Abrir menu principal

La rosa de Guadalupe

série de televisão mexicana
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção é sobre uma série televisiva em exibição. A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (data da marcação: 12 de novembro de 2019; editado pela última vez em 7 de novembro de 2019) TV Future Icon.svg
La rosa de Guadalupe
A Rosa dos Milagres / Milagres de Nossa Senhora (BR)
Logo da Série.
Informação geral
Formato Série
Gênero
Duração ~40-44 minutos
Estado Em exibição
Criador(es) Carlos Mercado Orduña
Desenvolvedor(es) Televisa
País de origem México
Idioma original (em castelhano)
Produção
Diretor(es) José Ángel García
Marta Luna
Ricardo de la Parra
Eduardo Said
Lorena Maza
Produtor(es) Miguel Ángel Herros
Câmera Multicâmera
Distribuída por Televisa
Narrador(es) Helena Rojo (desde 2017)
Empresa(s) de produção Televisa
Exibição
Emissora de televisão original Las Estrellas
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Formato de áudio Estéreo
Transmissão original 5 de fevereiro de 2008presente
N.º de temporadas 12
N.º de episódios 1.200 + (em transmissão)[1]
Cronologia
Programas relacionados Mujer, casos de la vida real
Central de abasto
Como dice el dicho
A cada quién su santo

La rosa de Guadalupe (bra: A Rosa dos Milagres ou Milagres de Nossa Senhora ) é uma série de televisão mexicana antológica de gênero drama, exibida pelo Las Estrellas desde 5 de fevereiro de 2008.[2]

A série é dedicada ao público católico, em específico a Virgem de Guadalupe. Foi criada e escrita originalmente por Carlos Mercado Orduña.

No dia 5 de fevereiro de 2019, a série completou 11 anos de exibição.

SinopseEditar

Os episódios da série são geralmente independentes (embora episódios especiais de duas horas de duração tenham sido ocasionalmente transmitidos). Devido as histórias dos personagens principais serem independentes, os episódios não demonstram ligações entre si.[3] Devido ao formato unitário, o elenco e suas personagens mudam a cada capítulo.

A estrutura básica de cada episódio apresenta um conflito social que afeta os protagonistas. Em algum momento do conflito, uma pessoa próxima à pessoa afetada quando a situação se agrava (geralmente um membro da família ou um amigo) reza diante de uma imagem de Nossa Senhora de Guadalupe para invocar sua ajuda na solução deste problema. Neste ponto, uma rosa branca se materializa na casa do protagonista.

O resultado de cada episódio vem quando o personagem principal toma conhecimento dos erros em seu comportamento. Como um sinal de que a história chegou ao fim, uma corrente de ar flui em torno dele, e ao mesmo tempo a rosa branca desaparece e um dos personagens pronuncia uma mensagem como uma lição de moral para fechar o capítulo.

Durante a temporada de 2017, a atriz Helena Rojo apresentou alguns dos episódios.

Durante uma entrevista, o roteirista Carlos Mercado contou que começou a desenvolver a história quando visitou a Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe para pedir um milagre. Ao ver a quantidade de pessoas reunidas no local, ele começou a se perguntar sobre a história e o porque de cada uma delas estar presente no local.[4]

Sobre a rosa branca, Mercado indicou que ela simboliza a pureza e que em cada capítulo são usadas quatro ou cinco rosas naturais. O escritor também relata que a corrente de ar é inspirada por uma experiência pessoal quando sentiu que o vento soprava ao redor dele depois de fazer uma oração pedindo que a série fosse produzida.[4]

A série também é caracterizada por ter alguns dos seus episódios inspirados em assuntos que estão evidência na mídia ou nas redes sociais. A Rosa de Guadalupe dedicou capítulos a videogames (no episódio MonsterBall Go), a droga Krokodil (Como um zumbi), o jogo da Baleia Azul (Quando as baleias encalham ou Só desmaiam), a autolesão (Uma saída dolorida), o cosplay (Save the world), o assassinato da ativista Marisela Escobedo Ortiz, (A sede da justiça), os millenials (Millenials: juventude de hoje), entre outros.[5][6]

ExibiçãoEditar

Críticas e ControvérsiasEditar

A série tem sido vítima de severas críticas por parte da mídia especializada, devido aos seus atores em começo de carreira e as suas péssimas atuações.[7]

