Abrir menu principal

Caaba

(Redirecionado de Kaaba)
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde outubro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Caba.

A Caaba[1] ou Kaaba (também conhecido como Ka'bah ou Kabah; em árabe: الكعبة al-Kaʿbah IPA: [ʔælˈkæʕbɐ], "O Cubo"), também conhecido como al-Kaʿbatu l-Mušarrafah (الكعبة المشرفة; "O Nobre Cubo"), al-Baytu l-ʿAtīq (البيت العتيق; "A Casa Primigênia"), ou al-Baytu l-Ḥarām (البيت الحرام; "A Casa Sagrada/Proibida") é uma construção em formato de cubo. Reverenciada pelos muçulmanos na mesquita sagrada de al Masjid em Meca, e é considerado pelos devotos do Islã como o lugar mais sagrado do mundo.[2]

A Caaba é uma construção cúbica de 15,24 metros de altura, e é cercada por muros de 10,67 metros e 12,19 metros de altura. Ela está permanentemente coberta por uma manta escura com bordados dourados que é regularmente substituída. Em seu exterior, encravada em uma moldura de prata, encontra-se a Hajar el Aswad ("Pedra Negra"), uma pedra escura, de cerca de 50 centímetros de diâmetro, que é uma das relíquias mais sagradas do islã.

A Caaba é o centro das peregrinações (hajj) e é para onde o devoto muçulmano volta-se para as suas preces diárias (salat). É o lugar mais sagrado do Islã.

Quando o profeta Maomé repudiou todos os deuses pagãos e proclamou um deus único, Alá poupou a Caaba e tornou-a de um centro de peregrinação pagã em um centro da nova fé. No período pagão, a Caaba provavelmente simbolizava o sistema solar, abrigando 360 ídolos, sendo assim uma representação zodiacal. O edifício foi restaurado diversas vezes; a construção atual é datada do século VII, substituindo a mais antiga que foi destruída no cerco de Meca em 683. Mas os muçulmanos ainda acreditam nela mesmo sendo "renovada" .

Índice

ConstruçãoEditar

 
Um peregrino realiza uma oração perto da Caaba

Segundo relatos islâmicos, quando Abraão propagou pelo Iraque a crença monoteísta, foi perseguido. Então foi necessário um local simples para ser o ponto de adoração monoteísta. Abraão escolheu Meca por ser geograficamente o centro do mundo. Muçulmanos relatam que a construção da Caaba está descrita no Alcorão e na Bíblia, como segue[3]:

"7 E apareceu o SENHOR a Abrão e disse: À tua semente darei esta terra. E edificou ali um altar ao SENHOR, que lhe aparecera.
8 E moveu-se dali para a montanha à banda do oriente de Betel e armou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente e Ai ao oriente; e edificou ali um altar ao SENHOR e invocou o nome do SENHOR." Gênesis 12, 7,8.

Bem como descrito no Alcorão:

"E quando Abraão e Ismail elevam as fundações da casa, dizendo, Nosso Senhor! aceita de nós (este trabalho). Certamente Tu escutas, és conhecedor." Capítulo 2, vers. 127

Ver tambémEditar

Referências

  1. Alves, Adalberto (2013), «Caaba», Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa, ISBN 9789722721790, Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, Instituto Camões, p. 337, consultado em 31 de maio de 2014 
  2. Wensinck, A. J; Ka`ba. Encyclopaedia of Islam IV p. 317
  3. Muhammad o mensageiro de Deus. [S.l.]: Centro de divulgação do Islam para América Latina. 1989 

Ligações externasEditar