Kelly Craft

política americana

Kelly Dawn Craft (nasceu a 24 de fevereiro de 1962)[1] é uma diplomata americana que serviu como embaixadora dos Estados Unidos nas Nações Unidas de 2019 a 2021. Craft serviu anteriormente como embaixadora dos Estados Unidos no Canadá, sendo a primeira mulher a ocupar esse cargo.[2] Foi nomeada pelo presidente George W. Bush como delegada suplente dos EUA nas Nações Unidas em 2007, onde o seu foco incluiu o envolvimento dos EUA na África.[3][4] Kelly foi uma delegada na Convenção Nacional Republicana de 2016 no estado de Kentucky. Ela chefiou a Kelly G. Knight LLC, uma empresa de consultoria de negócios com sede em Lexington, Kentucky.[4]

Kelly Craft
Embaixadora dos Estados Unidos
nas Nações Unidas
Período 12 de setembro de 2019
a 20 de janeiro de 2021
Presidente Donald Trump
Antecessor(a) Nikki Haley
Sucessor(a) Linda Thomas-Greenfield
Embaixadora dos Estados Unidos
no Canadá
Período 23 de outubro de 2017
a 23 de agosto de 2019
Presidente Donald Trump
Antecessor(a) Bruce Heyman
Sucessor(a) Richard M. Mills Jr.
Dados pessoais
Nome completo Kelly Dawn Craft
Nascimento 24 de fevereiro de 1962 (60 anos)
Lexington, Kentucky, USA
Nacionalidade norte-americano
Alma mater Universidade de Kentucky
Cônjuge Joe Craft
Filhos 2
Partido Republicano

Craft foi confirmada pelo Senado dos Estados Unidos numa votação de 56-34, e foi oficialmente empossada como embaixadora das Nações Unidas a 10 de setembro de 2019.[5] Ela apresentou formalmente as suas credenciais ao Secretário-Geral António Guterres a 12 de setembro de 2019.

Infância e EducaçãoEditar

Kelly, nasceu em 1962 em Lexington, Kentucky, filha do falecido veterinário Bobby Guilfoil e Sherry Dale Guilfoil.[6] O seu pai era um ativista do Partido Democrata que já tinha servido como presidente do Condado de Barren, do Partido Democrata de Kentucky.[1] Craft cresceu em Glasgow, Kentucky, e formou-se na Glasgow High School em 1980.[4] Ela formou-se com um bacharelado na Universidade de Kentucky em 1984.

Envolvimento político e doaçõesEditar

Em 2004, Craft era uma apoiante proeminente de George W. Bush, que a nomeou delegada suplente nas Nações Unidas em 2007.[7] Como parte da delegação, as suas responsabilidades incluíam aconselhar o embaixador dos Estados Unidos na ONU sobre a política dos EUA / África.[8]

Craft foi descrita como uma doadora generosa aos candidatos políticos republicanos.[9] Em 2016, Craft e o seu marido doaram milhões de dólares aos candidatos para a nomeação republicana de 2016 para presidente.[10] Antes de doar mais de $ 2 milhões para a campanha de Donald Trump, o casal apoiou Marco Rubio.[7] Kelly e o seu marido, Joe Craft, apoiaram fortemente o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell. McConnell, por sua vez, incitou Trump a nomear Craft como embaixadora do Canadá.[11] O The Crafts tem associação de nível "ouro" nos hotéis Trump, que é para clientes que já se hospedaram mais de 20 vezes nos hotéis Trump; de acordo com o Washington Post , essas associações são raras.[11]

Embaixadora do Canadá (2017-2019)Editar

 
Bandeira do Embaixador dos EUA.

A 15 de junho de 2017, Craft foi nomeado pelo presidente Donald Trump para se tornar a embaixadora no Canadá. Ela foi confirmada pelo Senado dos Estados Unidos por votação verbal a 3 de agosto e assumiu o cargo em 23 de outubro.[12]

Na sua primeira semana como embaixadora do Canadá, Craft disse em uma entrevista ao CBC News, que quando se trata de consenso científico sobre as mudanças climáticas, ela acredita em "ambos os lados da ciência".[13][14]

De acordo com um relatório de junho de 2019 no Politico, Kelly estava frequentemente ausente do seu cargo em Ottawa durante o seu mandato como embaixatriz.[11] Durante um período de 15 meses, ela fez 128 voos entre Ottawa e os Estados Unidos, o equivalente a uma viagem de ida e volta por semana.[11] 70 das viagens tiveram Lexington, Kentucky como origem ou destino de suas viagens, o que levantou questões sobre se as viagens eram por motivos pessoais.[11] A administração Trump não forneceu registros de quantos dias Craft esteve presente em Ottawa; pelas regras do Departamento de Estado, um embaixador só pode passar 26 dias úteis longe de um posto. Ela passou 300 dias (mais da metade de seu mandato) ausente de seu cargo.[15] Craft não disponibiliza os seus horários.

