atriz, vencedores do MTV Movie Award de melhor atriz, Prêmio MTV Movie & TV de melhor luta, Oscar 2013, Golden Globe Awards, BAFTA, Saturn Award, Prémios Screen Actors Guild, Independent Spirit Awards, Empire Awards, Premio Marcello Mastroianni, premiados e indicados pelo Screen Actors Guild para melhor elenco no cinema, premiadas com o BAFTA de melhor atriz coadjuvante, Oscar de melhor atriz, lista de atrizes premiadas com o Prêmio Saturno, premiadas e indicadas pelo Screen Actors Guild para melhor atriz no cinema, Golden Globe Award de melhor atriz coadjuvante em cinema
Página oficial
http://www.jennifer-lawrence.com
Assinatura
Jenniferlawrencesignature.svg

Jennifer Shrader Lawrence (Kentucky , 15 de agosto de 1990)[1] é uma atriz norte-americana, vencedora do Oscar de Melhor Atriz, que alcançou o reconhecimento internacional através de suas atuações como a mutante azul Mística na franquia X-Men e a heroína Katniss Everdeen na franquia The Hunger Games.

O seu primeiro grande papel foi como membro do elenco principal em The Bill Engvall Show da TBS (2007-2009) e, posteriormente, apareceu nos filmes independentes The Burning Plain (2008) e Winter's Bone (2010), este último pelo qual recebeu nomeações para o Oscar, Globo de Ouro, Satellite Award, Independent Spirit Award e Screen Actors Guild Award de Melhor Atriz. Lawrence é descrita como uma das melhores atrizes da sua geração, devido à aclamação da crítica pelas suas atuações e aos 20 anos foi a terceira mais jovem atriz a ser nomeada para o Oscar de Melhor Atriz.

Aos 22 anos, seu desempenho como a ninfomaníaca Tiffany Maxwel na comédia romântica Silver Linings Playbook (2012) rendeu-lhe o Oscar, Globo de Ouro, Screen Actors Guild Award, Satellite Award e o Independent Spirit Award de Melhor Atriz, entre outros reconhecimentos, fazendo dela a pessoa mais jovem a ser nomeada para dois prêmios da Academia para Melhor Atriz e a segunda mais jovem vencedora desse prêmio.[2]

Pelo papel de Rosalyn Rosenfeld, no filme American Hustle (2013), recebeu o Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante, o BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante e a sua terceira indicação ao Óscar, como Melhor Atriz Coadjuvante.[3][4][5][6] Aos 25 anos, Lawrence tornou-se a pessoa mais jovem a receber quatro indicações ao Óscar, por sua interpretação como a empreendedora Joy Mangano na cinebiografia Joy, que marca sua terceira colaboração com David O. Russell. Pelo papel, a atriz recebeu seu terceiro Globo de Ouro consecutivo.[7]

Lawrence estabeleceu-se em Hollywood protagonizando duas franquias, ambas sucessos de bilheteria. Na primeira, interpretou a mutante Mística nos filmes X-Men: First Class, X-Men: Days of Future Past, X-Men: Apocalypse e Dark Phoenix.[8] Em 2012 integrou, como personagem principal, o elenco do primeiro filme da série de filmes The Hunger Games, uma adaptação do best-seller da trilogia de romances de Suzanne Collins. Seu desempenho nos filmes rendeu-lhe notáveis elogios da crítica e estabeleceu-a como a mais rentável heroína de ação de sempre nas bilheterias.[9][10] Atuações de Lawrence, até a data, levaram Rolling Stone chamá-la de "a jovem atriz mais talentosa na América".[11] Em 2013, a revista Time nomeou-a uma das 100 pessoas mais influentes do mundo[12] e a Elle nomeou-a a mulher mais poderosa no ramo do entretenimento.[13] Foi a segunda atriz que mais faturou em 2013 (26 milhões de dólares)[14] e, segundo a Forbes, foi a atriz mais rentável de 2014.[15][16] Foi a atriz mais bem paga do mundo em 2015 (52 milhões de dólares), e repetiu o feito em 2016 (46 milhões de dólares), segundo a mesma revista.[17][18]

Inicio de vidaEditar

Jennifer nasceu em 15 de agosto de 1990 às 21 horas e foi criada em Louisville, Kentucky. Filha de Karen e Gary Lawrence, a sua mãe administra um acampamento para crianças e o seu pai já foi dono de uma empresa de construção de concreto, chamada Lawrence & Associates. Quando pequena já atuava em peças da Igreja, e por volta dos 14 anos, decidiu que iria seguir a carreira de atriz. Convenceu os pais a levá-la para Nova Iorque, onde poderiam encontrar um agente. E, apesar de não ter tido nenhum treino anterior, recebeu muitos elogios da agência onde fez o teste. Para conseguir seguir sua carreira na indústria, frequentou durante dois anos a escola.

As atividades escolares de Lawrence incluíam líderes de torcida, softbol, ​​hóquei em campo e basquete, que ela jogava em uma equipe de meninos treinada pelo pai [19]. Enquanto crescia, ela gostava de andar a cavalo e frequentemente visitava uma fazenda de cavalos local.[20] Ela tem um cóccix machucado como resultado de ser jogada de um cavalo.[21] Quando seu pai trabalhava em casa, ela se apresentava para ele, muitas vezes se vestindo como palhaço ou bailarina.[22] Ela teve sua primeira missão como atriz aos nove anos de idade, quando desempenhou o papel de prostituta em uma peça da igreja baseada no Livro de Jonas. Nos anos seguintes, ela continuou participando de peças da igreja e musicais da escola.

Lawrence tinha quatorze anos e estava de férias em família na cidade de Nova York quando foi flagrada na rua por um caçador de talentos que providenciou para que ela fizesse um teste para agentes de talento [23][24]. Karen não estava interessada em permitir que sua filha seguisse uma carreira de atriz, mas mudou brevemente sua família para Nova York para deixá-la ler para papéis. Após a primeira leitura fria de Lawrence, os agentes disseram que a dela era a melhor que tinham ouvido de alguém tão jovem; A mãe de Lawrence a convenceu de que eles estavam mentindo.[25] Lawrence disse que suas primeiras experiências foram difíceis porque ela se sentia sozinha e sem amigos. Ela assinou com a Agência de Talentos do CESD, que convenceu seus pais a deixarem sua audição para papéis em Los Angeles. Enquanto sua mãe a incentivava a modelar, Lawrence insistia em continuar atuando.[26] Nesse momento, ela considerou agindo para ser um ajuste natural para suas habilidades, e ela recusou várias ofertas para a modelagem de atribuições. Lawrence abandonou a escola aos 14 anos sem receber um GED ou um diploma. Ela disse que era "autodidata" e que sua carreira era sua prioridade.[27] Entre seus trabalhos como atriz na cidade, ela fazia visitas regulares a Louisville, onde atuava como enfermeira assistente no acampamento de sua mãe.[28]

CarreiraEditar

2006-2010: Primeiros anosEditar

 
Jennifer em 83º Oscar, em 2011, onde recebeu sua primeira indicação de Melhor Atriz por Osso de Inverno.

