Abrir menu principal

Jogos Olímpicos de Verão de 1960

Disambig grey.svg Nota: "Jogos Olímpicos de 1960" redireciona para este artigo. Para os Jogos de Inverno sediados em Squaw Valley, veja Jogos Olímpicos de Inverno de 1960.
Jogos da XVII Olimpíada
Roma 1960
1960-roma.jpg
Dados
Países participantes 83
Atletas 5338
Eventos 150 em 17 esportes
Cerimônia de abertura 25 de agosto
Cerimônia de encerramento 11 de setembro
Abertura oficial Presidente Giovanni Gronchi
Juramento do atleta Adolfo Consolini
Tocha Giancarlo Peris
Estádio principal Estádio Olímpico
◄◄ Melbourne 1956 {{{evento}}} Tóquio 1964 ►►

Jogos Olímpicos de Verão de 1960 (em italiano: Giochi della XVII Olimpiade), conhecidos oficialmente como os Jogos da XVII Olimpíada foram os Jogos Olímpicos realizados em Roma, a Cidade Eterna, capital da Itália, cinquenta e dois anos após a cidade ser obrigada a desistir da organização dos Jogos por causa de uma erupção do vulcão Vesúvio, que consumiu a maior parte dos recursos do Estado no atendimento às vítimas da catástrofe. Tendo finalmente sua oportunidade, os romanos aproveitaram para juntar a tradição anciã dos gregos com sua própria história. As competições de levantamento de peso foram realizadas na Basílica de Maxentius, a ginástica nas Termas de Caracala e o Arco de Constantino, o famoso monumento em homenagem ao primeiro imperador romano cristão, marcou a chegada da maratona.

Abertos em 25 de agosto e se estendendo até 11 de setembro, os Jogos de Roma tiveram a participação de 5.348 atletas, com o número expressivo de 611 mulheres entre eles, representando 83 países dos cinco continentes e foram, pioneiramente, transmitidos ao vivo por mais de cem canais de televisão de 18 países da Europa e mostrados em vídeo tape horas depois nos Estados Unidos, Canadá e Japão.

Índice

Processo de candidaturaEditar

Roma venceu o processo seletivo dos XVII Jogos Olímpicos na 50ª sessão do Comitê Olímpico Internacional, no dia 15 de junho de 1955, em Paris, França, superando a candidatura das cidades de Lausana, Detroit, Budapeste (sendo esta a primeira cidade do bloco comunista europeu a se candidatar a sede das Olimpíadas), Bruxelas, Cidade do México e Tóquio.

Resultados da eleição da cidade-sede dos Jogos da XVII Olimpíada[1]
Cidade CON Rodada 1 Rodada 2 Rodada 3
Roma   Itália 15 26 35
Lausana   Suíça 14 21 24
Detroit   Estados Unidos 6 11 -
Budapeste   Hungria 8 1 -
Bruxelas   Bélgica 6 - -
Cidade do México   Mexico 6 - -
Tóquio   Japão 4 - -

Fatos e destaquesEditar

  • O etíope Abebe Bikila tornou-se o primeiro negro africano a ganhar uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos, ao vencer de maneira sensacional a maratona no último dia dos Jogos. Soldado da guarda pessoal do Imperador Haile Selassie, Bikila ganhou a mais dura e desgastante prova olímpica correndo descalço pelas ruas romanas sob um calor de quase 30º e quebrando o recorde mundial da modalidade ao cruzar a linha de chegada, localizada exatamente embaixo do Arco de Constantino, símbolo do poder romano e italiano que invadiu e conquistou a Etiópia, seu país natal, na época do governo do ditador fascista Benito Mussolini, o que deu a seu feito a dimensão heróica e dramática que o transformaria numa lenda e no exemplo para todos os atletas africanos, que a partir desta década começaram a dominar todas as provas de longa distância do atletismo mundial.
  • Após amargar o vice-campeonato olímpico por três Jogos consecutivos, a Iugoslávia finalmente ganha a medalha de ouro no futebol.
  • Atletas da equipe feminina de ginástica da URSS ganham 15 das 16 medalhas de ouro possíveis em Roma e pela segunda vez, em sua terceira participação, os soviéticos batem os antes eternos campeões norte-americanos no quadro de medalhas.
  • A África do Sul participou pela última vez nos Jogos, banida por causa do seu regime de apartheid. Os sul-africanos só voltariam às Olimpíadas 32 anos depois, em Barcelona, após a política de segregação racial ter sido extinta em seu país.
  • O atirador finlandês Vilho Ylönen acertou um tiro na mosca na decisão da prova do Tiro de Campo, só que no alvo do atirador ao lado e perdeu a medalha de ouro para o adversário.
  • A nota triste foi a morte do ciclista dinamarquês Knut Jensen, que teve um colapso provocado pela ingestão de anfetaminas na sua prova do ciclismo, e morreu no hospital. Foi a segunda vez que um competidor morreu disputando uma prova nos Jogos. O primeiro foi o corredor português Francisco Lázaro na maratona dos Jogos de Estocolmo 1912, logo na estréia de Portugal no evento.

Modalidades disputadasEditar

Quadro de medalhasEditar

 Ordem  País        
1  URS União Soviética 43 29 31 103
2  USA Estados Unidos 34 21 16 71
3  ITA Itália 13 10 13 36
4  EUA Equipa Alemã Unida 12 19 11 42
5  AUS Austrália 8 8 6 22
6  TUR Turquia 7 2   9
7  HUN Hungria 6 8 7 21
8  JPN Japão 4 7 7 18
9  POL Polônia 4 6 11 21
10  TCH Checoslováquia 3 2 3 8
39  BRA Brasil     2 2

Referências

  1. aldaver.com. «INTERNATIONAL OLYMPIC COMMITTEE VOTE HISTORY» (em inglês). Consultado em 6 de outubro de 2009