Exibição no BrasilEditar

Foi adquirida pelo SBT, e foi exibida sob o título de A Rosa dos Milagres, de 11 de março a 29 de março de 2019 com 15 episódios, mas sendo transmitido apenas os da fase de 2016, substituindo Carrossel na faixa das 18h45 e sendo substituída pela reprise da telenovela A Dona devido aos baixos índices de audiência.[8][9]

Retornou a grade do SBT em 19 de agosto de 2019, às 18h, agora com o nome Milagres de Nossa Senhora, fazendo parte da faixa das Novelas da Tarde.[10] Inicialmente, seria a substituta da reprise de A Dona, porém, em comunicado a imprensa, a emissora anunciou a reprise de Abismo de Paixão, com estreia em 27 de agosto de 2019, como a nova substituta do dramalhão mexicano, abrindo uma faixa para a série.[11] Ficou no ar até o dia 25 de outubro de 2019 com 50 episódios, exibindo os da fase de 2016 e 2017. Com o fim da série, os capítulos das telenovelas A Que não Podia Amar e Abismo de Paixão foram esticados em alguns minutos, ocasionando no fim da grade.[12]

Audiência no BrasilEditar

No ar das 18h09 às 19h44, a série marcou 5,6 pontos, com 6,5 de pico. Substituindo a quarta exibição de Carrossel, a trama marcou a mesma média da novela infantil. Foram 6 pontos de média, que deixaram a emissora de Silvio Santos na terceira colocação.[13] Nos dias 12, 13 e 15 de março, registrou 5,0 pontos, sua menor audiência até então. No dia 14 do mesmo mês, igualou a audiência da estreia, 5,6 pontos.

Em 20 de março de 2019, ganhou mais um horário às 14h15.[14] No ar das 14h19 as 15h a série marcou 5.2 de média, 8.1 de pico. Ficando na terceira colocação, atrás da RecordTV 10.5, e Globo 9.7.[15] No mesmo dia, na faixa das 18h, registrou sua pior audiência, 4,8 pontos. A exibição das 14h15 durou apenas um dia, sendo substituída no dia seguinte pelo seriado Chaves.[16]

Em 21 de março, registrou sua maior audiência, 6,0 pontos.

Já na sua volta em 19 de agosto com novo nome, registrou 7,7 pontos, superando a primeira estreia.[17] Impulsionada pela reta final da reprise de A Dona, o segundo episódio registrou 8 pontos.[18] Com novo título e fixada nas novelas da tarde, apesar de ser uma série, a atração vinha marcando bons índices, superando a primeira exibição, acumulando médias entre 6 e 7 pontos, chegado inclusive a picos de 8.[19]

Programa RivalEditar

Em 2009, a principal concorrente da Televisa, Azteca estreia o programa A cada quién su santo (A cada um com seu santo). Durante cada episódio com a duração de uma hora, é focado na relação de uma região mexicana e seu santo padroeiro ou então um santo em que a região demonstra grande devoção, enquanto na Televisa são casos relacionados a milagres atribuídos a Nossa Senhora de Guadalupe.

Prêmios e indicaçõesEditar

Prêmio TVyNovelasEditar

Ano Categoria Programa Resultado
2018 Melhor Programa Unitário La rosa de Guadalupe Ganhadora
2017 Nomeada
2016
2015
2014 Ganhadora
2013

Carnaval Carolina 2015Editar

Ano Categoria Programa Resultado
2015 Melhor Programa La rosa de guadalupe Ganhadora[20]

Congresso Anual de Escritores Latino americanosEditar

Ano Categoria Programa Resultado
2013 Melhor texto La rosa de guadalupe Ganhadora[21]

Prêmios BravoEditar

Ano Categoria Programa ou Nominados Resultado
2010 Melhor Programa Unitário La rosa de Guadalupe Ganhadora[22]
2013 Melhor Programa Unitário La rosa de Guadalupe Ganhadora[23]
Melhor atriz Feminina Marcia Coutiño Ganhadora
Melhor Ator Carlos Cámara Ganhador
2015 Melhor Atriz Infantil de Programa Unitario Cherry Sayta Ganhadora[24]
Melhor Atriz Juvenil Arantza Ganhadora