Lawrence nunca teve quaisquer aulas de teatro para atuar. Ela começou a sua carreira como atriz na comédia em The Bill Engvall Show. A série foi ao ar em setembro de 2007 e foi cancelada em 2009, após três temporadas. Lawrence recebeu uma indicação ao prêmio Young Artist Awards de 2009 na categoria Jovem Artista Promissora em uma Série de televisão pelo seu papel e ganhou, na mesma cerimonia, ao lado de seus colegas, na categoria Melhor Jovem Elenco. Foi convidada para as séries de televisão The Devil You Know, Cold Case, Medium e Monk.[29]

Lawrence estreou no cinema em 2008, no filme de drama Garden Party, no qual ela interpretou uma adolescente problemática chamada Tiff.[30] Ela apareceu na estréia no cinema de Guillermo Arriaga, The Burning Plain (2008), um drama narrado em um formato de hiperlink. Ela foi escalada como a filha adolescente do personagem de Kim Basinger, que descobre o caso extraconjugal de sua mãe, um papel que ela compartilhou com Charlize Theron; as duas atrizes retrataram o papel em diferentes estágios da vida do personagem. Mark Feeney, do The Boston Globe, considerou o desempenho de Lawrence uma "tarefa ingrata", mas Derek Elley, da Variety elogiou-a como o principal ativo da produção, escrevendo que ela "mergulha em profundidades mais frescas" no filme.[31][32] Sua performance lhe rendeu o Prêmio Marcello Mastroianni de Melhor Atriz Emergente no Festival de Veneza [33]. Também naquele ano, ela apareceu no videoclipe da música "The Mess I Made" de Parachute.[34] No ano seguinte, ela estrelou o drama de Lori Petty, The Poker House, como a mais velha das três irmãs que vive com uma mãe que usa drogas.[35][36] Stephen Farber de Hollywood Reporter pensou que Lawrence "tem uma postura tocante na câmera que transmite a resiliência das crianças", e seu papel na The Poker House ganhou um prêmio de Melhor Performance do Festival de Cinema de Los Angeles.[37][38]

O papel inovador de Lawrence veio no drama de pequena escala Winter's Bone (2010), baseado no romance de Daniel Woodrell com o mesmo nome. No filme independente de Debra Granik, ela interpretou Ree Dolly, uma adolescente pobre nas montanhas Ozark que cuida de sua mãe com problemas mentais e de irmãos mais novos enquanto procura por seu pai desaparecido. Lawrence viajou para o Ozarks uma semana antes de as filmagens começarem a viver com a família em que a história se baseava, e, em preparação, ela aprendeu a lutar, escamar esquilos e cortar lenha.[39][40] David Denby, do The New Yorker, disse que o filme "seria inimaginável para qualquer pessoa menos carismática",[41] e Peter Travers, da Rolling Stone, escreveram que "seu desempenho é mais do que atuar, é uma tempestade que se aproxima. Os olhos de Lawrence são um roteiro para o que está despedaçando Ree".[42] A produção ganhou o Prêmio do Grande Júri no Festival de Cinema de Sundance.[43] A atriz recebeu o prêmio do Conselho Nacional de Revisão por desempenho revolucionário e, com sua primeira indicação ao Oscar de Melhor Atriz, tornou-se a segunda pessoa mais jovem a ser indicada na categoria.[44]

2011-2013: Séries de filmes e prêmios de sucessoEditar

Lawrence foi premiada no Conselho Nacional de Revisão Prêmio de Melhor Performance Revelação. Ela recebeu uma nomeação para o Oscar de Melhor Atriz em 25 de janeiro de 2011, tornando-se a terceira mais jovem atriz a ser nomeado para a categoria,[45] e também acumulando nomeações ao Globo de Ouro, Screen Actors Guild Awards, Independent Spirit Awards, e o Satellite Awards, entre outros.

Lawrence apareceu em The Beaver, uma comédia de humor negro estrelada por Jodie Foster e Mel Gibson. O filme foi rodado em 2009, mas passou um longo período de tempo parado devido às controvérsias. Ele foi lançado em 6 de maio de 2011. Ela também co-estrelou o filme independente Like Crazy, que estreou no Sundance Film Festival de 2011.[46] No ano seguinte, foi-se anunciado que Lawrence foi convidada para participar da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Em março de 2011, Lawrence foi convidada para o papel de Katniss Everdeen no filme The Hunger Games, baseado no romance best-seller homônimo, escrito por Suzanne Collins. Apesar de ser uma grande fã dos livros, ela levou três dias para aceitar o papel porque ela inicialmente foi intimidada pelo tamanho do filme e o que ele poderia significar para sua fama.[47] Ela passou por treinamento intensivo para entrar em forma para o papel, incluindo a formação de dublês, tiro com arco, corrida, pilates, ioga e outras coisas.[48][49] O filme foi lançado em 23 de março de 2012, e estabeleceu o recorde de terceira maior estreia de um filme nos Estados Unidos, com bilheteria de 152,5 milhões de dólares em três dias.[50]

Embora o filme tenha recebido críticas em geral bastante positivas, o retrato feito por Lawrence no papel de Katniss Everdeen foi o mais elogiado. Todd McCarthy do The Hollywood Reporter disse que "Lawrence encarna Katniss, assim como se poderia imaginar ela a partir do romance, com gravidade impressionante e presença", em última análise, chamando-a de "a atriz de cinema ideal".[51] Kenneth Turan do Los Angeles Times afirmou que Lawrence é o "melhor desempenho possível como Katniss e é o fator chave para fazer The Hunger Games um envolvente entretenimento popular com unidade narrativa forte, que prende nossa atenção".[52]

Em junho de 2011, ela estrelou como Mística ao lado de James McAvoy, Michael Fassbender, Nicholas Hoult, Rose Byrne e Lucas Till em X-Men: First Class.[53] Lawrence reprisou o papel na sequência de 2014, X-Men: Days of Future Past.[54] Ela também estrelou ao lado de Max Thieriot e Elisabeth Shue em House at the End of the Street, que foi lançado em Setembro de 2012.[55]

Em novembro de 2012, Lawrence fez o papel de uma ninfomaníaca em Silver Linings Playbook, de David O. Russell, uma adaptação do romance de mesmo nome, por Matthew Quick, atuando com Bradley Cooper e Robert De Niro. Ela recebeu elogios da crítica por sua atuação no filme, com Richard Corliss da Time, dizendo "A razão para ficar é Lawrence.". Peter Travers da Rolling Stone também escreveu que "Lawrence é uma espécie de milagre. Ela é rude, suja, engraçada, boca suja, descuidada, sexy, vibrante e vulnerável, às vezes todos na mesma cena, até no mesmo fôlego. Nenhuma lista de candidatos ao Oscar de melhor atriz estaria completa sem o eletrizante nome de Lawrence na liderança".[56] Pela a sua performance no filme Lawrence ganhou o Oscar de Melhor Atriz, Globo de Ouro de Melhor Atriz - Comédia ou Musical e o SAG de Melhor Atriz.

 
Jennifer Lawrence na San Diego Comic-Con de 2013.