Embaixadora dos Estados Unidos nas Nações UnidasEditar

 
Kelly Craft apresenta as credenciais para António Guterres

A 22 de fevereiro de 2019, Trump anunciou sua intenção de nomear Craft para substituir Nikki Haley, que havia renunciado no ano anterior, para ser a próxima Embaixadora dos Estados Unidos nas Nações Unidas.[16] A 2 de maio de 2019, a indicação de Craft foi formalmente enviada ao Senado dos Estados Unidos.[17] A 19 de junho de 2019, uma audiência sobre a sua nomeação foi realizada perante a Comissão de Relações Exteriores do Senado.[18] Durante a audiência, Kelly disse que continuaria a lutar contra o que alega ser um preconceito anti-Israel nas Nações Unidas.[19] Embora Craft tenha dito anteriormente durante sua gestão como embaixadora no Canadá que acreditava que havia "bons cientistas de ambos os lados" do debate sobre o clima, durante a sua audiência de confirmação, ela inverteu a sua posição, afirmando que acreditava que os combustíveis fósseis e o comportamento humano contribuíram para mudança climática.[20] Devido às conexões de sua família com a indústria do carvão, ela também concordou em se abster de quaisquer discussões na ONU envolvendo as mudança climática ou carvão. A 25 de julho de 2019, a sua nomeação foi falada fora do comitê por uma votação de 15– 7.[21]  A 30 de julho de 2019, o Senado votou 57–33 para invocar cloture (moção parlamentar, para acabar rapidamente com o debate) na sua nomeação. A 31 de julho de 2019, a sua nomeação foi confirmada por uma votação de 56–34.[22] Ela foi formalmente empossada pelo vice-presidente Mike Pence a 10 de setembro de 2019.[23]

A 13 de agosto de 2020, Kelly celebrou o anúncio das relações diplomáticas entre os Emirados Árabes Unidos e Israel , chamando-a de “uma grande vitória” para Trump e para o mundo, dizendo que os laços diplomáticos mostram “quão famintos por paz todos nós estamos neste mundo ”, e como os países do Oriente Médio entendem a necessidade de “permanecer firme contra um regime que é o principal patrocinador do terrorismo ”- o Irão.[24]

Vida pessoalEditar

Kelly casou-se com David S. Moross e depois com Judson Knight.[7] Ela casou-se com Joe Craft em abril de 2016. Sendo este um executivo bilionário de mineração de carvão da Alliance Resource Partners, LP, o terceiro maior produtor de carvão no leste dos Estados Unidos.[13][25]

Referências

  1. a b «United States Ambassador to Canada: Who Is Kelly Knight Craft?». AllGov. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  2. Staff, WKYT News. «Kelly Craft sworn in as U.S. Ambassador to Canada». https://www.wkyt.com (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  3. «Trump nominates Kelly Knight Craft as the next ambassador to Canada». BBC News (em inglês). 15 de junho de 2017. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  4. a b c ELLIS, RONNIE. «Bush nominates Knight for UN». Glasgow Daily Times (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  5. «Ambassador Kelly Craft». United States Mission to the United Nations (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  6. «President Trump nominates Kelly Knight Craft, Kentucky native, as next UN Ambassador». WDKY Fox 56 Lexington (em inglês). 23 de fevereiro de 2019. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  7. a b c «Why Kelly Knight Craft was made U.S. ambassador to Canada - Macleans.ca». www.macleans.ca. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  8. «Board of Trustees Members - University of Kentucky». web.archive.org. 19 de julho de 2017. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  9. «Trump picks Republican fundraiser Kelly Knight Craft as U.S. ambassador to Canada | CBC News». CBC (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  10. «WebCite query result». www.webcitation.org. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  11. a b c d e Gardner, Lauren. «Trump's U.N. nominee was 'absent' ambassador». POLITICO (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  12. «PN603 - Nomination of Kelly Knight Craft for Department of State, 115th Congress (2017-2018)». www.congress.gov. 3 de agosto de 2017. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  13. a b «Trump's top diplomat to Canada begins job today amid tense trade talks | CBC News». CBC (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  14. Anapol, Avery (24 de outubro de 2017). «US ambassador to Canada believes 'both sides' of climate science». TheHill (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  15. «Trump's UN pick under fire for spending 300 days away from current post». the Guardian (em inglês). 19 de junho de 2019. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  16. Holland, Steve (23 de fevereiro de 2019). «Trump picks envoy to Canada Kelly Craft for U.N. ambassador». Reuters (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  17. «Seven Nominations Sent to the Senate». The White House (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  18. Testimony, Download. «Nominations | United States Senate Committee on Foreign Relations». www.foreign.senate.gov (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  19. AP and TOI staff. «Trump's pick for UN envoy says she'll fight anti-Israel bias». www.timesofisrael.com (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  20. Kirby, Jen (31 de julho de 2019). «The Senate confirms Kelly Craft as the new UN ambassador». Vox (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  21. Gardner, Lauren. «Senate panel endorses Kelly Craft as U.N. envoy». POLITICO (em inglês). Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  22. «U.S. Senate: U.S. Senate Roll Call Votes 116th Congress - 1st Session». www.senate.gov. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  23. «Senate confirms Kelly Craft as US ambassador to UN». AP NEWS. 31 de julho de 2019. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  24. «The Latest: US envoy: UAE-Israel deal 'huge win' for Trump». WTOP (em inglês). 13 de agosto de 2020. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  25. «Alliance Resource Partners, L.P. Announces Acquisition of Coal Supply Agreements from Affiliate of Patriot Coal Corporation». www.businesswire.com (em inglês). 2 de janeiro de 2015. Consultado em 20 de dezembro de 2020