Referências

  1. Franco, René (5 de julho de 2017). Radio Fórmula, ed. «"La Rosa de Guadalupe", episodio mil, por Las Estrellas y Unicable. La taquilla, con René Franco». Consultado em 5 de julho de 2017 
  2. «La Rosa de Guadalupe, 8 años de éxito». Televisa. 4 de fevereiro de 2016. Consultado em 28 de setembro de 2016 
  3. «¡LO QUE NO SABÍAS DE LA ROSA DE GUADALUPE, PREVIO AL CAPÍTULO 1000!». Las Estrellas - TV. 11 de julho de 2017. Consultado em 16 de novembro de 2017 
  4. a b «¡LA HISTORIA DETRÁS DE LA ROSA DE GUADALUPE! ASÍ EMPEZÓ TODO…». Las Estrellas - TV. 13 de julho de 2017. Consultado em 16 de novembro de 2017 
  5. «IMPERDIBLE: ¡13 HISTORIAS REALES DE LA ROSA DE GUADALUPE!». Las Estrellas - TV. 13 de julho de 2017. Consultado em 19 de novembro de 2017 
  6. «11 Casos reales que vimos en 'La rosa de Guadalupe'». Las Estrellas - TV. Consultado em 19 de novembro de 2017 
  7. Radio Panamericana (Cuatro Razones de Porqué La Rosa de Guadalupe es un Éxito en Nuestro País)
  8. «Guadalupe: SBT adquire série mexicana dedicada ao público católico». 21 de janeiro de 2019. Consultado em 21 de janeiro de 2019 
  9. Fabrício Falcheti (24 de janeiro de 2019). «SBT define estreia de "La Rosa de Guadalupe", polêmica série que é um fenômeno no México». Na Telinha. Consultado em 24 de janeiro de 2019 
  10. Alexandre Cavalcante (31 de julho de 2019). «Em chamada, SBT anuncia A Rosa dos Milagres para substituir A Dona». O Canal. Consultado em 31 de julho de 2019 
  11. «SBT vai reprisar Abismo de Paixão no lugar de A Dona a partir desta terça». Observatório da Televisão. 26 de agosto de 2019. Consultado em 26 de agosto de 2019 
  12. Cadu Safner (23 de outubro de 2019). «SBT tira Milagres de Nossa Senhora do ar e abre espaço para final de A Que Não Podia Amar». Observatório da Televisão. Consultado em 23 de outubro de 2019 
  13. «Estreia de A Rosa dos Milagres não altera audiência do SBT». Observatório da Televisão. 12 de março de 2019. Consultado em 13 de março de 2019 
  14. «De volta das férias, Silvio Santos coloca "A Rosa dos Milagres" em dois horários no SBT - Televisão». NaTelinha. Consultado em 20 de março de 2019 
  15. S, Ricardo (20 de março de 2019). «A reestreia de #ARosaDosMilagres marcou 5.2 de média, 8.1 de pico e 12.3% de share. RecordTV 10.5, Globo 9.7, Band 1.1, Cultura 1.0.». @RickSouza. Consultado em 20 de março de 2019 
  16. «SBT: Silvio Santos volta atrás, retorna com "Chaves" e "Fofocalizando" recupera tempo - Televisão». NaTelinha. Consultado em 22 de março de 2019 
  17. «Com tiro de mocinha, A Dona do Pedaço supera ibope das duas antecessoras». Notícias da TV. Consultado em 20 de agosto de 2019 
  18. «Audiência: Impulsionada por A Dona, Milagres de Nossa Senhora cresce em segundo episódio». Observatório da Televisão. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  19. «Milagres de Nossa Senhora surpreende e é a maior audiência do SBT; confira os consolidados de segunda-feira (02/09/19)». O Canal. Consultado em 4 de setembro de 2019 
  20. Televisión Televisa (La Rosa de Guadalupe recibió premio en el 18 aniversario del Carnaval Carolina 2015, gracias al éxito en la Unión Americana.)
  21. La Maroma (Gana “La Rosa de Guadalupe” premio al mejor guión 2013)
  22. Tabasco Hoy (Itati Cantoral se Llevo la Noche en Premios Bravo)
  23. (Noche de gala en los premios Bravo)
  24. Esto en Línea (Alegre y emotiva entrega de los Premios Bravo)

Ligações ExternasEditar