Em 10 de setembro de 2012 Lawrence começou a trabalhar na adaptação para o cinema do segundo romance da trilogia de The Hunger Games, The Hunger Games: Catching Fire, que foi lançado em 15 de novembro de 2013.[57] Em outubro de 2012, Lawrence foi anunciada como o novo rosto da Dior.[58] Ela foi classificada como a número um na lista de AskMen entre "99 mulheres mais desejadas de 2013".[59] Em setembro de 2013, Lawrence começou as filmagens das duas partes do último filme da trilogia The Hunger Games, The Hunger Games: Mockingjay, que foram lançadas, respectivamente, em 19 de novembro de 2014 e 20 de novembro de 2015.[60] Em 2015 protagoniza a cinebiografia da inventora Joy Mangano, realizada por David O. Russell, repetindo sua bem sucedida parceria com o diretor, a performance de Lawrence recebeu críticas extremamente positivas, rendendo a ela o terceiro Globo de Ouro, na categoria Melhor Atriz - Comédia ou Musical, Lawrence ainda quebrou um record histórico, sendo indicada ao terceiro Oscar de Melhor Atriz, somando quatro indicações, fazendo dela a atriz mais jovem de todos os tempos a realizar este feito.[61][62]

Em janeiro de 2013, Lawrence apresentou um episódio do Saturday Night Live, com o convidado musical The Lumineers.[63] The Devil You Know, uma produção em pequena escala que Lawrence havia filmado em 2005, foi seu primeiro lançamento em 2013. Ela então reprisou o papel de Everdeen em Jogos Vorazes: Em Chamas, a segunda parte de a série de filmes Jogos Vorazes.[64] Ao realizar acrobacias subaquáticas do filme, ela sofreu uma infecção no ouvido que resultou em uma breve perda de audição.[65] Com ganhos de bilheteria de US$ 865 milhões, o filme continua sendo seu lançamento de maior bilheteria.[66] Stephanie Zacharek, do The Village Voice, acreditava que a interpretação de Everdeen por Lawrence a tornava um modelo ideal e escreveu que "não há santidade ou pretensão de falsa modéstia na maneira como Lawrence a interpreta".[67] Ela assumiu um papel coadjuvante no drama criminal de Russell, American Hustle (2013) como Rosalyn Rosenfeld, a esposa neurótica do vigarista Irving Rosenfeld (interpretado por Christian Bale). Inspirado pelo Federal Bureau of Investigation operação policial, o filme é definido como pano de fundo a corrupção política em 1970 de New Jersey.[68][69] Lawrence fez pouca pesquisa para o papel e baseou sua performance no conhecimento da época dos filmes e programas de televisão que ela havia visto.[70] Geoffrey Macnab, do The Independent, a elogiou como "engraçada", especialmente por uma cena improvisada em que ela beija agressivamente a amante do marido (interpretada por Amy Adams) nos lábios.[71] A performance de Lawrence ganhou o Globo de Ouro e o BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante, além de uma terceira indicação ao Oscar, a primeira na categoria de apoio.[72]

Jennifer mora em Los Angeles, Califórnia.[73] Ela começou a se relacionar com Nicholas Hoult em 2011, após contracenarem em X-Men: First Class; porém o relacionamento terminou em janeiro de 2013, depois de 2 anos de namoro. Eles reataram em julho do mesmo ano, após filmarem X-Men: Days of Future Past juntos.[74] O casal novamente rompeu em agosto de 2014, alegando incompatibilidade de agenda.[75] Em 31 de agosto de 2014, Jennifer foi vítima de um vazamento de fotos íntimas na Internet. As fotos da atriz nua foram espalhadas pela web. O caso é parecido com o que aconteceu com a atriz Scarlett Johansson, em 2011, que também foi vítima de vazamento de fotos.[76] Na publicação de 2014 das 100 Mulheres Mais Sensuais da FHM, ficou na primeira classificação.[77]

Em 2016 o The Hollywood Reporter publicou sua lista das "100 pessoas mais poderosas do mundo" e a Jennifer ficou no 23º lugar. Entre atores (homens e mulheres), ela está em 2º lugar (atrás apenas de Leonardo DiCaprio, que está em 10º lugar no geral) e é a atriz (mulher) mais poderosa e a mais jovem da lista.

2014 – presenteEditar

 
Jennifer Lawrence em 2014.

Lawrence interpretou Serena Pemberton no drama Serena (2014) de Susanne Bier, baseado na novela de mesmo nome de Ron Rash. No filme, ela e o marido George (interpretado por Bradley Cooper) se envolvem em atividades criminosas depois de perceberem que não podem ter filhos.[78] O projeto foi filmado em 2012 e lançado em 2014 para críticas ruins [79][80]. Lawrence então reprisou o papel de Mística em X-Men: Dias de um Futuro Passado, que serviu de sequela de X-Men: The Last Stand (2006) e X-Men: First Class (2011). O filme recebeu críticas positivas e arrecadou US$ 748,1 milhões em todo o mundo, tornando-se o filme de maior bilheteria na série X-Men até aquele momento [81][82]. Justin Chang, da Variety, elogiou seu visual no filme, mas achou que ela tinha pouco o que fazer, além de "olhar furiosa, rosnar e deixar que os artistas fizessem suas coisas".[83] Os próximos dois lançamentos de Lawrence foram nas partes finais da série de filmes Jogos Vorazes, Mockingjay - Parte 1 (2014) e Parte 2 (2015).[84] Para a trilha sonora do filme anterior, ela cantou a música "The Hanging Tree", que chegou a várias paradas internacionais de singles [85]. Em uma revisão do filme final da série, Manohla Dargis, do The New York Times, desenhou semelhanças entre sua ascensão ao estrelato e a jornada de Everdeen como líder rebelde, escrevendo: "Lawrence agora ocupa o papel tão facilmente quanto a respiração, em parte porque, como todas as grandes estrelas, ela parece estar interpretando uma versão do seu "verdadeiro" eu".[86] Ambos os filmes faturaram mais de US$ 650 milhões em todo o mundo.

Lawrence trabalhou com Russell pela terceira vez na cinebiografia Joy (2015), na qual ela interpreta o personagem de mesmo nome, uma mãe solteira problemática que se torna um empresário de sucesso depois de inventar o Miracle Mop.[87] Durante a produção em Boston, a imprensa noticiou um desentendimento entre Russell e Lawrence que resultou em uma "luta gritante". Ela disse que sua amizade com Russell tornou mais fácil para eles discordarem, porque as pessoas brigam quando realmente se amam.[88] O filme não foi tão bem recebido quanto suas colaborações anteriores, mas seu desempenho foi elogiado.[89] Richard Roeper chamou de "uma performance maravilhosamente estratificada que leva o filme através de pontos difíceis e desvios às vezes duvidosos", que foi seu melhor desde Winter's Bone [90]. Ela ganhou um terceiro Globo de Ouro e foi indicada para outro Oscar de Melhor Atriz, tornando-se a pessoa mais jovem a receber quatro indicações ao Oscar.[91] Lawrence começou 2016 fornecendo a narração para A Beautiful Planet, um documentário que explora a Terra a partir da Estação Espacial Internacional.[92] Ela interpretou Mistica pela terceira vez em X-Men: Apocalypse.(2016). O filme recebeu críticas mistas, com um consenso de que estava cheio demais de ação que prejudicava os temas da história e as performances do elenco.[93] Helen O'Hara, do Empire, considerou o filme uma decepção em relação às parcelas anteriores da série, e criticou a atriz por tornar seu personagem muito sombrio.[94] Apesar disso, ela foi premiada como atriz de cinema favorita no 43º People's Choice Awards.[95]

 
Jennifer Lawrence na San Diego Comic-Con de 2015.

