Juazeiro Social Clube

O Juazeiro Social Clube é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Juazeiro, no estado da Bahia, fundado em 16 de agosto de 1995.

Juazeiro
JuazeiroSC.png
Nome Juazeiro Social Clube
Alcunhas Tricolor das Carrancas
Carranca
Tricolor do Norte
Mascote Carranca
Principal rival Sociedade Desportiva Juazeirense
Fundação 16 de agosto de 1995 (26 anos)
Estádio Adauto Moraes
Capacidade 8.000 Pessoas
Localização Juazeiro, BA
Proprietário Daniel Alves
Presidente Inativo
Treinador Sem Treinador
Patrocinador Inativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Há alguns anos passa por dificuldades financeiras. O clube tem como rival local o Juazeirense, outro time sediado no Município de Juazeiro. Seu estádio, o Estádio Adauto Morais, possui capacidade de 8 mil lugares. Suas cores são o verde, grená e branco.

O clube revelou Daniel Alves, lateral-direito do São Paulo FC e da Seleção Brasileira de Futebol.

HistóriaEditar

O Juazeiro Social Clube surgiu da fusão entre oito times amadores que disputavam a Liga de Futebol local (América, Barro Vermelho, Carranca, Colonial, Grêmio, Olaria, XV de Novembro e Veneza). Em 1996, conquistou seu primeiro título, o da Segunda Divisão baiana. Na estreia na elite do futebol baiano, terminou em um satisfatório terceiro lugar.

Em 2000, disputou o Módulo Verde da Copa João Havelange, terminando na vice-liderança do Grupo B (atrás do Corinthians Alagoano). Na segunda fase, terminou como líder do Grupo 1, superando a Tuna Luso. O Juazeiro flertou com o acesso à Série B até a última rodada, disputando a vaga na final com o Uberlândia, sendo que os dois clubes terminariam empatados em vitórias, empates, derrotas e pontos ganhos. Mas a equipe mineira levou vantagem no saldo de gols (10 marcados e seis sofridos, saldo de 4), enquanto os baianos marcariam seis gols, levando quatro (saldo de 2). Durante a campanha, o Tricolor do Norte revelou o goleiro Tiago Cardoso, atualmente no Santa Cruz.

 
Antigo escudo

Em 2001, após uma gradativa evolução, o Juazeiro, sob o comando do técnico Élcio "Sapatão" Nogueira, conquista o vice-campeonato baiano de futebol daquele ano, tendo sido derrotado na final pelo Bahia.

Entre 2003 a 2007, o clube atravessou um período de grande irregularidade, principalmente por causa de graves dificuldades financeiras que prejudicaram o projeto do time de ser a terceira força do futebol baiano.


Cronologia


1996: Campeão do Campeonato Baiano - 2ª Divisão.

1997: Semifinalista do Campeonato Baiano de Futebol, 2º Turno.

1998: Semifinalista do Campeonato Baiano de Futebol, 2º Turno.

1998: 2º fase do Campeonato Brasileiro da Terceira Divisão.

1999: 1º Fase na Copa do Nordeste de Futebol.

1999: Semifinalista do Campeonato Baiano de Futebol, 1º Turno.

2000: 1º fase da Copa do Nordeste de Futebol.

2000: Vice-campeão do 1º TURNO do Campeonato Baiano de Futebol.

2000: Lugar na COPA JOÃO HAVELANGE ( Campeonato Brasileiro de Futebol ) Modulo VERDE.

2001: Vice-campeão do Campeonato Baiano de Futebol.

2001: Lugar no Campeonato Brasileiro da Terceira Divisão.

2002: Disputa pela vez a Copa do Brasil, eliminado na 1º fase.

2002: Quartas-de-Final do Campeonato Baiano de Futebol.

2005: Semifinalista do Campeonato Baiano de Futebol.

2005: 1º fase do Campeonato Brasileiro da Terceira Divisão.

2006: Quartas-de-Final do Campeonato Baiano de Futebol.

2007: 5º Lugar no Campeonato Baiano de Futebol.

2008: Rebaixado para 2º divisão do Campeonato Baiano de Futebol.

2010: Campeão do Campeonato Baiano - 2ª Divisão.

2013: Semifinalista do Campeonato Baiano de Futebol.

2014: Rebaixado para 2ª divisão do Campeonato Baiano de Futebol.

Rebaixamento, crise e a volta por cimaEditar

Em 2008, o Juazeiro foi rebaixado para a Segunda divisão baiana por ter tido uma péssima campanha naquele ano. Porém, depois de 2 anos conseguiu o título da segunda divisão e consequentemente o acesso a elite do futebol baiano em 2011.

Acabou sendo rebaixado novamente em 2011, mas devido a uma escalação irregular de um jogador do Ipitanga, que fez o time perder pontos, o Juazeiro fica com a vaga e garantiu sua participação na primeira divisão do futebol baiano para o ano de 2012.

Depois de uma excelente campanha no ano de 2013, o rebaixamento se tornou realidade novamente no tricolor das carrancas, no ano de 2014. Em 2015 irá disputar o campeonato baiano da segunda divisão.

RivalidadeEditar

 Ver artigo principal: Ju-Ju

O Juazeiro tem como principal rival, a Juazeirense, time da mesma cidade, formando o dérbi Ju-Ju.

O primeiro confronto das duas equipes aconteceu no dia 31 de maio de 2009, com uma vitória da Juazeirense por 1 a 0.[1]

TítulosEditar

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Baiano - 2ª Divisão 2 1996 e 2010
  Taça Vale do São Francisco 1 1997
  Torneio do Interior 1 2003

EstatísticasEditar

ParticipaçõesEditar

Competição Temporadas Melhor campanha Anos P   R  
  Campeonato Baiano 16 Vice-campeão (2001) 1997-2008, 2011-2014 2
Segunda Divisão 6 Campeão (1996 e 2010) 1995-1996, 2009-2010, 2015-2016 2
  Copa do Nordeste 2 Grupos (1999 e 2000) 1999-2000
  Série C 6 3º colocado (2000) 1997-1998, 2000-2001, 2003, 2005
Copa do Brasil 2 1ª fase (2002 e 2014) 2002, 2014

Jogadores de renomeEditar

Campanhas de DestaqueEditar

2º lugar: Campeonato Baiano de 2001

Ranking da CBFEditar

  • Posição: 178º
  • Pontuação: 20 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Ligações externasEditar

Site oficial

Ver tambémEditar