Lawrence recebeu US $ 20 milhões por interpretar Aurora Lane no filme de ficção científica Passengers (2016), e recebeu o prêmio de melhor atriz coadjuvante por Chris Pratt.[96][97] Apresenta Pratt e ela como duas pessoas que acordam 90 anos cedo demais de uma hibernação induzida em uma nave espacial destinada a um novo planeta. Lawrence diz que ela se sentiu nervosa ao realizar sua primeira cena de sexo e beijar um homem casado (Pratt) na tela; ela bebeu álcool para se preparar para as filmagens.[98] A reação crítica foi mista, mas Lawrence defendeu o filme chamando-o de "uma história de amor corrompida e complicada".[99][100] Mother, filme de terror psicológico de Darren Aronofsky foi o único lançamento de Lawrence em 2017. Ela estrelou como uma jovem esposa que sofre trauma quando sua casa é invadida por convidados inesperados. Lawrence passou três meses ensaiando o filme em um armazém no Brooklyn, apesar de sua relutância em ensaiar em suas tarefas anteriores.[101] O papel intenso se mostrou difícil para ela filmar; ela recebeu oxigênio suplementar quando hiperventilou um dia e também deslocou uma costela. Mother! espectadores polarizados e solicitou greve em massa [102]. O filme foi mais bem recebido pelos críticos [103]; Walter Addiego, da San Francisco Chronicle rotulou-o de "agressivo" e "teste deliberado de resistência do público" e creditou a Lawrence por "nunca se deixar reduzir simplesmente a uma vítima uivante".[104]

No ano seguinte, Lawrence estrelou Dominika Egorova, uma espiã russa que faz contato com um misterioso agente da CIA (interpretado por Joel Edgerton), no thriller de espionagem de Francis Lawrence, Red Sparrow, baseado no romance de Jason Matthews.[105] Ela aprendeu a falar com sotaque russo e realizou treinamento de balé por quatro meses.[106] Lawrence foi desafiado pela sexualidade em seu papel, mas disse que realizar as cenas de nudez a fazia sentir-se empoderada.[107] Eric Kohn, do IndieWire, não gostou do desenlace do filme, mas elogiou o trabalho de Lawrence e Charlotte Rampling, afirmando que "o talento considerável em exibição é a graça salvadora constante do filme".[108] Um ano mais tarde, Lawrence fez sua quarta e última aparição como Mística, em Fênix Negra, que recebeu críticas negativas e surgiu como uma bomba de bilheteria.[109][110]

Próximos projetosEditar

Lawrence estrelará e produzirá Red, White and Water, um drama independente dirigido por Lila Neugebauer, que será distribuído pela A24.[111] Ela trabalhará com o cineasta Adam McKay no filme de comédia da Netflix, Don't Look Up, e interpretará a informante da máfia Arlyne Brickman na adaptação cinematográfica de Paolo Sorrentino do livro Mob Girl, de Teresa Carpenter.[112][113] Lawrence também produzirá uma adaptação cinematográfica do romance Burial Rites de Hannah Kentsobre a última mulher a ser executada por assassinato na Islândia.[114]

Vida pessoalEditar

 
Lawrence promovendo Mother!, em 2017.

Durante as filmagens de X-Men: First Class, em 2010, Lawrence iniciou um relacionamento romântico com sua co-estrela Nicholas Hoult. O casal se separou na época em que trabalhavam em X-Men: Dias do Futuro Passado em 2014.[115][116] Também naquele ano, ela foi uma das vítimas do vazamento de fotos de celebridades do iCloud quando dezenas de nuas auto-fotografadas fotos dela vazaram online.[117] Lawrence enfatizou que as imagens nunca foram feitas para serem publicadas; ela chamou o vazamento de "crime sexual" e "violação sexual". Ela acrescentou que os espectadores das imagens deveriam ter vergonha da sua parte em uma ofensa sexual.[118] A atriz afirmou mais tarde que suas fotos eram destinadas a Hoult e que, ao contrário de outras vítimas do hack, ela não planejava processar a Apple Inc.[119]

Em setembro de 2016, ela começou a namorar o diretor Darren Aronofsky, a quem conheceu durante as filmagens da Mother![120][121] O casal se separou em novembro de 2017.[122] Em 2018, ela começou a namorar Cooke Maroney, diretor de uma galeria de arte, e eles ficaram noivos em fevereiro de 2019.[123][124] Em outubro de 2019, ela se casou Maroney em Rhode Island.[125] Em maio de 2019, ela reside em Lower Manhattan, Nova York e Beverly Hills, Califórnia.[126]

Lawrence é um defensora da Planned Parenthood,[127] e participou de um vídeo em junho de 2017 contra o defunding da organização [128]. Ela falou contra o tiroteio em novembro de 2015 em uma clínica de Paternidade Planejada de Colorado Springs.[129] Ela é feminista, um conceito que argumenta que não deve intimidar as pessoas "porque significa apenas igualdade".[130] Lawrence promove a positividade do corpo entre as mulheres.[131] Em 2015, ela escreveu um ensaio para a Carta Lenny, no qual criticava a disparidade salarial entre homens e mulheres em Hollywood. Ela escreveu sobre suas próprias experiências no setor, como o menor salário que recebeu por seu trabalho na American Hustle em comparação com seus colegas de elenco masculinos.[132] Em uma entrevista de 2015 à Vogue, Lawrence criticou a funcionária do condado de Kentucky, Kim Davis, por sua oposição ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.[133] Lawrence foi "criada como republicana", mas posteriormente criticou a posição do partido sobre os direitos das mulheres. Ela tem forte oposição a presidência de Donald Trump, afirmando em 2015 que sua eleição seria 'o fim do mundo'.[134]

 
Lawrence na Tulane University em 2018.

Lawrence tornou-se membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas em 2011.[135] Ela deu seu apoio a várias organizações de caridade, como o Programa Mundial de Alimentos, Feeding America e o Thirst Project.[136] Junto com Josh Hutcherson e Liam Hemsworth, seus colegas de elenco dos Jogos Vorazes (2012), Lawrence fez uma parceria com as Nações Unidas para divulgar a pobreza e a fome.[137] Ela organizou uma exibição inicial de Jogos Vorazes: Em Chamas (2013) para beneficiar o Saint Mary's Center, uma organização de deficientes em Louisville, e levantou mais de US$ 40 mil pela causa.[138] Ela fez parceria com a rede de transmissão de caridade Chideo para arrecadar fundos para os Jogos Mundiais de Verão de 2015 das Olimpíadas Especiais, exibindo seu filme Serena (2014) [139]. Ela também colaborou com Omaze para sediar um concurso de angariação de fundos para os jogos, como parte da estréia de Jogos Vorazes: Mockingjay - Parte 1 (2014).[140]

Em 2015, Lawrence se uniu a Hutcherson e Hemsworth para a Prank It FWD, uma iniciativa de caridade para arrecadar dinheiro para a organização sem fins lucrativos Do Something.[141] Nesse ano, ela também lançou a Jennifer Lawrence Foundation, que apoia instituições de caridade como os Boys & Girls Clubs of America e a Special Olympics.[142] Em 2016, ela doou US$ 2 milhões ao Hospital Infantil Kosair em Louisville para estabelecer uma unidade de terapia intensiva cardíaca com o nome de sua fundação.[143] Lawrence é membro do conselho da Represent.Us, uma organização sem fins lucrativos que busca aprovar leis anticorrupção nos Estados Unidos.[144] Em 2018, ela colaborou com 300 mulheres em Hollywood para criar a iniciativa Time's Up para proteger as mulheres de assédio e discriminação.[145] Ela participou da Marcha das Mulheres de 2018 em Los Angeles para afirmar seu compromisso com os direitos das mulheres.[146] Também naquele ano, Lawrence anunciou seu compromisso de envolver jovens americanos politicamente e de advogar por leis anticorrupção[147] Em 2018, Lawrence fundou uma empresa de produção chamada Excellent Cadaver.[148]

Na mídiaEditar

Em 2012, o site de revisão IndieWire afirmou que Lawrence tinha uma personalidade "realista, autodepreciativa, não afetada".[149] Uma escritora da IGN a considera uma atriz "afiada", "engraçada" e "peculiar" que gosta de "permanecer no chão", apesar do considerável sucesso. Lawrence diz que ela acha que agir é "estúpido" em comparação com profissões que salvam vidas, como médicos, e, portanto, não acredita em ser "convencido" sobre seu sucesso.[150]

 
Jennifer Lawrence na estréia de A Beautiful Planet em 2016.

Em 2012, a Rolling Stone a chamou de "a jovem atriz mais talentosa da América". Sua Hunger Games co-estrela de Donald Sutherland foi favoravelmente comparado seu ofício ao de Laurence Olivier e considera-a um "requintado e brilhante ator".[151] David O. Russell (que a dirigiu em Silver Linings Playbook, American Hustle e Joy) elogiou sua atuação sem esforço que faz com que suas performances pareçam fáceis.[152] Durante sua carreira, Lawrence desempenhou papéis tanto em produções de alto nível como em filmes populares e de baixo orçamento, e apareceu em vários gêneros de filmes. Ela não estudou atuação e não esteve envolvida em teatro profissional. Em vez disso, ela baseia sua abordagem de atuação em suas observações das pessoas ao seu redor.[153] A atriz disse ao The Globe and Mail, em junho de 2010, que "não investe nenhuma das minhas emoções reais" ou leva para casa as dores de seus personagens. Lawrence continuou dizendo que "eu nem levo isso para serviços de artesanato" e nunca compartilhou suas experiências, confiando em sua imaginação, observando "eu não posso sair por aí procurando papéis que são exatamente como a minha vida". Ela afirmou que "se alguma vez chegasse ao ponto em que, para melhorar uma parte, eu tivesse que perder um pouco da minha sanidade, não faria isso. Simplesmente faria comédias".

À medida que sua carreira se desenvolveu, Lawrence se tornou uma das atrizes mais bem pagas; O Daily Telegraph informou em 2014 que estava ganhando US$ 10 milhões por filme.[154] Em 2013, a revista Time a nomeou uma das 100 pessoas mais influentes do mundo,[155] Elle a rotulou como a mulher mais poderosa no ramo do entretenimento[156] e a Forbes a classificou como a 50ª atriz mais poderosa.[157] Em 2014, a Forbes a nomeou a segunda atriz mais bem paga no mundo, com ganhos de US$ 34 milhões,[158] e a citou como a atriz mais poderosa, ocupando o 12º lugar na lista de celebridades da revista 100; ela apareceu na lista novamente em 2016.[159][160] Em 2015, Lawrence foi nomeada "Artista do ano" pela Entertainment Weekly, um título que ela também ganhou em 2012,[161] e foi reconhecida como a heroína de ação com maior bilheteria no Guinness World Records por estrelar na série Jogos Vorazes.[162] Em 2015 e 2016, a Forbes informou que ela havia emergido como a atriz mais bem paga do mundo, com ganhos anuais de US$ 52 milhões e US$ 46 milhões, respectivamente.[163] A revista a classificou como a terceira e quarta atriz mais bem paga do mundo durante os próximos dois anos, com ganhos respectivos de US$ 24 milhões e US$ 18 milhões.[164] A partir de 2019, os filmes de Lawrence arrecadaram mais de US$ 6 bilhões em todo o mundo.

FilmografiaEditar

 Ver artigo principal: Filmografia de Jennifer Lawrence

Prêmios e indicaçõesEditar

Referências

  1. «Jennifer Lawrence Biography» (em inglês). Biography.com 
  2. «Jennifer Lawrence, Quvenzhané Wallis make Oscar history as nominations are announced» (em inglês). Up and Comers. 10 de janeiro de 2013. Consultado em 7 de dezembro de 2013 
  3. O'Connell, Michael (12 de dezembro de 2013). «Golden Globes Nominations: The Complete List» (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 26 de abril de 2014 
  4. McCormack, Kirsty (16 de janeiro de 2014). «She's only 23! Oscar winner Jennifer Lawrence is nominated for another Academy Award for American Hustle» (em inglês). Daily Express. Consultado em 26 de abril de 2014 
  5. «Nominations Announced for the 20th Annual Screen Actors Guild Awards | Screen Actors Guild Awards» (em inglês). Sagawards.org. 11 de dezembro de 2013. Consultado em 26 de abril de 2014 
  6. Respers France, Lisa (8 de janeiro de 2014). «'12 Years a Slave' and 'American Hustle' lead Critics' Choice noms - CNN.com». CNN (em inglês). Edition.cnn.com 
  7. «Oscar Nominations: Surprising Factoids About 2016's Contenders». Variety (em inglês). Consultado em 24 de março de 2016 
  8. «Bryan Singer é confirmado na direção de 'X-Men: Apocalipse'». Universo Online. Cine POP. Consultado em 23 de setembro de 2014. Arquivado do original em 24 de setembro de 2014 
  9. «'Hunger Games': Jennifer Lawrence reaps praise from critics». Los Angeles Times. Latimesblogs.latimes.com. Consultado em 7 de dezembro de 2013 
  10. «Action Heroine Movies at the Box Office» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 7 de dezembro de 2013 
  11. Eells, Josh (12 de abril de 2012). «Jennifer Lawrence: America's Kick-Ass Sweetheart». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2013 
  12. «TIME» 🔗. Time100.time.com. 20 de abril de 2013. Consultado em 7 de dezembro de 2013 
  13. Vineyard, Jennifer. «Hollywood Power List 2013». Elle Magazine. Consultado em 7 de dezembro de 2013 
  14. Pomerantz, Dorothy. «10 atrizes mais bem pagas de Hollywood». Forbes Brasil. Consultado em 5 de agosto de 2014 
  15. Hermsdorff, Renato. «Quem são as atrizes que mais lucraram em Hollywood no último ano?». AdoroCinema. Consultado em 5 de agosto de 2014 
  16. «Sandra Bullock lidera lista de atrizes mais bem pagas de Hollywood». Globo.com. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  17. DiFiori, Maya. «Jennifer Lawrence é a atriz mais bem paga do mundo, segundo a 'Forbes'». G1. Consultado em 20 de agosto de 2015 
  18. Ciprianni, Julio. «Jennifer Lawrence é atriz mais bem paga do mundo pela segunda vez consecutiva na lista da Forbes». Folha de S. Paulo. Consultado em 23 de agosto de 2016 
  19. «Jennifer Lawrence: America's Kick-Ass Sweetheart | Rolling Stone». web.archive.org. 4 de junho de 2016. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  20. «Jennifer Lawrence Exclusive Interview». Seventeen (em inglês). 7 de março de 2012. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  21. Heyman, Jessie. «5 Things You Didn't Know About Jennifer Lawrence». Vogue (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  22. «30 Things You Didn't Know About Jennifer LawrenceWhen her dad started working at home, she would perform for him by dressing up as a clown or a ballerina, among other characters. She'd reappear as a new person every time.». Complex (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  23. Windolf, Jim. «Cover Story: Jennifer Lawrence on Being "Uneducated" and Having Anxiety About Lying». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  24. «Interview with Winter's Bone star Jennifer Lawrence - The Globe and Mail». web.archive.org. 3 de abril de 2012. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  25. «Interview with Winter's Bone star Jennifer Lawrence - The Globe and Mail». web.archive.org. 3 de abril de 2012. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  26. Weichselbaum, Simone. «Family and friends say Oscar winner Jennifer Lawrence is still a down-home Kentucky girl». nydailynews.com. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  27. «Jennifer Lawrence's surprising trip to the top of Hollywood». www.cbsnews.com (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  28. «Jennifer Lawrence, playing to strength». Los Angeles Times (em inglês). 11 de novembro de 2010. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  29. Stern, Marlow (12 de junho de 2010). «Jennifer Lawrence is the breakout star of Winter's Bone!». Manhattan Movie Magazine (em inglês). Manhattanmoviemag.com. Consultado em 4 de junho de 2011 
  30. «88th Annual Oscar nominees in their first film role». nydailynews.com. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  31. Feeney, Mark (18 de setembro de 2009). «The Burning Plain». Boston.com 
  32. Elley, Derek; Elley, Derek (29 de agosto de 2008). «The Burning Plain». Variety (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  33. «Lawrence holds Marcello Mastroianni Award at Venice - Entertainment News - SINA English». english.sina.com. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  34. «The Bill Engvall Show - Jennifer Lawrence: Career in pictures - Digital Spy». web.archive.org. 31 de março de 2014. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  35. SUN, Toronto; Entertainment; Movies; Email, Share Jennifer Lawrence's 5 best performances Tumblr Pinterest Google Plus Reddit LinkedIn; Tumblr; Pinterest; Plus, Google; Reddit; LinkedIn (20 de novembro de 2014). «Jennifer Lawrence's 5 best performances | Toronto Sun» (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  36. Roberts, Sheila (17 de julho de 2009). «Interview: Jennifer Lawrence and Director Lori Petty on THE POKER HOUSE». Collider (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  37. «The Poker House». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  38. «LA Film Fest 2014». web.archive.org. 14 de outubro de 2014. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  39. «People in the News». The Week UK (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  40. «Survival of the Fittest: Jennifer Lawrence and Winter's Bone». Interview Magazine (em inglês). 14 de junho de 2010. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  41. Denby, David. «Thrills And Chills». The New Yorker (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  42. Travers, Peter; Travers, Peter (3 de junho de 2010). «Winter's Bone». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  43. «Jennifer Lawrence dishes on 'Winter's Bone' and stripping for 'Esquire' | BlackBook Magazine». web.archive.org. 16 de dezembro de 2013. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  44. Staff, MTV News. «Oscar Nominations List 2011». MTV News (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  45. News Staff (25 de janeiro de 2010). «Oscar Nominations List 2011». MTV (em inglês). MTV. Consultado em 4 de junho de 2011 
  46. Zeitchik, Steven (23 de janeiro de 2011). «Sundance 2011: 'Like Crazy' is bought, and will be released by, Paramount Pictures». Los Angeles Times (em inglês). Latimesblogs.latimes.com. Consultado em 1 de fevereiro de 2011 
  47. Galloway, Steven (1 de fevereiro de 2012). «Jennifer Lawrence: A Brand-New Superstar». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 7 de fevereiro de 2012 
  48. «Hunger Games Training Fun». Digital Spy. Consultado em 28 de abril de 2012 
  49. Emily Listfield (14 de março de 2012). «Jennifer Lawrence on How the Kardashians Are Like 'The Hunger Games'» (em inglês). Parade.com. Consultado em 22 de maio de 2012 
  50. «Weekend Report: 'The Hunger Games' Devours $152.5 Million» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 29 de março de 2012 
  51. «The Hunger Games: Film Review». The Hollywood Reporter (em inglês). Hollywoodreporter.com. Consultado em 24 de março de 2012 
  52. «Hunger Games Review». Los Angeles Times. LA Times. Consultado em 11 de abril de 2012 
  53. Wells, Jeffrey (24 de outubro de 2010). «Lawrence on the Line» (em inglês). Hollywood elsewhere. Consultado em 22 de novembro de 2010. Arquivado do original em 28 de outubro de 2010 
  54. Vary, Adam B. (27 de novembro de 2012). «Ian McKellan, Patrick Stewart returning for 'X-Men: Days of Future Past'» (em inglês). Entertainment Weekly. Consultado em 27 de novembro de 2012 
  55. Creepy, Uncle (4 de junho de 2010). «Max Thieriot and Jennifer Lawrence Move into the House at the End of the Street» (em inglês). Dreadcentral.com. Consultado em 22 de janeiro de 2013 
  56. Travers, Peter. «Silver Linings Playbook Review». Rolling Stone (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 21 de novembro de 2012 
  57. «First Look at THE HUNGER GAMES: CATCHING FIRE Starring Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, and Sam Claflin» (em inglês). Collider.com. Consultado em 14 de setembro de 2012 
  58. Cowles, Charlotte. «Jennifer Lawrence Lands Dior Campaign». New York Magazine (em inglês). New York Magazine. Consultado em 11 de outubro de 2012 
  59. «Jennifer Lawrence - Top 99 Women of 2013» (em inglês). Askmen.com. 11 de dezembro de 2012 
  60. «Jogos Vorazes - A Esperança já tem data para começar». Omelete 
  61. «Jennifer Lawrence Poderá Repetir Parceria Com David O.Russell». Portal Cinema. Portal Cinema. 31 de janeiro de 2014 
  62. Gray, Tim. «Oscar Nominations: Surprising Factoids About 2016's Contenders». Variety (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  63. «Jennifer Lawrence to Host 'Saturday Night Live'». web.archive.org. 27 de abril de 2013. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  64. Goldberg, Matt (14 de setembro de 2012). «First Look at THE HUNGER GAMES: CATCHING FIRE Starring Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, and Sam Claflin». Collider (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  65. «Jennifer Lawrence On Hunger Games: Catching Fire». web.archive.org. 7 de agosto de 2014. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  66. «Jennifer Lawrence». Box Office Mojo. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  67. «The Hunger Games: Catching Fire Is a Delicious Middle Course - Page 1 - Movies - New York - Village Voice». web.archive.org. 3 de dezembro de 2013. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  68. «American Hustle, review: 'Jennifer Lawrence is brilliant as the». The Independent (em inglês). 19 de dezembro de 2013. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  69. «Jennifer Lawrence Steals the Show in 'American Hustle' First Screening». TheWrap (em inglês). 25 de novembro de 2013. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  70. Hiscock, John (13 de dezembro de 2013). «Jennifer Lawrence interview: 'I feel normal, so I expect to be treated normally'» (em inglês). ISSN 0307-1235 
  71. «American Hustle, review: 'Jennifer Lawrence is brilliant as the». The Independent (em inglês). 19 de dezembro de 2013. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  72. Tartaglione, Nancy; Tartaglione, Nancy (16 de fevereiro de 2014). «BAFTA Awards: '12 Years A Slave' Wins Best Film But 'Gravity' Carries Most Weight With Six Total Nods; Chiwetel Ejiofor & Cate Blanchett Take Actor Wins; 'American Hustle' Scores 3 Including For Jennifer Lawrence». Deadline (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  73. «Jennifer Lawrence». Forbes (em inglês). Forbes. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  74. Rivera, Zayda. «Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult reunite six months after split, are now 'fully back on'». Daily News (em inglês). New York Daily News. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  75. Simi John (3 de agosto de 2014). «Jennifer Lawrence and Nicholas Hoult Split for Second Time: Couple Blame 'Difficult Schedules' for Break-Up» (em inglês). International Business Times. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  76. Editores (3 de agosto de 2014). «Vazam fotos íntimas da atriz Jennifer Lawrence». EGO. Consultado em 31 de agosto de 2014 
  77. «Jen-Law crowned world's sexiest woman by FHM». HuffPost UK (em inglês). 1 de maio de 2014 
  78. «Toby Jones talks working with Jennifer Lawrence again in "The Falling"». IFC (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  79. Jensen2013-10-30T07:48:00+00:00, Jorn Rossing. «New Susanne Bier project revealed». Screen (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  80. Serena (2015) (em inglês), consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  81. X-Men: Days of Future Past (2014) (em inglês), consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  82. «X-Men: Days of Future Past». Box Office Mojo. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  83. Chang, Justin; Chang, Justin (12 de maio de 2014). «Film Review: 'X-Men: Days of Future Past'». Variety (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  84. Alexander, Bryan. «'Mockingjay' director on Philip Seymour Hoffman's death». USA TODAY (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  85. «Jennifer Lawrence's 'Hanging Tree' Heading for Hot 100 Chart Debut». Billboard. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  86. Dargis, Manohla (19 de novembro de 2015). «Review: 'The Hunger Games: Mockingjay Part 2,' Katniss's Final Battle». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  87. Child, Ben (9 de junho de 2014). «David O Russell and Jennifer Lawrence aim to clean up at 2016 Oscars with mop biopic». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  88. Meter, Jonathan Van. «Jennifer Lawrence Is Determined, Hilarious, and—Above All—Real». Vogue (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  89. Joy (2015) (em inglês), consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  90. «Joy | RichardRoeper.com». web.archive.org. 28 de janeiro de 2016. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  91. «Jennifer Lawrence Wins Golden Globe for Best Comedy Actress - ABC News». web.archive.org. 11 de janeiro de 2016. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  92. Jaworowski, Ken (28 de abril de 2016). «Review: 'A Beautiful Planet' Shows a Dazzling Earth From Space». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  93. X-Men: Apocalypse (2016) (em inglês), consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  94. «X-Men: Apocalypse». Empire (em inglês). 17 de maio de 2016. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  95. «People's Choice Awards 2017: See the Full List of Winners». Billboard. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  96. Orr, Christopher (21 de dezembro de 2016). «'Passengers' Is a Journey Best Skipped». The Atlantic (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  97. Mendelson, Scott. «Why Jennifer Lawrence's $20M (And Chris Pratt's $12M) 'Passengers' Payday Was A Trap». Forbes (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  98. «Jennifer Lawrence, Cate Blanchett and Six More Top Actresses on Pay Gap, Sex Scenes and the Price of Speaking Frankly: "There Is Always a Backlash" | Hollywood Reporter». web.archive.org. 18 de fevereiro de 2018. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  99. Passengers (2016) (em inglês), consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  100. «Jennifer Lawrence Responds to Passengers Criticism in Vogue Interview | Variety». web.archive.org. 9 de agosto de 2017. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  101. Gay, Jason. «Jennifer Lawrence on Her New Movie, New Relationship, and How She Stays So Damn Relatable». Vogue (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  102. Reporters, Telegraph (18 de setembro de 2017). «Mother! of all flops: Jennifer Lawrence horror leads to walkouts, F grade from audiences». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235 
  103. «mother! Buzz: Is Darren Aronofsky's Latest the Year's Most Controversial Movie?» (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  104. «Lawrence under siege in Aronofsky's latest extravaganza». SFChronicle.com (em inglês). 14 de setembro de 2017. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  105. Lang, Brent; Lang, Brent (22 de abril de 2017). «Steven Spielberg Pentagon Papers Drama Gets 2017 Oscar-Season Release». Variety (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  106. «Jennifer Lawrence Reveals Which Kardashian Would Make a Great Spy (Exclusive)». Entertainment Tonight (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  107. Murray, Daisy (9 de fevereiro de 2018). «The Nude Scenes In 'Red Sparrow' Helped Jennifer Lawrence Reclaim Her Sexuality». ELLE (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  108. Kohn, Eric; Kohn, Eric (16 de fevereiro de 2018). «'Red Sparrow' Review: Jennifer Lawrence Is a Badass Russian Spy Who Uses Her Sexuality Like a Weapon in Solid Thriller». IndieWire (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  109. Dark Phoenix (2019) (em inglês), consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  110. Mendelson, Scott. «Box Office: 'Toy Story 4' Crosses $600 Million, 'Aladdin' Passes $900 Million And 'John Wick 3' Tops 'Jason Bourne'». Forbes (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  111. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (16 de abril de 2019). «Jennifer Lawrence Sets Big-Screen Return Aligned With Theater Director Lila Neugebauer, A24 & IAC Films». Deadline (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  112. Kroll, Justin; Kroll, Justin (19 de fevereiro de 2020). «Jennifer Lawrence to Star in Adam McKay's Netflix Comedy 'Don't Look Up'». Variety (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  113. Kroll, Justin; Kroll, Justin (24 de julho de 2019). «Jennifer Lawrence to Star in Paolo Sorrentino's 'Mob Girl'». Variety (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  114. Lang, Brent; Lang, Brent (12 de dezembro de 2017). «Jennifer Lawrence to Star in Luca Guadagnino's 'Burial Rites' (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  115. «'Awards Chatter' Podcast — Jennifer Lawrence ('Mother!')». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  116. Duboff, Josh. «Jennifer Lawrence Discusses Her Split from Nicholas Hoult». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  117. Ensor, Josie (1 de setembro de 2014). «Nude Jennifer Lawrence photos leaked by hacker who claims to have 'private pictures of 100 A-listers'» (em inglês). ISSN 0307-1235 
  118. Fair, Vanity. «Cover Preview: Jennifer Lawrence Calls Photo Hacking a "Sex Crime"». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  119. «'Awards Chatter' Podcast — Jennifer Lawrence ('Mother!')». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  120. «Jennifer Lawrence on Dating Darren Aronofsky: 'I Had Energy for Him. I Don't Know How He Felt About Me'». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  121. Riesman, Abraham (22 de agosto de 2017). «Darren Aronofsky Doesn't Want You to Know Anything About Mother!». Vulture (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  122. «Jennifer Lawrence and Darren Aronofsky Split After a Year Together». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  123. Keveney, Bill. «Jennifer Lawrence is officially engaged to art gallery director Cooke Maroney». USA TODAY (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  124. «Jennifer Lawrence and Cooke Maroney Are Engaged». E! Online (em inglês). Tue Feb 05 18:09:00 PST 2019. Consultado em 22 de fevereiro de 2020  Verifique data em: |data= (ajuda)
  125. «Jennifer Lawrence and Cooke Maroney Tie the Knot in Rhode Island Wedding». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  126. David, Mark; David, Mark (7 de maio de 2019). «Jennifer Lawrence House-Hunting in New York City». Variety (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  127. Glamour. «Jennifer Lawrence Gives the No-Filter, No-B.S. Interview of Your Dreams». Glamour (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  128. Roberts, Kayleigh (26 de junho de 2017). «Jennifer Lawrence and Jon Hamm made an important video for planned parenthood». Harper's BAZAAR (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  129. Glamour. «Jennifer Lawrence Gives the No-Filter, No-B.S. Interview of Your Dreams». Glamour (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  130. McKimm, Mario Sorrenti; Fashion Editor: Alastair (7 de abril de 2016). «Introducing... Jennifer Lawrence: Truth and Beauty». Harper's BAZAAR (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  131. «J. Law's All About Female Empowerment». Bustle (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  132. Smith, Nigel M. (13 de outubro de 2015). «Jennifer Lawrence expresses anger at Hollywood's gender pay gap». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  133. Meter, Jonathan Van. «Jennifer Lawrence Is Determined, Hilarious, and—Above All—Real». Vogue (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  134. Robinson, Joanna. «Jennifer Lawrence Says a Donald Trump Presidency Would Be "The End of the World"». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  135. «Academy Invites 178 Artists and Execs as New Members». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  136. 10 Reasons Jennifer Lawrence is Awesome - IGN (em inglês), consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  137. «The World Food Programme And Feeding America Partner With The Hunger Games | WFP | United Nations World Food Programme - Fighting Hunger Worldwide». web.archive.org. 10 de junho de 2016. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  138. «Louisville 'Catching Fire' premiere promotes Jennifer Lawrence & charity». WDRB (em inglês) 
  139. Chideo. «Oscar® Winner Jennifer Lawrence Joins Chideo's All-star Line-up Of Celebrity Ambassadors, Teams Up With Bradley Cooper To Support Special Olympics World Games And Charles J. Cooper Patient Support Fund». www.prnewswire.com (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  140. «J.Law Wants to Be BFFs & Party for a Purpose...With You!». E! Online (em inglês). Thu Oct 30 13:09:00 PDT 2014. Consultado em 22 de fevereiro de 2020  Verifique data em: |data= (ajuda)
  141. Miller, Julie. «Watch Jennifer Lawrence Struggle to Act Unfriendly in Hunger Games Cast Prank». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  142. Whitten, Sarah (14 de agosto de 2015). «Jennifer Lawrence is changing Hollywood's game». CNBC (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  143. «Philanthropic Jennifer Lawrence donates $2 million to children's charity». HELLO! (em inglês). 13 de fevereiro de 2016. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  144. Gay, Jason. «Jennifer Lawrence on Her New Movie, New Relationship, and How She Stays So Damn Relatable». Vogue (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  145. «Over 300 top women in Hollywood launch anti-harassment initiative». DailySabah. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  146. «Jennifer Lawrence Celebrates Women's March 2018 With Cameron Diaz and Adele». Entertainment Tonight (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  147. «Jennifer Lawrence Plans to Take the Next Year Off From Acting: Here's Why (Exclusive)». Entertainment Tonight (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  148. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (30 de outubro de 2018). «Jennifer Lawrence Launches Excellent Cadaver Producing Shingle, Sets First Look Deal With Makeready». Deadline (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  149. «Jennifer Lawrence». IndieWire (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  150. Fair, Vanity. «Jennifer Lawrence on How Acting "Is Stupid," and the Time She Almost Shot Suspected Home Invaders with Her Bow and Arrow». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  151. «Jennifer Lawrence compared to Laurence Olivier by Donald Sutherland, 'Hunger Games' co-star - 03/22/2012 | Entertainment News from OnTheRedCarpet.com». web.archive.org. 29 de outubro de 2013. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  152. «Jennifer Lawrence, David O. Russell teaming up again for 'The Ends of the Earth'». nydailynews.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  153. «'Silver Linings Playbook' Oscar Nominee Jennifer Lawrence Shares Her Acting Secret: Never Sweat». yahoo.com (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  154. Hiscock, John (15 de novembro de 2014). «Jennifer Lawrence interview: 'Why I shop at Ikea'» (em inglês). ISSN 0307-1235 
  155. Foster, Jodie (18 de abril de 2013). «Jennifer Lawrence: The World's 100 Most Influential People». Time (em inglês). ISSN 0040-781X 
  156. Vineyard, Jennifer (14 de outubro de 2013). «See Who Made ELLE's Annual Hollywood Power List». ELLE (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  157. Schumann, Rebecka (26 de junho de 2013). «Forbes Lists Top 100 Most Powerful Celebrities in 2013: Oprah Winfrey Takes Number One Spot [FULL LIST]». International Business Times. Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  158. Pomerantz, Dorothy. «Sandra Bullock Tops Forbes' List Of Highest Earning Actresses With $51M». Forbes (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  159. Pomerantz, Dorothy. «Jennifer Lawrence Tops Our List Of The Most Powerful Actresses». Forbes (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  160. «The Celebrity 100: The World's Highest-Paid Entertainers 2019». Forbes (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  161. «This Week's Cover: Jennifer Lawrence is EW's Entertainer of the Year». EW.com (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  162. «Jennifer Lawrence Is the Highest-Grossing Action Heroine». Time (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  163. Robehmed, Natalie. «The World's Highest-Paid Actresses 2015: Jennifer Lawrence Leads With $52 Million». Forbes (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 
  164. Robehmed, Natalie. «The World's Highest-Paid Actresses 2017: Emma Stone Leads With $26 Million». Forbes (em inglês). Consultado em 22 de fevereiro de 2020 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons